“Eu vim para trazer a divisão”, disse… Jesus

jesusrevolution

Uma das coisas que mais me perturbam na atual situação brasileira é a ilusão de certos setores de que o PT “inventou” a divisão entre ricos e pobres, entre negros e brancos, entre esquerda e direita, entre mulheres e homens, entre hetero e homossexuais. O chamado “Fla-Flu”. Tem gente que fica chateado porque brigou com amigos, colegas e familiares por causa de política e isso é “culpa do PT”. Será?

O primeiro ponto a se perguntar é: a divergência é mesmo algo ruim? Balela. Se o embate fosse entre brancos e brancos, ricos e ricos, direitistas e direitistas aposto como seria visto com mais normalidade: uma disputa entre iguais. O que incomoda é que a tal “divisão” é, na verdade, uma reação dos historicamente oprimidos, dos “de baixo”, às injustiças. Incomoda que as chamadas “minorias” estejam divergindo com mais força, em alto e bom som.

Os negros estão denunciando o racismo; as mulheres estão denunciando o machismo; os pobres estão denunciando o preconceito de classe; os gays estão denunciando a homofobia. Antes, todas estas cidadãs e cidadãos hoje em processo célere de empoderamento estavam mudas, resignadas com sua situação. A esquerda tampouco tinha acesso aos meios de comunicação para conscientizar a população –e hoje temos a internet.

Esta divisão é positiva para evoluirmos enquanto sociedade. Não acredite quando dizem que é ruim. Fiquei impressionada ao conhecer trechos do Novo Testamento onde Jesus Cristo fala justamente de divisão e não de união. “Vós pensais que eu vim trazer a paz sobre a Terra? Pelo contrário, eu vos digo, vim trazer divisão” (Lc, 12, 51-52). Na Bíblia utilizada pelos protestantes, é ainda mais veemente: “Não penseis que vim trazer paz à terra. Não vim trazer paz, mas a espada” (Mt, 10, 34-35). 

Em Lucas, complementa: “Daqui em diante, numa família de cinco pessoas, três ficarão divididas contra duas e duas contra três: ficarão divididos o pai contra o filho e o filho contra o pai, a mãe contra a filha e a filha contra a mãe, a sogra contra a nora e a nora contra a sogra”. Diz ainda Jesus: “Eu vim para lançar fogo sobre a Terra; e como gostaria que já estivesse aceso!” (Lc 12,49-53).

Estes trechos dos evangelhos de Lucas e Mateus são considerados controversos porque indicariam que Jesus seria a favor do uso de violência. Não necessariamente. Do que Jesus não é a favor, sem sombra de dúvidas, é do conformismo. Se ele veio à Terra, não foi para transmitir uma mensagem pacificadora, isso está claro. Ou não teria expulsado os vendilhões do templo.

Aliás, imaginem o rebuliço que seria hoje se Jesus voltasse, como os cristãos esperam, e encontrasse vendilhões falando em seu nome em emissoras de TV e igrejas espalhadas pelo mundo… Com certeza seria acusado de “incitar a divisão” entre ricos e pobres ao pregar que “é mais fácil um camelo passar por um buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus”.

Cristo foi um revolucionário. E revolucionários não vêm a este mundo para lançar uma mensagem de obediência e subserviência ao sistema –ou não seriam revolucionários. O que o revolucionário quer é abalar as estruturas. Foi o que Cristo fez, ou não? E acabou morto por isso, assim como Maomé, perseguido por criar uma dissidência religiosa do judaísmo e do cristianismo, o islã. Martinho Lutero foi excomungado pela igreja Católica por dividi-la e houve luta armada em favor de suas ideias reformistas.

Fora do campo religioso, Nelson Mandela abriu os olhos do mundo ao absurdo regime que existia na África do Sul, que colocava os negros, originais moradores do país, em um gueto, dominados por supremacistas brancos de origem europeia. Pois é: para quem critica a “divisão” no sentido de conflito, que tal o apartheid? Os donos do poder pretendiam que os negros sul-africanos se subjugassem àquela situação para sempre. Mandela os fez se levantar contra ela. E que bom que tenha sido assim.

Com tantos erros cometidos sob a ótica do campo da esquerda, o PT teve o inegável mérito de dar voz a quem não tinha voz. Por isso agora eles gritam. Pare de reclamar da “divisão” que há em nosso país, preocupe-se em entender por que ela existe –e por que é bom que ela exista. Se não houvesse divisão, significaria que estamos conformados. E conformistas não movem o mundo.

 

O Socialista Morena é um blog de jornalismo independente. Se você quiser contribuir financeiramente, doe ou assine. Quanto mais colaborações, mais reportagens exclusivas. Obrigada!!

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Ou, você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência 3310
Conta Corrente 23023-7

Em Blog

0 Comente

56% dos homens dos EUA acham que o machismo acabou; 63% das mulheres discordam —inclusive Hillary Clinton

trumpbitch

Há alguns dados sobre as diferenças de gênero que são impossíveis de contestar: os homens ganham mais que as mulheres, ocupando cargo idêntico, sem nenhuma justificativa; as mulheres são o principal alvo da violência doméstica e do estupro; as mulheres têm dupla jornada (dentro e fora de casa) e trabalham, em média, cinco horas a mais que os homens. No entanto, uma pesquisa revela que a maioria dos homens nos EUA acha que o machismo acabou. Alguém acredita que no Brasil seja diferente?

clinton

Nada menos que 56% dos homens norte-americanos disseram que os obstáculos que tornavam mais difícil para uma mulher vencer na vida são coisa do passado. 63% das mulheres do país, é claro, discordaram.

Os números são resultado de uma pesquisa do conceituado instituto Pew, que ouviu 4702 adultos nos EUA sobre o machismo, num momento em que a candidata democrata Hillary Clinton vivencia uma enxurrada de insultos associados à condição feminina: é chamada de “puta”, “vadia”, “galinha”…

trumptweet

(A “piadinha” de um seguidor de Trump retuitada por ele: “Se hillary não consegue satisfazer seu marido, o que faz ela pensar que pode satisfazer a América?”)

Sem mencionar que vários jornais norte-americanos, ao darem a notícia de que uma mulher se tornou candidata por um partido majoritário pela primeira vez na história dos EUA, publicaram na primeira página a foto… do marido dela, o ex-presidente Bill Clinton. E isso porque o machismo acabou por lá. Imaginem se não tivesse acabado!

Confira nas fotos deste post algumas das pérolas, similares ao que viveu Dilma Rousseff desde que se candidatou à presidência, em 2010.

hillarysucks

Além do machismo latente na sociedade norte-americana, a pesquisa feita pelo Pew Research Institute evidencia as diferenças entre democratas (progressistas) e republicanos (conservadores) em relação ao tema. Enquanto 68% dos homens que votam no partido Democrata opinaram que as diferenças entre os gêneros persiste, 63% dos republicanos disseram que o machismo não existe mais.

pewmachismo2

Entre os republicanos que votam em Donald Trump, é ainda maior o número dos que consideram que os obstáculos que tornavam a ascensão da mulher mais difícil ficaram para trás: 91%. Entre os eleitores em geral que dizem que os obstáculos não existem mais, 67% votam em Trump, contra 29% que apoiam Clinton.

Os homens mais jovens, mesmo entre os democratas, são mais propensos a acreditar que o machismo acabou: 47% dos democratas entre 18 e 34 anos disseram acreditar que os obstáculos que impedem a ascensão da mulher na sociedade continuam ali; mas a maior parte deles acha que não existem mais. Os homens maduros, principalmente os idosos, se mostraram mais conscientes das diferenças entre os sexos.

pewmachismo

E aqui? Quando teremos uma pesquisa similar?

 

O Socialista Morena é um blog de jornalismo independente. Se você quiser contribuir financeiramente, doe ou assine. Quanto mais colaborações, mais reportagens exclusivas. Obrigada!!

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Ou, você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência 3310
Conta Corrente 23023-7

Em Blog

0 Comente

Como se não bastassem os políticos, Brasília está infestada de escorpiões

escorpioes

(Não, não é uma sessão do Congresso)

Bichos peçonhentos que se auto-reproduzem, se movem pelos esgotos, e que podem ser fatais para idosos e crianças viraram praga na capital federal. Sim, os políticos corruptos que infestam Brasília encontraram um concorrente à altura. Como se não bastassem os urubus, ratazanas, hienas, serpentes, carrapatos e, bem, tucanos, o escorpião amarelo invadiu casas, apartamentos e até repartições públicas. E o pior: à semelhança de seus homólogos que se esgueiram pelos poderes da República, o número de escorpiões cresce a cada ano.

A Divisão de Vigilância Sanitária do governo do DF contabiliza 597 chamados sobre escorpiões apenas entre janeiro e julho de 2016. Há dez anos, eram 148 casos anuais notificados. Em fevereiro deste ano, um exemplar de Tityus serrulatus foi achado dentro das instalações da própria Câmara dos Deputados, fazendo concorrência com os demais aracnídeos que se encontram por lá. O escorpião não se feriu. E nem picou ninguém: foi colocado dentro de um copo de plástico por um membro do corpo de Bombeiros.

(O escorpião encontrado na Câmara não se feriu)

(O escorpião encontrado na Câmara não se feriu)

Em abril, uma copeira foi picada por um escorpião em pleno ministério da Saúde. Nos hospitais de Brasília tanto chegam feridos pelo bicho quanto existem pessoas que o viram lá mesmo. No final do ano passado, um paciente filmou um escorpião dentro do pronto-socorro de um dos maiores hospitais públicos da cidade, o HRAN (Hospital Regional da Asa Norte). Outro foi encontrado perto da sala de raio-X do Hospital de Base de Brasília, onde foi operado Tancredo Neves em 1985.

Tityus, o amarelo, é o mais perigoso; a outra espécie, preta (Tityus bahiensis), causa apenas febre local. Ninguém sabe exatamente o porquê de os escorpiões estarem se proliferando tanto na capital, mas os especialistas atribuem a saída deles, dos esgotos onde vivem, para a superfície das áreas urbanas ao aumento de lixo e de baratas. Brasília tem muita barata, quem mora aqui sabe. E os escorpiões se alimentam delas.

“É um bicho sinantrópico, que convive apenas no ambiente humano. Não se encontra mais livremente na natureza. O aumento da quantidade de lixo e de edificações, a falta de limpeza em terrenos baldios, tudo isso contribui para o aumento deles. Mas o número de baratas é o mais preocupante”, diz o biólogo Randy Baldresca, da Biópolis, empresa especializada de São Paulo que já está até pensando em abrir uma filial em Brasília. E Baldresca tem más notícias para nós: “Os escorpiões vão aumentar 70% nos próximos anos. Não sou eu quem diz, é o instituto Butantã.”

Em pânico com os escorpiões, muitos moradores da capital cometem um erro fatal: dedetizam as casas, o que não só não adianta nada como pode piorar o problema. “Os inseticidas não funcionam neles, não são insetos. E deixam o bicho estressado, o que pode acelerar a auto-reprodução. O escorpião se reproduz por partenogênese, gera descendentes por si só”, explica o biólogo.

A solução para livrar-se dos aracnídeos, diz o também biólogo Israel Martins, da Dival (Diretoria de Vigilância Ambiental), é evitar que saiam dos subterrâneos: colocar telas nas saídas de esgoto e nos ralos e não acumular material de construção no quintal. A dedetização para controle das baratas, o acepipe dos escorpiões, deve ser feita usando veneno sólido. “Os pulverizados desalojam os escorpiões, que correm para se resguardar, saindo das tubulações. Existe veneno específico, mas não há evidência de que funcionem. Além disso, quando coloca veneno, o morador acaba negligenciando outros cuidados.”

O escorpião amarelo de Brasília é uma espécie de anão do Orçamento: um bicho perigoso porém pequenino, com no máximo 10 centímetros. Ao dar de cara com um no banheiro, o melhor a fazer é matá-lo com uma pá ou outro objeto que o esmague. Se não tiver nada a mão, as clássicas chineladas resolvem. Escorpiões não são tão difíceis de eliminar quanto os maus políticos.

 

 

O Socialista Morena é um blog de jornalismo independente. Se você quiser contribuir financeiramente, doe ou assine. Quanto mais colaborações, mais reportagens exclusivas. Obrigada!!

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Ou, você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência 3310
Conta Corrente 23023-7

Em Blog

0 Comente