Socialista Morena
Politik

Quartelada no twitter: comandante do Exército e generais pressionam STF contra Lula

Militares de alta patente utilizaram a rede social para mandar mensagens intimidatórias aos brasileiros

Cynara Menezes
03 de abril de 2018, 23h20

Aconteceu na noite de terça-feira, 3 de abril. Após um general de pijamas, Luiz Gonzaga Schroeder Lessa, ter afirmado ao Estadão que, se o Supremo Tribunal Federal conceder habeas corpus ao ex-presidente Lula, não restará outra alternativa a não ser “intervenção militar”, outros militares de alta patente se uniram à chantagem, capitaneados pelo comandante do Exército, general Villas Boas.

“Se acontecer tanta rasteira e mudança da lei, aí eu não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada. Aí é dever da Força Armada restaurar a ordem”, dissera Lessa ao Estadão. Às 21 h, o general Villas Boas tuitou uma mensagem de “repúdio à impunidade”, no mesmo tom de seu colega da reserva.

Imediatamente, outros generais começaram a tuitar dando apoio às palavras de Villas Boas. O primeiro foi o general Geraldo Miotto, até recentemente comandante militar da Amazônia.

O general José Luiz Freitas, do Comando Militar do Oeste, logo se juntaria ao grupo.

Miotto voltaria a se manifestar, desta vez para aplaudir Freitas, e citando na resposta um perfil da direita reacionária no twitter, “Brasil Reaça”. O general segue vários perfis intervencionistas e trolls de direita do twitter, inclusive Jair Bolsonaro.

O general Pinto Sampaio, da Brigada das Missões, foi o próximo.

Outro seguidor de perfis intervencionistas e reacionários do Brasil e do exterior, o general Paulo Chagas, pré-candidato ao governo do Distrito Federal, deu o recado mais explícito e disse que está com “a espada ao lado”.

E é claro que o próprio “mito”, acusado de “deslealdade” ao Exército nos anos 1980 e desde então na reserva, não poderia faltar neste momento de regozijo fardado.

O mais bizarro é que o perfil oficial do TRF-4 na rede social “curtiu” a pressão do general Villas Boas sobre o STF, comprovando toda a sua parcialidade em condenar Lula.

Depois que a “curtida” veio a tona, o tribunal “culpou o estagiário”.

As reações não tardaram em acontecer. No facebook, Luiz Eduardo Soares, um dos maiores especialistas em segurança pública do país, disse que as palavras de Villas Boas representam “a maior chantagem à Justiça desde a ditadura. O Supremo tem, agora, uma arma apontada contra os juízes: ou votam contra o HC de Lula e pela prisão em segunda instância, ou… ou o quê, general?”

Pré-candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos expôs sua indignação no twitter.

O governador do Maranhão, Flavio Dino, que é juiz, disse achar inadmissível o tom do comandante do Exército, que extrapola seu papel institucional.

Nesta quarta-feira, 4 de abril, a presidenta eleita Dilma Rousseff denunciou a participação (de novo!) da Rede Globo na quartelada pelo twitter.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, repudiou a “ameaça de golpe” do general de pijamas Schroeder. “Qualquer ameaça contra nossos irmãos é uma ameaça a todos”, publicou.

Para quem reclamava da “ditadura do PT”, o Brasil não parece estar vivendo períodos exatamente “democráticos” desde que Michel Temer foi alçado ao poder. Nós cansamos de avisar que a mídia comercial e seu braço político, o PSDB, estavam chocando o ovo da serpente ao apoiar um golpe contra uma presidenta eleita. E agora?

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(3) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Sergio Souza em 04/04/2018 - 08h41 comentou:

Lula será salvo, porém, inelegível! E os demais figurões que poderiam ser presos após julgamento em segunda instância? Terão o mesmo destino de Lula! Todos soltos! Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Henrique Alves… Esse é o Brasil!

Responder

Viviane em 04/04/2018 - 11h04 comentou:

https://duploexpresso.com/?p=91941

Por favor, prestem atenção ao trecho entre os 13’10 e 27’30.
Ainda bem que Gleisi Hoffman e a presidenta Dilma entenderam o verdadeiro culpado desta história…

Responder

Luis CPPrudente em 05/04/2018 - 08h48 comentou:

Forças Armadas do Brasil não servem aos interesses do Brasil e nem do povo brasileiro. Essa organização bélica está a serviço dos interesses multinacionais. STF e Forças Armadas, duas coisa abjetas que deveriam ter fim já que não cumprem o papel que deveriam cumprir. É necessário outro Tribunal Superior e uma Força Armada popular e nacional.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Para “salvar” a Previdência, Temer beneficia sonegadores e prejudica o trabalhador


Com a direita no poder, o governo se tornou um Robin Hood às avessas: tira dos pobres para dar aos ricos. Ao mesmo tempo que defende a "reforma" contra o déficit, Temer perdoa aos ruralistas…

Mídia

Funcionários denunciam que EBC vetou cobertura de manifestações por Marielle


Direção da emissora restringe cobertura de protestos contra execução da vereadora sob a desculpa de que são "repetitivos e cansativos"