Socialista Morena
Politik

7 perguntas da esquerda para o PT sobre a prisão de Delcídio (e uma para o Supremo)

A esquerda brasileira, ao contrário do que a direita pretende fazer os ingênuos acreditarem, não é (só) o PT. A esquerda é muito maior do que o PT. A esquerda vai além de partidos, é uma forma de ver o mundo. Nunca acabará. Parte da esquerda apóia pontualmente o governo do PT, é verdade, mas […]

(Foto: Moreira Mariz/agência Senado)
Cynara Menezes
29 de novembro de 2015, 15h11
(Foto: Moreira Mariz/agência Senado)

(O senador Delcídio Amaral. Foto: Moreira Mariz/agência Senado)

A esquerda brasileira, ao contrário do que a direita pretende fazer os ingênuos acreditarem, não é (só) o PT. A esquerda é muito maior do que o PT. A esquerda vai além de partidos, é uma forma de ver o mundo. Nunca acabará.

Parte da esquerda apóia pontualmente o governo do PT, é verdade, mas tem esquerdista que nem isso, que faz oposição sistemática ao governo. Embora aloprados enxerguem uma “revolução socialista” em curso, infelizmente o partido cada vez mais se distancia da esquerda. E o governo Dilma Rousseff tem deixado clara sua opção pela centro-direita. Uma decepção, porque muita gente de esquerda que votou em Dilma em 2014 tinha feito uma aposta: esperava uma guinada à esquerda que não veio.

Pois enquanto a direita ri, a esquerda mais e mais se entristece com as notícias que não param de surgir envolvendo políticos do PT. A prisão do senador Delcídio Amaral me parece a gota d’água – pelo menos até agora; sabe-se lá se não virá coisa pior. Os diálogos que vieram à tona entre Delcídio, o filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e seu advogado são chocantes. Como aceitar que um senador trame para atrapalhar uma investigação em curso?

Do episódio, ficam algumas perguntas que a esquerda (não o “PIG”) tem a fazer:

1. Delcídio agiu por conta própria? O PT soltou nota negando-se a prestar solidariedade ao senador, mas não está claro até agora o que moveu Delcídio. Em respeito a seus eleitores, o partido precisa ser mais incisivo.

2. Se Delcídio agiu por conta própria, por que a maioria dos senadores petistas votou contra sua prisão? Fica parecendo que eles devem alguma coisa a ele.

3. Se Delcídio agiu por conta própria, certamente foi para defender a si próprio e ao banqueiro André Esteves. Mas se não agiu por conta própria, a quem ele pretendia defender?

4. Se Delcídio agiu por conta própria, por que não foi imediatamente expulso do partido?

5. O que teme o PT para não expulsar Delcídio?

6. Por que Delcídio disse que foi Dilma quem indicou Nestor Cerveró para a Petrobras, se nas gravações percebe-se que ele é amigo de longa data da família Cerveró e inclusive viu seu filho e neta crescerem?

7. Por que Lula não se posiciona diretamente sobre o episódio para evitar que os jornais atribuam frases a ele?

8. E quanto ao Supremo? O Brasil tem, após a prisão de Delcídio, mais segurança quanto à lisura dos ministros nas decisões ou menos? Todo mundo sempre ouviu falar do peso dos “embargos auriculares”, as conversas ao pé do ouvido dos ministros feita por políticos e advogados interessados nas decisões. As falas de Delcídio corroboram a existência desta influência. Como o país pode confiar em juízes da máxima corte que decidem a partir das relações que têm com as partes?

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Por que sou contra o impeachment


A mídia e a direita estão tentando plantar na cabeça do brasileiro a ideia de impeachment da presidenta Dilma Rousseff menos de seis meses após sua reeleição. Parece (e é) coisa de quem não se…

Politik

Enquanto vocês reclamam do Fla-Flu, o Milicos do Senhor F.C. corre por fora


Em 2010, os eleitores do PT e do PSDB tiveram que escolher entre um partido de centro-esquerda acovardado, que fez um acordo com evangélicos para não perder a eleição, e um partido de centro que…