Socialista Morena
Politik

Kátia Abreu acusa ministro da Justiça de pressioná-la para manter no cargo “grande chefe” da Carne Fraca

Por Katia Guimarães* A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) afirmou ter sofrido pressão de dois deputados federais, entre eles o atual ministro da Justiça do governo Temer, Osmar Serraglio (PMDB-PR), para manter no ministério da Agricultura o fiscal agropecuário Daniel Gonçalves Filho, um dos alvos da Operação Carne Fraca, que investiga pagamentos de suborno a funcionários […]

Plenário Câmara Deputado Osmar Serraglio Foto:PMDB 09/07/2015
Cynara Menezes
21 de março de 2017, 18h26
Plenário Câmara  Deputado Osmar Serraglio Foto:PMDB 09/07/2015

(O ministro da Justiça, Osmar Serraglio. Foto: PMDB)

Por Katia Guimarães*

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) afirmou ter sofrido pressão de dois deputados federais, entre eles o atual ministro da Justiça do governo Temer, Osmar Serraglio (PMDB-PR), para manter no ministério da Agricultura o fiscal agropecuário Daniel Gonçalves Filho, um dos alvos da Operação Carne Fraca, que investiga pagamentos de suborno a funcionários públicos. “Nunca vi uma pressão tão forte”, contou a senadora, que ocupou a pasta da Agricultura no governo Dilma Rousseff.

A ex-ministra relatou que, assim que a operação foi deflagrada, lembrou imediatamente do funcionário que sofria processo administrativo por ter “passado a mão na cabeça” de outro servidor envolvido em irregularidade relativa a combustíveis.  “Eu avisei à presidenta que iria demiti-lo e que ela poderia ter problemas políticos. Ela disse ‘faça'”, relatou Kátia Abreu. A ministra de fato demitiu Gonçalves Filho seis meses depois de assumir o cargo.

A senadora já havia confirmado, pelo twitter, a denúncia, feita pelo jornalista Josias de Souza, do portal UOL, de que Serraglio tinha pressionado pela manutenção do afilhado.

De acordo com a Polícia Federal, Daniel Gonçalves Filho é o “líder do bando criminoso” acusado de pagar suborno a fiscais agropecuários para fazer vista grossa às irregularidades no setor frigorífico. Preso preventivamente por suspeita de corrupção, o ex-superintendente do ministério da Agricultura no Paraná “possuiria veículos com valor de mercado incompatíveis com a sua renda”, inclusive uma BMW e vários imóveis. Serraglio aparece nas interceptações conversando com Gonçalves Filho e chamando-o de “grande chefe”.

Em discurso no plenário, Kátia Abreu também acusou a Polícia Federal de abuso de autoridade durante a operação Carne Fraca, que detonou uma crise no setor pecuário brasileiro e levou diversos países a embargar a importação de carnes bovinas, suínas e de aves. “Um grupo, numa ação baixa, tentou destruir (o setor pecuário), e vão arcar com as consequências”, reagiu. A senadora defende a aprovação da lei de abuso de autoridade e disse que houve “crime de lesa-pátria”.

Para ela, as únicas explicações para uma operação tão espalhafatosa são arrogância e vaidade. “Se julgam acima do bem e do mal. Essa ação pode nos atrasar uns 10 anos”, lamentou, e afirmou que durante sua gestão conseguiu derrubar 100% dos embargos a carnes brasileiras lá fora. Segundo a senadora, os prejuízos atuais com os embargos já anunciados de países como Chile, Coreia do Sul, China e União Europeia já estão calculados em US$ 5 bilhões, valor que representa 40% do total exportado.

Se for demitido por Temer, Serraglio será o nono ministro do governo a cair em menos de um ano. O quinto por envolvimento em denúncia de corrupção.

 

*PAGUE A AUTORA: Gostou da matéria? Contribua com a autora. Todas as doações para este post irão para a repórter Katia Guimarães. Se você preferir, pode depositar direto na conta dela: Katia Guimarães, Caixa Econômica Federal, agência 4760, conta 21602-1, CPF 602.735.771-15. Obrigada por colaborar com uma nova forma de fazer jornalismo no Brasil, sustentada pelos leitores.

 

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Inimputáveis: Conselho de Ética do Senado arquiva pedido de cassação de Aécio


Mais uma vez ficou comprovado que, em se tratando de denúncias envolvendo o PSDB, o verbo mais utilizado é “arquivar”: o presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, senador João Alberto Souza…

Kapital

Planos de saúde dão as cartas no governo e o alvo são os idosos


O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor diz que o projeto que libera reajuste de plano de idosos é “recorta e cola” das propostas das operadoras