Socialista Morena
Trabalho

Inimigos dos trabalhadores: guarde estes nomes para nunca mais votar neles

Em 2018, mais uma vez os oportunistas vão tentar enganar os eleitores incautos para receber seus votos, mesmo tendo atuado contra os interesses da maioria do povo brasileiro no Congresso. Guardem os nomes dos senadores que votaram a favor da macabra “reforma” trabalhista na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) para que possamos extirpar os […]

(Marta se vinga do PT votando contra os trabalhadores. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)
Cynara Menezes
29 de junho de 2017, 10h57
(Marta se vinga do PT votando contra os trabalhadores. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

(Marta se “vinga” do PT votando contra os trabalhadores. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

Em 2018, mais uma vez os oportunistas vão tentar enganar os eleitores incautos para receber seus votos, mesmo tendo atuado contra os interesses da maioria do povo brasileiro no Congresso. Guardem os nomes dos senadores que votaram a favor da macabra “reforma” trabalhista na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) para que possamos extirpar os inimigos dos trabalhadores do parlamento.

Vejam o caso de Marta Suplicy: trocou o PT pelo PMDB e virou inimiga dos trabalhadores. Será que na cabeça dela a “vingança” contra o partido é votar contra quem trabalha? Não a reeleja em 2018. Quem vota contra os trabalhadores não merece o voto dos trabalhadores.

Votar num inimigo do trabalhador é a mesma coisa que votar em alguém que vai bater sua carteira, invadir sua casa e destruir o futuro de seus filhos.

Votaram “sim” à “reforma” trabalhista:

Jader Barbalho (PMDB/PA)

Romero Jucá (PMDB/RR)

Simone Tebet (PMDB/RS)

Valdir Raupp (PMDB/RO)

Marta Suplicy (PMDB/SP)

Paulo Bauer (PSDB/SC)

Antônio Anastasia (PSDB/MG)

Ricardo Ferraço (PSDB/ES)

José Serra (PSDB/SP)

Maria do Carmo (DEM/SE)

Benedito de Lira (PP/AL)

Wilder Morais (PP/GO)

Roberto Rocha (PSB/MA)

Armando Monteiro (PTB/PE)

Eduardo Lopes (PRB/RJ)

Cidinho Santos (PR/MT)

Votaram “não” à “reforma” trabalhista:

Eduardo Braga (PMDB/AM)

Jorge Viana (PT/AC)

José Pimentel (PT/CE)

Fátima Bezerra (PT/RN)

Gleisi Hoffmann (PT/PR)

Paulo Paim (PT/RS)

Ângela Portela (PDT/RR)

Antônio Carlos Valadares (PSB/SE)

Randolfe Rodrigues (REDE/AP)

Abstenção:

Lasier Martins (PSD/RS)

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Veja quem passa à História como golpista. Nunca mais vote neles


Os senadores que votaram pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff nunca mais deveriam ser eleitos para um cargo público, por uma razão básica: não respeitam eleições. Jogaram no lixo o voto de 54 milhões de…

Trabalho

Em que país deu certo a reforma trabalhista?


Se a flexibilização e a "modernização" não reduzem o desemprego, não promovem crescimento, aumentam a desigualdade de gênero, a precarização e a informalidade, por que mais de 130 governos estão fazendo reformas trabalhistas?