Socialista Morena
Politik

Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU condena facada em Bolsonaro

"Cadê a ONU?", questionavam entidades de extrema-direita, as mesmas que desprezaram decisão de comissão da ONU sobre Lula, como o MBL

Mais uma mentira na conta do MBL
Da Redação
07 de setembro de 2018, 20h02

Essa é para quem anda agora exigindo uma posição da ONU sobre a facada de que foi vítima o candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro –os mesmos que preferiram desprezar e fazer chacota da decisão da Comissão de Direitos Humanos da ONU em favor de Lula, como o MBL, que estava cobrando o “silêncio” da Organização enquanto acusa, sem provas, a esquerda pelo ato tresloucado de uma pessoa com problemas psicológicos. Mais uma fake news na conta do movimento, já notório pela disseminação de notícias falsas.

Nesta sexta-feira, o Escritório para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) condenou publicamente, em nota, o ataque contra o deputado federal e candidato a presidente da República ocorrido durante um ato de campanha na quinta-feira em Juiz de Fora, Minas Gerais.

O MBL antes: a ONU “não manda” no Brasil

“Confiamos nas autoridades brasileiras para uma pronta investigação e punição dos responsáveis”, comentou a Representante Regional para América do Sul do ACNUDH, Birgit Gerstenberg, expressando a solidariedade de seu Escritório com o candidato.

O ACNUDH manifestou preocupação com os casos de ameaças contra candidatos concorrendo a cargos nos poderes executivo e legislativo no Brasil

O ACNUDH também observou o crescimento das tensões nas últimas eleições em países da América Latina e manifestou preocupação com os casos de ameaças contra candidatos concorrendo a cargos nos poderes executivo e legislativo no Brasil.

Para Birgit Gerstenberg, “o processo eleitoral precisa garantir o direito à participação nos assuntos públicos, incluindo o direito à vida e à integridade física, bem como às liberdades de expressão, reunião e associação”.

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(2) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

JACÓ em 08/09/2018 - 21h55 comentou:

a direita no brasil é de dar pena, sem noção, lixo puro semexpressividade nenhuma. Dá dó.

Responder

Sergio em 10/09/2018 - 17h49 comentou:

Jacó… A esquerda é de dar pena! Quem sempre teve a capacidade de mobilizar as massas foi a esquerda, e onde está povo? Nas ruas? Chego a conclusão, apesar da liderança de Lula em qualquer pesquisa, o povo não quer votar em LULA!

Vota em Lula sim! elege Lula sim! Mas, se o nome dele estiver lá na urna! Mas, querer é diferente! querer é fazer questão! É lutar para isso! É protestar! É ir às ruas! É questionar!

Se também um lado sem noção é a esquerda. Sem noção que seu líder maior não será candidato, sofre revés após revés do poder judiciário, e NADA DE MOBILIZAÇÃO! O judiciário se sente muito à vontade para proibir campanha do pt, cassar registro de candidatura de Lula… Ninguém se mobiliza nessa nação, então todos estão confortáveis!

“Não vai ter golpe! Vai ter luta!” A direita dá risadas com a capacidade inexistente de luta da esquerda! Por isso, Bolsonaro é líder das pesquisas! E a esquerda? Parada!

Tempos estranhos!

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Feminismo

Patrícia Lélis: “quero Eduardo prestando serviço numa instituição LGBT”


PGR denunciou o deputado, filho do presidenciável Jair Bolsonaro. Em prints, ele ameaça a jornalista e a chama de "puta"

Politik

PSOL: quem é o “rival” de Chico Alencar na disputa pela candidatura à presidência


O professor catarinense Nildo Ouriques se lança como pré-candidato e afirma ser o nome mais adequado no partido para fazer o enfrentamento da crise econômica