Socialista Morena

morte


02 de novembro de 2015, 21h11

A morte segundo os mexicanos, por Octavio Paz

  Todos os Santos, Dia dos Mortos Por Octavio Paz (1914-1998) (…) Para o habitante de Nova York, Paris ou Londres, a morte é a palavra que jamais se pronuncia porque queima os lábios. O mexicano, ao contrário, a frequenta, burla-se dela, a acaricia, dorme com ela, a festeja, é um de seus brinquedos favoritos […]

10 de novembro de 2013, 14h00

Como morrem os médicos?

Um artigo esclarecedor sobre como os médicos norte-americanos planejam a própria morte: a imensa maioria opta por não fazer tratamentos invasivos que eles mesmos indicam aos pacientes, preferindo cuidados paliativos

05 de março de 2013, 23h53

O dia em que quase entrevistei o comandante Hugo Chávez

Já passava da uma da manhã de 29 de novembro de 2007 quando o celular tocou no quarto do hotel Las Americas, em Caracas. Atendi. Era o ministro das Comunicações, William Lara, com uma ótima notícia: o presidente Hugo Chávez havia aceito minha solicitação de entrevista e iria falar comigo no avião às 15h daquele […]

02 de novembro de 2012, 14h40

Viva o dia dos mortos!

  Os mexicanos têm outra relação com o dia de Finados e com a própria morte em si: lá é dia de festa, de farra, não de choro e velas. Dia de celebrar a vida dos que se foram… É bonito. Tem um escritor que adoro, o espanhol nascido na Alemanha Max Aub (1903-1972), autor […]