Socialista Morena
Vídeos

Mulheres em Movimento: uma história de poesia, música e lutas

Documentário de Maria Maia, exibido pela TV Senado em 2006, aborda a história da mulher brasileira com música e poesia

A pajé Yawanawá Raimunda Putani. Foto: reprodução youtube
Cynara Menezes
08 de março de 2018, 21h45

Violência contra a mulher; a vida da mulher indígena; a exploração sexual da mulher. O documentário de Maria Maia, exibido pela TV Senado em 2006, aborda a história da mulher brasileira como num almanaque, onde a informação é mesclada à música e à poesia, a partir do testemunho de nomes como a da ministra da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres (governo Lula), Nilcéa Freire, a pajé Yawanawá Raimunda Putani, e a líder camponesa Elizabeth Teixeira. Enquanto isso, a poeta Elisa Lucinda declama a fertilidade, Odett Ernest Dias toca sua flauta e Cora Coralina acompanha tudo da janela.

Assistam.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(1) comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Maria Maia em 08/03/2018 - 22h30 comentou:

grata, Socialista Morena colocar este filme poema disponível pra teus leitores!

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Trabalho

“Bronca” uma ova: o que Silvio Santos fez com Sheherazade foi machismo e assédio…


Não suporto Rachel Sheherazade. Ideologicamente, estamos em campos opostos. Para mim, ela é uma das mais legítimas representantes da direita que mais desprezo: a que vocifera, baba de raiva, principalmente contra minorias, contra feministas e…

Politik

A dor que eu sinto por aquela menina


Passamos os dias nos policiando sobre nossa roupa, nosso jeito de ser, de sentar, de agir, as palavras que usamos. Como se a mulher precisasse se tornar invisível para não ser estuprada