Socialista Morena
Politik

Incapaz de vencê-lo nas urnas, direita coloca Lula no banco dos réus

Sem provas, complô jurídico-midiático-policial avança mais uma etapa do primeiro julgamento político do país desde a ditadura militar

Lula em Ouricuri-PE, em agosto. Foto: Ricardo Stuckert
Cynara Menezes
24 de janeiro de 2018, 09h02

Segundo a mídia vendida brasileira, começa hoje em Porto Alegre o “julgamento do século”. Se fosse honesta, diria que é a farsa do século ou, mais cruamente, a sacanagem do século. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será julgado em segunda instância não por ter cometido crimes, mas por ser o mais forte candidato ao Planalto, mesmo com o massacre a que é submetido desde que ousou se eleger pela primeira vez, em 2002. Repete-se o complô jurídico-midiático-policial que derrubou Dilma Rousseff, contra quem tampouco foi provado crime de responsabilidade para que houvesse impeachment.

A principal evidência de que não há prova contra o petista é que nem o juiz Sérgio Moro foi capaz de estabelecer ligação entre o triplex no Guarujá e a existência de contrapartidas de Lula em obras ou propinas. Ou seja, embora tenha devassado a vida de Lula com escutas telefônicas e quebras de sigilo bancário, Moro não conseguiu provar o básico: só haveria crime se Lula tivesse recebido o imóvel (o que também não foi provado, já que o apartamento não está em nome dele e sim da OAS) e dado algo em troca à empreiteira. E não sou só eu, uma jornalista assumidamente de esquerda, quem diz.

Embora tenha devassado a vida do ex-presidente, Moro não conseguiu provar o básico: crime seria se Lula tivesse recebido o imóvel e dado algo em troca à empreiteira. E não sou só eu, uma jornalista assumidamente de esquerda, quem diz

“O mínimo(…) seria os procuradores da Lava-Jato e Moro darem fundamento à sua alegação de que o imóvel retribuía interferências de Lula, na Petrobras, para contratações da OAS. Moro e os dalagnóis não conseguiram encontrar sinais da interferência de Lula, quanto mais a ligação com o apartamento”, escreveu Janio de Freitas, rara voz dissonante na Folha de S.Paulo. “A saída com que Moro, na sentença a ser agora avaliada, pensa ultrapassar esse tipo de atoleiro é cômica: refere-se à tal interferência como ‘ato de ofício indeterminado’. Indeterminado: desconhecido, não existente. Moro condenou por um ato que diz desconhecer, inexistir. A OAS, portanto, retribuía um favorecimento que não houve.”

Nesta terça-feira foi a vez do New York Times, considerado um dos mais importantes jornais do mundo, apontar as inconsistências da acusação. “A propina alegadamente recebida por Lula é um apartamento de propriedade da OAS. Mas não há provas documentais de que ele ou sua esposa tenham recebido o título de posse, alugado ou mesmo permanecido no apartamento, nem que tentaram aceitar o presente. A evidência baseia-se no testemunho de um executivo da OAS condenado, José Aldemário Pinheiro Filho (Leo Pinheiro), que teve a pena reduzida em troca de entregar evidências ao Estado”, questiona o artigo assinado por Mark Weisbrot.

Desde que o golpe contra Dilma se consumou, as instituições brasileiras se desencaminharam de tal maneira que é difícil prever o que pode acontecer se Lula for condenado. Se já não há mais Estado de direito, por que respeitar o Estado?

O “super-Moro” dos coxinhas também foi atacado (como faria qualquer jornal sério que se debruçasse sobre o caso) pelo “espetáculo” midiático que promoveu com a condução coercitiva de Lula, sem necessidade alguma, já que jamais o ex-presidente se recusara a depor. “Em algo que os norte-americanos poderiam considerar como um processo de canguru, ele condenou Lula a nove anos e meio de prisão”, criticou. “Processo canguru” é um jargão utilizado nos EUA para classificar um procedimento judicial que ignora os padrões de moral, ética e justiça.

Segundo Weisbrot, o processo contra Lula dificilmente iria para a frente nos EUA. E não iria em nenhum outro país que não estivesse, como diz o título do artigo, com a democracia “à beira do abismo”. Desde que o golpe contra Dilma se consumou e o bando de Temer tomou o poder, as instituições brasileiras se desencaminharam de tal forma que é difícil prever o que pode acontecer se Lula for condenado. Se já não há mais Estado de direito, por que respeitar o Estado? Se é possível condenar um político amado por milhões de brasileiros sem provas, por que não partir para a desobediência civil?

Lula cometeu erros, mas não cometeu crimes. É a História quem o julgará, não uma dúzia de juízes, procuradores e mídia partidários. Do que exatamente o acusam? De ter se aproximado demais de empreiteiros, de gozar de sua amizade e intimidade, de receber afagos deles? Ora, como cidadã de esquerda, isso também não me agrada e já escrevi a respeito, mas não é crime. Se ser “parça” de empreiteiros é crime, por que só querem prender Lula? Cadê os outros?

Do que exatamente acusam Lula? De ter se aproximado demais de empreiteiros, de receber afagos deles? Se ser "parça" de empreiteiros é crime, por que só querem prender Lula? Cadê os outros?

O que se desenha neste julgamento é, isso sim, a confirmação da maior injustiça contra um político que já ocorreu na história do Brasil. Tentaram contra Getúlio Vargas, mas ele preferiu a morte. O “crime” de Lula é ter feito um governo inclusivo, que olhava para os mais humildes. Ter feito cotas e inaugurado universidades federais em vez de fechá-las. O “mercado” não admite isso. É preciso governar para os ricos. É preciso vender as empresas públicas. É preciso ampliar o fosso entre pobres e ricos e não diminui-lo. E olha que Lula fez muitas concessões… Imagina se não tivesse feito.

A direita não pode com Lula. Não tem o que é mais importante para vencê-lo: votos. E, não tendo apoio popular, recorre ao expediente que acusa as “ditaduras comunistas” de usar, a perseguição judicial. No fundo, este julgamento nada mais é do que uma declaração de incompetência da direita brasileira, que nem consegue disfarçar o quanto é menor que Lula, incapaz de derrotá-lo na democracia. Só prendendo.

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(20) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Sergio Souza em 24/01/2018 - 15h58 comentou:

Então, um belo dia, o Ministério Público acordou e resolveu, digamos assim, oferecer uma denúncia contra Lula do nada? Sem provas, sem evidências, sem absolutamente nada. E inteiramente consciente disso, o juiz Sérgio Moro, sem critério algum, talvez baseado no seu gosto político condena Lula a 9 anos e meio, digamos assim, do nada? Que coisa?!

Responder

    Cynara Menezes em 24/01/2018 - 17h48 comentou:

    pois é, é exatamente o que estamos criticando. que bom que você entendeu

    Fábio P. R. em 24/01/2018 - 19h31 comentou:

    Será que foi um comentário irônico? Porque foi exatamente isso!

    ANGELA MARIA em 27/01/2018 - 05h07 comentou:

    BAFO QUENTE E PERDIGOTO DE JUIZ

    (POR SÉRGIO SARAIVA)

    COM OS VOTOS DOS DESEMBARGADORES do TRF4º TORNADOS PÚBLICOS, BUSQUEI ENTENDIMENTO PARA A CONDENAÇÃO DE LULA.

    NÃO OBTIVE SUCESSO.

    ÀS MINHAS DÚVIDAS, SÓ RESPONDERAM BAFO QUENTE E PERDIGOTOS.

    HAVIA A EXPECTATIVA DE QUE OS ARGUMENTOS DESSES DOUTORES TIVESSEM DESTRUÍDO OS ARGUMENTOS DA DEFESA DE LULA.

    PELO MENOS ISSO ERA O QUE ALARDEAVAM OS JORNAIS. NA FOLHA DE SÃO PAULO, O EDITORIAL “CONDENADO” NÃO DEIXAVA ESPAÇO PARA DÚVIDAS:

    “PARECE SÓLIDO O ENTENDIMENTO DO TRF, E INVEROSSÍMIL A ARGUMENTAÇÃO DOS PARTIDÁRIOS DE LULA. OS ACONTECIMENTOS, OS TESTEMUNHOS, A DOCUMENTAÇÃO E O ENCADEAMENTO LÓGICO DO QUE SE NARRA NOS AUTOS DIFICILMENTE CONDUZIRIAM A CONCLUSÃO DIVERSA DAQUELA A QUE CHEGARAM OS DESEMBARGADORES”.

    PENSEI COMIGO – AGORA VAI.

    O EDITORIAL ENCONTROU NOS VOTOS AS PROVAS QUE JAMAIS LI, LULA SERÁ DESMORALIZADO.

    MAS ERA SÓ PÓ DE TRAQUE.

    SEGUEM AS “PROVAS” ELENCADAS PELO EDITORIAL:

    1 – LEO PINHEIRO, O PRESIDENTE DA OAS, TRATOU PESSOALMENTE DO NEGÓCIO COM LULA. DONDE CONCLUI O EDITORIALISTA:

    “NÃO FARIA SENTIDO, COM EFEITO, QUE O PRESIDENTE DE UMA GRANDE CONSTRUTORA ATUASSE COMO SIMPLES CORRETOR DE IMÓVEIS NA VENDA DE UM APARTAMENTO EM GUARUJÁ”.

    FICO PENSANDO NA HIPÓTESE DE O DONO DA FOLHA ESTAR À PROCURA DE UM IMÓVEL PARA COMPRAR. POR CERTO, O EDITORIALISTA SABE O SIGNIFICADO DE “KEY ACCOUNT MANAGEMENT” OU “PRIVATE CLIENT MANAGEMENT”.

    NÃO CREIO QUE ESTRANHARIA SE O PRESIDENTE DA CONSTRUTORA TRATASSE PESSOALMENTE DO CASO DO SENHOR FRIAS FILHO.

    SERIA DO SEU INTERESSE MANTER BOAS RELAÇÕES COM A FOLHA E CORRESPONDERIA À LITURGIA ESPERADA PARA O CARGO.

    POR QUE, ENTÃO, QUANDO O MESMO TRATAMENTO É DADO A UM EX-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, SE TORNARIA PROVA DE CRIME?

    O QUE NÃO FAZ SENTIDO É A SUPOSIÇÃO DO EDITORIALISTA.

    2 – DONA MARISA ORIENTOU A REFORMA DO APARTAMENTO.

    “MUITO MENOS QUE ALGUÉM, SEM SE JULGAR DONO DO APARTAMENTO, DISPUSESSE SOBRE SUA REFORMA”.

    MAS DONA MARISA LETÍCIA ERA DONA DE COTAS DE UM APARTAMENTO NO EDIFÍCIO.

    FOI LHE OFERECIDO UM APARTAMENTO MAIOR – O TAL TRÍPLEX – E INICIADAS NEGOCIAÇÕES PARA A AQUISIÇÃO, INCLUSIVE AS REFORMAS.

    POSTERIORMENTE, O NEGÓCIO NÃO FOI CONCLUÍDO, OU PORQUE LULA REALMENTE NÃO GOSTOU DO APARTAMENTO, OU PORQUE AS ESPECULAÇÕES NA IMPRENSA SOBRE O ASSUNTO DESACONSELHAVAM A COMPRA.

    A OAS MICOU COM UM APARTAMENTO REFORMADO BUSCANDO COMPRADOR A QUEM PASSAR PARA FRENTE.

    PERCALÇOS DE QUEM VIVE NO RAMO IMOBILIÁRIO, MAS NÃO PROVA DE CRIME.

    OU SEJA, ATÉ AQUI, A AFIRMAÇÃO DO EDITORIALISTA DE QUE “OS FATOS, NA SUA MINÚCIA E COMPLEXIDADE, RESISTEM DE TODO MODO ÀS TENTATIVAS DA DEFESA NO SENTIDO DE INOCENTAR O EX-PRESIDENTE” NÃO PASSA DE BAFO QUENTE.

    UM ASPECTO DA CONDENAÇÃO DE LULA QUE O EDITORIAL NÃO ACHOU POR BEM ABORDAR:

    REZA A LENDA E CONSTA DO RELATÓRIO ORIENTADOR DO JULGAMENTO QUE, PARA NÃO MORRER NO PREJUÍZO COM O TRÍPLEX, A OAS TERIA SE RESSARCIDO DE UM “CAIXA GERAL DE PROPINAS” QUE LEO PINHEIRO MANTERIA COM O PT – EIS A “PROVA” DO PAGAMENTO DE SUBORNO A LULA.

    CAIXA DO QUAL NÃO HÁ MAIORES EVIDÊNCIAS, ALÉM DAS DECLARAÇÕES DO PRÓPRIO LEO PINHEIRO.

    E EM UM ACERTO VERBAL – NÃO COM LULA – MAS DE LEO PINHEIRO COM VACCARI QUE, ALIÁS, JAMAIS FOI QUESTIONADO EM JUÍZO SOBRE ESSAS AFIRMAÇÕES DO PRESIDENTE DA OAS.

    LEMBRA-NOS JANIO DE FREITAS.

    A PALAVRA DE UM HOMEM É TUDO E LEO PINHEIRO NÃO TEM DO QUE RECLAMAR, OS DESEMBARGADORES ACREDITARAM NA SUA PALAVRA E REDUZIRAM SUA CONDENAÇÃO DE 10 PARA 3 ANOS, ALÉM DE PASSAREM O CUMPRIMENTO DA PENA DO REGIME FECHADO PARA SEMIABERTO – AMICUS CURIAE.

    A PENA DE LULA FOI AUMENTADA – HOSTIUM CURIARE.

    MAS VAMOS EM FRENTE.

    HÁ OUTRO ARTIGO NA FOLHA DE TÍTULO GRANDILOQUENTE: “QUESTÃO DE ORDEM: PROVAS, SIM, E CLARÍSSIMAS”.

    BUSCAVA O ARTICULISTA DEMOSTRAR COMO A EXPOSIÇÃO DOS DESEMBARGADORES TERIA DADO UM “NÓ TÁTICO” NOS ARGUMENTOS DA DEFESA.

    ENTRE DETALHES DESIMPORTANTES PINÇADOS DAS “CERCA DE TRÊS HORAS, EM QUE O RELATOR DO CASO JUSTIFICOU PACIENTEMENTE OS MOTIVOS PARA A CONDENAÇÃO” E REPETIÇÕES DO QUE TRATA O EDITORIAL, O ARTICULISTA TENTA DAR CONTA DA PIÈCE DE RÉSISTANCE DA DEFESA: O TÍTULO DE PROPRIEDADE EM NOME DE LULA NÃO CONSTA EM CARTÓRIO NENHUM.

    SEGUE UM ARGUMENTO DEMOLIDOR COMO UM SOCO DE UM SOFISTA:

    “O QUE SE FEZ FOI LAVAGEM DE DINHEIRO: OCULTAVA-SE O NOME DE QUEM SE BENEFICIAVA COM O TRÍPLEX. É COMO SE O APARTAMENTO ESTIVESSE EM NOME DE UM LARANJA”.

    HIPÓTESE INTERESSANTE.

    PODERIA APLICA-LA A UM DETERMINADO APARTAMENTO EM PARIS QUE, EMBORA TODOS DIGAM QUE É DE UM CERTO EX-PRESIDENTE QUE LÁ PASSA SUAS FÉRIAS HÁ ANOS, SEMPRE ESTEVE DE FATO EM NOME DE UM GRANDE AMIGO SEU.

    AMIGO DAQUELES QUE VOCÊ PODE MATAR ANTES QUE ELE O DENUNCIE.

    MAS NÃO É O CASO DE LULA. A MENOS QUE SE ACREDITE QUE O “LARANJA” SERIA A PRÓPRIA OAS QUE TERIA PRESENTEADO LULA COM O APARTAMENTO E PERMANECIDO COM ELE NO SEU NOME.

    GRANDE NEGÓCIO.

    LULA JAMAIS TOMOU POSSE DO APARTAMENTO, NA VERDADE, SEQUER PASSOU UMA NOITE LÁ.

    SERIA COMO PAGAR SUBORNO SEM TIRAR O DINHEIRO DO BOLSO.

    E MELHOR, NA HORA DO APERTO, PENHORA-SE O IMÓVEL PARA PAGAR AS PRÓPRIAS DÍVIDAS.

    E O CORRUPTO PAGA POR SER CORRUPTO SEM TER RECEBIDO O VALOR DA CORRUPÇÃO.

    UM ARGUMENTO DIGNO DE EUGÈNE IONESCO.

    CASO IONESCO FOSSE JURISTA E NÃO O PAI DO TEATRO DO ABSURDO.

    OU COMO DISSE O PRÓPRIO LULA: “SE ME CONDENARAM, PELO MENOS, ME DEEM O APARTAMENTO”.

    POIS ESSA É A HISTÓRIA DO TRÍPLEX – JAMAIS DEIXOU DE SER DA OAS E FOI PENHORADO PARA PAGAMENTO DE DÍVIDAS EM SEU NOME PELA JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL.

    TUDO DEVIDAMENTE DOCUMENTADO.

    LOGO, SE COMO DIZ O ARTICULISTA: “PARA ALÉM DE QUALQUER DÚVIDA RAZOÁVEL”: ESSE O CRITÉRIO JURÍDICO PARA UMA CONDENAÇÃO”, ENTÃO, LULA DEVERIA TER SIDO INOCENTADO.

    MAS HÁ MAIS UMA QUESTÃO A SE COLOCAR?

    QUAL TERIA SIDO O ATO DE LULA QUE JUSTIFICARIA LEO PINHEIRO E A OAS CORROMPÊ-LO?

    AQUI NOVAMENTE EDITORIALISTA E ARTICULISTA SE REPETEM.

    A NOMEAÇÃO DE DIRETORES DA PETROBRAS QUE DEPOIS VENDERAM FACILIDADES A OAS.

    NADA HÁ AQUI, POR SI SÓ, CONTRA LULA OU CONTRA QUALQUER OUTRO PRESIDENTE QUE TENHA NOMEADO DIRETORES PARA ESTATAIS.

    É DO CARGO DE PRESIDENTE FAZÊ-LO, MAS QUEM OS INDICA SÃO OS CONSELHOS DAS EMPRESAS.

    E TODOS SABEMOS – SEUS PADRINHOS POLÍTICOS.

    E RESTA ENTÃO AOS ARGUMENTOS CONDENATÓRIOS RECORRER AO “DEUS EX MACHINA” DO PUNITIVISMO TUPINIQUIM: “FORMALMENTE, SIM. MAS, NA PRÁTICA, LULA TEVE PARTICIPAÇÃO DIRETA NA NOMEAÇÃO DOS DIRETORES”.

    E O EDITORIAL COMPLETA: “DIFÍCIL CRER, POIS, QUE DESCONHECESSE POR INTEIRO O ESQUEMA INSTALADO NA EMPRESA”.

    BATE-SE O ÚLTIMO PREGO NO CAIXÃO – LULA CONDENADO POR “DOMÍNIO DO FATO”.

    TUDO MAIS É BAFO QUENTE E PERDIGOTO DE JUIZ ACEITO COMO PROVA DE QUE “… É A DEMOCRACIA, MAIS UMA VEZ, QUE SE FORTALECE”.

João Junior em 24/01/2018 - 19h32 comentou:

E ainda escuto muito por aí que tudo o que o Brasil precisa é de governantes honestos. Não é verdade não! A Dilma estava lá e a arrancaram da presidência, mesmo sendo ela inocente. Estamos correndo pra ver dois inocentes, e do mesmo partido!, serem condenados em menos de quatro anos, e logo do partido que mais fez pelo povo brasileiro até hoje!…

Responder

Paulo H L Gonçalves em 24/01/2018 - 21h15 comentou:

Não é bem assim. A lei é a lei e há de se defende-la. Há corrupção endêmica sim e há vários desencontros, o impeachment foi um Golpe “bonito” e técnico. o Lula deu brechas , foi displicente e está pagando por isso. Há de se exigir o mesmo rigor a todos agora que a faxina começou.não eh o fim, é o começo da limpeza. Só que se os “esquerdistas” não acordarem rápido e perceberem a nova maré, vão acabar se afogando. combatam o crime político, apóiem e naveguem os novos ventos de limpeza que sopram, segurem firme, aguentem a turbulência que bons ventos virão

Responder

    Cynara Menezes em 25/01/2018 - 18h21 comentou:

    “é o começo da faxina” = no mesmo dia que condenou lula, procuradoria arquivou processo contra serra… vocês são ingênuos ou cúmplices?

Samuka em 25/01/2018 - 00h42 comentou:

Só o fato dos temers, serras e aecios, estarem soltos, já é prova q tudo isso é justissa. Canalhas, canalhas, canalhas …

Responder

Sergio Souza em 25/01/2018 - 11h01 comentou:

Pena que o TRF-4 não é tão ingênuo assim!

Responder

    Mario em 26/01/2018 - 13h56 comentou:

    Não , o TRF-4 não é ingênuo é cúmplice mesmo!

Ivan oliwer em 25/01/2018 - 14h42 comentou:

A esquerda que mais pregou sobre ética, fez o brasileiro acreditar nas mentiras dela se corrompeu e não assume que ta na lama, na verdade o Brasil vai dar o troco é nas urnas mesmo..

Responder

Wagner em 25/01/2018 - 18h07 comentou:

Suponho que a autora seja, também, advogada, e que tenha lido as peças dos autos e que disponha de sólidos argumentos técnicos que embasam a sua tese de ausência de provas.

Responder

Line em 26/01/2018 - 09h07 comentou:

O lula foi devorado pelos monstros nos quais ele mesmo se associava na década passada, quando estava no auge.

Responder

    Daniel em 26/01/2018 - 18h52 comentou:

    É muita ingenuidade pensar que todo mundo era culpado, menos o Lula.
    Vários investigados e condenados com ligações intimas e diretas com o Lula, mas ele é o único inocente.
    Uma rápida pesquisa no Google dá uma lista de quase 30 pessoas já presas pela Lava Jato, mas o discurso pela inocência do Lula chega a ser uma birrinha infantil.
    A esquerda precisa se renovar. Pq o santo de barro já se quebrou faz tempo.

    Cynara Menezes em 26/01/2018 - 19h13 comentou:

    o que nós falamos é de perseguição ao PT, e seu comentário só corrobora nossa tese. ache um tucano preso e nós mudaremos de ideia

    Daniel em 29/01/2018 - 15h40 comentou:

    Então Cynara, no dia e se algum tucano for preso, vc se convence que o Lula é um santo de barro e vai aceitar que ele é corrupto como qualquer outro associado a ele ou vai mudar a “estratégia” de defesa?
    Antes o vilão era o Cunha, que deu andamento a denúncia que cassou a Dilma para se salvar.
    Agora tem que ter um tucano processado e preso.
    Mas depois virá outra para defender o símbolo máximo da esquerda nacional.
    O grande problema da esquerda é se prender ao passado e não se renovar.
    O tempo do Lula já se foi. Devemos esquecer ele e pensar na esquerda pós Lula, que infelizmente se corrompeu.

    Cynara Menezes em 29/01/2018 - 23h33 comentou:

    SEMPRE dissemos que a justiça era tucana. só me convencerei que lula fez algo quando acharem ele numa gravação pedindo dinheiro. quem fez isso está de boas no senado

Daniel em 26/01/2018 - 18h30 comentou:

O grande problema da política brasileira é a polarização. É achar que uma esquerda ou uma direita magicamente vai mudar o país.
Nessa altura do campeonato o mantra da esquerda de repetir que não tem provas chega a soar inocente. Chega a ser infantil.
Lula em 2010 conseguiu eleger uma ministra pouco conhecida como Presidente. Porque ele não usa toda a “credibilidade” que ele tem e aponta outro candidato? Ou melhor, a Dilma não perdeu os direitos políticos (isso sim um golpe na constituição, que é bem clara quanto a isso), coloca a Dilma novamente no pleito com total apoio do Lula. Ai a esquerda mostra o poder que ainda tem (ou acha que tem) e se prova que o impeachment foi “golpe”. Não seria triunfal a Dilma voltando ao poder com o Lula dando total apoio?
A Dilma não convence tanto quanto antes, nem os antigos eleitores dela. A meta do Lula é ser presidente para também fugir dos demais processos que ele responde, só assim ele foge das grades.
Opção a esquerda tem. Essa dependência do Lula e repetir “golpe”, “farsa”, “não tem provas” já está deveras cansativo.
A nova bravata é incitar desobediência civil. Mas a condenação do Lula já se confirmou e cadê a militância? Imaginava a Paulista tomada no mesmo dia, mas nada ocorreu.
Vai chegar o dia do cumprimento da pena e vai ter Gleisi e outros ainda incitando violência, mas nada de fato vai acontecer.
Apenas um conselho para a esquerda: Se renovem.

Responder

Francisco Ramos em 12/04/2018 - 09h21 comentou:

Definitivamente, setores anti Lula estão exi
bindo um cinismo, em toda a sua plenitude.
Maluquices à parte, vamos à dinâmica pro
cessual. Os aloprados do MP de Curitiba,
sendo que o Dr Deltan Dallagnol burlou a
Lei Complementar 75, de 20 de maio de
1993, no seu Art 187, para tornar-se procu
ardor ( corrupção ), ofereceu, este MP, uma
denúnccia, depois revelada uma farsa, des
prezada pelo próprio do Juiz do caso, como segue:

Durante a celebração de 3 contratos da OAS
para obras em duas refinarias da Petrobrás,
teria havido vantagens indevidas ao ex Pre
sidente sob a forma do tal e famigerado
triplex do Guarujá. Cabia o Estado provar
isto ! Mas o Estado não o conseguiu.
Como o objeto de todo esse circo era ten
tar retirar o ex Presidente das eleições de
2018, que ele ganharia facilmente, O Juiz
Moro, num verdadeiro ato de deboche ao
ordenamento jurídico, condenou Lula por.
…” atos de ofício indeterminados ” . Ocor
re que não existe este crime nas leis brasi
leiras e, ao fazê-lo , Moro agiu fora de sua
júrisdição. Juridicamente, o julgamento
não vale nada. Lula deve ser solto imediata
mente e o Estado tem a obrigação de inde
nizá-lo. Se houvesse ( Juiz Moro, o verbo
haver no sentido de ” existir ” , é impesso
al ) provas, recepcionadas em qualquer tribinal demoocrático do mundo , eu não estaria postando nada aqui !

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Delegado da PF reconhece gravação não-autorizada da condução coercitiva de Lula


O delegado-chefe da Lava-Jato, Igor Romário de Paula, reconheceu ontem, segundo os advogados de Lula, que a Polícia Federal realmente gravou, sem autorização, a condução coercitiva do ex-presidente, em março do ano passado, desde a…

Politik

A direita usa o PT para tentar esmagar a esquerda (com uma mãozinha da…


Ora, ora, ora. E não é que a proverbial ruindade da Justiça brasileira subitamente acabou? Mas apenas quando se trata do PT, claro. Para os demais brasileiros, a Justiça continua morosa, falha e injusta (sobretudo…