Socialista Morena
Politik

STF afasta Aécio do mandato e proíbe que saia de casa à noite

Tucano também está impedido de deixar o país. A primeira turma rejeitou o terceiro pedido de prisão do senador, flagrado pedindo dinheiro a empresário

Foto: Lula Marques/AGPT
Da Redação
26 de setembro de 2017, 20h00

A primeira turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu hoje, por 3 votos a 2, afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do exercício de seu mandato, medida cautelar pedida pela Procuradoria-Geral da República no inquérito em que o tucano foi denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base nas delações premiadas da empresa J&F. Candidato derrotado à presidência, Aécio foi flagrado em gravação telefônica pedindo dinheiro ao empresário Joesley Batista.

Pelo mesmo placar, foi determinado que Aécio não pode se ausentar de casa à noite, deve entregar seu passaporte e não pode se comunicar com outros investigados no mesmo caso, entre eles sua irmã Andréa Neves. Votaram pelo afastamento e pelo “recolhimento domiciliar noturno” os ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux, ficando vencidos os ministros Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello.

Já que ele não teve esse gesto de grandeza, vamos auxiliá-lo a pedir uma licença para sair do Senado, para que possa comprovar à sociedade a sua ausência de culpa

Na mesma sessão, a primeira turma negou, por unanimidade, o terceiro pedido de prisão preventiva de Aécio feito pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que deixou o cargo no último dia 17. Outras duas solicitações de prisão foram negadas por decisões monocráticas (individuais) no STF: uma do ministro Edson Fachin e outra do ministro Marco Aurélio Mello.

Em seu voto, Fux afirmou que a atitude mais elogiosa a ser tomada por Aécio, desde o início, seria se licenciar do mandato para provar sua inocência. “Já que ele não teve esse gesto de grandeza, nós vamos auxiliá-lo a pedir uma licença para sair do Senado Federal, para que ele possa comprovar à sociedade a sua ausência de culpa”, disse.

Com informações da Agência Brasil

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Doria, o poste (de pole dance)


(Ilustra do Cris Vector) Quando começaram a surgir as primeiras notícias de que seria candidata a presidente da República, Dilma Rousseff foi logo apelidada “poste”. Por nunca haver disputado cargo eletivo, Dilma era um “poste”…

Politik

PF acha malas de dinheiro em suposto “bunker” de Geddel Vieira Lima em Salvador


A operação Tesouro Perdido é um desdobramento da Cui Bono, que investiga fraude na liberação de créditos da Caixa entre 2011 e 2013, quando Geddel era vice-presidente de Pessoa Jurídica