Socialista Morena
Feminismo

Macron responde a ataques de presidente misógino do Brasil a sua mulher

Sem ter como rebater críticas ao descaso de seu governo com a Amazônia, Bolsonaro zombou da aparência de primeira-dama francesa

Macron e sua mulher Brigitte. Foto: Laurent Blevennec/Presidence de la République
Da Redação
26 de agosto de 2019, 13h08

Sem ter como responder às críticas do homólogo francês à cumplicidade e à inoperância do governo com os incêndios na Amazônia, o presidente misógino do Brasil partiu para o ataque contra… a mulher de Emmanuel Macron, Brigitte. Bolsonaro apoiou o comentário de um seguidor no facebook que comparava a aparência de Michelle com a da primeira-dama francesa, que tem quase o dobro de sua idade: a terceira mulher do brasileiro tem 37 anos e a do francês, 66.

Macron não só foi informado como respondeu ao comentário tosco de Bolsonaro durante uma coletiva de imprensa no G7, para o mundo inteiro ver. “Eu respeito cada líder eleito pelo seu país, porque respeito todos os povos e todos os países. Ontem ele achou uma boa ideia seu ministro insultar minha pessoa”, afirmou na manhã desta segunda-feira, indignado com os tweets do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que o chamou de “cretino”, “calhorda oportunista” e “sem caráter”.

“Nunca um ministro da República da França insultou qualquer líder, e ele mesmo fez comentários extremamente desrespeitosos com minha esposa”, lamentou Macron, acusando Bolsonaro de “mentir” sobre o acordo do clima, que havia prometido abandonar antes de ser eleito.

Acho que as mulheres brasileiras têm, sem dúvida, vergonha de ler isso de seu presidente. Como tenho uma grande amizade e respeito pelo povo brasileiro, espero que eles rapidamente tenham um presidente que se comporte à altura

“O que eu posso dizer? É triste, é triste. Mas é triste, em primeiro lugar, para ele e para os brasileiros. Eu acho que as mulheres brasileiras têm, sem dúvida, vergonha de ler isso de seu presidente. Creio que os brasileiros, que são um grande povo, têm também vergonha de ver esse comportamento. Eles esperam que, quando se é presidente, que nos comportemos bem em relação aos outros. Como tenho uma grande amizade e respeito pelo povo brasileiro, espero que eles rapidamente tenham um presidente que se comporte à altura”, disse o francês.

Não é a primeira vez que Bolsonaro e sua turma mostram, além de misoginia, preconceito de idade. No início do mês, o general Hamilton Mourão zombou dos tremores da chanceler alemã Angela Merkel, dizendo que ela tem “medo de Trump”, o presidente dos EUA, a quem o vice-presidente chamou de “nosso presidente”.

Bolsonaro também já se referiu à aparência de uma mulher para criticá-la, como aconteceu com a petista Maria do Rosario, sobre quem disse que “não merece ser estuprada” porque “é feia”. O presidente foi condenado pela Justiça por “incitação ao estupro” e obrigado a se retratar publicamente.

O mais curioso é que o presidente brasileiro foi eleito dizendo que ia defender os valores da família, a moral e os bons costumes. E milhões acreditaram.

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(4) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Evaldo em 26/08/2019 - 13h38 comentou:

“Moral e bons costumes” costumam ser pretextos para tudo. Geralmente, vindos de quem não os tem!

Responder

JULIANA DIRCE FERREIRA DE SOUZA em 27/08/2019 - 18h10 comentou:

Excelente comentário!

Responder

Paulo Roberto Martins em 28/08/2019 - 18h36 comentou:

Milagre até agora não ter aparecido o comentário de algum retardado mental defendendo este canalha e seus ministros deploráveis.Todos os dias estamos assistindo a esta falta de decoro que nos envergonham perante a comunidade internacional.Vergonha para um povo que se permite ser humilhado todos os dias.

Responder

    Cynara Menezes em 29/08/2019 - 16h24 comentou:

    não apareceu porque aqui nós filtramos os comentários para não virar a caixa de comentários do UOL

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Direitos Humanos

Rodrigo Maia contraria governo e defende volta da Funai para o Ministério da Justiça


Presidente da Câmara disse a lideranças indígenas que é "mais racional" que órgão saia do Ministério da Damares

Politik

A dor que eu sinto por aquela menina


Passamos os dias nos policiando sobre nossa roupa, nosso jeito de ser, de sentar, de agir, as palavras que usamos. Como se a mulher precisasse se tornar invisível para não ser estuprada