Socialista Morena

literatura


15 de agosto de 2013, 21h32

Pedro Juan Gutiérrez: contra a depilação e o sexo “limpinho”

Evoco um dos meus autores contemporâneos favoritos, o cubano Pedro Juan Gutiérrez, para jogar a pá de cal na “polêmica” em torno da depilação da atriz Nanda Costa nas páginas da Playboy. Vivemos tempos coxinhas, em que a beleza desnuda de uma moça vira coadjuvante diante da moda, exportada pelo Brasil, de arrancar a cera […]

01 de julho de 2013, 14h14

Revolucionários em cordel

A tradição da literatura de cordel remonta ao século 15. Foi trazida ao Brasil pelos portugueses e, no Nordeste, acabou virando a mais autêntica forma de literatura sertaneja, com suas capas impressas em xilogravura. À venda nas feiras, nos livrinhos de cordel se encontram praticamente todos os personagens da história do Brasil e do mundo. […]

16 de maio de 2013, 21h53

Mãe Stella de Oxóssi, a imortal do candomblé

Aos 88 anos, a ialorixá do do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá se torna a primeira mãe de santo acadêmica do país

13 de abril de 2013, 16h30

Maggie e eu, por Christopher Hitchens

Este é o mais engraçado e surpreendente texto que já li sobre Margaret Thatcher. O escritor britânico Christopher Hitchens (1949-2011) conta como foi seu primeiro encontro com a dama-de-ferro em 1975. O causo está em suas memórias, Hitch-22, publicadas em português no Brasil pela Nova Fronteira. E, aqui, no site da Vanity Fair, em inglês. […]

13 de fevereiro de 2013, 13h21

Semana de Arte Moderna, 91 anos: Os Sapos, de Manuel Bandeira

Há 91 anos, começava em São Paulo, em pleno Teatro Municipal, a Semana de Arte Moderna de 1922, que sacudiria os cânones da arte no País. O que valia antes não valia mais: outra arte chegara, decretavam os modernistas capitaneados por Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Menotti del Picchia. Heitor […]

08 de fevereiro de 2013, 11h59

Bandeira Branca, por Luis Fernando Verissimo

Não sei quanto a vocês, mas eu adorava carnaval de clube. E adoro o Verissimo. *** Bandeira Branca* Por Luis Fernando Verissimo Ele: tirolês. Ela: odalisca. Eram de culturas muito diferentes, não podia dar certo. Mas tinham só quatro anos e se entenderam. No mundo dos quatro anos todos se entendem, de um jeito ou […]

02 de fevereiro de 2013, 12h12

Perdido numa noite suja (com Pedro Juan Gutiérrez)

Me orgulho de ter sido a primeira jornalista no Brasil a “descobrir” o escritor cubano Pedro Juan Gutiérrez. Em 1999, tinha lido sobre ele na imprensa espanhola, que o descrevia como “o Bukovski caribenho”. Isso atiçou a minha curiosidade, e pedi à sua editora em Madri que me mandasse o livro que o tornaria famoso, […]

24 de janeiro de 2013, 22h31

Bentinho, o primeiro coxinha da história

Rapazola, Bento Santiago, o Bentinho, ganhou de um conhecido no trem da central o apelido de Dom Casmurro, por ser homem calado, metido consigo mesmo e possuir “fumos de fidalgo”. Atualmente, teria sido apelidado “coxinha”. Coxinha, para quem não sabe, é o novo “mauricinho”, sujeito jovem com hábitos, trajes e pensamentos antiquados. Aquele cara que […]

19 de dezembro de 2012, 16h51

O brasileiro não é assim, por Sócrates

Duas notícias boas neste post: uma é que a editora Confiança, que publica CartaCapital, agora também edita livros. A outra é que o primeiro volume do que, espero, seja uma série, é dedicado a Sócrates: reúne os melhores textos que o grande atleta e pensador  escreveu para a revista durante dez anos, de 2001 até […]

12 de dezembro de 2012, 14h55

O editor que leu demais

Fazia muito tempo que eu escutava falar de Charles Cosac, o dono da CosacNaify. Amigos em comum o descreviam como uma figura inteligentíssima, por um lado, e por outro excêntrica ao extremo. Ou seja, o tipo de pessoa que eu ia adorar conhecer. Finalmente, em 2007, Charles concordou em me atender para uma rara entrevista. […]

16 de novembro de 2012, 15h05

José Saramago, 90 anos: “Ser comunista é um estado de espírito”

Uma pergunta perseguiu o Nobel de literatura português José Saramago (1922-2010) durante boa parte de sua vida: por que o senhor continua se dizendo comunista?, ouviu centenas de vezes. E sempre respondia: “Porque ser comunista ou ser socialista é um estado de espírito”. É algo que muita gente teima em não entender e confundir com […]

12 de novembro de 2012, 18h31

Os dez maiores livros escritos atrás das grades

Vi essa lista na internet em vários lugares –parece que originalmente saiu daqui. Achei que tem tudo a ver com os tempos que “rugem”. Eu acrescentaria o brasileiro Memórias do Cárcere (publicado postumamente em 1953), de Graciliano Ramos, escrito durante e após a prisão, em 1936, acusado de participar da Intentona Comunista (1935). Prisões por desviar […]

09 de novembro de 2012, 20h34

Alta ajuda de Nietzsche

  Morei dez anos em São Paulo e, quando você vive numa cidade gigante como essa, se não se mantiver atento e forte, corre o risco de ser levado pelo fluxo e se esquecer de quem é. Há uns oito anos eu me encontrava assim: esquecida de quem era de fato. Não andava mais de […]

02 de novembro de 2012, 14h40

Viva o dia dos mortos!

  Os mexicanos têm outra relação com o dia de Finados e com a própria morte em si: lá é dia de festa, de farra, não de choro e velas. Dia de celebrar a vida dos que se foram… É bonito. Tem um escritor que adoro, o espanhol nascido na Alemanha Max Aub (1903-1972), autor […]

24 de outubro de 2012, 15h35

O poema que me fez virar à esquerda

O culpado por eu me ter me tornado, aos 15 anos, uma esquerdista, é um poema do dramaturgo e escritor alemão Bertolt Brecht (1898-1956). Vocês conseguem entender por quê? Perguntas de um Operário Que Lê Quem construiu Tebas, a das sete portas? Nos livros constam o nome dos reis, Mas foram os reis que transportaram […]