Socialista Morena
Mídia

TV: outra filha de Edir também adotou criança portuguesa irregularmente

Assim como sua irmã, a filha mais velha do líder da Universal rejeitou o irmão da criança adotada. O "filho", Felipe, esteve envolvido com drogas

Felipe Cardoso e o "avô", Edir. Foto: reprodução youtube
Cynara Menezes
21 de dezembro de 2017, 10h36

A série O Segredo dos Deuses, da emissora portuguesa TVI, está chegando ao final nesta sexta-feira e continua a trazer denúncias graves contra a Igreja Universal ignoradas pela mídia comercial brasileira. Nos episódios que foram ao ar esta semana, as jornalistas Alexandra Borges e Judite França afirmam que a filha mais velha de Edir Macedo, líder da Universal e dono da Record, também adotou irregularmente um menino português abrigado em um lar mantido pela igreja em Lisboa. Cristiane Cardoso, assim como sua irmã Viviane Freitas, não quis levar para casa o irmão do menino Filipe, Pedro, que foi dado em adoção a outro bispo, Sidnei. A separação de irmãos em processos de adoção não é permitida nem pela lei portuguesa nem pela brasileira.

Filipe (hoje Felipe Cardoso) é o rapaz que aparece com Edir Macedo em um vídeo no youtube contando ter se envolvido com drogas. Fábio, o irmão rejeitado por Viviane, sua tia, faleceu em 2015 sozinho, num quarto de hotel em Nova York, vítima de overdose. Entrevistado pelo “avô” (a quem chama de “bispo), Felipe conta ter largado a cocaína.

Nos episódios recentes da série de dez reportagens, a emissora portuguesa afirma que muitas das crianças tiradas do Lar Universal acabaram sendo devolvidas em virtude de má adaptação à nova realidade. No caso de Cristiane, a filha do bispo Macedo, ela mesma conta no púlpito que tinha tudo planejado para Felipe: que ele aos 14 ele se converteria, que aos 16 ele seria obreiro da igreja, e aos 18 se casaria. Mas nada disso se concretizou. Felipe nunca quis se envolver com a igreja Universal, assim como Fábio, o rapaz que morreu de overdose.

Lucas Paulo, uma das “crianças Universal” que abandonou a família, dá mais detalhes sobre a história na reportagem. Ele conta que, desde pequeno, ia aos cultos e era instado a repetir trechos da Bíblia no altar. Muito articulado, o rapaz diz que até hoje tem dificuldades em falar como uma pessoa de sua idade, já que foi treinado a pronunciar as palavras de uma forma peculiar, mais pausadamente. Estava sendo preparado para se tornar um pastor, mas o plano não deu certo.

A mãe biológica de Felipe, ex-viciada em drogas, aparece na reportagem contando que estava em processo de recuperação (há muitos anos está “limpa”) quando deixou os filhos com a mãe, que os levou ao albergue da Universal. De lá, o menino foi entregue a Cristiane e o marido, o bispo Renato Cardoso, em Londres, em circunstâncias aparentemente legais. A mãe do menino afirma, porém, nunca ter sido ouvida no tribunal nem assinado qualquer papel autorizando a adoção. O Ministério Público português está investigando quem foram os responsáveis por permitir que crianças fossem levadas ao estrangeiro desta forma, sem ouvir o contraditório, ou seja, os pais biológicos. As mesmas circunstâncias se repetem em todos os casos mostrados até agora.

A mãe do menino afirma nunca ter sido ouvida no tribunal nem assinado qualquer papel autorizando a adoção. O MP português está investigando quem foram os responsáveis por permitir que crianças fossem levadas ao estrangeiro

Viviane se encantou com o menino loirinho de olhos azuis que conheceu apenas por foto. É a própria filha de Edir Macedo quem conta como foi o processo em post do seu blog que ainda está no ar: “No final do ano anterior, eu conheci uma jovem que trabalhara em um orfanato em Portugal e, um dia, ela me mostrou a foto de um menininho que sonhava em ter um pai”, escreveu Cristiane.

 

 

Segundo Lucas Paulo, depois do envolvimento de Felipe com as drogas e da indicação de que não iria seguir o roteiro meticulosamente traçado pela “mãe”, a relação de Cristiane com o menino mudou. Ela teria ficado distante. A imagem transmitida pela “família”, no entanto, é a de superação, sempre utilizando os jovens para comover os fiéis e não raro recorrendo as mentiras: o bispo Romualdo Panceiro e sua mulher, Marcia, afirmaram que Fábio morreu aos 19 anos de “um ataque de coração” enquanto dormia, quando na verdade foi vítima de uma overdose de drogas e medicamentos.

Assista os mais recentes episódios da série abaixo. Nenhum outro meio de comunicação está atualizando os brasileiros sobre este caso.

 

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(2) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Ale em 21/12/2017 - 12h49 comentou:

Na parte do texto “De lá, o menino foi entregue a Viviane e o marido, o bispo Renato Cardoso…”. O certo é Cristiane no lugar de Viviane, que é esposa de Júlio Freitas.

Responder

    Cynara Menezes em 21/12/2017 - 19h41 comentou:

    corrigido!

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Feminismo

Enquanto o Brasil quer proibir até em caso de estupro, ONU defende legalização do…


Fundamentalistas no Congresso Nacional tentam avançar sorrateiramente em pelo menos duas frentes pela criminalização completa do aborto

Mídia

TV diz que filha de Edir rejeitou um dos três irmãos adotados; rapaz morreu…


Jornalistas da emissora portuguesa TVI sustentam que Viviane não quis ficar com o caçula das crianças, o que contraria tanto as leis portuguesas quanto as brasileiras