Socialista Morena

vida


02 de novembro de 2015, 21h11

A morte segundo os mexicanos, por Octavio Paz

  Todos os Santos, Dia dos Mortos Por Octavio Paz (1914-1998) (…) Para o habitante de Nova York, Paris ou Londres, a morte é a palavra que jamais se pronuncia porque queima os lábios. O mexicano, ao contrário, a frequenta, burla-se dela, a acaricia, dorme com ela, a festeja, é um de seus brinquedos favoritos […]

31 de agosto de 2015, 12h20

Seu smartphone está fazendo você envelhecer antes da hora? 5 enfermidades da era digital

Tenho escrito e pensado muito a respeito da distopia da internet, este mundo paralelo em que estamos vivendo graças ao excessivo tempo que destinamos a dispositivos eletrônicos. Uma escravidão à qual nos entregamos sem pestanejar. Eu pessoalmente abri mão de smartphones por uma política de “redução de danos”, já que trabalho diante de uma tela […]

14 de julho de 2015, 12h05

Sophia Loren, o feijão de Marcello Mastroianni e a amizade entre um homem e uma mulher

Grandes amigos e parceiros, durante 42 anos iluminaram as telas de cinema com a sua presença juntos em 12 filmes

08 de março de 2015, 13h03

Self-made journalist (ou jornalista de mim mesma), uma experiência

Após quase oito anos em Carta Capital, deixo a revista para alçar vôo solo e me dedicar apenas ao blog Socialista Morena. É, ao mesmo tempo, uma nova etapa em minha carreira e uma despedida da mídia impressa, à qual me dedico desde 1987. Inicio agora uma experiência jornalística exclusivamente online que será muito prazerosa […]

18 de fevereiro de 2015, 20h35

A suavidade esquecida dos pelos pubianos

O que eu tenho contra a depilação? Nada. Faz quem quer. O que me incomoda é a obrigatoriedade que se estabeleceu em torno do assunto. Quem gosta mesmo de manga não se importa com fiapo

12 de dezembro de 2014, 13h24

Por um masculinismo CONTRA o machismo

Como é que o homem aceita bovinamente os estereótipos sobre o que é ser homem?

15 de maio de 2014, 14h03

Quero ser Dorival Caymmi

Dorival Caymmi fez 100 anos no dia 30 de abril e me lembrei desta matéria sobre o dorivalcaymmismo que escrevi para a revista VIP em 2005. De como levar a vida de uma maneira mais relaxada… Que pressa é essa? Em tempo: Caymmi viveu até os 94 anos. *** Quero ser Dorival Caymmi* Não foi […]

25 de abril de 2014, 19h47

Cinco coisas bizarras sobre ter 40 anos

Quando você descobre o lado divertido destas coisas todas já está chegando perto dos 50

24 de dezembro de 2013, 18h23

A mãe e a montanha

Aos três anos de idade, o mineiro Bernardo Collares Arantes conseguiu balançar o berço até poder descer, abriu a porta e fugiu para a rua. Moleque, gostava de subir pelas grades do edifício onde a família morava, não sem antes perguntar à mãe, Heliane: “Mãe, posso subir?” E ela: “Pode, Bernardo. Você só não pode […]

10 de novembro de 2013, 14h00

Como morrem os médicos?

Um artigo esclarecedor sobre como os médicos norte-americanos planejam a própria morte: a imensa maioria opta por não fazer tratamentos invasivos que eles mesmos indicam aos pacientes, preferindo cuidados paliativos

23 de outubro de 2013, 20h55

Bob Esponja e o lado abrasivo do mundo

A história da sargenta que se salvou da guerra no Iraque, mas morreu de violência doméstica, e a lápide com seu desenho favorito

30 de janeiro de 2013, 15h55

Amor: a velhice como protagonista

Por Liliane Machado A velhice retorna como protagonista no filme Amor, concorrente ao Oscar 2013 nas categorias de melhor filme, direção, roteiro original, atriz e também de filme estrangeiro. A obra de Michael Haneke não nos permite chamar a decrepitude pelo eufemismo de terceira idade, termo que, aliás, é odiado por muitos dos que se […]

11 de novembro de 2012, 21h09

Elogio ao loser

“Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo”, escreveu nos anos 20 Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa, no Poema em Linha Reta. Nos anos 1950, tudo indica que foi Charlie Schultz quem lançou a gíria “loser” (perdedor) a partir de uma tira de seus quadrinhos Peanuts (Snoopy no Brasil). “Because […]

09 de novembro de 2012, 20h34

Alta ajuda de Nietzsche

Tem auto-ajuda e tem alta ajuda. Ecce Homo, como diz sua epígrafe, lembra "de como a gente se torna o que a gente é"

02 de novembro de 2012, 14h40

Viva o dia dos mortos!

  Os mexicanos têm outra relação com o dia de Finados e com a própria morte em si: lá é dia de festa, de farra, não de choro e velas. Dia de celebrar a vida dos que se foram… É bonito. Tem um escritor que adoro, o espanhol nascido na Alemanha Max Aub (1903-1972), autor […]