Socialista Morena

literatura


09 de junho de 2015, 21h37

O Manifesto Comunista em cordel

O escritor cearense Antônio Queiroz de França, anarquista de 67 anos, se dedica a transpor clássicos da literatura mundial à linguagem do brasileiríssimo cordel. Foi assim com o Manifesto Comunista (1847), de Karl Marx e Friedrich Engels. Nos versos, França não só conta do que trata o manifesto como faz um recorrido pela história do […]

27 de maio de 2015, 20h35

Amizades surpreendentes: o lisérgico Timothy Leary e o visionário Marshall McLuhan

Conheci a obra do teórico canadense Marshall McLuhan (1911-1980) nos anos 1980, graças a um professor da faculdade, e fiquei fascinada, como qualquer um ficaria. O cara era simplesmente um gênio. Sua ideia de que o mundo se tornaria uma “aldeia global” (global village) foi a mais acertada previsão sobre o que seria a internet, […]

13 de abril de 2015, 22h47

Eduardo Galeano cita Darcy Ribeiro: “O mundo se divide entre indignos e indignados”

  O enorme escritor uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015) nos deixou hoje, e, além da republicação de posts antigos sobre ele (leia abaixo deste post), não poderia deixar de prestar uma homenagem. Traduzi para vocês esta entrevista publicada pelo jornal La República do Uruguai em 2012, quando Galeano lançava o livro Os Filhos dos Dias (editora L&PM). […]

13 de abril de 2015, 09h20

Galeano: “Eu não seria capaz de ler de novo ‘As Veias Abertas…’, cairia desmaiado”

Em 1998, entrevistei a escritora Rachel de Queiroz (1910-2003) e ela me confessou sentir “antipatia mortal” por O Quinze, o clássico da literatura brasileira que publicou aos 20 anos, em 1930, e que, desde então, seria sua “obra mais importante e mais popular” (tudo quanto é enciclopédia se refere assim ao livro). O mesmo acontece […]

30 de março de 2015, 21h46

R.F.Lucchetti X Zé do Caixão: uma história de amizade e rivalidade no mundo do terror

Aos 85 anos, o roteirista e escritor R.F.Lucchetti é o co-autor de algumas das histórias e do gibi de Zé do Caixão, o maior de todos os personagens brasileiros de terror. Mas não ficou famoso como José Mojica Marins, que dirigiu e deu vida ao macabro agente funerário desde os anos 1960. Para Mojica, Lucchetti […]

24 de março de 2015, 23h13

Herberto Helder (1930-2015): o poema não é um objeto

Considerado o maior poeta português da atualidade, o madeirense Herberto Helder, morto aos 84 anos em Cascais, poderia ser ainda mais conhecido no mundo não fosse por uma característica singular: não dava entrevistas nem se deixava fotografar. A foto que acompanha este post é uma das poucas imagens conhecidas de Helder, e uma das últimas, […]

16 de março de 2015, 10h49

O livro de Elis e o filme de Cássia: autorizada ou não, uma biografia deve ser honesta

Elis Regina faria 70 anos hoje, 17 de março. Quando ela morreu, aos 36 anos, em janeiro de 1982, eu tinha 14 anos e chorei muito. Adolescente no final da ditadura militar, sabia pouca coisa da vida, mas sentia que uma gigante da música tinha ido embora. Fiquei chocada quando soube que tinha morrido de […]

14 de janeiro de 2015, 20h16

Você sabe o que quer dizer “aperreado”?

Usar “aperreado”, “aperreio”, no sentido de estar chateado, incomodado, em uma situação difícil, faz parte do vocabulário corrente dos nordestinos. Mas de onde vem essa palavra, afinal?

19 de dezembro de 2014, 13h01

Dicas literárias para um Natal vermelho III

Como já é tradição, as dicas de compras de fim-de-ano do blog. Se é para consumir, consumam livros! Vejam a lista do ano passado aqui e a do retrasado, aqui. (É possível que até o Natal esta lista seja atualizada, não percam.) LANÇAMENTOS: Infância Roubada – Editado pela Comissão da Verdade de São Paulo “Rubens Paiva” […]

19 de novembro de 2014, 12h44

Como os bandeirantes paulistas destruíram o Quilombo dos Palmares e mataram Zumbi

Qual seria o interesse da direita em desmerecer os quilombos como sociedades em que os negros podiam ser livres do domínio branco, chefiados por si mesmos e com suas próprias regras e leis?

13 de novembro de 2014, 15h10

Uma entrevista com o poeta Manoel de Barros (1916-2014)

Hoje morreu, em Campo Grande (MS), o poeta cuiabano Manoel de Barros, aos 97 anos. Há exatos 16 anos tive a enorme honra de entrevistá-lo, coisa rara, porque ele não gostava de dar entrevistas. O poeta exigiu que a conversa não fosse gravada e tive que anotar tudo num bloquinho da Folha de S.Paulo em […]

25 de agosto de 2014, 21h04

Biógrafo Lira Neto: ao se matar, Getúlio Vargas adiou o golpe militar por dez anos

Já passava das 11 horas da noite do dia 7 de setembro de 1979, na praça Maurício Loureiro, centro de São Borja (RS), quando Leonel Brizola (1922-2004) subiu no palanque para fazer seu primeiro discurso em território brasileiro após voltar dos 15 anos de exílio que lhe foram impostos pela ditadura militar. Diante de 1500 […]

12 de agosto de 2014, 15h59

Entrevistas históricas: Georges Simenon entrevista Leon Trótski em 1933

“O fascismo não é provocado por uma psicose ou ‘histeria’, mas por uma crise econômica e social profunda que devora o corpo da Europa sem piedade”. Pronunciadas em 1933, as palavras de Leon Trótski (1879-1940) soam mais atuais do que nunca diante do recrudescimento dos partidos neonazistas na Europa novamente em crise. O revolucionário russo […]

01 de julho de 2014, 19h15

As origens elitistas e racistas do futebol, por Mário Rodrigues (o irmão de Nelson)

Uma das razões pelas quais não concordo com o epíteto de “reacionário” que a direitosa adotou como verdade absoluta para se referir a Nelson Rodrigues (1912-1980), sem nunca tê-lo lido, é seu pioneirismo na denúncia ao racismo velado brasileiro. Amigo de Abdias do Nascimento (1914-2011), autor de Anjo Negro, uma tragédia sobre o racismo, Nelson […]

15 de maio de 2014, 14h03

Quero ser Dorival Caymmi

Dorival Caymmi fez 100 anos no dia 30 de abril e me lembrei desta matéria sobre o dorivalcaymmismo que escrevi para a revista VIP em 2005. De como levar a vida de uma maneira mais relaxada… Que pressa é essa? Em tempo: Caymmi viveu até os 94 anos. *** Quero ser Dorival Caymmi* Não foi […]