Socialista Morena
Politik

Portal de Transparência do Senado ocultava salário de “Leo Índio”, primo de Carluxo

Dados do assessor do senador Chico Rodrigues são os únicos que aparecem como "fora do ar" no site

Carluxo e seu primo Léo. Foto: reprodução redes sociais
Da Redação
30 de abril de 2019, 00h41

O Portal de Transparência do Senado, que desde 2012 divulga nominalmente a remuneração dos assessores parlamentares, está ocultando as informações respectivas a Leonardo Rodrigues de Jesus, o Leo Índio, primo de Carlos Bolsonaro, o Carluxo (é o próprio Leo quem trata o primo pelo apelido). Quem clica no nome dele na página do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) é encaminhado a uma página de erro: “esta página está fora do ar”. É o único entre os 14 funcionários comissionados do gabinete para quem a remuneração não se encontra disponível.

Na semana passada, a Folha de S.Paulo revelou que Leo, estudante de administração sem nenhuma experiência anterior como assessor parlamentar, foi contratado pelo senador por um salário de quase 23 mil reais. Questionado pela repórter Talita Fernandes sobre as razões para contratar alguém tão inexperiente para o cargo, Rodrigues disse que foi por “feeling” e negou ter sido a pedido da família Bolsonaro. “Pela conversa, pelo feeling que eu tive, me pareceu útil para mim”, afirmou.

O próprio assessor confirmou a informação no instagram, onde afirma que suas “características profissionais são são fruto de duas décadas de trabalho árduo e de preciosas lições aprendidas em família”.

View this post on Instagram

Há algumas semanas recebi o convite do Senador Chico Rodrigues, a quem admiro há bastante tempo, para compor sua equipe de trabalho. Nossa convivência foi estreitada desde os primórdios da campanha de Jair Bolsonaro à presidência, quando o senador pôde constatar algumas das minhas características e a convergência de nossas ideias. Pertenço à família do Presidente, como já foi veiculado algumas vezes pela imprensa, razão pela qual constantemente suporto julgamentos e diversos tipos de ataque, e farei questão de trabalhar para mostrar o quão injustos são. Sempre acreditei na meritocracia e no valor do trabalho, verdadeiro fiador das liberdades individuais. A boa política, entretanto, é indissociável de mim desde a infância. Minhas características profissionais são fruto de duas décadas de trabalho árduo e de preciosas lições aprendidas em família. Assim herdei o apreço pela honestidade e o amor pela Pátria, valores que compartilho também com quase sessenta milhões de brasileiros que confiaram seu voto em meu tio, Jair. O Senador Chico Rodrigues, assim como eu, é parte dessa multidão que confia no projeto do nosso Presidente e, a partir de hoje, juntos, não mediremos esforços para honrar a missão de servir ao País, especialmente ao Estado de Roraima. Agradeço ao Senador pela confiança em mim depositada, sentimento que quero ser digno de despertar em todos que apoiam minha família. #brasil #roraima 💪🏽🇧🇷🙏🏽❤️

A post shared by Léo Índio (@leo.indio.br) on

O Socialista Morena aguarda informações do Portal de Transparência do Senado sobre o “erro” relativo à remuneração de Leo Índio. A publicação dos salários de parlamentares e servidores na internet obedece à Lei de Acesso a Informação (LAI) , sancionada em novembro de 2011, e ao Ato 10/2012, da Comissão Diretora da Casa.

UPDATE: Agora se pode conhecer o salário de Léo Índio: quase 23 mil reais. A página foi atualizada e disponibilizou a informação sobre o salário do funcionário.

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

“Epic fail” do direitista Macri leva Argentina a declarar moratória ao FMI


Política econômica neoliberal que levou nosso vizinho à bancarrota é seguida à risca por seu parça Bolsonaro no Brasil

Direitos Humanos

Bolsonaro usa homossexualidade para atacar Glenn Greenwald, do Intercept


Deputado condenado pelo STJ por "incitação ao estupro" ataca orientação sexual de jornalista, ao mesmo tempo que processa pessoas que o chamam de homofóbico