As mais estapafúrdias teorias da direita comunistofóbica

A situação é de um paradoxo brutal: por um lado, os direitistas brasileiros bradam que esquerda e direita “não existem mais”; por outro, tentam amedrontar os incautos com a ideia de que vivemos sob a iminente ameaça comunista. Desprezam o socialismo porque “fracassou”, mas morrem de medo dele e afirmam que os “vermelhos” irão nos dominar a qualquer momento. O muro de Berlim caiu em 1990 e a União Soviética se desfez no ano seguinte, mas os colunistas de alguns dos principais meios de comunicação do País não param de enxergar “bolcheviques” (!!!) por toda parte, como aquele espectro de que falou Karl Marx no Manifesto Comunista, 166 anos atrás.

Que água esse povo anda bebendo? Reuni cinco das mais absurdas teorias comunistofóbicas do Brasil e dos EUA. São tão assustadoras quanto a lenda do bicho papão, mas pelo menos rendem boas risadas.

1. Os Beatles eram comunistas

Em 1965, o pastor norte-americano David Noebel lançou o livro Comunismo, Hipnotismo e Os Beatles para divulgar sua teoria: os quatro rapazes de Liverpool na verdade integravam um plano da União Soviética para fazer lavagem cerebral na juventude. Letras mais inocentes e dançantes como I Wanna Hold Your Hand serviam para hipnotizar garotos e garotas e deixá-los mentalmente incapazes, para então seduzi-los com as ideias comunistas através de canções com óbvias intenções bolcheviques como Back in the USSR. Não, nossos colunistas não seriam capazes de pensar nada tão alucinado (e divertido).

Aliás, teve também quem achasse que esta capa dos Beatles promovia o aborto. “Os quatro usam jalecos brancos cobertos com carne e bebês decapitados. John aparenta satisfação. Paul está feliz, até mesmo deleitado. Ringo parece deprimido (‘estou mesmo fazendo isso?’) e George é a encarnação do mal” (leia mais aqui).

2. Os Muppets são comunistas

Esta é mais recente: em 2011, um apresentador do canal direitista Fox News levantou a hipótese de que o recém-lançado filme dos Muppets escondia uma “agenda esquerdista” subliminar. Isso porque o vilão era representado por um bem-sucedido homem de negócios, um magnata do petróleo chamado “Richman”. Segundo o comentarista Dan Gainor, o filme estava deliberadamente fazendo lavagem cerebral nas crianças, “como acontece há décadas”. “Onde nós estamos, na China comunista?”, reclamou um dos convidados. “Eu gostaria que esses esquerdistas deixassem nossas crianças em paz!”, protestou outra. Veja o vídeo com a bizarra discussão:

E abaixo, miss Piggy e Kermit respondem às acusações. Mana Mana.

3. Barack Obama é comunista

Hahahahahahahahahahahahahahahahahaha. Ok, parei. Bem, uma das maiores “provas” de que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é comunista (hahahaha –desculpem, foi mais forte do que eu) é que se você digitar no Google o endereço da casa dele em Chicago aparece um número de telefone que, na verdade, pertence ao Partido pelo Socialismo e Libertação (chequem a história aqui). Nossa, camarada Obama, você disfarçou muito bem ao criticar Raúl Castro em público no funeral de Mandela.

4. Médicos cubanos são espiões comunistas

Essa chegou a virar “notícia” na revista mais vendida do Brasil, a Veja. Segundo a publicação, a importação de médicos cubanos pelo programa Mais Médicos iria inundar o País de espiões comunistas. A cada cinco médicos exportados, disse a revista, Cuba enviaria junto um espião do regime castrista. Ridículo, mas chamam isso de “jornalismo”. O mais gozado é que a revista estacionou no tempo da guerra fria, mas costuma alcunhar “anacrônico” quem se define como socialista.

A Veja não deu, mas na semana passada o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, elogiou a medicina cubana. “Quero saudar o sistema de saúde de Cuba, baseado na atenção primária à saúde, que já rendeu resultados excelentes. Este é um modelo para muitos países em todo o mundo”, disse Ki-Moon (leia a íntegra aqui). Será o secretário-geral da ONU um espião norte-coreano disfarçado de sul-coreano? Esperemos ansiosamente novas “revelações” da revista dos Civita.

5. O Brasil está às vésperas de um golpe comunista

A história, na verdade, era uma piada, inspirada na comunistofobia que se alastra pelos meios de comunicação graças à “perspicácia” de nomes como Rodrigo “direita Miami” Constantino, Arnaldo “perigo vermelho” Jabor e um carinha do SBT do Paraná que disse que tem mais comunista no Brasil do que na China.

Inspirado por essa moçada paranoica que parou nos anos 1950, um estudante de 19 anos resolveu criar uma página no Facebook com esse título e conseguiu atrair mais de 30 mil pessoas. Só de onda, claro. Mas, por incrível que pareça, teve uma galera de direita que acreditou! E publicou A SÉRIO em um site que os comunistas irão mudar o nome de Brasília para Lulingrado assim que tomarem o poder. Sabem o que é pior? A página deles no facebook é seguida por 127 mil pessoas. Essa gente raciocina? E quer governar o Brasil? Socorro.

P.S.: O Blog do Cadu também reuniu outras lendas sobre a esquerda brasileira e Lula. Confira aqui.

Leia também  Manifesto comunista também é arte

O Socialista Morena é um blog de jornalismo independente. Se você quiser contribuir financeiramente, doe ou assine. Quanto mais colaborações, mais reportagens exclusivas. Obrigada!!

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Ou, você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência 3310
Conta Corrente 23023-7

Publicado em 3 de fevereiro de 2014