Socialista Morena

literatura


19 de outubro de 2013, 13h32

Vinicius de Moraes e o golpe militar

Nos 100 anos de Vinicius de Moraes, republico a investigação do jornalista Marcelo Bortoloti sobre um episódio até hoje nebuloso: a demissão do poeta, diplomata de carreira, do Itamaraty durante a ditadura militar. O texto foi originalmente publicado em maio deste ano no blog do Instituto Moreira Salles (link aqui). Para reparar a injustiça, em […]

06 de outubro de 2013, 16h16

A noite em que Jean-Paul Sartre fumou um charuto com Che Guevara

Entre fevereiro e março de 1960, pouco mais de um ano após a revolução, o casal de filósofos franceses passou um mês em Cuba e se encantou com a juventude do novo governo

17 de agosto de 2013, 14h35

Grandes primeiros parágrafos da não-ficção

Propus aos leitores do blog enviarem para mim seu primeiro parágrafo favorito de livros de não-ficção. Já vi muitas listas com o começo inesquecível de romances, mas não de ensaios e livros de reportagem. E há obras não-ficcionais tão impossíveis de apagar da memória quanto a mais envolvente aventura ou história de amor. O bacana […]

15 de agosto de 2013, 21h32

Pedro Juan Gutiérrez: contra a depilação e o sexo “limpinho”

Evoco um dos meus autores contemporâneos favoritos, o cubano Pedro Juan Gutiérrez, para jogar a pá de cal na “polêmica” em torno da depilação da atriz Nanda Costa nas páginas da Playboy. Vivemos tempos coxinhas, em que a beleza desnuda de uma moça vira coadjuvante diante da moda, exportada pelo Brasil, de arrancar a cera […]

01 de julho de 2013, 14h14

Revolucionários em cordel

A tradição da literatura de cordel remonta ao século 15. Foi trazida ao Brasil pelos portugueses e, no Nordeste, acabou virando a mais autêntica forma de literatura sertaneja, com suas capas impressas em xilogravura. À venda nas feiras, nos livrinhos de cordel se encontram praticamente todos os personagens da história do Brasil e do mundo. […]

16 de maio de 2013, 21h53

Mãe Stella de Oxóssi, a imortal do candomblé

Aos 88 anos, a ialorixá do do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá se torna a primeira mãe de santo acadêmica do país

13 de abril de 2013, 16h30

Maggie e eu, por Christopher Hitchens

Este é o mais engraçado e surpreendente texto que já li sobre Margaret Thatcher. O escritor britânico Christopher Hitchens (1949-2011) conta como foi seu primeiro encontro com a dama-de-ferro em 1975. O causo está em suas memórias, Hitch-22, publicadas em português no Brasil pela Nova Fronteira. E, aqui, no site da Vanity Fair, em inglês. […]

13 de fevereiro de 2013, 13h21

Semana de Arte Moderna, 91 anos: Os Sapos, de Manuel Bandeira

Há 91 anos, começava em São Paulo, em pleno Teatro Municipal, a Semana de Arte Moderna de 1922, que sacudiria os cânones da arte no País. O que valia antes não valia mais: outra arte chegara, decretavam os modernistas capitaneados por Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Menotti del Picchia. Heitor […]

08 de fevereiro de 2013, 11h59

Bandeira Branca, por Luis Fernando Verissimo

Não sei quanto a vocês, mas eu adorava carnaval de clube. E adoro o Verissimo. *** Bandeira Branca* Por Luis Fernando Verissimo Ele: tirolês. Ela: odalisca. Eram de culturas muito diferentes, não podia dar certo. Mas tinham só quatro anos e se entenderam. No mundo dos quatro anos todos se entendem, de um jeito ou […]

02 de fevereiro de 2013, 12h12

Perdido numa noite suja (com Pedro Juan Gutiérrez)

Me orgulho de ter sido a primeira jornalista no Brasil a “descobrir” o escritor cubano Pedro Juan Gutiérrez. Em 1999, tinha lido sobre ele na imprensa espanhola, que o descrevia como “o Bukovski caribenho”. Isso atiçou a minha curiosidade, e pedi à sua editora em Madri que me mandasse o livro que o tornaria famoso, […]

24 de janeiro de 2013, 22h31

Bentinho, o primeiro coxinha da história

Rapazola, Bento Santiago, o Bentinho, ganhou de um conhecido no trem da central o apelido de Dom Casmurro, por ser homem calado, metido consigo mesmo e possuir “fumos de fidalgo”. Atualmente, teria sido apelidado “coxinha”. Coxinha, para quem não sabe, é o novo “mauricinho”, sujeito jovem com hábitos, trajes e pensamentos antiquados. Aquele cara que […]

19 de dezembro de 2012, 16h51

O brasileiro não é assim, por Sócrates

Duas notícias boas neste post: uma é que a editora Confiança, que publica CartaCapital, agora também edita livros. A outra é que o primeiro volume do que, espero, seja uma série, é dedicado a Sócrates: reúne os melhores textos que o grande atleta e pensador  escreveu para a revista durante dez anos, de 2001 até […]

12 de dezembro de 2012, 14h55

O editor que leu demais

Um perfil do divertido fundador da CosacNaify, Charles Cosac, que parece ter saído das páginas de um dos livros que edita

16 de novembro de 2012, 15h05

José Saramago, 90 anos: “Ser comunista é um estado de espírito”

Uma pergunta perseguiu o Nobel de literatura português José Saramago (1922-2010) durante boa parte de sua vida: por que o senhor continua se dizendo comunista?, ouviu centenas de vezes. E sempre respondia: “Porque ser comunista ou ser socialista é um estado de espírito”. É algo que muita gente teima em não entender e confundir com […]

12 de novembro de 2012, 18h31

Os dez maiores livros escritos atrás das grades

Vi essa lista na internet em vários lugares –parece que originalmente saiu daqui. Achei que tem tudo a ver com os tempos que “rugem”. Eu acrescentaria o brasileiro Memórias do Cárcere (publicado postumamente em 1953), de Graciliano Ramos, escrito durante e após a prisão, em 1936, acusado de participar da Intentona Comunista (1935). Prisões por desviar […]