Socialista Morena
Feminismo

A suavidade esquecida dos pelos pubianos

O que eu tenho contra a depilação? Nada. Faz quem quer. O que me incomoda é a obrigatoriedade que se estabeleceu em torno do assunto. Quem gosta mesmo de manga não se importa com fiapo

Theodoor Thomas, Nu Feminino
Cynara Menezes
18 de fevereiro de 2015, 20h35

“Mas ela é um livro místico e somente
a alguns (a que tal graça se consente)
é dado lê-la”
(John Donne em tradução de Augusto de Campos)

Fetiche masculino pela vagina sem pelos, sempre houve. Na carta de Pero Vaz de Caminha, em 1500, já apareciam os portugueses botando reparo nas xoxotas lisinhas das índias do Brasil, ao descoberto. “Suas vergonhas, tão altas e tão cerradinhas e tão limpas das cabeleiras que, de as nós muito bem olharmos, não se envergonhavam”, escreve o gajo, embevecido. Caminha chega a apostar que, de tão “graciosa”, a vergonha das índias causaria inveja às mulheres europeias, “por não terem as suas como ela”…

Na arte barroca e renascentista, porém, por pudicícia ou moralismo, as mulheres sempre apareceram glabras, inteiramente desprovidas de pentelhos, como se a ausência destes fosse sinônimo de ausência de malícia. O púbis pelado, qual o de uma criança, era quase a personificação da pureza em forma de boceta. Ao que tudo indica, a primeira vez que os pelos pubianos femininos aparecem na pintura ocidental é no óleo sobre tela La Maja Desnuda (1795-1800), de Goya, um dos quadros mais famosos da história. A penugem é discreta.

maja

O tabu seria rompido de forma gloriosa e, digamos, Ohaniana, pelo francês Gustave Courbet (1819-1877) com sua Origem do Mundo, de 1866.

courbet

Já no século 20, o austríaco Egon Schiele (1890-1918) tampouco abriria mão de retratar suas musas au naturel, sem retoques.

schiele

(Nu Feminino com as Pernas Afastadas, 1914)

Assim como, anos mais tarde, o espanhol Pablo Picasso (1881-1973).

odalisque

(Odalisque, 1951)

Sabe-se que o hábito de afeitar a xoxota não é recente, pelo contrário, existe desde tempos remotos. É ainda cultural: no islamismo, homens e mulheres são encorajados a depilar as partes íntimas. Mas quando foi que, entre nós, o monte-de-Vênus peludo se tornou um pária, um proscrito? Culpa das brasileiras, que apresentaram ao mundo, no final da década de 1980, uma técnica de depilação que ficaria famosa justamente com o nome de “brazilian wax” –aqui, “cavadinha”. Era a depilação ideal para usar biquínis cada vez menores e que, com o tempo, foi ficando mais cavada do que a própria tanga, até não restar quase nenhum pelo no púbis e até no ânus.

O que eu tenho contra a depilação? Nada. Faz quem quer. O que me incomoda é a obrigatoriedade que se estabeleceu em torno do assunto. Vejo homens por aí dizendo que “não aceitam” mulher que não se depila, quando eu acho que homem que gosta de mulher, gosta de qualquer jeito, com pelos ou sem (já falei uma vez e repito: quem gosta mesmo de manga não se importa com fiapo).

Para começo de conversa, não acho que a depilação de uma mulher ou a falta dela seja assunto para homens opinarem. E, ridiculamente, são eles que costumam ser convocados a falar sobre depilação, até mesmo nas revistas femininas. Ora, o corpo é da mulher e a última palavra sobre isso deve ser dela: se quer depilar a xoxota (inclusive para agradar ao parceiro), quem decide é a mulher. Ao homem, neste momento, cabe aceitar ou, no máximo, pedir para que a parceira ceda a seu capricho. Jamais querer impor sua opinião, até porque podemos passar a exigir que os homens também se depilem, que tal?

Outro aspecto é que os pelos estão ali para proteger a vagina. Espalhou-se a falsa ideia de que depilar é “mais higiênico”, quando, ao contrário, a ausência da penugem deixa a vagina literalmente nua. Não é à toa que, desde que as mulheres passaram a arrancar tudo, aumentaram as ofertas de sabonetes e desodorantes íntimos: é para compensar a falta que os pelos fazem ali. Com uma vantagem extra: os pentelhos também funcionam como difusores dos feromônios, os hormônios sexuais. Há ginecologistas, aliás, que advertem que mascarar odores da xoxota com produtos específicos pode fazer mal à flora vaginal. Tanta higiene e assepsia, no final das contas, não combina com sexo.

O mais importante: na ânsia pela “limpeza”, esqueceu-se que os pelos pubianos podem ser suaves e macios ao tato, além de esteticamente bonitos, ao contrário de certas depilações por aí. Há um mistério gozoso na penugem encaracolada (castanha, negra, loira, ruiva) que envolve o sexo da mulher, e desbravadores dedicados destas matas encontrarão prazer em descobri-lo. Todas as xoxotas são lindas à sua maneira, depiladas ou não –mas não é tão óbvia, me permitam, a beleza de uma xoxota coberta de pelos.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(60) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Maia Kaefman em 10/02/2015 - 21h56 comentou:

Como brilhantemente disse um detento do extinto Carandirú no excelente doc. O Prisioneiro da Grade de Ferro: "Eu gosto de mulé peludona. Não é mais cherosa as buceta mais peluda?"

E não raspo nem aparo, que é coisa de péla-saco…Hahahahaha.

Responder

Kátia Villas Boas em 10/02/2015 - 22h05 comentou:

Que liiiindo!!

Mostra! Mostra! Mostra! Mostra!

Responder

Fernando em 10/02/2015 - 22h08 comentou:

Muito bom. Sou homem e sou tarado por mulher com pelos. Não acho a "moita" bonita, mas também tudo "liso" da a impressão de que estou com uma criança. Isso me deixa meio agoniado. Acho muito, muito sexy mulheres com os pelos aparados, tipo assim: http://smutty.so.clients.cdn13.com//media_smutty/

Mulheres, por favor, deixem os pelinhos crescerem.

Responder

Lenir Vicente em 11/02/2015 - 01h54 comentou:

Bravo Socialista Morena!Bravo! Quem gosta mesmo de manga não se importa mesmo com os fiapos.

Responder

Paulo Juliano em 11/02/2015 - 12h58 comentou:

Que alusão pitoresca à manga e fiapos, me pareceu o "macho alfa" bradando que não importa qual seja a "fêmea", ele come mesmo.
É menos "homem" quem prefere a mulher depilada ou sem odores?
É óbvio que a mulher tem todo direito de escolher depilar-se ou não, mas é menos óbvio o direito do homem manifestar sua preferência?
Odioso impor às mulheres o tipo de depilação (ou a ausência dele), tanto quanto é odioso qualificar um homem por sua preferência em relação à mesma.

Responder

    Douglas em 12/02/2015 - 21h05 comentou:

    Preferência é uma coisa, ter nojo de xoxota peluda não tem nada a ver com preferência

    Paulo Juliano em 24/03/2015 - 19h14 comentou:

    Tem a ver com o que?

@hmilen em 11/02/2015 - 13h10 comentou:

eu sempre fui um entusiasta convicto da mata atlântica ohanniana, mas outro dia conversando com uma amiga lésbica, fui apresentado a um novo ponto de vista: a ausência de pêlos "facilita o acesso"!

enfim… com ou sem pelos, o importante é saber apreciar. E respeitar a opção em que a dona se sente mais confortável.

Responder

    TiAgO em 19/02/2015 - 13h10 comentou:

    o assunto é sério, mas não deu pra segurar o riso quando li "mata atlântica ohanniana" kkkkkkk

Bruna em 11/02/2015 - 13h10 comentou:

A Sociedade dita as regras (para vender produtos.de beleza , higiene e afins) não é atoa que mulheres no padrão de beleza social são magras, sem pêlos corpos esculturais…..isso se chama mecanismo de venda, marketing… Viva ao natural viva a beleza sem exageros!

Responder

    Caminhante em 02/03/2015 - 21h21 comentou:

    e viva o amor!!

Neuza em 11/02/2015 - 13h18 comentou:

Eu acho tenebrosa uma pepeca pentelhuda. Mas claro que não tenho que gostar ou desgostar. Cada uma cuide da sua, mas na minha, deixo apenas aquela tirinha na frente. Pelos nos lábios vaginais, são esteticamente feios e causam mau odor sim. Até um homem precisa aparar seus pelos pubianos, porque ninguém merece uma guirlanda de natal em volta dos genitais. rsrsrs

Responder

Démerson Dias em 11/02/2015 - 15h37 comentou:

Curiosos os comentários. Pelo visto é difícil encarar com alguma naturalidade o debate sobre o fetiche. Nas obras de arte acho que a presença dos pelos é bem mais excitante. Confesso que às vezes me sinto velho, espero que essa moda de depilação plena não perdure, ou diminua. Queiramos ou não os pelos são parte da nossa identidade.
Pessoalmente acho bonito.
Parabéns pelo resgate histórico, e o texto literariamente saboroso. Mas isso não é novidade aqui, não é?

Responder

Maia Kaefman em 11/02/2015 - 17h47 comentou:

O problema nem é preferência…Mas quem curte o natural nunca arrega pra carequinha, agora tem um monte aí que só gosta da carequinha ou do bigodinho do Chaplin e fica cheio de nojinhos com o natural…Uns caba frôxo da pêia…

Responder

Luiz em 12/02/2015 - 18h02 comentou:

Adoro perereca peluda

Responder

Roberto silvio em 12/02/2015 - 21h02 comentou:

A corrupção comendo solta em Brasília, e a autora preocupada com os pelos…

Responder

    morenasol em 12/02/2015 - 21h40 comentou:

    enquanto o blog for meu, amigo, eu falo do que eu quiser. não gostou? é só não ler ; )

    Roberto silvio em 13/02/2015 - 14h04 comentou:

    Não é assim que se trata quem lê o seu blog

    Roberto silvio em 13/02/2015 - 16h12 comentou:

    Daí percebemos como essa coluna para os leitores da carta capital é de suma importância… 15 comentários apenas…

    morenasol em 13/02/2015 - 16h44 comentou:

    e quase 8 mil compartilhamentos… é que não aceito comentário de gente burra, como outros blogs. dou até uma chance, mas quando começa a encher, bloqueio ; )

    Milton em 16/02/2015 - 17h31 comentou:

    Parabéns Morena ! Gente inteligente não bate palma pra louco dançar, nem dá bom dia a cavalo !

    Amanda em 02/03/2015 - 12h51 comentou:

    Gente…. Claro que ha milhoes de problemas no mundo, assim como há milhoes de coisas ALEM dos problemas do mundo Roberto Silvio!

    Pra ser inteiro no "combate" aos problemas, temos que nos permitir – E permitir aos outros – a integridade nos prazeres da Vida tb. Seja feliz, deixe ser feliz… e bora lutar contra os problemas na politica e na sociedade tb!

amir mirim em 13/02/2015 - 02h00 comentou:

A verdadeira razão é que torna mais gostoso o seco oral, a felacio. Por isso tb osvhomens depilam seus pêlos pubianos.

Responder

Ruy Aguiar em 13/02/2015 - 14h38 comentou:

Isso devia ser tombado pelo patrimônio público

Responder

edir em 13/02/2015 - 21h59 comentou:

muito bom o texto e comentários, eu particularmente, não faço diferença de com pelos ou sem, adoro todos os tipos

Responder

Ricardo Soares em 15/02/2015 - 19h32 comentou:

Vish, de pelo pra mim é só a barba que é sexy (piro num cara barbudo, kkkkkkk), mas como você disse: "quem gosta mesmo de manga não se importa com fiapo", até porque na hora da transa, ninguém vai ficar avaliando, só quer que seja gostoso mesmo. O pelo é da pessoa, ela depila se quiser, ué!
Tem aquela do "homem com nojo de fazer oral em mulher", bem, se quiser meus contatos também, kkkkkkk

Responder

Humano Apenas em 16/02/2015 - 00h43 comentou:

Eu gosto. Não aqueles absurdos como uma vez a Vera Fisher mostrou numa Playboy
Muito menos aqueles tipo "bigodinho de hitler" mas que os pelos pubianos compõe o cenário, isso compõe…

Responder

Cristiano em 16/02/2015 - 21h21 comentou:

A primeira boceta que eu vi na minha vida, eu tinha 6 anos e foi a minha prima de 17 anos que morava aqui em casa tomando banho, vi pelo buraco do madeirite que fazia de porta do banheiro, então, era linda toda cabeluda, a partir disso passei a gostar de boceta cabeluda,

Responder

Moises Puga em 18/02/2015 - 11h07 comentou:

Valeu Sociaista Morena. Belo cativante texto. Puro lirismo acerca da boa e velha boceta, que aliás prefiro cabeludinha. É como voce colocou, não da pra chupar manga so por ter fiapos.

Responder

Homem em 19/02/2015 - 12h05 comentou:

Valeu menina socialista. Boceta. Prefiro todas.

Responder

Tessália em 19/02/2015 - 12h54 comentou:

Há controvérsias. Xoxota coberta de pelos ou lisa, pode ser feia ou bonita, depende da xoxota em si. Há aquelas murchas, que definitivamente não ficam boas totalmente depiladas porque evidenciam os já não tão firmes pequenos e grandes lábios. Por outro lado, há aquelas com pelos que melhor seriam não os tivessem. Isso porque os pentelhos já começam a ficar brancos e depois de uma certa idade, os pentelhos na mulher começam a ficar lisos, de um liso horroroso, fios grossos, escorridos tipo pelo de cachorro lhasa apso escovado. Esteticamente é deprimente. Deve ser por essas e outras que mulheres como a tal Angela Bismarck se repaginam até lá na periquita, fazendo plástica e aumentando os lábios, fazendo ficar como se estivessem sido enchidos por uma bomba de ar. A Vera Fischer fez foto nua para a Playboy tempos atrás com aquela cabeleira toda e em preto e branco para disfarçar que já tinha pentelho de velha. Nisso ninguém fala né? Portanto, depilem ou não enquanto forem jovens, mas depois dos 35 anos algumas mulheres já apresentam uma grande quantidade de pentelhos brancos, e aí é melhor ter senso de rídiculo e um certo critério com os pelos que envolvem a xoxota. Sei disso porque já fui enfermeira.

Responder

    augusta em 28/02/2015 - 16h16 comentou:

    aí já sao vários preconceitos juntos!!!

    angelica em 14/03/2015 - 10h17 comentou:

    pronto, agora além de nao poder ser cabeluda nao posso ser velha também

Fernando em 19/02/2015 - 14h03 comentou:

Tudo pela Mata Atlântica, é lindo demais!

Responder

Laura em 19/02/2015 - 17h25 comentou:

“desbravadores dedicados destas matas encontrarão prazer em descobri-lo” hahahahah adorei!

Responder

ojuaragm em 20/02/2015 - 00h14 comentou:

Eu também gosto de xoxota peluda. Essas coisinhas depiladas me dão a impressão de estar com uma criança. Tem muita mulher que fica preocupada com isso, acho que perdem tempo.

Responder

Evandro em 20/02/2015 - 09h32 comentou:

Eu fico com o personagem Honório(Marcos Palmeira) do filme "E aí comeu?".nem tanto, nem tão pouco,tipo gramado do Arsenal.

Responder

Candido em 20/02/2015 - 09h32 comentou:

Mata fechada, extensa pradaria
Planicies nuas, agreste caatinga,
Por todo terreno que surgir eu sigo avante
Na companhia do meu velho rocinante!

Responder

Gisele em 21/02/2015 - 20h40 comentou:

Kkkk essa de ficar com as penugem branca ,,, olha sou a favor de aparar deixar uma tirinha fica mais bonito,, agora aquela mata atlântica ,,, muito feio cara, da a sensação de mulher desleixada ,, isso vale para os homens tb, os órgãos ja são feio por natureza e ainda mata atlântica , ninguém merece,,,,

Responder

Joca em 22/02/2015 - 08h27 comentou:

Salve, salve "a licorina gruta cabeluda" como dizia Drummond! Pequena correção Cynara: penugem não, pelugem.

Responder

Gilberto Miranda em 25/02/2015 - 12h04 comentou:

Excelente texto! Compartilho da opinião honesta e franca da ilustre colunista: O século XXI é um lugar estranho cheio de gente querendo discutir etiqueta para sexo e relacionamento. Mas sexo e relacionamento só são bons mesmo sem etiqueta nenhuma! Um porre esse pessoal que quer ditar comportamento e etiqueta… Eu venho de uma geração em que um sujeito que dissesse não aceitar mulher sem depilação era severamente encorajado a sair do armário, se assumir, e ser feliz…

Responder

Anderson em 25/02/2015 - 17h03 comentou:

Tanto faz peludinha ou raspadinha,essas mangas chupo até o caroço….
Tinha uma namorada que perguntava se eu queria raspadinha,com bigodinho ou peludinha.Eu escolhia de acordo com o momento.

Responder

Bruno em 28/02/2015 - 20h28 comentou:

Você provavelmente deve ser a mulher mais chata do planeta! Parabens!

Responder

Immer Sonnen em 28/02/2015 - 21h01 comentou:

Gosto com os pelos. Xoxota peludinha é muito mais cheirosa e gostosa.

Responder

Vox em 01/03/2015 - 21h59 comentou:

Sou mulher e uma criatura prática. Pentelhos não são práticos. Sério. Quanto estávamos na floresta, não usávamos calcinhas ou roupas e as coisas ficavam ao vento, os pelos protegiam alguma coisa, agora eles só servem para abafar a bacurinha e ficar mais melecado na época da menstruação. Se homem gosta ou não, para mim é indiferente, pois a xereca é minha, quem vive com ela todo dia sou eu, e sempre se acha quem goste do que você tem, pelada, cabeluda, fashion, sinceramente, tudo é xereca. Marxista é que transforma a bacurinha em statement político. O lance é o seguinte. Tu tá naquele dia corrido, segundo dia de xico, cheia dos buscopan nas idéias, vai ao banheiro e sangueira e não tem a danada de uma ducha, aliás, reze para o lugar ser limpo e vc conseguir sentar para urinar! Em boas condições você se senta, faz as suas necessidades, se limpa, usa um lenço umedecido na carequinha, troca o absorve e/ou o OB, se veste e está menos grudenta, mais confortável para se mexer, menos acalorada, menos fedida, enfim… eu não gosto de sovaqueira (pode ser natural e xique, de esquerda, gauche para alguns, para mim é podre), de cheiro de xico, de xulé, de ficar mulambenta. Não vivo trabalhada na grife e nem sou um ser asséptico, mas gosto de limpeza, vivemos nesse terror suarento… sujeita, deixa esse papo de politizar pentelho e vai usar a bichinha deixando marx vs capital fora do teu corpo, que é mais vantagem!

Responder

    morenasol em 01/03/2015 - 22h22 comentou:

    amiga, se uma xoxota "cheira mal" não é a ausência ou não de pelos que vai fazer melhorar o cheiro. talvez uma visita ao ginecologista. fica a dica

Mel em 04/03/2015 - 14h10 comentou:

Oi, eu adoro a minha xoxota lisa… Quando ela está peluda, eu gosto de dar uma aparada, pois como os cabelos, os pelos crescem sem direção… rsrs, Agora ela lisinha, o toque é mais gostoso, o oral é uma delicia, e o sexo em si fica mais fácil.
Claro que com pelo, não dificulta nada, mas o toque dela pelada é uma delicia.

Responder

@nilo1968 em 06/03/2015 - 22h13 comentou:

Texto maravilhoso, querida. Parabéns! E, a propósito, gosto de qualquer tipo, mas me amarro em bocetas de pentelhos fartos. Abs

Responder

francisco em 07/03/2015 - 10h36 comentou:

Interessante
a aboradagem, da exuberancia e da higidez exposta, fere a integridade de todo discurso pseuudocientífico psicoanalismo judeu, não concordam? Até quando teremos as mentalidade femininas colonizadas por esta teoria , que ainda hoje castra literalmente o pensar feminino ativo? Estou diante de um saite que pensa?

Grato pela surpresa deste evereste simbólico , outros mais puritanos diriam Chomolungma que é denominação original dos povos de lá….

Grato pela bela foto de entrada da repostagem, mas não é estarrecedor que não haja uma teoria da área da mente não formula por uma mulher tupiniquim? Até quando ainda teremos nossas companheiras ablastadas não só quanto ao clítoris, mas quanto a produção intelectual?

Salve Cynara, PARABÉNS!

Vasta lembrar que são corpos femininos que praticam a ablação, mas são mentes masculinos das trevas que ainda dirigem os gestos sinistos da catedra, ou do púlpito!

Responder

Cícero em 08/03/2015 - 08h24 comentou:

Delícia de matéria, um misto de manga rosa, de pelugens, de odores e de vaginas em forma de peras.

Para mim, não importa a pelugem ou a falta dela, o que realmente importa é a intensidade do prazer que as vaginas nos dispensam no exato instante em que alcançamos o êxtase do orgasmo. Todas as vaginas proporcionam ao homem o mesmo prazer, na mesma intensidade. Nesse sentido, todas as mulheres provocam no homem o mesmo gozo, não importando se a mulher é branca, negra, gorda, magra, esbelta, bonita ou não! No momento do coito (não nos olvidemos de que somos animais), no exato instante do gozo, todas as mulheres (vaginas) que comi me propiciaram o mesmo prazer, o mesmo orgasmo.

Assim, na cama, a única diferença que, ao longo da vida, verifiquei entre as mulheres que tive em meus braços, a única diferença que percebi, repita-se, entre umas e outras, não foi na vagina, mas na forma de se entregar, de se dar, de se comportar na cama: umas gemem mais, outras menos; umas pode tudo, outras, nem tudo pode; algumas são mais ousadas e desinibidas; outras, mais conservadoras e acanhadas; umas são mais "vividas" e tarimbadas; outras, menos experientes e reservadas; algumas adoram sacanagens, e sussurram, e bradam, e apelam disfarçadas; outras reclamam de palavrões e se entregam quase caladas.

Portanto, durante o ato sexual, o que difere uma mulher de outra não é a boceta, pois esta dá ao homem o mesmo prazer que qualquer outra boceta; o que realmente difere uma mulher de outra no que tange à relação sexual, são as suas reações, o seu desempenho, a sua atuação e as suas atitudes na cama.

Responder

Adriano em 09/03/2015 - 02h03 comentou:

Por que homem não pode opinar sobre xota lisa ou peluda?? Que feminismo bobo e fanático! É só OPINIÃO, o próprio verbo já diz: opinar. Isso não é impor nada. Eu, hein, essas chatas estão estragando até a trepada alheia! Eu era tarado por xota de japonesa, lisinha ou quase lisinha…quando veio essa moda de depilar tudo, me amarrei! Já gostava de peludinha porque antes não tinha opção, mas quando chegaram os capôzinhos de fusca lisinhos…foi muito bom! Nada contra, muito pelo contrário.

Responder

francisco em 09/03/2015 - 18h52 comentou:

Veja Cynara com sem querer lembrei de um assunto tão "esquecido ", quanto omitido "Mutilacao-genital-cresce-e-deve-atingir-mais-de-200-milhoes-de-mulheres-em-15-anos. -título de uma matéria da Folha De São Paulo.
A mutilação tái , na América Latina também acontece, quem trouxe esta bestialidade pra cá? Foram também os autores da palavra aperrear? Os homens de Negro? Nossas Ca´thedras de nossas "universidades " também fazem a mesma Ablação! só que intelctual!

Cynara parabéns !

Responder

Marcelo Souza em 15/03/2015 - 00h29 comentou:

Eu particularmente acho lindo uma vagina peluda, hoje em dia elas parecem menininhas desprovidas da beleza de seus pentelhos

Responder

Lili em 15/03/2015 - 19h30 comentou:

Ótimo post. Falar em gostar da fruta e comer até o fiapo, você conhece um tipo de manga comum na região norte do país chamada "manga buceta"?

Responder

Marcio em 28/03/2015 - 17h18 comentou:

Sou homem e gay, e acho que posso contribuir ao assunto com minha experiência com pelos.
A respeito de bunda de homens, acho bundas peludas lindas, maravilhosas e excitantes. Entretanto na hora de chupar uma bunda peluda, tenho que admitir que é desconfortável, não se sente o gosto da pele e sim dos pelos. E pelos não tem gosto hehe. Fora que na brincadeira de roçar os pelos arranham a cabeça do pinto, então como disse uma lésbica aqui, as vezes os pelos "dificultam o acesso" hehe. Visualmente uma bunda peluda é excitante, mas na hora de cair de boca, prefiro uma lisinha. Nesse sentido acho que por isso os homens héteros não gostem muito de pelos. Fora que pelos deixam o cheiro mais forte sim, coisa que eu adoro, mas tem gente que não gosta, vai entender hehe.

Mas a realidade é dura: Tem muito homem que não gosta de boceta e muita mulher que não gosta de piru. Muitos tem nojo de colocar a boca no genital do outro e por isso exigem uma extrema limpeza do local.

Responder

Manoel Cristovao em 02/08/2017 - 10h33 comentou:

Não vou ficar brigando se a xoxota é com pelos ou sem pelos, isso faz parte da particularidade de cada mulher, acho linda uma xoxota de pelos macios mas se não tiver pelo é linda também, gosto de todas.

Responder

anderson garcia bezerra em 05/08/2017 - 08h44 comentou:

Vulva na revolução!

Responder

antonio de ceara em 05/01/2018 - 22h13 comentou:

olha esta estoria de marido querer justificar que precisa depilar ou raspar a buceta para higiene e mentirosa por que desdi erva as mulheres sao limpa e cheirosa mesmo com suas bucetas bem cabeludas isso nao passa de uma cultura brasileira e so no brasil essa loucura de raspa buceta e uma cultura surja brasileira

Responder

Airton em 29/04/2019 - 18h45 comentou:

Adoro uma bucetinha tipo capô de Fusca como a da Nanda Costa acho linda da uma tezao danada nada contra quem gosta de tudo depilado gosto são gosto

Responder

Lourença em 21/08/2019 - 19h12 comentou:

Tenho visto que hoje muitas mulheres se obrigam a sofrer nas mãos de suas depiladoras carrasco por medo de serem consideradas, fias, sujas ou antiquadas… eu nunca me depilei de forma radical e nem pretendo faze-lo no alto dos meus quase quarenta anos. Adoro ver a minha calcinha levemente levantada com o volume dos meus pentelhos e a maneira como eles se transformam es esponjas quando saio da piscina usando um maio branco. NUNCA FIQUEI SEM UM OLHAR rsrsrs.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Feminismo

Você acha “empoderamento” uma palavra feia? Vou citá-la 18 vezes neste texto


Tenho lido e ouvido muita gente boa por aí cismando com a palavra empoderamento. Certamente, gente empoderada que já não PRECISA dela –ou nunca precisou. Gente que nasceu empoderada ou que ainda não se deu conta…

Mídia

Morre Gilberto Dimenstein, o Carl Bernstein de toda uma geração de jornalistas


Houve uma época em que todo repórter brasileiro queria ser como Dimenstein, que trocou o jornalismo investigativo pela atuação social