Socialista Morena
Politik

As grandes reivindicações ausentes dos protestos

  Já critiquei aqui a falta de foco da grande maioria dos manifestantes que foram às ruas nas últimas semanas para protestar contra “tudo”. Desde então, apareceram algumas listas e pesquisas sobre o que querem os manifestantes. Encabeça o rol a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) número 37, que reduz o papel do Ministério Público […]

(defender barbaridades independe de idade)
Cynara Menezes
24 de junho de 2013, 18h05

 

(defender barbaridades independe de idade)

Já critiquei aqui a falta de foco da grande maioria dos manifestantes que foram às ruas nas últimas semanas para protestar contra “tudo”. Desde então, apareceram algumas listas e pesquisas sobre o que querem os manifestantes. Encabeça o rol a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) número 37, que reduz o papel do Ministério Público nas investigações policiais, um projeto polêmico que não encontra consenso nem no meio jurídico –e sobre o qual muitos dos que bradam contra ela não sabem quase nada além de ouvir falar que é a “PEC da Impunidade”. Eu tenho dúvidas até se sabem o que significa a palavra “PEC”.

UPDATE: a PEC 37 foi arquivada pela Câmara na terça-feira à noite. Vitória dos manifestantes. Devo tirar o chapéu para eles, não importa que soubessem ou não profundamente do que se tratava. Derrubaram a PEC, uma PEC no mínimo polêmica. Parabéns.

Segundo pesquisa Ibope revelada domingo à noite no programa Fantástico, 24% dos que foram aos protestos disseram estar ali “contra a corrupção”, de forma genérica, e 6% contra a PEC37. 12% alegaram defender melhorias para a saúde e 5% estavam protestando contra os gastos da Copa do Mundo e em favor da educação. Vi gente pedindo à presidenta Dilma várias coisas que não são de sua alçada, como a destituição de Renan Calheiros da presidência do Senado, o que para mim é significativo da falta de consciência política e de informação da maior parte dos manifestantes.

Um problema, aliás, que atribuo ao PT: em dez anos de governo, o partido pouco ou nada investiu na formação política e na conscientização da juventude. Na Venezuela, mesmo os adversários reconhecem o papel que Hugo Chávez teve na formação de uma juventude consciente. Tanto é que, de esquerda ou de direita, os jovens venezuelanos conhecem seus direitos e a Constituição do país. No Brasil estamos a anos-luz disso.

Voltando às manifestações. Até agora várias pautas continuam de fora dos protestos, que, a meu ver, além de terem descambado para a violência por conta de uma minoria exaltada, continuam vazios de significado. Curiosamente, todas progressistas. Algumas delas:

– A FAVOR: PEC90, de autoria da deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP), estabelece a mobilidade urbana e metropolitana como direito social nos termos do artigo sexto da Constituição, ao lado da saúde e da educação. Se aprovada, poderia trazer melhorias fundamentais ao transporte público, item primordial dos protestos. UPDATE: a PEC90 foi aprovada pela CCJ da Câmara. Outra vitória que também pode ser atribuída à pressão popular.

– CONTRA: Lei Geral das Religiões, prestes a ir ao plenário do Senado, prejudica religiões minoritárias como as de matriz africana (umbanda e candomblé), e torna o ensino religioso obrigatório.

– A FAVOR: Reforma Política. O financiamento público de campanha seria capaz de reduzir a corrupção em todas as esferas governamentais.

– CONTRA: PEC215, de autoria do deputado federal Almir Sá (PPB-RR), que retira do Executivo a palavra final sobre a demarcação de terras indígenas e a repassa ao Congresso. Esta PEC é a atual causa de revolta dos índios no País.

– A FAVOR: Imposto sobre as grandes fortunas, que incidiria sobrre contribuintes que têm patrimônio superior a 4 milhões de reais. Isso representaria uma arrecadação de 14 bilhões de reais que poderiam muito bem reforçar o orçamento da saúde, por exemplo.

– CONTRA: PEC33, aprovada pelo PT em conjunto com o PSDB na Comissão de Constituição e Justiça, torna possível ao Congresso questionar algumas decisões do Supremo. Imaginem o perigo.

– A FAVOR: desmilitarização da polícia.

– CONTRA: alianças do PT com o conservadorismo. Por que ninguém pede que Dilma rompa com os ruralistas e com a bancada evangélica?

Já mencionei os polêmicos projetos do Estatuto do Nascituro e da Cura Gay, que os fundamentalistas tentam empurrar goela abaixo da população esclarecida e que não vêm sendo suficientemente denunciados nas manifestações.

Eu pergunto: se você, cidadão consciente, ainda pretende ir às manifestações (pessoalmente, defendi que sou a favor de uma trégua), que tipo de bandeira pretende empunhar? Você saberia responder por que estas questões estão ausentes dos protestos? A quem interessa que não sejam lembradas?


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(27) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Marize muniz em 24/06/2013 - 18h17 comentou:

Contra o PL 4330, de Sandro Mabel, que amplia A terceirização precarizando ainda mais as condições de trabalho e tirando direiros dos trabalhadores.

Responder

    Carlos Fischborn em 25/06/2013 - 03h02 comentou:

    Essa é muito boa!

    Rafael em 02/07/2013 - 11h32 comentou:

    Sandro Mabel sempre querendo diminuir a classe trabalhadora

herbo em 24/06/2013 - 18h41 comentou:

desmilitarização da policia é a descriminalização do bandido ?

Responder

    Carlos Fischborn em 25/06/2013 - 03h05 comentou:

    Não, é o que faz um país quando ele é uma democracia. Policia militar é coisa típica de ditaduras.

Bacellar em 24/06/2013 - 19h56 comentou:

Realmente. Se falarem que um núcleo da PUC quer propor uma PEC pra regular o PAC, vai ter manifestante tendo tilt nos norôno! Hehehe.

Responder

Alexandre Gomes em 24/06/2013 - 19h59 comentou:

* Redução de privilégios políticos, Foro suprapartidário com julgamento rápido de crimes contra o erário, redução de ajuda de custos de auxilio em todas as instâncias de governo, revisão da aposentadoria política;
* Quarentena de políticos e ficha limpa
* Canal de denúncia na polícia federal;
* Prioridade de investimento em saúde e educação;
* Fiscalização mais dura contra a sonegação;
* IGF;

Responder

Bruno em 24/06/2013 - 23h03 comentou:

Cynara, discordo que essas pautas apresentadas por você estejam de fora das manifestações. Apesar de não estarem nominalmente estampadas em cartazes, como a pauta contra PEC 37, elas estão lá, quando se manifesta contra a péssima qualidade dos serviços de transporte público oferecidos, considerada a tarifa cobrada de forma pouca transparente (PEC 90), contra o projeto de cura gay aprovado de forma sorrateira pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado Feliciano (Lei Geral das Religiões, etc.); nota-se, inclusive, a partir dessas pesquisas, que o Poder Judiciário parece ter saído incólume do sentimento geral de insatisfação, ainda que se critique a morosidade desse Poder; o fato da pesquisa indicar que o Min. Joaquim Barbosa seria eleito presidente, se as eleições ocorressem hoje, diz muito do prestígio e da imagem que o Poder Judiciário tem entre a população (o que prejudicaria tentativas como essa de submeter as decisões do STF ao Congresso e ao Poder Executivo Federal); quando se apontam as enormes desigualdades no país, que parece ter priorizado eventos esportivos bilionários, enquanto hospitais, escolas, polícias, etc. são deficientes, envolve também a questão de quem custeia o que nesse país (o que ensejaria, sim, a discussão sobre o Imposto sobre Grandes Fortunas). Enfim, creio que essas pautas estão sim nos protestos, ainda que não explicitadas nos cartazes, mas que ganharão corpo, espaço, quando as manifestações deixarem a fase da euforia provocada pelo sentimento de indignação represado e ir para a fase seguinte de discussões mais maduras, objetivas e concretas. Ninguém aguenta mais promessas vazias, onde não se diz como e quando serão efetivadas.

Responder

Carlos Fischborn em 25/06/2013 - 03h01 comentou:

Muito providencial essa matéria pra mim que não participei dos protestos mas sinto falta de algumas reivindicações plausíveis como:
– CONTRA: O fator previdenciário do qual o Sen. Paulo Paim vive a reclamar na tribuna e ninguém liga.
– A FAVOR: Da aprovação da PEC37 e cadeia para o prevaricador R. Gurgel.
– A FAVOR: De uma reforma midiática, a que chamam de "Ley de Medios".
– A FAVOR: Da legalização e regulamentação de TODAS as drogas.
– CONTRA: A redução da idade penal.
– A FAVOR: De eleições diretas para a presidência do STF (tá bom, essa não é plausível por prescindir de uma nova constituição pra tanto)
– CONTRA: Ter muitos comentários nas reportagens da Cynara Morena, prq já não tenho tempo e disposição p/ ler todos os posts. (Essa última foi brincadeira, viu?!) ;D

Responder

José em 25/06/2013 - 03h16 comentou:

Oi Cynara,

desculpa, mas eu acho que existem sempre exageros. Pela primeira vez, eu vejo jornalistas tendo que lutar para conseguir serem mesmo "ouvidos". O fato de que a indignação das pessoas seja tratada de uma maneira tão estranha (não sei bem se este seria o adjetivo) pela imprensa: "seria um golpe, uma desestabilização internacional?" (sério? é isso que a imprensa quer noticiar?). Ou simplesmente deslegitimada não significa que não poderiam sair dos protestos propostas concretas de combate à corrupção, mesmo que esta seja sim uma bandeira genérica…

Bom, o fato de que o protesto não tenha um líder faz com que um dos pilares do jornalismo: a "hierarquia de credibilidade" se esgote: não há líder, não há opinião de cima, não há programa… O engraçado é que tanto jornalistas que vivem da internet como os demais não parecem nada simpáticos aos protestos… Isso é mesmo muito mais engraçado…

Responder

Hebert em 25/06/2013 - 03h59 comentou:

Cara socialista morena, gostaria de enfocar a foto acima. Uma senhora de idade já avançada ( me parece ), aposentada, com um cartaz com os dizeres: PENA DE MORTE PARA OS CORRUPTOS.
Essa senhora me parece mais uma vítima não só das impossibilidades da idade, mas também de políticos não que lhe representam, assim como é vítima de uma previdência social hedionda e de um sistema de saúde ainda pior.
Deve necessitar mais que ninguém de uma aposentadoria de miséria para manter a si mesma e seus remédios. Cada vez que um político corrupto desvia grandes quantias destinadas a melhoria nestas áreas, pra quem mais precisa ( crianças em desenvolvimento e idosos ), ele está lhes aplicando a pena capital com uma diferença, ele não tem que olhar nos olhos de suas vítimas, e lucra como um típico matador de aluguel.
Nessa circunstância, sinceramente não vejo nada ( absolutamente nada ) demais ou de bárbaro no cartaz intolerante de que vem tolerando sabe-se la quanto tempo.
PS: Espero que eu não venha a ser classificado como um Troll, como na figura acima alimentado por uma moça loira de aparência nórdica do tipo patriçola e de minoria privilegiada e condomínio luxuoso ( figurinha bastante interessante ).

Responder

Bruno em 25/06/2013 - 07h05 comentou:

Um vídeo interessante sobre a tolerância dos apartidários progressistas e democráticos de esquerda, afinal só a direita é facista né:
http://www.youtube.com/watch?v=BZYLA-Ii5KI

E ai, Cynara, não vai se revoltar???

Responder

Oswaldo em 25/06/2013 - 10h44 comentou:

Cynara, o que eu ponderei até agora do anúncio de Dilma sobre um plebiscito convocando Constituinte para a realização de uma Reforma Política é que se trata de algo muito positivo. O governo, e pelo que me parece, a própria Dilma percebeu que a situação aproxima-se de um limite. Que não adianta simplesmente administrar as mazelas de o atual modelo de coligações e de coalizão governista. Parece ter percebido que não faz mais sentido apenas procurar levar isso adiante, com base na expectativa de conseguir mais quatro anos para o ciclo de governos petistas. Os sinais que Dilma tem dado é de alguém que resolveu fazer algo de concreto diante de uma situação limite. Por isso, me parece ter optado por fazer política com P maiúsculo. Mas os blogueiros que funcionam apenas à base do antipetismo puro e simples já começaram a apostar na desinformação: a dizer que a ideia é colocar a própria Reforma no Plebiscito goela abaixo dos eleitores atropelando a constituição (quando na verdade a proposta é de convocar uma constituinte). Os mais lunáticos já começaram a dizer que é o "golpe bolivariano" e a espalhar isso nas redes disso que o pessoal chama de "direita sem partido". Estão apostando na desinformação e no caos.
Minha posição é que essa bandeira de uma Constituinte para uma Reforma política é uma grande e boa oportunidade. E que ao contrário do que muitos dizem, pode ir sim ao encontro de muitas das insatisfações das vozes das ruas. Enfim. Nem faço ideia do seu acompanhamento individual das postagens, mas deixo aqui também minha análise sobre essa proposta, e a relação com o contexto político que vivemos:
http://blogumlugar.blogspot.com.br/2013/06/a-pres

Responder

Felipe Martins em 25/06/2013 - 11h25 comentou:

"PEC33, aprovada pelo PT em conjunto com o PSDB na Comissão de Constituição e Justiça, torna possível ao Congresso questionar algumas decisões do Supremo. Imaginem o perigo." – Concordo plenamente, contudo tem muito esquerdista cego defendendo essa aberração.

"alianças do PT com o conservadorismo. Por que ninguém pede que Dilma rompa com os ruralistas e com a bancada evangélica?" – Eu vi muita gente pedindo isso nas manifestações contra a "cura gay". E também, boa parte dos insatisfeitos com o PT (eu, por exemplo) o estão devido essas alianças malucas a favor da abstrata "governabilidade".

Responder

Paulo em 25/06/2013 - 12h04 comentou:

Concordo com boa parte de seus argumentos, no que se refere à falta de consciência política e de informação da maior parte dos manifestantes. Entretanto, com os meios de informação à disposição – sejam confiáveis ou não – só é ignorante quem quer e muitos creem apenas naquilo que lhe interessa, inclusive à própria colunista. Vejamos:
Lei das Religiões – contra. Contra a obrigatoriedade do ensino religioso nas escolas públicas, pois escola pública não é lugar pra fazer proselitismo, seja lá qual for. Pelo mesmo motivo sou contra a veiculação daquele vídeo pejorativamente chamado “kit gay”, pois proselitismo sexual também deveria ser vedado. O que cabe de um lado cabe de outro.

Reforma política – a favor.

Impostos sobre grandes fortunas – totalmente a favor, pois se a pretensão é diminuir as desigualdades sociais quem tem que arcar com isso é quem está no topo da pirâmide e não no centro.

Regulamentação do preceito constitucional que defende a participação do trabalhador nos lucros da empresa – tais medidas além de serem mais justas ainda estimulariam a produtividade da empresa como um todo, de forma a aproximar o empregado do patrão.

PEC 33 – Contra sem grande convicção, lembrando que a PEC apenas trata de processos que discutem a constitucionalidade de lei e não processos judiciais em si.

A favor do cumprimento da pena dos condenados pelo mensalão, como também a investigação e o julgamento dos casos de corrupção do PSDB. O que vale de um lado vale para o outro.

Totalmente contra a desmilitarização da policia, pois a policia civil não é treinada para executar o policiamento ostensivo e crer que a extinção do policiamento ostensivo em nada afetaria a segurança pública é de uma ingenuidade impar.

Em relação à cura gay, este é um exemplo que você acredita naquilo que lhe convém e expõe os fatos de forma equivocada pois até mesmo os religiosos não mencionam a homossexualidade como doença além de que a medida seria unicamente PERMITIR psicólogos a tratar quem estivesse interessado. Creio que é liberdade de cada um ser homossexual, mas também creio que é liberdade de cada um que não estiver satisfeito com essa condição que busque uma saída. Se for satisfatória, apenas saberíamos com a permissão desse suposto tratamento

Responder

Eric em 25/06/2013 - 13h04 comentou:

Tem alguém aíííí´!? Alguém se deu conta do projeto de lei que inibe a criação de novos partidos políticos? Pelo visto, ninguém está dando a mínima. Não vejo ninguém contra e ninguém a favor. Parece que isso não importa! Minha opinião é que se aprovada essa lei, prejudica totalmente as práticas da democracia representativa e se os grupos que possuem ideais em comum (por pior que sejam esses ideais), jamais puderem se organizar e formar um novo partido para serem representados de forma democrática no congresso, o país abre um precedente para a formação de grupos radicais e idiotas mascarados se colocando como líderes dos "sem partidos'. O direito de criação de partidos é um direito adquirido de nossa sociedade, estão nos tirando esse direito e ninguém está se dando conta.

Responder

malvina cruela em 25/06/2013 - 14h16 comentou:

não sei se posso falar que algo mais ainda seja impressionante pq é difícil impressionar com qualquer coisa que a esquerda pátria possa fazer de bizarro: mas esse recente amor declarado e deabrido pelos corruptos realmente é de espantar

Responder

marcia mendes em 25/06/2013 - 17h30 comentou:

Aqui mesmo no Facebook observei numa petista absoluta ignorância da história recente do Brasil e desisti de insistir em detalhes com, é triste constatar, uma boboca. Procede mesmo sua crítica de que o PT acolheu milhares de militantes e nada faz pra melhorar o nível intelectual deles, muito baixo .

Responder

@waldirvanderlei em 25/06/2013 - 17h52 comentou:

Eu não acho que os movimentos devam parar, motivos existem de sobra para se reivindicar algo, é obvio que alguns “chutam o balde” nem sabe o que querem, mas ao menos querem algo e estão se manifestando. Vejo em nossa Presidenta que apesar de ter sido a opção menos ruim para o Brasil depois do Lula, ela ainda está distante de ser o pessoa de luta em seus anos revolucionários, se fosse nem teria sido eleita é obvio, sendo assim ela está a serviço de todo esse sistema que nos cerca em que o dinheiro sempre fala mais alto. Cynara você é uma pessoa admirável, escreve uma coisas bacana, mas está a serviço deste sistema que impera, tem uma linha seguir e por mais que se diga socialista os seus atos ainda não são. A onda de protesto deve continuar, os representantes do povo devem ficar atentos, pois este povo quer ocupar o seu lugar, e para isso não vão distribuir flores e nem convites para chá e biscoito mas sim causar uma certa desordem no sistema para depois o recompor de maneira que favoreça todos.

Responder

Zé Ruela em 25/06/2013 - 18h00 comentou:

Mas que sujeito chato sou eu que não acho nada disso engraçado, socialistas, manifestantes, PSDB, PT, mensaleiros, Copa 2014, Neymar, Globo, Miriam Leitão eu acho tudo isso um saco!

Responder

Oswaldo em 26/06/2013 - 04h15 comentou:

Um lembre pontual: http://blogumlugar.blogspot.com.br/2013/06/cura-g

Mesmo sabendo que o mais importante é questionar a lógica política e social que permite isso, não custa lembrar que os processos tem pessoas dentro.

Responder

Jones dos Santos em 26/06/2013 - 22h45 comentou:

Chamar PDC 234/2011 de CURA GAY eh a maior burrice e oportunismo…
Proibir uma pessoa/profissional de se MANIFESTAR sobre um assunto eh uma afronta!

Os homossexuais, defendem a sua liberdade, querendo acabar com a liberdade dos demais…

Tu parece ser alguem esclarecida, le e depois fala se o projeto eh CURA GAY mesmo…

Responder

Alexandre em 27/06/2013 - 14h14 comentou:

PELÉ DISSE NÃO ESQUCER (sic) QUE “NÃO APOIOU A DITADURA MILITAR”(!), *COMPARA 1974 COM A ERA DILMA ROUSSEFF, E “ESQUECE O QUE FALOU ‘ONTEM’”! PELÉ **ADERIU [MAIS UMA VEZ(!!!)] AO GOLPE! ENTENDA
*o que não deixa de ser um risco à nossa subdemocracia de ‘nois’ bananas!
**o Pelé deve ter ouvido ‘a voz do palco’ [do Projac!] do ‘InFaustão’ “das organizações(!) Globo”

###############################

Pelé adotou um tom crítico ao falar sobre Copa do Mundo e também sobre a série de protestos que tem acontecido no país. Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, o Rei do Futebol declarou apoio aos manifestantes, criticou a construção de estádios e até revelou que boicotou o Mundial da Alemanha Ocidental, em 1974, como forma de protesto contra a ditadura.
Pelé, que havia aposentado a camisa canarinho em 1971, ressaltou que recebeu o convite para voltar a defender a seleção brasileira na Copa de 74, mas rejeitou porque a ditadura estava prejudicando demais o povo. O ex-camisa 10 lembra que o regime político do Brasil piorou em comparação à Copa do Mundo de 70, quando foi campeão com a seleção no México.
"Pediram para eu voltar para seleção, eu não voltei. Eu já tinha me despedido do Santos, mas eu estava bem demais. Mas o Geisel (presidente da República entre 1974 e 1979), a filha dele, veio falar comigo, para eu voltar e jogar a Copa de 74. Por um único motivo não aceitei: estava infeliz com a situação da ditadura no país. Estava preocupado com o momento. Em apoio ao país, eu recusei, pois estava muito bem (físico e técnico) e poderia jogar em alto nível", afirmou Pelé.
"A ditadura estava exigindo demais do povo. Em 1970 era diferente, a seleção era comandada pelo Zagallo (técnico), mas o Parreira e o Coutinho eram do exército, e a situação era melhor", completou.
Agora, Pelé voltou a fazer comparações com o passado para demonstrar apoio ao povo contra os políticos do Brasil. O ex-camisa 10 fez questão de dizer que é a favor das manifestações no Brasil e ressalta que apenas pediu para o povo não vaiar a seleção brasileira que disputa a Copa das Confederações.
A postura é diferente daquela apresentada em uma entrevista dada na semana passada, à TV Tribuna, de Santos, afiliada da Globo. "Vamos esquecer toda essa confusão que está acontecendo no Brasil, todas essas manifestações, e vamos pensar que a seleção brasileira é o nosso país, é o nosso sangue. Não vamos vaiar a seleção. Vamos apoiar até o final", falou, na ocasião.

em http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/20

###################

“NUMDISSE?!”: continuemos pintados para a guerra! Mesmo porque a luta contra o fascismo é eterna!

Até a vitória sempre!

Respeitosas saudações democráticas, progressistas, civilizatórias, nacionalistas, antigolpistas e antifascistas,

República Desses Bananas da [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL E AO POVO BRASILEIRO, MENTEcaptos, fascistas, mercenários, golpistas/terroristas de meia tigela!… ‘O cheiro dos cavalos ao do povo!’

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

malvina cruela em 27/06/2013 - 14h34 comentou:

na verdade o governo federal faz exatamente como certos bêbados e drogados que são contra e lei seca: matam, estropiam, mutilam em "acidentes" mais que previsíveis…e dizem que a culpa é das estradas, do vento, da chuva, das arvores, dos animais…de todos; menos dele mesmo, bêbado e drogado ao volante. Aliás, assumir responsabilidades e brasileiros na mesma frase já é um problema lógico insolúvel..

Responder

Alexandre em 29/06/2013 - 23h33 comentou:

A REDE GLOBO, DISSIMULADA, HESITOU, MAS TEVE QUE ADMITIR QUE É UMA ORGANIZAÇÃO(!) SONEGADORA DE IMPOSTOS – E QUE RECORRE A PARAÍSSOS FISCAIS PARA OPERACIONALIZAR AS SUAS DELINQUÊNCIAS FISCAIS! ENTENDA…

###############################
Globo pagou multa de R$ 274 mi à Receita por causa da Copa 2002
Ricardo Feltrin, colunista do UOL
29/06/201317h50

Em comunicado oficial, a Globo Comunicação e Participações confirmou neste sábado (29) que pagou multa de mais de R$ 270 milhões à Receita Federal em 2006. O motivo da multa foi –no entendimento da Receita– irregularidades na operação de compra dos direitos exclusivos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. A notícia sobre o auto de infração lavrado contra a emissora foi dado pelo repórter eblogueiro Miguel do Rosário.
No total, a emissora teve de desembolsar entre multa (R$ 274 milhões) , juros de mora (R$ 157 mi) e imposto não pago (R$ 183 milhões) um total de mais de R$ 615 milhões. A emissora "disfarçou" a compra dos direitos sobre a rubrica "investimentos e participação societária no exterior", utilizando para esse fim um paraíso fiscal, as Ilhas Virgens. O Fisco discordou da estratégia contábil e aplicou a multa, que já foi paga, segundo a emissora. O processo correu em sigilo até então.
Usando de eufemismo, a assessoria que responde pela Globo nesse assunto (uma assessoria particular, e não a CGCom) tentou a princípio tergiversar.
"A Globo Comunicação e Participações esclarece que não existe nenhuma pendência tributária da empresa com a Receita Federal referente à aquisição dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de Futebol de 2002. Os impostos devidos foram integralmente pagos."
Ao ser novamente questionada pelo fato de que não havia respondido à pergunta inicial e fundamental desta coluna –a Globo foi multada ou não pela Receita?–, a assessoria enviou uma nova nota esclarecendo que, sim, a TV Globo fora multada.
"Todos os procedimentos de aquisição de direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002 pela TV Globo deram-se de acordo com as legislações aplicáveis, segundo nosso entendimento. Houve entendimento diferente por parte do Fisco. Este entendimento é passível de discussão, como permite a lei, mas a empresa acabou optando pelo pagamento", informava uma segunda nota oficial enviada neste sábado.
A Receita Federal entendeu que houve erro ou sonegação, não aceitou as justificativas contábeis e fez a cobrança.
"A pessoa jurídica realizou operações simuladas, ocultando as circunstâncias materiais do fato gerador de imposto de renda na fonte", afirma página do processo 0719000/0409/2006, obtida pelo blog de Rosário.

FONTE: http://noticias.uol.com.br/ooops/ultimas-noticias

####################

… República Desses Bananas da [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL E AO POVO BRASILEIRO, Sonegadores cínicos e irresponsáveis, estelionatários hipócritas, fariseus dos Quintos dos Infernos, MENTEcaptos, fascistas, mercenários, golpistas/terroristas de meia tigela!… ‘O cheiro dos cavalos ao do povo!’

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Bruno Campos em 30/06/2013 - 13h50 comentou:

Cynara, porquê vc não explica o que é desmilitarização da Polícia?

Quanto ao conservadorismo, acho que vc não sabe o que é ser conservador. Certamente vc nunca leu Ortega y Gasset e nem ao menos sabe quem é Roger Scruton.
As pessoas não se deixam mais enganar pelo método esquerdista de ser, aquilo que aparentemente é incoerência, na verdade, é método, e as pessoas já perceberam isso. Amanhã — quando para vocÊs for vantajoso defender os evangélicos vocês o farão, contudo, eles são e serão os seus maiores obstáculos. Os evangélicos estão aonde vocês "sempre estiveram", e defendem princípios e valores que vão de encontro aos seus.
p.s.Conservador é alguém que considera a liberdade um valor, um objetivo, mas não chama isso de um ideal. O conservador reflete sobre coisas reais e sabe que a liberdade verdadeira é obtida sob leis e regras, pois sem instituições não há liberdade, mas selvageria.

Responder

Rafael em 30/06/2013 - 19h43 comentou:

O que mais assusta, na verdade, é a maneira como os petistas em geral deslegitimam as manifestações com a desculpa de que ela é "manipulada".

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Direitos Humanos

“Fui multada por buzinar em apoio à Marcha das Mulheres Indígenas”


Surreal: contra as garantias constitucionais de direito à manifestação, Detran de Brasília penaliza apoiadores de protestos

Mídia

Te cuida, EBC: Macri começa a sucatear a comunicação pública na Argentina


Na mesma tarde que a seleção de Messi derrotou a Nigéria, governo anunciou a demissão de 354 trabalhadores na agência de notícias Télam