Socialista Morena
Cultura

Mais poesia, por favor

De vez em quando, para alimentar a alma dxs leitorxs, o site trará poemas selecionados de algum/a autor/a brasileiro/a e estrangeiro/a. Porque nem só de pão vive o homem (e a mulher)

Colagem de Ana Persona
Airton Bovo
16 de agosto de 2017, 19h21

Colagem de Ana Persona

Matemática

A escritura do terreno,
a mensalidade da escola das crianças,
o cheque que não foi,
o telefonema para falar do advogado e do contador.
No lugar da emoção, uma conversa tática.
Do nosso amor o que restou é matemática.

***

Três Poderes

O poder estava vazio de só noite.
A sós, estrelas e nós,
no meio da noite, no meio do Brasil.
Acho que a gente sabia,
sempre acho,
o que a gente queria.
Mas foi linda a noite desse dia.
Domingo, estrelas e três poderes:
eu, você e Brasília.

***

Livros conversam

Machado e Clarisse,
Bandeira e Chico,
Pessoa e Lorca,
Auster , Simenon,
Augusto, Quixote, Camus,
Dante.

Rumores na estante.

***

Do livro de poemas Matemática, que está sendo lançado pela Chiado Editora de Lisboa, Portugal

*APOIE A ILUSTRADORA: Todas as doações deste post irão para a ilustradora Ana Persona. Se preferir, pode doar diretamente para ela: Ana Paula Cerqueira, banco Santander, agência 0642, conta corrente 01.025.128-9, CPF 028.045.236-59. Obrigada por colaborar com uma nova forma de fazer jornalismo no Brasil, bancada pelos leitores.


(2) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Martos venicio em 17/08/2017 - 10h38 comentou:

Precisamos de muita poesia. Seja bem vinda!

Responder

Rufino Jr. em 19/08/2017 - 07h42 comentou:

Reféns de um mundo cada vez mais cartesiano
que nunca nos falte a poesia
para nos lembrar de que somos humanos.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura, Politik

O Pequeno Príncipe, “livro de miss”, e a história de um duplo preconceito


Reza a lenda que a fama de O Pequeno Príncipe como “livro favorito das candidatas a miss” começa no ano de 1966, após uma entrevista de Ronnie Von, então ídolo da juventude, ao programa de…

Cultura

Nós achamos a Coreia do Norte bizarra. Mas e a Coreia do Norte, o…


O que os norte-coreanos acham dos ocidentais? Será que para eles não somos nós os bizarros? O cineasta neozelandês Slavko Martinov resolveu fazer um exercício de como seria a visão dos habitantes do país sobre…