Socialista Morena
Cultura

São Paulo, 461 anos: sua história por seus rios. Pobres rios

Para homenagear o aniversário de São Paulo, Cine Morena orgulhosamente apresenta o documentário Entre Rios, dirigido por Caio Ferraz. O filme conta a história da cidade a partir dos rios que circulam debaixo dela. Há 1500 km de rios, córregos e nascentes no território de São Paulo, não é incrível? Alguns rios ainda a céu […]

Cynara Menezes
25 de janeiro de 2013, 16h38

(passeio bucólico no rio Tietê em 1930. foto: AE)

Para homenagear o aniversário de São Paulo, Cine Morena orgulhosamente apresenta o documentário Entre Rios, dirigido por Caio Ferraz. O filme conta a história da cidade a partir dos rios que circulam debaixo dela. Há 1500 km de rios, córregos e nascentes no território de São Paulo, não é incrível? Alguns rios ainda a céu aberto e infelizmente fétidos e poluídos, como o Tietê e o Pinheiros. Outros, encobertos pelo asfalto, como o Anhangabaú e o Tamanduateí.

O documentário mostra como tudo podia ser diferente se tivessem deixado os rios fazerem parte da cidade em vez de canalizá-los e encobri-los. Será que ainda dá para voltar atrás?


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(1) comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Nanci Queiroz em 09/02/2013 - 13h50 comentou:

Ate quando estaremos surdos e cegos em relação a São Paulo, essa cidade maravilhosa e seus rios. A mãe natureza é generosa e oferece em abundancia o principal alimento, agua a cria, mas essa não tem ciência de tamanha riqueza e afoga os rios sob o asfalto. O homem busca desesperadamente segurança, mas o que faz e exclui-se da bondade da natureza.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Feminismo

As fraldas de pano de Mônica Benini e a antipatia das redes pela consciência


Os valores se inverteram na era das redes sociais, onde se é julgado o tempo inteiro: contestar o sistema virou sinônimo de ser "burro"; ser “inteligente” é aceitar tudo bovinamente como está

Cultura

O Brasil que a ditadura nos roubou


Abrindo a semana de REmemoração dos 50 anos do golpe militar, republico este post sobre um filme muito importante. Todos que querem saber a verdadeira história do que aconteceu em 1964 no Brasil devem assisti-lo.…