Socialista Morena
Cultura

Após adular fundamentalistas religiosos, ministro da Cultura prova do veneno deles

Sérgio Sá Leitão é insultado na Câmara por deputado da bancada evangélica, que comparou performance com a mãe do ministro "de perna aberta"

O ministro da Cultura batendo boca na Câmara. Foto: reprodução youtube
Cynara Menezes
19 de outubro de 2017, 15h41

No início do mês, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, decidiu tomar partido e ficar do lado dos fundamentalistas religiosos que atacaram a performance La Bête, no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Na performance, o artista Wagner Schwartz, nu, interagia com a plateia, inclusive com crianças levadas pelos pais. Para adular a bancada evangélica, o ministro declarou que a obra representava “um claro descumprimento do que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente” e que jamais levaria seus filhos para ver algo semelhante.

O ministro, que se define em seu perfil no twitter como “liberal”, deu as declarações em uma reunião com parlamentares que representam três frentes religiosas na Câmara que, juntas, reúnem nada menos que 279 deputados: a Evangélica, a Católica Apostólica Romana e a Frente em Defesa da Família. Após suas declarações conservadoras repercutirem mal no meio artístico, o ministério soltou nota oficial dizendo que Sá Leitão não disse o que disse.

“O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, não afirmou, em reunião realizada em 4/10/2017 com deputados federais para debater a exposição ‘QueerMuseu’ e a performance ‘La Bête’, que a performance em si é criminosa. Afirmou, conforme está na gravação da reunião, que em sua opinião pessoal a situação que aparece no vídeo divulgado sobre a performance, em que uma criança é induzida pela mãe a interagir fisicamente com o artista, que se encontra nu, fere o Estatuto da Criança e do Adolescente. Opinião, aliás, compartilhada por diversos juristas e psicólogos”, dizia a nota.

Givaldo Carimbão insultou Sá Leitão dizendo que “queria pegar a mãe do ministro e colocar com as pernas abertas”

Pois ontem, em audiência pública na Comissão de Segurança Pública da Câmara, o ministro experimentou a ira dos fundamentalistas religiosos que cortejou. O deputado Givaldo Carimbão (PHS-AL) insultou Sá Leitão dizendo que “queria pegar a mãe do ministro e colocar com as pernas abertas”. Indignado, com toda razão, o ministro de Temer quis abandonar a mesa e pediu respeito à sua mãe, já falecida. A sessão teve de ser suspensa e, em seguida, encerrada. Os insultos foram apagados das notas taquigráficas.

O ministério da Cultura soltou nota lamentando o episódio e disse que Sérgio Sá Leitão “reitera seu respeito a todos os parlamentares e ao Congresso Nacional, e seu desejo de construir um debate amplo e respeitoso, fundado no verdadeiro diálogo, que possa contribuir de fato para o fortalecimento da cultura, da democracia e do estado de direito em nosso país”.

OPINIÃO:

É lamentável a agressão ao ministro da Cultura e a sua mãe. Mas, como diz o ditado, quem se mistura com porcos, farelos come. Enquanto os “liberais” flertarem com o fundamentalismo religioso, a agenda obscurantista ganhará cada vez mais espaço no Brasil.

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(12) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Rita em 19/10/2017 - 18h37 comentou:

A que ponto chegamos! Lamentável.

Responder

Felipe Roberto Martins em 19/10/2017 - 21h44 comentou:

Boa noite.
Acho que falta pouco para queimar livros…, depois deste vídeo, é o que senti.
Deplorável.

Responder

Peterson em 19/10/2017 - 23h15 comentou:

Baixíssimo nível desse deputado “católico” que envergonha qualquer credo religioso. Os fundamentalistas religiosos do Cogresso nacional são baixos em todos os sentidos. Esses fanáticos são perigosíssimos e se pudessem fariam o mesmo que o Estado Islâmico. Deputado Carolão envergonha a nação.

Responder

Felipe Rafael em 20/10/2017 - 06h54 comentou:

Jesus com pênis na passeata gay????

E Jesus era eunuco, por acaso??

Responder

Alvaro Machado em 20/10/2017 - 08h55 comentou:

cara Cynara, parabéns, muito bem observado. Passou quase em branco a sequência de erros a que se submeteu voluntariamente o tal ministro. Temos provado um tanto de suas estratégias espúrias no movimento SALVAR O TBC, contra a privatização do teatro histórico de SP e patrimônio da União desde 2008. Te convido a conhecer um pouco disso na página Face #SALVAROTBC. Abraços

Responder

    Cynara Menezes em 20/10/2017 - 11h17 comentou:

    vou acompanhar!

Nelia em 20/10/2017 - 12h10 comentou:

Reiterando: “quem se mistura com porcos, farelos come”. Não é Ministro da “curtura”?

Queria que o deputado tivesse essa fúria condenatória com relação aos crimes dos padres pedófilos de sua santa igreja.

Responder

Genivan pires em 20/10/2017 - 15h42 comentou:

É lamentável que algumas pessoas que estão gonvernando nosso país, tenham um visão tão limitada. Não sabem separar as coisas, não tem respeito aos outros, acham que podem impor suas ideologias e valores aos outros. Todos temos o direito, mas isso não nos dá a condição de resolver as diferenças, cultivando diferenças. Porque não ter diálogo ?
Valoriza-se e indígena-se muito mais, por causas simplórias ,com uma exposição de arte. Mas deixam passar em brancas nuvens, as falcatruas, negociatas e roubalheiras, que acontecem em todo nosso país . Acordem, o mal político, a má administração pública, a falta de investimentos planejados em educação , moradia, saúde e segurança , são crimes que tem impacto muito mais danosos a nossa sociedade. Meus irmãos Brasileiros, vejam o que deve ser visto e deem valor com equivalência de importância às coisas.

Responder

Devanir em 21/10/2017 - 10h19 comentou:

Os céticos ainda não entenderam que a fé é radical!, “ou quente ou frio, morno Eu detesto “! (Disse Jesus).

Querem ver radicalismo pra valer, façam essa arte com o alcorão.

Responder

    Devanir em 21/10/2017 - 10h23 comentou:

    A propósito, Maria é minha mãe! E então??

    Sampaio em 21/10/2017 - 18h05 comentou:

    Perfeito Devanir, os Cristãos são muito “cordeiros”, agora que estão acordando ! Tem a sua a fé atacada e quando reagem dizem logo: ” mais Cristo foi um pacifista”.
    Ridicularizam Maomé e vejam o que acontece .

ronau em 02/12/2017 - 07h09 comentou:

Sediamos as olimpíadas; a copa do mundo. Agora, que tal sediarmos a Idade Media?

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Ponte para o passado: governo ressuscita programa de Desburocratização da ditadura


Sem ter o que mostrar à população a não ser a destruição dos direitos dos trabalhadores e aposentados, os cortes de gastos na educação e na saúde públicas, o aumento do desmatamento e as ameaças…

Direitos Humanos

Senador da base de Temer chama estudante agredido por PM de “baderneiro”


Por Katia Guimarães* Enquanto o país assistiu com indignação à agressão sofrida pelo estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás, Mateus Ferreira da Silva, de 33 anos, no dia da greve geral, e…