Socialista Morena
Trabalho

“Cristãos” bolsonaristas cancelam descanso bíblico ao sétimo dia

Câmara aprova Medida Provisória do governo que prevê que trabalhador folgue só um domingo a cada quatro

Detalhe de ilustração bíblica do século 17 com Deus descansando ao sétimo dia
Cynara Menezes
15 de agosto de 2019, 10h39

Os “cristãos” à frente do governo Bolsonaro, cujo lema é “Deus acima de todos”, resolveram revogar o trecho da Bíblia sobre o sagrado descanso do Criador no sétimo dia e que inspirou nosso descanso semanal aos domingos e o dos judeus aos sábados. “No sétimo dia, Deus já havia terminado a obra que determinara; nesse dia descansou de todo o trabalho que havia realizado. Então abençoou Deus o sétimo dia e o santificou”, diz o Gênesis.

A Câmara aprovou nesta quarta-feira a Medida Provisória que estabelece apenas uma folga aos domingos a cada quatro semanas e sem aval do sindicato da categoria. Pior: os trabalhadores não receberão mais o adicional de 100% sobre o domingo. Além disso, a MP do governo prevê que bancários trabalhem aos sábados. A extrema direita no poder continua a tarefa de Michel Temer de rasgar a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que define o descanso semanal aos domingos como regra.

Os comunistas tentaram lembrar aos “cristãos” que o domingo é sagrado. “Preservar o domingo é respeitar as tradições do Brasil. Muitos frequentam a missa, o culto religioso. O domingo é o dia do encontro da família”, disse Orlando Silva, do PCdoB

Bem que os comunistas tentaram lembrar aos “cristãos” que o domingo é sagrado, sem sucesso.  “A ideia de se preservar o domingo é respeitar as tradições do Brasil. Muitos frequentam a missa, o culto religioso. O domingo é o dia do encontro da família. Essa medida desagrega a família, desrespeita tradições do Brasil”, disse Orlando Silva, do PCdoB. O partido tentou, através de um destaque, assegurar a manutenção do texto da CLT, mas ele foi rejeitado por 244 votos a 120.

Assim como na reforma da Previdência, os “milicos do Senhor” contaram com a providencial ajuda dos “trabalhistas” do PDT, como Tabata Amaral. A maioria dos deputados do partido (65%) votou a favor da MP, embora, no início da votação, a liderança da legenda tenha apresentado um destaque que retirava do texto-base a autorização de trabalho aos domingos e feriados. O líder trabalhista Leonel Brizola se revira na tumba. Todos os parlamentares do PT, PSOL e PCdoB  presentes votaram contra a “minirreforma trabalhista”, chamada eufemisticamente de “MP da liberdade econômica”.

Tudo fecha em Jerusalém a partir do final da tarde de sexta-feira até o final da tarde de sábado. Como Deus descansou no sétimo dia, eles respeitam o que diz o Êxodo: “Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus”

Em Israel, o país mais admirado pelos bolsonaristas depois dos Estados Unidos, o Shabbat, repouso semanal aos sábados, é sagrado. Bares, lojas, restaurantes, tudo fecha em Jerusalém a partir do final da tarde de sexta-feira até o final da tarde de sábado. Como Deus descansou no sétimo dia, eles respeitam o que diz o Êxodo: “Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas”.

Pelo visto, os “cristãos” bolsonaristas só seguem ao pé da letra as proibições bíblicas na hora de perseguir homossexuais.

Com informações da Agência Câmara e da Agência  Brasil


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(1) comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Pedro Gabriel Portugal Junior em 16/08/2019 - 18h09 comentou:

São todos falsos cristãos. Hipócritas! Deturpam o ensinamento de Cristo, que pregou o amor e fraternidade. São uns oportunistas que usam da boa fé do povo. Lamentável. O Mamon acima de todos!

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Engavetador The Flash: PGR arquiva citação a Bolsonaro em caso Marielle


Promotora do MP do Rio diz que porteiro mentiu, mas não esclarece como o registro de entrada traz o número da casa de Bolsonaro

Politik

“Eu vim para trazer a divisão”, disse… Jesus


Uma das coisas que mais me perturbam na atual situação brasileira é a ilusão de certos setores de que o PT “inventou” a divisão entre ricos e pobres, entre negros e brancos, entre esquerda e…