Socialista Morena
Politik

Dilma, ouça mais Lula. Ao contrário do que a mídia diz, isto a faz mais forte, e não mais fraca

Um dos principais erros da presidenta Dilma Rousseff neste segundo mandato, em minha opinião, foi não ouvir mais o ex-presidente Lula. Desconfio que, em dado momento, houve algum ruído entre eles e Dilma resolveu seguir por sua própria conta e risco. Queria mostrar que não é apenas “uma marionete”, “um poste de Lula”, como foi […]

(Lula parabeniza Dilma pela vitória em novembro de 2014. Foto: Ricardo Stuckert)
Cynara Menezes
18 de dezembro de 2015, 17h51
(Lula parabeniza Dilma pela vitória em novembro de 2014. Foto: Ricardo Stuckert)

(Lula parabeniza Dilma pela vitória em novembro de 2014. Foto: Ricardo Stuckert)

Um dos principais erros da presidenta Dilma Rousseff neste segundo mandato, em minha opinião, foi não ouvir mais o ex-presidente Lula. Desconfio que, em dado momento, houve algum ruído entre eles e Dilma resolveu seguir por sua própria conta e risco. Queria mostrar que não é apenas “uma marionete”, “um poste de Lula”, como foi apelidada pela mídia. E o paradoxal é que Dilma fez isso para agradar à mídia.

Parecia que a mídia hegemônica queria fortalecer Dilma quando a elogiava por “pensar por si mesma”. Cada vez que ela dava sinais de afastamento de Lula, a imprensa aplaudia. Dilma não percebeu que o verdadeiro intuito da mídia ao atritá-la com o antecessor era para enfraquecê-la e não o contrário. Aparentemente, Dilma foi convencida de que era ruim para sua imagem de mulher independente, de líder de um país, possuir um conselheiro. Como se Lula fosse fazer “sombra’ sobre ela. Que bobagem!

Não há demérito nenhum em ouvir alguém mais experiente, ainda por cima do mesmo partido. Dilma nunca teve experiência partidária antes! Todo o traquejo de passar pelo Congresso como deputada ou senadora, por exemplo, ela nunca conheceu. Qual o problema de Lula ajudá-la com conselhos? Uma coisa seria Lula interferir em seu governo; outra, completamente diferente, é Dilma usá-lo como um interlocutor que está na vida pública há muito mais tempo que ela e obviamente enxerga as coisas com maior clareza.

Há algo sobre a política que só o tempo é capaz de dar. É o que se chama comumente de “raposa velha”. Elas existem na esquerda e na direita. Curiosamente, quanto mais velhos eles ficam, mais a vista se torna aguçada. Uma raposa velha da política é capaz de enxergar longe. É impressionante! Eles vêem quilômetros adiante e conseguem, muitas vezes, antecipar o futuro. Tente conversar com um cabra desses e vai entender o que digo. Após quase 40 anos de vida pública, Lula é uma raposa velha. Sabe tudo.

Abrir mão de um conselheiro como Lula apenas porque a mídia vai retratá-la como “fraca” ou “subserviente” não faz sentido. Foi por não ouvi-lo que Dilma chegou ao ponto em que está. Escolheu membros do ministério, em seu segundo mandato, mais preocupada em agradar à mídia e aos mercados do que a Lula ou a seu próprio partido.

Todo mundo sabe que já era para Jaques Wagner estar perto dela, no Palácio do Planalto, desde o começo. Um político habilidoso, simpático, perfeito para lidar com o Congresso, em vez de Aloizio Mercadante, pouco afeito aos necessários tapinhas nas costas –tanto quanto ela. Todo mundo sabe também que Lula não queria Joaquim Levy na Fazenda. Mas Dilma não quis ouvi-lo. Errou.

Imaginem se Nicolás Maduro iria abrir mão de ouvir os conselhos de Hugo Chávez se ele estivesse vivo. Ou se Cristina Kirchner deixaria de escutar o marido e antecessor, Nestor. Será que Hillary Clinton não se preocupa com o que pensa Barack Obama? Saber ouvir é uma qualidade da qual nenhum chefe de Estado deveria dispensar – e é o que mais eles fazem depois que chegam ao poder.

Ouça mais Lula, Dilma. Ele tem bons conselhos para você. Duas cabeças pensam melhor do que uma. Deixe que pensem, que digam, que falem. Vocês estão do mesmo lado. São parceiros. Não se iluda: os inimigos de Lula também são os seus.

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

E se fosse FHC? Por que o ex-presidente não tem a dignidade de defender…


E se fosse o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que estivesse sendo perseguido por uma operação policial no Brasil e estivesse ameaçado de ir para a cadeia sem haver provas de que cometeu crime? Apenas imaginem:…

Politik

Juíza de MG diz que portar cartaz Fora Temer em estádio “coloca em risco…


O servidor público José Silva (pseudônimo; ele preferiu não expor o nome) resolveu se prevenir antes de ir ao Mineirão, no último dia 13, assistir à partida entre Coreia X Honduras pelas Olimpíadas: entrou com…