Socialista Morena
Vídeos

Lula e o sindicalismo dos anos 1980 na fotografia de Vera Jursys

Documentário retrata manifestações populares no país, das assembleias no ABC até o impeachment de Collor, em 1992

Protesto contra a condenação de Lula e sindicalistas em 1981. Foto: Vera Jursys/FPA
Da Redação
11 de maio de 2018, 17h30

A fotógrafa Vera Lúcia Jursys retratou de perto, desde o princípio, as mobilizações dos sindicalistas brasileiros na década de 1980, quando nasceu uma liderança que faria história chamada Luiz Inácio Lula da Silva. Então estudante, com apenas 16 anos, Vera é autora de algumas das mais icônicas fotos do período.

Em 2012, a própria fotógrafa dirigiu o documentário curta-metragem Mobilizou Geral – A longa década de 80 na fotografia de Vera Jursys, em que intercala as imagens que fez com as entrevistas de alguns dos principais personagens das mobilizações, como a ex-prefeita de São Paulo e hoje deputada federal pelo PSOL Luiza Erundina, o dirigente do Sindicato dos Químicos de São Paulo, Osvaldo Bezerra, o Pipoka, o líder indígena Ailton Krenak e a ativista política Clara Ant.

A fotógrafa Vera Jursys em seu documentário. Foto: reprodução

A narrativa parte das primeiras manifestações dos metalúrgicos em São Bernardo e Diadema, passando pelas greves gerais, a fundação do PT e da CUT, as DIRETAS JÁ, as mobilizações pela Constituinte e o impeachment de Fernando Collor de Mello em 1992.

Emocionante, assistam.

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Justiça morosa, justiceiros a jato (mas só em relação a Lula)


A justiça brasileira, campeã em lentidão, bate recorde de celeridade e marca para janeiro o julgamento do líder de todas as pesquisas

Politik

E se os negros sul-africanos não tivessem desacatado a Justiça, Carmen Lúcia?


A Justiça é feita por homens e não por deuses, portanto não é infalível. Ela erra, e muito. Duvidar dela, questioná-la, desacatá-la é um direito e um dever do cidadão