Socialista Morena
Cultura

Moradores de rua: tão paulistanos quanto você. Fotos por Magnesio

São Paulo, a maior cidade da América do Sul, tem quase 16 mil pessoas morando na rua, de acordo com o censo feito pela Fipe/USP entre fevereiro e março deste ano. É impossível não reparar neles, estão em toda parte. Mas e OLHAR para eles? A maioria das pessoas quando vê alguém que vive na […]

Cynara Menezes
19 de outubro de 2015, 18h55

maneco

São Paulo, a maior cidade da América do Sul, tem quase 16 mil pessoas morando na rua, de acordo com o censo feito pela Fipe/USP entre fevereiro e março deste ano. É impossível não reparar neles, estão em toda parte. Mas e OLHAR para eles? A maioria das pessoas quando vê alguém que vive na rua vira o rosto –quando não simplesmente muda de calçada.

Por que olhar para os sem-teto perturba tanto? Tristeza? Culpa? Medo? Desprezo? Nojo? Ou é algo mais profundo, que tem a ver com valores e a real importância do dinheiro na vida da gente?

maneco2

O fotógrafo e designer Magnesio (autor do visual do blog!) faz o contrário: anda pelas ruas de São Paulo olhando para os sem-teto, que retrata em belas imagens em preto e branco. Preto e branco como as calçadas cinza, as paredes cinza e o céu cinza que os emolduram. Preto e branco como a vida destas pessoas. Por que elas foram parar ali? A maior parte das vezes por causa da pobreza, mas não só: desilusões amorosas, abandono pela família, alcoolismo… São muitas as razões que podem levar alguém a viver na rua, à margem da sociedade.

maneco3

O que muita gente não sabe é que as pessoas que vivem nas ruas têm o direito de estar ali. São tão paulistanas quanto você. Possuem, inclusive, os mesmos direitos constitucionais que qualquer um de nós: “todos são iguais perante a lei”, diz o artigo 5 da Constituição brasileira.

Não se pode forçar moradores de rua, como alguns desejam, a ir viver num abrigo –há cerca de 10 mil vagas nos abrigos da capital paulista hoje. Políticas higienistas são desumanas e hipócritas: apenas escondem o morador de rua da vista dos incomodados, não resolvem seus problemas sociais e existenciais. As soluções para eles precisam ser mais atuais e menos moralistas, condizentes com suas necessidades.

maneco4

E você, o que faz quando vê uma pessoa em situação de rua?

maneco5

Se gostou das fotos, siga magnesio no instagram e no facebook.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

Mulheres que desenham: ilustradoras de todo o mundo num site só


Para promover e facilitar o acesso às mulheres ilustradoras, diretório já reúne quase 3 mil profissionais de todo o mundo, inclusive do Brasil

Cultura

Pierre Verger, o parisiense que virou babalaô


Uma entrevista com o grande fotógrafo e etnólogo francês, radicado na Bahia