Socialista Morena
Politik

Ojalá que llueva café: Juan Luis Guerra e Café Tacuba

Acho essa canção tão linda e me fala tanto sobre o sonho de fartura alimentar no mundo… Vocês não acham? Aqui, com o autor, o dominicano Juan Luis Guerra: E aqui com o mexicano Café Tacuba:  

Cynara Menezes
28 de abril de 2013, 15h54

(Ilustra de Camila Carlow)

Acho essa canção tão linda e me fala tanto sobre o sonho de fartura alimentar no mundo… Vocês não acham?

Aqui, com o autor, o dominicano Juan Luis Guerra:

E aqui com o mexicano Café Tacuba:

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(3) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Nanna Becs em 28/04/2013 - 16h03 comentou:

Sensacional! Parabéns!

Responder

Victor Farinelli em 05/05/2013 - 20h05 comentou:

As duas versões são deliciosas. Eu conheci primeiro a do Café Tacuba, assim que cheguei ao Chile, depois busquei a original e me apaixonei de novo, e a pude escutar ao vivo num concerto do Juan Luis Guerra aqui em Santiago. Quem sabe este tópico inaugure a sessão "canções morenas" – esta é moreníssima, pela origem, pelo tema, pelo que propõe e como.

Responder

Alessandra Rivera em 08/12/2013 - 23h33 comentou:

Uma melodia alegre que combina tão bem com uma letra tão doce! Endosso o querer: Tomara que chova café no campo!!!! Obrigada por compartilhar uma música tão bela!

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Woody Guthrie X Fred Trump, parte 2: “Trump me transformou num vagabundo”


Alguns meses depois de revelar ao mundo a existência de letras e escritos do compositor e cantor Woody Guthrie denunciando o racismo do império imobiliário dos Trump, o pesquisador Will Kaufman voltou à carga com…

Cultura

70 anos do cantor Sérgio Sampaio, 23 anos de sua morte: uma entrevista em…


Eu, que sempre fui fã de Raul Seixas, encontrei seu amigo e parceiro Sérgio Sampaio em junho de 1993, quando atuava como repórter de Cultura no Jornal de Brasília e ele, após dez anos quieto,…