Trump encontra clone de Gorbachev (e outras histórias de sua longa relação com a Rússia)

(O falso Gorbachev e Trump, atrás)

(O falso Gorbachev e Trump, atrás)

A revista de esquerda norte-americana Mother Jones publicou em março o histórico completo do longo relacionamento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com a Rússia, antes e depois do fim da União Soviética. A parte mais engraçada, sem dúvida, foi o encontro entre Trump e um falso Mikhail Gorbachev em Nova York em 1988.

Trump só conheceria o verdadeiro Gorbachev no dia seguinte, convidado pelo presidente Ronald Reagan para uma recepção na Casa Branca onde o último líder soviético era homenageado.

(Trump cumprimenta o verdadeiro Gorbachev. Foto: Doug Mills)

(Trump cumprimenta o verdadeiro Gorbachev. Foto: Doug Mills)

E a timeline publicada pela Mother Jones sobre a relação de Trump com os russos não pára de crescer desde que o The Washington Post publicou, na segunda-feira, 15 de maio, que o presidente dos EUA revelou informações altamente confidenciais ao embaixador russo e ao ministro das Relações Exteriores de Vladimir Putin. O próprio Trump defendeu seu direito de compartilhar informações “sobre o terrorismo” com a Rússia.

Na terça-feira, 16 de maio, o New York Times acusou Trump de ter pedido ao diretor do FBI, James Comey, que encerrasse uma investigação sobre a suposta ligação de Michael Flynn, ex-assessor de Segurança Nacional, com a Rússia. Comey foi demitido na semana passada. Agora, Trump está sendo acusado de obstrução de justiça e pode sofrer um processo de impeachment.

Leia abaixo um resumo do histórico do relacionamento de Trump com a Rússia. O original da Mother Jones você pode ler aqui, vale a pena.

1. 1986: aos 40 anos e já um executivo de sucesso, Donald Trump e o embaixador russo conversam sobre a possibilidade de o norte-americano construir um hotel de luxo em frente ao Kremlin em parceria com o governo soviético.

2. Janeiro de 1987: Intourist, a agência estatal de turismo soviética, manifesta interesse em conhecer Trump.

3. Julho de 1987: Trump e sua então esposa, Ivana, viajam a Moscou, onde tem encontros com membros do governo soviético no Politburo.

4. 1 de dezembro de 1988: a missão soviética nas Nações Unidas comunica o interesse oficial do líder Mikhail Gorbachev de conhecer a Trump Tower em sua visita a Nova York.

5. 7 de dezembro de 1988: Trump cumprimenta um clone de Gorbachev e lhe dá as boas-vindas a Nova York pensando que fosse o líder soviético.

6. 8 de dezembro de 1988: Trump encontra o verdadeiro Gorbachev na Casa Branca.

7. 5 de novembro de 1996: sai na imprensa que Trump procura parceiros para um hotel em Moscou.

8. 23 de janeiro de 1997: Trump se encontra com o general reformado Alexander Lebed, candidato à presidência da Rússia, na Trump Tower. Eles planejam fazer algo grande na Rússia, e Lebed brinca que um arranha-céu mais alto que o Kremlin seria impossível, porque não se poderia permitir que alguém no alto do edifício cuspisse no palácio. Lebed ficou em terceiro na eleição.

9. 2005: Trump continua planejando erguer um hotel em Moscou.

10. 22 de novembro de 2007: Trump lança a sua própria marca de vodca na Rússia durante a “Feira de Milionários de Moscou”. No comercial de lançamento, aparecem Trump, tigres, o Kremlin e… Lenin.

11. 19 de junho de 2013: Trump, detentor dos direitos do miss Universo, anuncia que o concurso será transmitido ao vivo de Moscou.

Ele inclusive se pergunta se Putin irá assistir ao concurso e se tornará, assim, seu melhor amigo.

12. 17 de outubro de 2013: Em entrevista a David Letterman, Trump diz que fez vários negócios com os russos e encontrou Putin pessoalmente. Em várias oportunidades mais tarde Trump se gabaria de ter encontrado Putin e membros de seu governo pessoalmente.

13. 2015: Trump é candidato a presidente, com direito a elogios de Putin, e começa o disse-me-disse sobre sua aproximação com a Rússia.

14. 22 de julho de 2016: O Wikileaks vaza emails de Hillary Clinton que prejudicam sua imagem e beneficiam Trump. A entidade é acusada pela campanha democrata de ter recebido a informação do governo russo.

15. 10 de janeiro de 2017: a imprensa norte-americana revela a existência de um dossiê feito pelos russos sobre o presidente eleito Trump, que teria participado de orgias com prostitutas com direito a “chuva dourada”. Trump grita: “fake news!”

16. maio de 2017: O agora presidente Donald Trump continua jurando que a história de sua relação com a Rússia é uma invenção.

Continua…

 

 

 

 

Leia também  O Trumpismo vem da pequena burguesia: racismo, fascismo e a classe trabalhadora

O Socialista Morena é um blog de jornalismo independente. Se você quiser contribuir financeiramente, doe ou assine. Quanto mais colaborações, mais reportagens exclusivas. Obrigada!!

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Ou, você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência 3310
Conta Corrente 23023-7

Publicado em 17 de maio de 2017