Socialista Morena
Cultura

Toca Raul! 30 anos sem o Maluco Beleza

Há uma canção de Raul para cada momento da vida. Querem ver?

Foto: divulgação
Cynara Menezes
21 de agosto de 2014, 13h55

30 anos atrás, num dia 21 do aziago mês de agosto, acordei com uma notícia terrível: aos 44 anos, meu ídolo de infância, Raul Seixas, tinha morrido vítima de pancreatite. Nove dias antes, ele tinha vindo a Brasília fazer um dos seus últimos shows, ao lado de Marcelo Nova, e eu dormi e perdi… Nunca me perdoei.

Eu adorava Raul desde que ouvi pela primeira vez Ouro de Tolo, aos 7 anos de idade. Nas matinês do Cine Éden, em Ipiaú-BA, a cidade dos meus avós, onde nasci, tocava sempre Al Capone antes da sessão começar. E eu, pequenina, também adorava aquela história do moço do disco voador me levar, de S.O.S., canção do álbum Gita (1974). Durante toda a minha infância Raul Seixas foi uma estrela e suas músicas não paravam de tocar no rádio e na TV.

Na época em que Raul morreu, eu dividia apê em Brasília com um amigo que era ainda mais fã dele e me apresentou algumas pérolas do cantor baiano que eu nunca tinha ouvido… E me dei conta de que há uma canção dele para cada momento da vida. Querem ver? Toca Raul!

1. Quando você é criança e seu pai/mãe te reprime, você ouve Sapato 36:

2. Mas aí você entra na faculdade, se liberta e fica tirando onda como em Tu És o MDC da Minha Vida (com Paulo Coelho):

3. Depois consegue um trabalho, mas vê que isso pode ser Ouro de Tolo:

4. E finalmente se apaixona de verdade, como em Mata Virgem (com Tania Menna Barreto):

5. Então, o melhor que se faz é pegar O Trem das 7 e sair viajando por aí:

6. Mas vem a rotina e vocês resolvem experimentar ter uma relação aberta como em A Maçã (com Paulo Coelho):

7. A coisa não funciona bem e você fica na maior fossa ouvindo A Hora do Trem Passar (com Paulo Coelho):

8. O jeito é desbundar e ficar mutcho loco como em Maluco Beleza (com Claudio Roberto):

9. Fundar uma Sociedade Alternativa (com Paulo Coelho) e convidar a galera:

10. Aproveitar a solteirice e sair por aí flanando com os amigos como em Super-Heróis (com Paulo Coelho):

11. Só que acaba conhecendo alguém que vem de outra relação como você e se vê de novo Fazendo o Que o Diabo Gosta (com Lena Coutinho):

12. E um dia, amigo, todo mundo morre… Que nem em Canto Para Minha Morte (com Paulo Coelho):

Viva Raul!

(Este post, feito para os 25 anos da morte de Raul Seixas, foi atualizado em 21/08/2019)


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(37) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

luca em 21/08/2014 - 16h28 comentou:

Faltou: Quando vc crescer

Responder

Cunha em 21/08/2014 - 19h15 comentou:

Raul era podre.
Sou de esquerda mas curto um rock bem produzido.
Foda-se os esteriótipos.

Responder

    Zé Carlos em 22/08/2014 - 02h36 comentou:

    22, 23.. no máximo, 25.

    zé da venda em 22/08/2014 - 02h41 comentou:

    Babaca, não sabe o que é rock nacional é não entende nada de Raul, Raul não é esterótipo

    Francisco em 23/08/2014 - 12h40 comentou:

    Tá na hora de ir lavar a louça para a mamãe!

    João em 24/08/2014 - 06h31 comentou:

    Raul, Mutantes e Secos e Molhados estão acima de qualquer estereotipo, qualquer "jovem guarda" ou julgamentos infelizes como o seu. Qualquer que goste de Rock – ou música – respeita o Raul!

Ana Paula em 21/08/2014 - 19h16 comentou:

No fundo do quintal da escola. Clássica da juventude indecisa, da qual já fizemos parte!

Responder

Homero Mattos Jr em 21/08/2014 - 19h46 comentou:

Raul, no capitulo 2. :- ) http://caleidoscolpais.blogspot.com.br/

Responder

Ricardo G. Ramos em 21/08/2014 - 20h16 comentou:

Maravilha!

Responder

Louro José em 21/08/2014 - 20h30 comentou:

Viva Raulzito! Eu deixei a vela acesa para bruxa não voltar, essa luza tá muito forte tenho medo de cegar… eeeee Quem não tem Nietzsche! …………………………….. usa Raulzito!
Seu Ideal ainda alimentará muitas ervas e esssas ervas alimantarão muitos homem e muitas ideias! Eternamente incomodando os que tem medo de ser humanamente humano. Viva São Tomé das Letras, viva Raul, viva a maconha, o álcool e zaz e zaz e zaz!

Responder

FERRETTI em 21/08/2014 - 20h33 comentou:

Então,tenho e ouço sempre tudo do Grande Maluco Beleza,faço parte do oficial fã clube Raul Seixas,tudo que vc disse acima vivenciei tambem no interior da Bahia só que em Caetité na região sudoeste,terra do não menos maluco Waldik Soriano e do grande educador Baiano e Brasileiro Anisio Teixeira.

Responder

Res em 21/08/2014 - 21h17 comentou:

Raul nos instigou e nos instiga até hoje àquilo que Foucault se referiu como "fazer da vida uma obra de arte".

Responder

Juão em 21/08/2014 - 22h40 comentou:

Acho que tu erraste somente em "O Trem das Sete", pois essa canção, linda, fala – nas entranhas – da morte, era como ele imaginava sua chegada. Não é novidade outros monstros da musica mundial também fizeram musicas assim.

Responder

Julio em 22/08/2014 - 14h55 comentou:

Muito bom o texto… algumas músicas eu não conhecia e já vou baixar… gosto muito de "Tu és o MDC da minha vida" e "Ouro de tolo". Só incluiria aí "Medo da chuva".

Responder

Rodrigo em 22/08/2014 - 15h36 comentou:

Muito bom!

Responder

Celso em 22/08/2014 - 16h48 comentou:

eu sempre lembro dele com seu traje preto: calça apertada, casaco de couro, botas, óculos escuros etc, andando pelo Politeama, bairro que eu morava em Salvador, indo para a casa de Carleba membro da Banda Raulzito e Seus Pantera que era meu vizinho na Travessa Mário e namorava com minha irmã mais velha..ainda hoje vira e mexe escuto suas músicas..
Bem lembrado Cynara

Responder

Stravinskyi em 22/08/2014 - 16h54 comentou:

Aos marxistas que defendem o fim da Polícia Militar, venho aqui apresentar-lhes uma proposta:

Marxistas da USP, UNESP e Federais:
Estou construindo um sítio a mais ou menos 320km da capital São Paulo. Pretendo construir uma casa para voces e seus familiares viverem. Como a área é grande, irei construir ao lado direito -(serão vizinhos)- uma casa para Suzane Von Ritchofen e irmãos Cravinhos, ao lado esquerdo, uma casa para o casal Nardoni e nos fundos irei construir um "puxadinho" especial com passagem por dentro da casa para o Maníaco do Parque (Francisco de Assis Pereira). Ao menos por 1 mes (30 dias) a Polícia Militar e bombeiros estarão proibidos de entrarem na área de voces. O primeiro que apitar a campainha para pedir uma xícara de açucar, os marxistas vão sair corendo gritando: "Mamãe, papai! venham me buscar! por favor venham de BMW e tragam o livro "O Capital" edição especial em ouro para eu me acalmar!"

Esses comunistas , anarquistas e "pensadores" de buteco (ou melhor: de coletivo) deveriam participar também da experiencia. Seria interessante ver como os que tanto propagam pelo fim da PM se sentiriam tendo vizinhos tão bondosos! Aliás, to até pensando em construir um sobrado na frente e convidar o Sr. Francisco Picadinho (vulgo Chico Picadinho) para ser zelador.

Não percam essa oportunidade: O nome do condomínio será "Coletivo Pablo Capilé". A
casa irá contar com LPs do Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Quadros do Che Guevara, Stalin e Pol-Pot. E para voces não ficarem tristes, irá de brinde 3 MacBook para voces não se sentirem "longe dessa burguesia hipócrita".
Zé de Abreu: está convidado também! Qualquer 'esquerda caviar'(professores da USP, UNESP, UFRJ e etc. Principalmente os economistas e filósofos de esquerd) pode se sentir a vontade para me contatar que eu providenciarei bons vizinhos e um local espaçoso para morar.

Responder

    morenasol em 22/08/2014 - 17h16 comentou:

    o que que isso tem a ver com raul?

    WhyNot? em 25/08/2014 - 20h59 comentou:

    Raul é um símbolo da esquerda que não é esquerda. Que disfruta do youtube, das "ads" do google que geram lucro, do marketing do "maluco beleza" que era doidão mas adorava uma boa vida capitalista. Os jovens são piores: fazem homenagem ao Raul como se ele fosse um Che Guevara do sertão. Um rock-brega latino que encanta a juventude sem massa cinzenta.

    Stravinskyi em 25/08/2014 - 21h09 comentou:

    Aliás, não existe "o que que". é "o que isso (…)". Formada em jornalismo em Federal.. que beleza! Viva Paulo Freire !

    ou "que isso tem a ver (,…)"

    Alberto Caeiro em 22/08/2014 - 21h17 comentou:

    Quem defende o fim da PM é antropólogo formado na Sorbonne, o que o gênio Stravinskyi tem a dizer?

    Roberto em 23/08/2014 - 20h32 comentou:

    Não precisa acabar com a PM.
    Basta que ela pare de assassinar pessoas.
    Um assassinato cometido por PMs é igual a um assassinato cometido por Nardonis, maníacos, etc.
    Ninguém tem esse direito.
    Nem a PM.

    Juão em 24/08/2014 - 02h56 comentou:

    "Quando acabar o maluco sou eu"

    Kavron em 25/08/2014 - 21h06 comentou:

    Para que a PM melhore, vocês marxistas precisam parar de ficar incentivando os jovens mais pobres e a classe média alta a brincar de revolucionário. Os clase média seduzem: os pobres vão as ruas colocar fogo. É sempre assim. Quem se beneficia é o círculo de gente rica que adora um capitalismo e um país com segurança e lei forte mas incentiva socialismo para seu povo.

Domingos em 22/08/2014 - 17h19 comentou:

A solução não é mais '' Alugar o Brasil'' e sim entregá-lo para os PeTralhas…eles afanam, deterioram o patrimônio e se dizem '' Tudo gente fina''

Responder

Nara em 22/08/2014 - 18h31 comentou:

Vc é de Ipiaú?! Minha família tb!

Responder

    Nara em 22/08/2014 - 18h34 comentou:

    Sua família lá é Menezes? Eu sou neta do Alípio Correia.
    À propósito, ótimo texto!
    Seus textos são sempre muito bons!

Lenir Vicente em 23/08/2014 - 02h05 comentou:

Bravo Cynara! Eh, memória! . Uma música para cada memento da vida. E vivendo a gente chega à conclusão que é preferível mesmo ser uma metamorfose ambulante do que ter "aquela velha opinião formada sobre tudo" ."Let me sing my rock n' roll" . Toca Raulzito! A gente ainda te escuta.

Responder

Antonio Barreto em 24/08/2014 - 01h02 comentou:

Faltou "É fim de mês" com contas a pagar, comendo carne podre e engolir sem vomitar.

Responder

Marcos em 24/08/2014 - 06h17 comentou:

Bom citar no que Raul acreditava, e passa bem longe de Cristo.

Responder

fernando em 25/08/2014 - 03h24 comentou:

Sim, com certeza uma canção para cada momento da vida. Esta foi importante para mim, entre todas as outras do Grande Raul Seixas. https://www.youtube.com/watch?v=eri6rX1G7r8

Responder

Stravinskyi em 25/08/2014 - 21h02 comentou:

Quero ver os marxistas irem ajudar o povo do nordeste. Eles só ficam no conforto dos prédios da Paulista em São Paulo, com internet 25mb fazendo protesto no facebook. Nunca vi um lixo tão grande como essa geração da USP-UNESP-FEDERAIS marxistas. Se fechar esses centros de “pesquisa” marxistas, dá pra abrir uns 5 cursos de Medicina. Eles usam dinheiro da USP pra fazer camiseta do Che Guevara, planfletos do PSOL, PSTU e PT. Além disso ficam recebendo dinheiro por fora (contratos com Petrobrás , né Capilé?) Contratos com empesas privadas (né dona Cynara?).

Ai como eu queria ser socialista! Mamar no estado, ter vida financeira estável e ainda ser chamado de intelectual. Uma pena que não tenho fígado pra vender minha alma pra ganância. Uma pena não, uma benção!

Responder

    morenasol em 25/08/2014 - 21h09 comentou:

    se você não estudou, a culpa não é do socialismo. se esforce e consiga um emprego! não são vocês que vivem falando de meritocracia?

    Stravinskyi em 26/08/2014 - 18h27 comentou:

    é o mundo civilizado que fala em meritrocacia, não ''voces''. Quanto a conseguir emprego sem precisar ser capacitado , eu fui irônico.

Kenny em 21/04/2019 - 21h22 comentou:

Toca Raul ainda vive. 2019 lendo essa matéria e escutando Carpinteiro do universo… Orgulho

Responder

PAULO E GIUSEPPIN em 21/08/2019 - 13h48 comentou:

Pra passar a noite na cocheira tem de ter o mesmo cheiro do cavalo pra não incomodar

Responder

Dena em 23/08/2019 - 10h29 comentou:

Eu me lembro de cada detalhe do dia do seu último show em Brasília. Fui sozinha, mas lá estavam todos como eu e voltei andando pra rodoviária com um amigo que fiz lá. mas sentia que seria o último show dele que iria. Não acreditei qndo recebi a notícia de sua passagem. Meu ídolo, meu maior ídolo!!!

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

O dia em que Renato Russo pegou bode de Brasília


Há 30 anos, o cantor do Legião Urbana abandonava show no estádio Mané Garrincha que terminou em quebra-quebra

Politik

Janis Joplin, 70 anos: Mercedes Benz


Janis Joplin faria 70 anos ontem, 19 de janeiro. Uma das minhas favoritas é esta. Acho que tem tudo a ver com o blog. Mercedes Benz I’d like to do a song of a great…