Socialista Morena

poesia


02 de agosto de 2018, 19h35

Bukowski previu em um poema o isolamento que a internet traria ao ser humano

Morto em 1994, o escritor norte-americano viu apenas o comecinho da era da informação, mas enxergou longe seu lado obscuro

26 de outubro de 2017, 18h52

Eu odeio minha geração

Uma dose de poesia para alegrar o dia, aliviar a secura da alma e dos tempos

16 de agosto de 2017, 19h21

Mais poesia, por favor

De vez em quando, para alimentar a alma dxs leitorxs, o site trará poemas selecionados de algum/a autor/a brasileiro/a e estrangeiro/a. Porque nem só de pão vive o homem (e a mulher)

04 de agosto de 2017, 19h24

Adeus, Luiz Melodia, pérola negra da MPB <3

Agosto, o mês do desgosto, salvou Temer e levou Melodia. Para lembrar uma das vozes mais deliciosas, inconfundíveis e insubstituíveis da MPB, um obituário melódico

14 de novembro de 2016, 15h40

Ode ao burguês: parece PSTU, mas é Mário de Andrade

Quando, na Semana de Arte Moderna de 1922, Mário de Andrade (1893-1945) declamou o poema Ode ao Burguês, os industriais e cafeicultores da época se sentiram insultados. O poeta chegou a ser vaiado pelos convidados, alguns dos quais tinham contribuído financeiramente para a realização da semana e não engoliram a crítica. Reparem que as palavras […]

24 de março de 2015, 23h13

Herberto Helder (1930-2015): o poema não é um objeto

Considerado o maior poeta português da atualidade, o madeirense Herberto Helder, morto aos 84 anos em Cascais, poderia ser ainda mais conhecido no mundo não fosse por uma característica singular: não dava entrevistas nem se deixava fotografar. A foto que acompanha este post é uma das poucas imagens conhecidas de Helder, e uma das últimas, […]

13 de novembro de 2014, 15h10

Uma entrevista com o poeta Manoel de Barros (1916-2014)

Hoje morreu, em Campo Grande (MS), o poeta cuiabano Manoel de Barros, aos 97 anos. Há exatos 16 anos tive a enorme honra de entrevistá-lo, coisa rara, porque ele não gostava de dar entrevistas. O poeta exigiu que a conversa não fosse gravada e tive que anotar tudo num bloquinho da Folha de S.Paulo em […]

27 de março de 2014, 15h16

A tortura na poesia de Alex Polari: Inventário de Cicatrizes

Torturado na ditadura, poeta paraibano se dedica hoje ao Santo Daime

21 de dezembro de 2012, 11h13

Um poema para o fim do mundo, por Pablo Neruda

Canto Morri com todos os mortos por isso pude reviver empenhado em meu testemunho e em minha esperança irredutível. Um mais, entre os mortais, profetizo sem vacilar que apesar do fim do mundo sobrevive o homem infinito. Rompendo os astros recentes, golpeando metais furiosos entre as estrelas futuras, endurecidos de sofrer, cansados de ir e […]