Socialista Morena
Cultura

Galeano: “Eu não seria capaz de ler de novo ‘As Veias Abertas…’, cairia desmaiado”

Em 1998, entrevistei a escritora Rachel de Queiroz (1910-2003) e ela me confessou sentir “antipatia mortal” por O Quinze, o clássico da literatura brasileira que publicou aos 20 anos, em 1930, e que, desde então, seria sua “obra mais importante e mais popular” (tudo quanto é enciclopédia se refere assim ao livro). O mesmo acontece […]

Cynara Menezes
13 de abril de 2015, 09h20

(Galeano em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Em 1998, entrevistei a escritora Rachel de Queiroz (1910-2003) e ela me confessou sentir “antipatia mortal” por O Quinze, o clássico da literatura brasileira que publicou aos 20 anos, em 1930, e que, desde então, seria sua “obra mais importante e mais popular” (tudo quanto é enciclopédia se refere assim ao livro). O mesmo acontece com As Veias Abertas da América Latina e o escritor uruguaio Eduardo Galeano.  Publicado em 1971, quando Galeano tinha 30 anos, a obra até hoje o persegue. É sempre nomeado como “o autor de As Veias Abertas…“, o que, pelo visto, o incomoda mesmo porque tem mais de 30 livros além dele.

Na entrevista coletiva que deu na sexta-feira 11 em Brasília, onde veio para ser o escritor homenageado da 2ª Bienal do Livro e da Leitura, Galeano ouviu provavelmente a milionésima pergunta sobre Veias Abertas. “Faz 40 anos que você escreveu As Veias Abertas da América Latina. Quais são as veias abertas hoje em dia?” E ele, em um português bastante razoável: “Seria para mim impossível responder a uma pergunta assim, especialmente porque, depois de tantos anos, não me sinto tão ligado a esse livro como quando o escrevi. O tempo passou, comecei a tentar outras coisas, a me aproximar mais à realidade humana em geral e em especial à economia política porque As Veias Abertas tentou ser um livro de economia política, só que eu ainda não tinha a formação necessária. Não estou arrependido de tê-lo escrito, mas é uma etapa superada. Eu não seria capaz de ler de novo esse livro, cairia desmaiado. Para mim essa prosa de esquerda tradicional é chatíssima. O meu físico não aguentaria. Seria internado no pronto-socorro… ‘Tem alguma cama livre?’, perguntaria.” Risadas.

Aproveito e emendo: mas o que você achou de Chávez dar o livro para o Obama? Obama entenderia As Veias Abertas…? “Nem Obama nem Chávez”, responde Galeano para gargalhada geral. “Claro, porque ele entregou a Obama com a melhor intenção do mundo Chávez era um santo, cara mais bondoso que esse eu não conheci, mas deu de presente a Obama um livro em uma língua que ele não conhece. Então, foi um gesto generoso, mas um pouco cruel.”

Eu nunca tinha visto o grande escritor uruguaio de perto. É mais baixo do que imaginava, cerca de 1m70. Bastante frágil, aparenta ter mais do que seus 73 anos. Ele mesmo comenta que a maioria dos escritores é de esquerda e, como tal, chegados a uma boemia e isso não faz bem à saúde… Uma menina pergunta: “A idade não é boa para os jogadores de futebol. E para os escritores?” Galeano discorda. “Depende. Tem velhos muito mais jovens que os velhos velhíssimos e tem velhos que você acha que estão esperando a morte e surpreendentemente acabam ganhando uma partida por 8 a zero. Não depende da biologia nem do prognóstico dos profetas. Não depende de ninguém. O melhor que o futebol tem como esporte a festa que o futebol é, a festa das pernas que jogam, a festa dos olhos é a capacidade de surpresa, de assombro. Na verdade ninguém sabe o que vai acontecer. E menos ainda os especialistas. Aqueles doutores do futebol são seres temíveis, perigosíssimos para a sociedade e o mundo em geral.”

Outro jornalista espeta: “Por que a esquerda não deu certo na América Latina?” Galeano não se faz de rogado: “Algumas vezes deu certo, algumas vezes, não. A realidade é mutável, a realidade política e todas as outras por sorte. Senão seríamos estátuas, estaríamos congelados no tempo. Não é verdade que a esquerda não deu certo. Deu certo e muitas vezes foi demolida por ter dado certo, por ter tido razão, porque o que a esquerda predicou, em certo momento na América Latina, resultou ser a verdade, então foi punida. Punida pelos golpes de Estado, ditaduras militares, períodos prolongadíssimos de terror de Estado, crimes horrorosos cometidos em nome da paz social, do progresso. Da convivência democrática, imaginem! Que democracia e que convivência são essas? Tinham que perguntar: ‘do que está falando, senhor?’ As coisas são muito mais complexas do que parecem. Em alguns períodos, também, a esquerda comete erros gravíssimos e em outros, não, faz o que deve ser feito da melhor maneira, até além do que o próprio movimento de massas estava esperando. A realidade sempre tem esse poder de surpresa. Te surpreende com a resposta que dá a perguntas nunca formuladas. E que são as mais tentadoras. O grande estímulo para a vida está aí, na capacidade de adivinhar possíveis perguntas não formuladas.”

Galeano está cansado, foram muitas horas de viagem para chegar à capital federal, e quer encerrar a entrevista. Eu protesto: “Mas e Mujica? Você não vai falar de Mujica?” Ele não resiste e se senta de novo. “Estou meio cansado, estou fatigado de falar de Mujica, porque todo mundo fala dele! Até em outros planetas se fala de Mujica. Em Marte, Júpiter… É incrível a capacidade de ressonância que Mujica tem. E ele é muito meu amigo, já faz muitos anos. A única coisa que posso fazer para incorporar um grão de areia a esta praia imensa de Mujica caminhando pelo mundo seria contar uma piccola história que dá ideia da qualidade humana do personagem.”

E começou a narrar, saborosamente, como é de seu feitio:

“Faz uns quatro anos não tenho interesse em lembrar direito a data fui operado de câncer. Foi um câncer sério, agudo. Tomei uma anestesia muito forte, dessas que não desaparecem rápido. E estava sozinho na cama do hospital, esperando que passasse o efeito da anestesia. Ou seja, mais dormido do que acordado. Sem saber muito o que acontecia, onde estava, delirando. E neste período, estando sozinho em uma cama sozinho, não, acompanhado pelo câncer, mas o câncer não é um amigo confiável. Não te recomendo. Bem, estava eu ali e volta e meia delirava. Como sou muito futeboleiro, um religioso da bola, tinha delírios futebolistas que me levaram aos anos de infância, quando jogava na rua, com bolas improvisadas, feitas com trapos velhos. E em uma dessas fugas, comecei a bater bola. Como se fosse uma múmia egípcia que tinha errado de domicílio, jogando futebol contra ninguém e sem bola nenhuma, só na imaginação. Chutava a bola e ela voltava, chutava e ela voltava. Tudo debaixo do lençol. E nada, a bola continuava, como se estivesse morta de riso da minha estupidez de achar que podia com ela. ‘Não, você não pode comigo’. Numa dessas, senti um peso em cima dos meus joelhos. Aí começo a recobrar a realidade e vejo alguém que conheço, uma voz que reconheço, de um amigo. E pergunto:

O que você está fazendo aqui?

E ele:

Isso é maneira de receber um amigo?

Não importa, quero saber o que você faz aqui. Está doente também?

Que é isso, estou saudabilíssimo. O enfermo é você.

Estou sabendo. Obrigado pela notícia, mas já estou sabendo.

O doente é você, está fodido, irmão. Eu vim te visitar. Agora, não sabia que se recebia um amigo assim, chutando-o, chutando-o e chutando-o. Não é muito educado.

Continuamos nessa até que eu falei:

Olhe, chega. Sua função não é estar aqui brincando comigo. Você é o presidente da Repoública e sua função é governar. Mujica, você é o presidente! Vai governar este país já! Estamos precisando de sua participação ativa, desinteressada, importantíssima para o nosso povo. Não perca mais tempo comigo.

Ah, bela maneira de ser amigo, hein?

Será bela ou será feia, mas é a única maneira para você. Você é o presidente! Além disso, para piorar, todo mundo gosta de você e quer que continue sendo presidente por uns 300 anos mais. Se você não gosta, foda-se.

E aí acabou.”

Na saída, consigo falar a Eduardo Galeano do enorme prazer que sinto em conhecê-lo pessoalmente e lhe conto que adoro O Livro dos Abraços. Ele olha para mim e diz: “Eu também”.

Ufa.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(135) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Adriano meirinho em 14/04/2014 - 23h32 comentou:

Quem não concorda contigo em seu facebook, você retira a pessoa de fazer comentários, por qual motivo? Grato por responder.

Responder

    morenasol em 14/04/2014 - 23h34 comentou:

    não sou obrigada a aceitar gente postando memes idiotas contra o comunismo numa página que é a favor do socialismo, sou? já avisei várias vezes. pode discordar à vontade, mas pelo menos fale algo que preste

    Adriano Meirinho em 14/04/2014 - 23h56 comentou:

    No mínimo você deveria responder as perguntas que lhe fazem. Seria mais íntegro debater o que discorda.

    morenasol em 15/04/2014 - 00h11 comentou:

    depende. o que você perguntou faz algum sentido, repito, numa página que é SOCIALISTA? porque tem alguns de vocês que ficam mandando coisas do bolsonaro na minha página! esse cara é um nojento! não vou discutir com gente que gosta desse cara. o lugar de vocês é em outros blogs, tá cheio. minha página, caso você não tenha entendido, é uma página dedicada ao socialismo. queremos falar sobre socialismo, novas ideias sobre o tema, e criticar o capitalismo. não discutir com fãs do capitalismo, seria perda de tempo. ainda assim eu mantenho gente que debate, mas quem chega só com memes imbecis, é banido mesmo

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 00h25 comentou:

    Caríssima, com toda educação: sou fã da democracia, que é antônimo de socialismo. E acredito, como você, no sistema capitalista. A diferença é que acredito no livre mercado e na liberdade das pessoas empreenderem. Já você acredita no pai Estado pois é incapaz de conseguir empreender por conta própria e no capitalismo de Estado. Sim, pois não existe socialismo sem capitalismo. Me prove o contrário? Vamos começar a discutir então socialismo…

    morenasol em 15/04/2014 - 00h28 comentou:

    vi sua página no face. fã do roger, lobão, veja, anticomunista… acredito que errou de página. não perca tempo conosco. adeus

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 00h34 comentou:

    Você, como qualquer socialista, ataca ao invés de debater. Fica histérica ao invés de manter o foco no diálogo. Você sabia desde o princípio que eu era fã do capitalismo, ou seja, não era novidade alguma para você. A pergunta que lhe fiz, você não encontraria a resposta em minha página do facebook. Repetindo a pergunta: Me prove que existe socialismo sem capitalismo?

    waldemirgondim em 15/04/2014 - 14h16 comentou:

    Talvez você não tenha compreendido, mas a primeira pergunta foi respondida. Quanto a sua hipótese que encara como fato, está levantando num local pouco adequado para encontrar a resposta. Procure nas faculdades, mais particularmente com estudiosos da história política. Porque se estiver tomando como base as convicções da blogueira, a provocação ao debate se torna inócua. Nem você nem ela mudará de opinião pelas próprias convicções.

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 22h28 comentou:

    O nome disso é despreparo meu querido. Se ela é uma pessoa "pública", que enfrente o debate que surgir. Fica muito cômodo discutir só o que lhe é interessante. Despreparo.

    Vinicius em 15/04/2014 - 14h28 comentou:

    É claro que existe. O que não existe é o socialismo com o capitalismo selvagem, principalmente, quando fanáticos por este, o que me parece seu caso, propagandeiam seu ódio, egoísmo e unilateralismo.

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 22h29 comentou:

    Oi?
    Por que vocês socialistas julgam ao invés de debater?
    Parece estratégia pronta… cruzes.
    Quanto amadorismo…

    Desiderius em 16/04/2014 - 01h14 comentou:

    Vou citar sua pergunta: "Por que vocês socialistas julgam ao invés de debater?

    E um comentário seu: "Fica histérica ao invés de manter o foco no diálogo"

    Pra quem se preocupa com julgamentos você se demonstra "despreparado".

    Adriano Meirinho em 16/04/2014 - 23h06 comentou:

    Hahaha… depois de tanto lero lero né meu caro…

    Carolina em 17/04/2014 - 12h56 comentou:

    Acho que o senhor precisa estudar um pouquinho mais. O socialismo não coexiste com o capitalismo da forma como ele existe hoje, principalmente. O caso é que a acumulação de capital atingiu níveis exacerbados, deixando à margem milhares de pessoas que são cada vez mais excluídas. O socialismo NÃO existe com o capitalismo. O capitalismo hoje é sim o grande mal da humanidade, o único fator permissivo de tanta exclusão e violência. A idéia socialista é não permitir que 99% sofra quando o resto se regozija.

    Vinicius em 18/04/2014 - 14h20 comentou:

    Carolina, sugiro repensar "um pouquinho mais", como vc mesma disse, as teorias sobre o socialismo e capitalismo – frente à atualidade – e um "pouquinho mais" de esforço seu na interpretação de texto também. Seu discurso é muito bonito, mas ultrapassado. Acho que o grande mal, hoje em dia, é o capitalismo selvagem (me parece que você quer dizer o mesmo), o consumo excessivo, desnecessário, insustentável, desigual etc.

    flaliman em 15/04/2014 - 13h45 comentou:

    Correu né…

    igor em 17/04/2014 - 13h24 comentou:

    como assim, nao vai discutir por que vc acha a pessoa nojenta. democracia missed in action.

    Alexandre K. em 15/04/2014 - 15h31 comentou:

    Esquerdas sempre exerceram fascínio, nos jovens. Mas só isto. Quando estes obtêm consistência, em suas convicções, trocam de opinião e de convicção. É a roda da verdade, que só os tolos não enxergam.

    morenasol em 15/04/2014 - 15h43 comentou:

    que parte da defesa da esquerda feita pelo galeano você não entendeu?

    Marx Webber em 15/04/2014 - 20h35 comentou:

    O comunista diz que a doutrina dos que nao concordam com o comunismo é " ódio, egoísmo e unilateralismo."
    A esquerda perdeu a autocrítica faz tempo. É muito pior que xingar um judeu em Israel. Se tornou tão intocável que eles querem a execução sumária de todos nós. Quem não é comunista sofre uma violência muito grande nas faculdades, nos sites, nos blogs e etc. E o mais irônico de tudo é que essa máquina estatal toda é paga por TODOS, ou seja, os que se beneficiam dela tem o poder maior de fogo e acabam sempre ganhando pois são maioria. Não tem qualidade na esquerda, é só ocupação, protesto, tirar a roupa, beijar a foto do Lênin, fazer bacanal.. não sobrou mais nada de civilização em quase todos os brasileiros, principalmente nos comunistas.

    Vinicius em 18/04/2014 - 14h22 comentou:

    Prezado, parece que você não leu o resto do meu comentário. O "ódio, egoísmo e unilateralismo" aos quais me refiro é destinado aos capitalistas fanáticos, o que me parece o caso do tal Mineirinho. Acho que um capitalista fanático é mais nocivo do que um comunista, o que tmb não é meu caso.

    Adriano Meirinho em 20/04/2014 - 16h48 comentou:

    Você sabe ler?

    Marcelo Del Trejo em 23/04/2014 - 04h05 comentou:

    X fanático ou Y fanático é altamente nocivo. Não existe fanático mais ou menos nocivo

Lucian em 15/04/2014 - 00h00 comentou:

o bicho é foda!

Responder

Guilherme em 15/04/2014 - 01h40 comentou:

E digo mais, se Marx estivesse vivo, com certeza também se arrependeria de todas as vigarices que escreveu…

Responder

    morenasol em 15/04/2014 - 01h47 comentou:

    "vigarice"? acho que seria melhor você… lê-lo http://www.rollingstone.com/music/news/marx-was-r

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 01h56 comentou:

    Já diria (sobre Marx) Eric Voegelin: Vigarista.

    morenasol em 15/04/2014 - 02h11 comentou:

    hahaha falta de leitura explica

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 02h16 comentou:

    Querida. Não me lembro de ter insinuado nada a seu respeito. Veja seu histórico aí e perceba a sua falta de educação e insinuações (falta de leitura, memes idiotas, memes imbecis, falar algo que preste). Estou tentando conversar sobre socialismo e até o momento, você está evasiva e somente atacando. Está na hora de abaixar a foice&martelo e colocar a cabeça pra pensar…

    morenasol em 15/04/2014 - 02h21 comentou:

    como disse alguém no twitter: não me interessa iniciar diálogo com gente que defende amarrar pessoas a postes ; )

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 02h24 comentou:

    Sua retórica continua a mesma. Falta algo dentro da caixola por aí 😉 Boa noite!

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 02h33 comentou:

    Com quem assalta banco, sequestra aviões, rouba caminhões de carne… como os vermelhinhos românticos que faziam na "ditadura", você inicia diálogo então?

    morenasol em 15/04/2014 - 02h37 comentou:

    com os guerrilheiros que arriscaram a vida pra tentar livrar o país de uma ditadura? claro. você vê por aí como me interessa sua opinião e a de sua gente ; )

    Webber em 15/04/2014 - 10h49 comentou:

    Sua gente? Sua gente é a que para livrar o país de uma ditadura sequestra e mata e a minha gente é a que mata e tortura para livrar de outra ditadura?
    Não há paz no vocabulário socialista? É sempre tudo levado ao paredón ? meu deus..a civilização não chegoi ao Brasil.
    E mesmo que "meu povo" fosse aquele que militarizou a política em 64, não consegue pensar em outra alternativa senão a guerrilha e "arriscar a vida" (própria de dos outros, diga-se de passagem) ? Eu conheço ao menos 60 pessoas com mais de 45 anos. Só da família conheço mais de 30 pessoas que eram pobres e nunca ninguém da polícia tocou sequer em um fio de cabelo deles. Por qual motivo será? Estavam todos trabalhando 14 horas por dia , muitas vezes tendo que andar 7 km apé pois não tinham dinheiro para o Ônibus mas nunca recorreram aos sindicatos, aos agitadores e aos aproveitadores. É questão de caráter.

    flaliman em 15/04/2014 - 13h32 comentou:

    Livrar o país de uma ditadura para colocá-lo abaixo de outra aos moldes cubanos…tô sabendo disso dona socialista marota!

    flaliman em 15/04/2014 - 13h34 comentou:

    Levar para acabar de criar em casa não rola né…é muito fácil amar a humanidade…

    Guilherme em 15/04/2014 - 02h23 comentou:

    1) Rolling Stone é fonte filosófica agora querida SM? Me desculpe, mas prefiro Eric Voegelin: http://pt.scribd.com/doc/51622581/Eric-Voegelin-K

    2) Quando a obsolescência planejada, concordo que tem muita coisa que é produzida desnecessariamente, mas nem por isso defendo o fim do capitalismo.
    Recessão e monopólios são criados através de intervenção estatal. Graças a expansão de mercado hoje podemos ter essa conversa, caso contrário computadores e internet ficariam restritos ao mercado norte-americano. I-phone eu dispenso, uso meu celular basicão mesmo que atende bem ao seu propósito: comunicação. Agora a cereja do bolo: baixos salários e grandes lucros o comandante Fidel Castro poderia explicar bem essa lógica, vide programa Mais Médicos.

    3) "A um boboca que desconhece tudo aquilo que despreza, é forçoso que o horizonte de problemas pensado por Karl Marx pareça, em comparação com o nada, “vastíssimo”. Mas Karl Marx, em verdade, pensou num único problema: a luta de classes. Todos os outros conceitos da sua filosofia foram recebidos prontos, como os de dialética, de alienação ou de comunismo, ou são apenas afirmados sem nenhuma discussão crítica, como o próprio “materialismo dialético”, ou derivam da luta de classes por mero automatismo, como os de ideologia, superestrutura etc. Longe de ampliar o horizonte dos problemas filosóficos, o que Karl Marx fez foi restringi-lo com um dogmatismo acachapante, instituindo aquilo que Eric Voegelin caracterizou como “proibição de perguntar”. Já nem falo dos grandes problemas clássicos como o fundamento do ser, o sentido da existência, o bem e o mal, etc. Nem o próprio conceito de “valor”, essencial na sua economia, ele discute. Postula-o no começo de O Capital e segue adiante, sem notar que disse uma tremenda asneira.

    Comparado ao de Leibniz, de Aristóteles ou de Platão (ou mesmo ao de um Eric Voegelin, de um Max Weber, de um Christopher Dawson ou de um Pitirim Sorokin), o horizonte de problemas de Karl Marx é deploravelmente pobre. Sua cultura literária é a de um professor de ginásio, seus conhecimentos de história da pintura, da arquitetura e da música praticamente nulos, suas noções de teologia não fazem inveja a nenhum seminarista. Pergunto-me, por exemplo, qual a relevância do pensamento de Karl Marx para as ciências biológicas, para a física, para as matemáticas. Zero. A breve incursão do seu amigo Engels nesses domínios foi um vexame espetacular.

    Em matéria de ética, então, o tratamento que Marx dá ao problema da felicidade humana é decerto o mais besta, o mais grosseiro de todos os tempos: tomemos o dinheiro da burguesia e todos serão felizes. Enfeitado o quanto seja, o argumento é esse. Só por esse detalhe o homem já mereceria o adjetivo com que o resumiu Eric Voegelin: “Vigarista”."

    morenasol em 15/04/2014 - 02h29 comentou:

    discurso de direita pra rebater marxismo é que não rola, amigo. com a crise na europa, marx está sendo redescoberto. só resta a vocès… espernear http://business.time.com/2013/03/25/marxs-revenge

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 02h34 comentou:

    Querida, você disse que estava aí pra debater sobre socialismo. Estou tentando. Guilherme está tentando. Ou você é vazia, ou precisa estudar mais…

    Guilherme em 15/04/2014 - 02h39 comentou:

    Você queria um discurso de esquerda para rebater marxismo. Que lógica é essa?
    Outra… crises acontecem desde sempre e foi através da superação delas que a humanidade se fez desde os tempos dos macacos. E essa crise é reflexo de sindicalismo, leis trabalhistas e intervenção econômica cada vez maior do Estado. Até o mais liberal dos liberais, os EUA não escapam dela. Porém, Singapura vai muito bem, obrigado. Já a Venezuela falta até papel higiênico, isso sem falarmos em Cuba, Coreia do Norte…

    morenasol em 15/04/2014 - 02h40 comentou:

    uau, já recorreu a cuba e à coréia do norte! algum novo recorde foi batido ; P

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 02h44 comentou:

    Morena, com todo respeito, estou cansado de debater socialismo com pessoas inteligentes da direita. Aonde posso debater socialismo com alguém inteligente da esquerda? É bem complicado encontrar alguém. Me ajude? 🙂

    Guilherme em 15/04/2014 - 02h57 comentou:

    Estou fazendo o que me pediu: rebatendo o marxismo com esquerdismo 😉

    Isso sem falar da China, república comunista de agricultores que só começou a gerar riqueza para o seu povo através do capitalismo de Estado que adota hoje em dia. Politicamente é comunista, mas economicamente é capitalista até a alma. Se adotasse o livre mercado poderia gerar mais riqueza ainda e se abandonasse o comunismo, seu povo poderia desfrutar de liberdade.

    raphael_subversivo em 15/04/2014 - 16h26 comentou:

    A crise é reflexo de leis trabalhistas e intervenção estatal? que tipo de lixo atomico vc come garotão? está mais que provado que foi exatamente a falta de interferencia estatal que levou o colapso do sistema financeiro, pelo amor dos deuses, é muita desonestidade, fora que, quer escravos ou trabalhadores? ja não basta toda a exploração mesmo com minimos direitos trabalhistas, quer tirar até isso? com certeza vc é um puta de um ser humano mesmo.

    Guilherme em 16/04/2014 - 07h41 comentou:

    1) está mais do que provado: então me mostre ao menos uma prova, pq falar sem comprovar é típico do lulismo…

    2) crise:
    vocês não estudam nada mesmo, querem tudo mastigadinho. ô preguiça…
    sim, a crise aconteceu através da intervenção estatal na economia. Através de políticas eleitoreiras, o governo obrigou os bancos norte-americanos a concederem crédito para quem não tinha condições de pagar. Deu no que deu… o resto você corre atrás e se informa (fontes honestas, por favor), porque não adianta eu te provar com um texto de mil linhas que eu sei que você contra-argumentará ao estilo acima: "lixo atômico". Depois o desonesto sou eu…

    3) quero trabalhadores, diferente de vocês que direta ou indiretamente apoiam regimes como os da China, Cuba, Coréia onde lá sim os trabalhadores cumpanheiros são explorados em prol do regime do partidão ou pior, em prol do ditador e seus entes próximos.

    4) direitos trabalhistas mínimos: você está certo disso? acha mesmo que brasileiros possuem poucos direitos trabalhistas? já leu uma CLT alguma vez na vida? Pegue os países europeus e latino americanos com maior índice de desemprego, compare com os demais países onde esse índice é menor e veja onde se há mais legislação favorável.

    Na mente de esquerdista, todo capitalista é um milionário explorador, mas se esquecem que são bem poucos os que pertencem aos grupos dos milionários e outros mais poucos ainda ao grupo dos exploradores. Em geral, estes são os que possuem alguma ligação com o Governo. A maioria absoluta dos empresários passa apuros e tem que fazer mágica para ver o seu negócio prosperar. Duvidam? Tentem empreender e vejam com os próprios olhos ao invés ficarem teorizando na base do "sou explorado" e outros mimimis. Tentem!! Se aventurem a empreender, a gerar ao menos um ou dois empregos o que irá ajudar no mínimo uma ou duas famílias e sintam na pele o Estado que tanto amam esfolando-os vivos dia a dia.

    rodrigo em 17/04/2014 - 17h01 comentou:

    Guilherme, foi ótima a sua argumentação. Embora inócua em alterar as cabeças fechadas aqui da página, infelizmente.
    Eu, em particular, venho aqui para me divertir com as asneiras das utopias socialistas. Nem sou totalmente partidário do liberalismo, ou melhor diria, economicamente liberal e socialmente "socialista". Bandeiras como aborto, LGBTs e até algum assistencialismo, considero válidas.
    Acho o capitalismo não selvagem a menos pior das opções, assim como a democracia. E tb sou favorável ao mérito, desde que igualadas as oportunidades.
    Mas, o mais engraçado aqui nesta página é o paradoxo que ela embute no slogan: "Socialismo WAY OF LIFE". Ela provoca… E disso, eu gosto.
    Um abraço.
    PS# pra ficar claro, tô naquela categoria "empresários que passam apuros".

    Orlando Sampaio em 21/04/2014 - 17h06 comentou:

    Vamos lá, Marx não "previu" nada, no máximo ele descreveu:
    1. Grande Recessão: ciclos econômicos sempre existiram, é inerente a qualquer sistema dinâmico. O que se chama "caótico" é simplesmente um sistema dinâmico onde não são conhecidas todas as variáveis e a relação entre elas. O que ele não previu foi a crise do socialismo, simplesmente por que é impossível haver equilíbrio neste sistema.
    2. Mercadorias onde o preço "não compensa" o seu uso (concentração de valor): na Holanda, em 1637, houve a Tulipamania, em que um botão de tulipa era vendido pelo preço de uma casa.
    3. Globalização do capital: a globalização não é um fenômeno recente como alguns querem fazer crer, no terceiro milênio antes de cristo os sumérios já faziam comércio com os habitantes do vale do rio Indo, sem falar no comércio feito pelos muçulmanos e mongóis.
    4. Monopólio: existem diversos tipos de monopólio, inclusive o natural (que não é conseqüência do capitalismo) e foi descrito por Aristóteles na sua "Política".
    5. Baixos salários, grandes lucros: Marx esqueceu de incluir uma "pequena" variável na sua análise: o risco. O "capitalista" é aquele que aceita assumir o risco de perder o seu dinheiro investido, enquanto os assalariados apenas "emprestam" o seu trabalho à empresa em troca de um lucro fixo, quer a empresa dê lucro ou não. Maior risco significa maior lucro, por isso o pós-recessão (quando o risco ainda está alto), traz grandes oportunidades de lucro

    Fab em 15/04/2014 - 14h14 comentou:

    É sempre o mesmo mimimi da 'esquerda', mais recentemente conceituada 'esquerda caviar' (achei essa denominação perfect!!). Só se embasam em meias-verdades e são extremamente perfunctórios..

    djeps em 15/04/2014 - 16h06 comentou:

    Homens retomando trabalhos realizados por robôs:
    http://hardware.slashdot.org/story/14/04/15/12512

    O fim do capitalismo, através da análise de dados, FATOS:
    http://nextbigfuture.com/2014/04/capitalism-is-no

    Sobre o economista que fez a análise acima:
    http://www.newyorker.com/arts/critics/books/2014/
    http://www.theguardian.com/books/2014/apr/13/occu

    Bora ler cambada!!!

    O capitalismo não dá conta, só aumenta o abismo classista. Está provado!

    Marx Webber em 15/04/2014 - 16h44 comentou:

    Lendo o artigo do The Guardian, achei algumas coisas interessantes. O entrevistado e a estrela dessa matéria é Thomas Piketty. O Piketty apoiou Ségolène Royal para presidência da França. Até aí tudo bem. Ocorre que Ségolène Royal elogiou o sistema judiciário da China. Ocorre que a China mata 10 mil pessoas ao ano e quem autoriza não é o judiciário e sim o Partido Comunista Chinês. É o famoso "disse mas não disse". Ela culpou a sociedade opressora-burguesa-fascista-nazista-mimimi por terem tido a audácia (vejam só) de ter criticado alguem que elogia um sistema que executa 10 mil pessoas ao ano. Quanto à entrevista , o Pikketty diz que "Marx estava errado ao prever o colapso do capitalismo" e que é pessimista em relação ao sistema socialista. Está lá as falas dele. Uma outra reportagem diz sobre máquinas que estão sendo retomadas por humanos. Qual fator negativo disso? Bom que o Japão aprendeu com o erro. Talvez realmente eles não sabem o que fazem pois o Japão é um país atrasado, com 50 mil homícidios por ano, 52 mil mortes por acidentes de automóveis, país entre os 10 mais violentos do mundo. Realmente, o socialismo vai dar certo!

    Zenio Silva em 16/04/2014 - 03h05 comentou:

    VIGARICES?! Será mesmo que o amigo leu alguma coisa do Marx?! Só pela maneira como se expressa, vejo tratar-se de mais "senhor glossário"!!!!

    Rafa Bandeira em 18/04/2014 - 01h53 comentou:

    Nao consigo levar muito a sério o camarada que digita mais de um ponto de exclamação. Desculpa…. Noto neurose crônica nesse tecladista

    Zenio Silva em 22/04/2014 - 00h49 comentou:

    O que será que esse senhor anônimo, o que quer dizer muito da sua personalidade, sabe de neurose?! Certamente nada!!!!!!!!!!!

    Maia Kaefman em 18/04/2014 - 17h16 comentou:

    Leiam "O Capital" gente, simplesmente leiam, não tenham medo. Discordem com embasamento. Marx pode ter sido tudo, até otimista demais em algumas questões, mas vigarista? Vigarista é certo astrólogo frustrado que vive de ilações delirantes, vigarista é certo jornalista obscuro que saio das trevas ao só escrever opiniões que seus patrões estavam loucos para ouvir mesmo que apartado dos fatos reais. Vigaristas são certos humoristas e músicos que necessitam extrapolar suas atividades para ter algum ibope e se escoram na polêmica. Vigaristas são os funcionários pagos de "engenharia social".

    Zenio Silva em 22/04/2014 - 00h47 comentou:

    Outro que não leu Marx!!! Impressiona a quantidade de idiotas que têm opinião sobre o que não conhecem… Certamente o Marx político errou nas sua proposições, mas isso não deslustra o notável Marx econômico, aquele que fez a melhor leitura do capitalismo até hoje. Isso é reconhecido por não marxista de carteirinha… Um não marxista não é, necessariamente, um idiota como esse tal de Guilherme!

    Juan em 22/04/2014 - 20h22 comentou:

    ….e que você nunca leu.

paula em 15/04/2014 - 01h50 comentou:

Amo Galeano! Gostei muito da Descoberta da América (que ainda não houve). O livro dos abraços também… a trilogia… tudo….

Responder

César Raydan Diab em 15/04/2014 - 02h00 comentou:

Galeano! Figura virtuosa.
Em um dos olhos, um microscópio sob as emoções, noutro, um telescópio sob o social.
Que belo encontro, me enche de esperança.

Responder

Marco Guerreiro em 15/04/2014 - 03h20 comentou:

Galeano…Virtuoso!!!

Responder

diegho de La Mancha em 15/04/2014 - 03h49 comentou:

Galeano gigante!

E afinal de contas, que mal há no discurso franco de As Veias Abertas
que como ele mesmo deixa claro se realiza graças à contribuição
de uma série de caríssimos pensadores e Realizadores da nossa América Maiúscula?

Tudo bem, eu também prefiro a poesia…

Responder

    malvina cruela em 15/04/2014 - 19h26 comentou:

    o que ha de problemático nas Veias..?? é que mais cedo ou mais tarde quem for minimamente honesto e inteligente vai descobrir que o problema de nuestra America, a America do sol, a latinoamerica não é maldade e cupidez dos estrangeiros mas a concupiscência, covardia, ignorância, ganancia, tosquice, atraso, burrice e incapacidade de sua própria elite..é isso que o velho EG descobriu, que Vargas Lhosa descobriu, que Gabriel Garcia Marquez descobriu…e nossa "sinistra" parece não conseguir enxergar nunca.

    Geovane em 16/04/2014 - 02h25 comentou:

    Elite que esta aliada a quem mesmo?

alvaro em 15/04/2014 - 09h06 comentou:

ufa ufo
a lua é vermelha
ufo ufa
pepe y galeano
ufa ufo
marcianos de vênus
venusianos de marte
pampam ternos de afetos
la luna roja, ufa ufo

Responder

Mark Webber em 15/04/2014 - 10h42 comentou:

vamos lá..é preciso ter paciência e vontade de conhecimento para entender como funciona a manipulação da mente humana: De Freud até Kurt Lewin. Até filósofos do direito (como famoso Robert Alexy) contribuem para "humanidade"

E é interessante que as pessoas no Brasil tem um padrão duplo (dois pesos e duas medidas) para quase todas as questões.
Quando um Petista agride verbalmente alguem, na mente do povo, o agressor o faz porque tem o direito, pois compraram a ideia de que o partido (PT) sempre foi massacrado pelas elites, bla bla bla. O trabalho começou em 1983-84 no Brasil quando os comunistas perceberam que não poderiam vencer nos argumentos e então partiram para uma tática muito bem gramciana e trostkista "Acusem-os do que você é", "Infiltre nas Universidades, nos jornais, nas escolas e em todas instituições. Depois fometem uma revolução". Se o PSDB – pelo qual eu pessoalmente não tenho simpatia – tivesse feito 10% do que o PT fez nos últimos 12 anos, já teria-se instaurado uma Guerra Civil. Não tenho dúvidas que teriam protestos similares ao da Ucrânia – com milicias armadas – para tirar o presidente e os parlamentares. Se tivesse tido um escândalo do tamanho de Pasadena e fosse alguem do DEM, PSDB ou algum partido qualquer, não tenho dúvida que o MST e a CUT já teriam dado ordens de executar todos os envolvidos no caso e instaurar fazer milícias à lá as bolivarianas da Venezuela.
Não tenho a menor dúvida que a turma do PT e todos os doutrinados e doutrinadores marxistas trabalham 24 horas por dia no planejamento de melhores condições para formar futuros eleitores vermelhos e implantação da relatividade moral (para que a revolução socialsita justifique toda ação humana, inclusive o genocídio) , destruição dos conceitos históricos – exemplos: excluir toda a noção de família, de mulher e homem, de certo e errado, de justo e injusto (justiça é só uma ferramenta burguesa), hierarquia, obediência, civilidade, respeito e etc.
O comunismo é uma força da qual precisamos lutar todos os dias, pois esse conceito é um dos dois pilares de todos os problemas da humanidade. O segundo pilar é a perversão.
E que a verdade seja dita:

A perversão no seu estado mais bruto possível é o motor do comunismo.

Responder

    waldemirgondim em 15/04/2014 - 14h24 comentou:

    Qualquer semelhança desse discurso com o Nazismo de Hitler é mera coincidência.

    Marx Webber em 15/04/2014 - 16h06 comentou:

    Vamos lá, me desmascare então. Copie e cole frases minhas e coloque entre " " e abaixo, copie e cole discrusos nazistas de Hitler. Vamos ver se você consegue passar dessa mera acusação de mulher histérica que sai gritand o "fascista fascista!" sem nem saber o que está acontecendo.

    Joel Bueno em 15/04/2014 - 16h37 comentou:

    "gramsciano e trotskista"…. faz-me rir

    Marcio em 16/04/2014 - 00h09 comentou:

    Vc esta parado no tempo, ainda falando de comunismo a espreita. O ônus da prova é seu, vc tem que ter argumentos mais convincentes. Infiltração nas Escolas, Universidades onde? Eu só quero crer que isso é brincadeira, fanfarronice para perturbar a galera aqui, do contrario é muita sandice. Vc não descreveu nenhum fato, somente insinuações. FATOS….

    Marx Webber em 16/04/2014 - 04h14 comentou:

    Se o ônus da prova é meu, que maravilha! posso banhar-lhe de fatos. Atualmente (é bom ter em vista que esses professores não são tão novinhos e vem ensinando o comunismo há bons anos)
    1) Palestra do Prof. Dr. Mauro Castelo no II Colóquio Marx 2013
    2) Crise atual e Marx – palestra para lançamento do livro “Capital: Palestra realizada na Escola Nacional Florestan Fernandez
    3) Palestra na UFFS aborda o Marxismo e a Ecologia 22 Agosto 2012
    4) Crise econômica e Karl Marx são temas de palestra em São Bernardo do Campo – SP Maio 2012
    5) Palestra sobre "O Espaço Marx" que comemora cinco anos desde que iniciou as atividades na Universidade Estadual do Paraná (Unespar)
    6) David Harvey é um dos grandes comentadores da obra de Karl Marx. Ele profere hoje, 25.03.13, em Porto Alegre, a palestra Para Ler “O Capital".
    7) Núcleo de Pesquisa Marxista: NPM – UEG/UFG
    8) III Simpósio Marxismo Libertário Set. 2014
    9) Marx e a crise capitalista é tema de palestra na UECE (URCA) Março 2013
    10) PPGHis realiza palestra sobre marxismo e história – UFMT 2012
    11) Dinter em Serviço Social promove palestra sobre Marxismo UFRB
    12) O PENSADOR DA ALDEIA: "Marx e a literatura" – Escola do MST
    13) Palestra de Abertura: Marx e o marxismo no século XXI Expositor: Ivo Tonet (PPGE-UFAL) Data: 15/05/2013
    14) Obras completas de Marx e Engels serão tema de palestra – Sindicato Professores de Campimas – SP
    15) MARX CONTEMPORÂNEO: Palestra: Prof. Dr. Emir Sader UFPA 2013
    16) EDUCAÇÃO E MARXISMO – Unioeste ampus de Foz do Iguaçu

    Advinha o que o palestrante do item 16) tem no seu curriculum? "Foi aluno também de Fernando Henrique Cardoso"
    auhauahuahauhauhauha eu fico imaginando a cara do Jean Wyllys quando souber que esse professorzinho além de ter "Doutorado" na França e ser fâ de Gramsci , adora o FHC.

    FHC é o Lula alfabetizado, ponto. Tucano não é xingamento, é inexistente. Comunista é comunista.

    Fabiano em 16/04/2014 - 15h53 comentou:

    Excelente resposta MW!! Inteligência e fatos que deixam a já pobre esquerda sem argumentos, como sempre. 'FHC é o Lula alfabetizado' foi o êxtase!! Nunca tinha pensado sobre, mas é isso mesmo!! FHC é e sempre foi esquerda.

    Guilherme em 16/04/2014 - 06h07 comentou:

    Quem frequenta universidade no Brasil, principalmente as públicas, sabe muito bem a doutrinação marxista que lá existe, bem como a identificação ideológica dos professores. Só não enxerga isso quem for, no mínimo, cego.

    Ótimas palavras Marx Webber! uma lástima que alguns aqui o negativam apenas por convicção ideológica e não por convicção lógica. É um clubinho bem corporativista…

    Zenio Silva em 22/04/2014 - 00h52 comentou:

    O "motor do comunismo", o que será isso?!

Marx Webber em 15/04/2014 - 11h27 comentou:

O que é preciso para se instaurar um sistema capitalista?

Bom, o capitalismo não é uma religião, um movo de vida ou um padrão de comportamento, portanto ele é um sistema econômico e não de vida – ou seja quem quer viver sem comprar produtos imperialistas e opressores , pode muito bem ter seu lugar na sociedade. Pode por exemplo morar em um bairro onde todos são de todos e ninguém é de ninguém. Pode morar num bairro e ter uma horta comunitária, beber água através da captação das chuvas e não ter nem ligação elétrica. Pode também ter todos os confortos que os produtos industriais podem oferecer e ainda viver da produção intelectual. O governo capitalista na verdade é um governo não intervencionista. Ele não precisa socorrer empresas que vão à falência. Se faliu foi porque foi incompetente e a sociedade não deve pagar pelos erros de outrem. O governo capitalsita não pode interferir nas transações, oferencendo vantagens políticas (econômicas) em retorno para x ou y. Os políticos não podem ter poder sobre quem vai produzir o que, aonde, quando e de qual forma. Eles precisam somente fazer.. política! Simples não?
"Ah mas e os menos favorecidos?"
Ora é para isso que existe duas coisas: o trabalho e a solidariedade.
Ser solidário é fazer atos voluntários, baseado nas convicções pessoas de que devemos ajudar uns aos outros. Igrejas, empresas e pequenos empresários fazem muito mais à população mais pobre do que o Governo. Assim como a pessoa tem o direito de viver como mendigo, a sociedade tem o direito de deixá-la viver desse jeito, sem que o dinheiro alheio seja usado para forçá-la a trabalhar, se livrar do vício ou viver decentemente. Cada um vive como quer. Neste estado de natureza, o ser humano produz: a história da humanidade está ligada ao comércio, as instituições VOLUNTÁRIAS (Igreja, clube do bolinha, clube dos baixinhos, clube dos amantes e etc) e a produção de produtos que sejam úteis. Qual interesse em produzir papel higiênico em uma sociedade que não tem o que comer? Por isso o ser humano há milhares de anos produz conforme as necessidades e também, as vontades de pessoas.
"Ah mas o marketing impõe que tal produto deve ser vendido"
O marketing tenta, mas quem tem a força é o estado. Quem pode obrigar ou não obrigar é somente o governo. Se o partido que se dizia "dos Trabalhadores" após 12 anos não conseguiu melhorar a vida dos trabalhadores, é porque algo tem de errado. Vimos que os trabalhadores como Eike Batista, diretores da Petrobrás (são tantos que nem vou citar) e outros bicheiros da vida conseguiram acumular fortunas graças ao…. governo. Não deveria ser graças aos serviços prestados? deveria, mas naturalmente em um ambiente onde um governo não tenha o poder de beneficar seus aliados, Eikes da vida estariam lutando para pagar as dívidas e não lutando para comprar uma Ferrari nova ou uma mansão de frente ao mar. Em um ambiente normal, os políticos , principalmente aqueles que nunca estudaram, não viajariam o mundo para dar palestras e acumular fortunas,, pois político é uma função e não uma profissão. Médico pode ser político e ganhar bem por ser um bom cirurgião , mas nunca um político que é médico ganhar dinheiro por ser um bom político e um mal profissional. O salário que os parlamentares recebem, além de ser muito além do é razoável, deveria ser o suficiente para eles viverem de forma confortável ENQUANTO estão políticos. Há excessões como aposentadoria (Ministros, Presidentes e etc) e salários vitalícios. Todavia o salário de 26 mil reais, para quem tem 2 filhos e uma mulher, não é o suficiente para acomular milhões , nem em 10, nem em 20 anos. Até pode-se especular que algum político que já nasceu de família com grandes posses e que tem grandes negócios tenham milhões, mas o que vemos no Brasil é políticos que viviam na classe média se tornarem ricos, multimilionários em pouco tempo, sem que haja uma prestação de serviço que justifique tal patrimônio. FHC apesar de ser sociólogo, não é por causa da sociologia que ele tem milhões no banco. O Lula, não é por ser "ex-presidente" que ele tem milhões. Algo está errado, muito errado. Além do imposto de renda, quem ganha 26 mil tem carro (IPVA, DPVAT e etc), tem casa (IPTU e etc) e tantos outros impostos a pagar. Sem contar que se pressupõe que eles gastem em alimentação, energia, água, telefone, internet, lazer e etc. Como então juntar 2 ou 3 milhões, assim do nada? Qual banco que multiplica tanto dinheiro assim ? eu quero abrir uma conta, me avisem!
O Comunismo por sua vez é tudo o que eu citei – só que ao contrário. É uma religião, um modo de vida, um modo de pensar. "Um só partido, uma só cor". Acho que essa frase resume tudo que o comunismo(socialismo) é. Quem tiver um exemplo melhor de sociedade socialista que deu certo me avisem!

Responder

    Sérgio em 15/04/2014 - 14h07 comentou:

    Caramba você é da religião capitalista??!!! O Capitalismo sempre viveu das maiores intervenções desde as navegações e apoio das marinahs inglesas ou europeias em geral, criando as moedas de curso forçado, reforçando o poder de polícia e do cercamentos e grilhagens.. Pode-se até defender o capitalismo, mas é preciso entende-lo e fazer com que suas intervenções sejam mais benéficas ou menos maléficas e nesse sentido os movimentos socialistas e trabalhistas evitaram que trabalhasssemos como mulas por 14 horas como no século XIX,. Sugiro ler Karl Polanyi por exemplo ou buscar mais informalções sobre a história do capitalismo ao invez de crer no senso comum. Abs,

    Marx Webber em 15/04/2014 - 16h03 comentou:

    O capitalismo não vive sempre das maiores invenções! O progresso e a vontade do ser humano em domar a natureza fez com que ele criasse máquinas para ajudá-lo na sua tarefa. Se gerava lucro as expedições marítimas? depende do que você considera lucro. Não foram os movimentos socialistas que nos ajudaram a não trabalhar 14 horas por dia ou não cortar cana. Foram as invenções ! Compare a agricultura da China com a nossa. Veja o quanto de terra tem na Índia e umonte de gente morre de fome. Os mais burrros dizem "ah mas a terra é infertil". Não tenho doutorado sobre solos, mas estudei o bastante pra saber que há muitos anos é possível plantar grãos e criar animais para abate em locais onde antigamente nunca se imaginava. Já ouviu falar no Kuwait? lá não tem mar e não tem rio. Não foi graças aos socialistas que eles tem água e sim graças a tecnologia. O capital tem que ser usado para os seres humanos e sua visão de que o capital só serve para exploração mostra o quão doentio é a crença comunista. Se dependessemos de vocês, estaríamos todos trabalhando por 11 dolars ao mês igual na China.

    Luiz Cláudio em 16/04/2014 - 12h32 comentou:

    É necessário esclarecer que as invenções vem da força do trabalho, e são elas mesmas que provocam um sistema de crise no modelo econômico e sempre beneficiam o dono do capital. O importante não é discutirmos se há ou houve no mundo um país socialista ou capitalista em que houve progresso até porque o sistema capitalista, também, produz justiça social e o alcançamento somente é possível com a emancipação do proletariado através da consciência solidária e sustentável.

    Fabiano em 16/04/2014 - 04h56 comentou:

    Majestosa explanação MW. Acredito que o socialismo (esquerda mundial) e o capitalismo (direita mundial), já não cabem mais. Precisamos desenvolver um novo sistema, mais justo e menos imperfeito que ambos, talvez um mix dos dois. Também acho que no Brasil NUNCA tivemos um capitalismo verdadeiro. Temos um 'pseudo-capitalismo'. A política é há tempos de esquerda. Neste eleição, temos: Dilma (esquerda), Aécio (PSDB tb é esquerda), Eduardo Campos (esquerda) e Randolfe (esquerda mais radical ainda). Acredito que os candidatos de direita não cheguem a deter 1%.

    Julio cesar Saturno em 16/04/2014 - 13h27 comentou:

    Weber, o que você anda fumando?? Você está na época do discurso de que comunista come criancinha?? Para com isso, vamos avançar. O mundo mudou.

    Zenio Silva em 22/04/2014 - 00h57 comentou:

    FUMANDO SÓ!

    AdmCritica em 17/04/2014 - 17h36 comentou:

    Capitalismo É religião:
    BENJAMIN, W.; LOWY, M. Capitalismo como religião. São Paulo: Boitempo, 2013.

    Capitalismo NÃO É apenas um sistema econômico:
    BOLTANSKY, L. CHIAPELLO, E. O novo espírito do capitalismo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

    O governo capitalista É intervencionista:
    HARVEY, David. O Neoliberalismo: História e Implicações. São Paulo: Loyola, 2008.
    POULANTZAS, Nicos (Org.). A crise do Estado. Braga/Portugal: Moraes Editores, 1979.

    esse Estado, no capitalismo NÃO PODE representar o povo:
    AGAMBEN, Giorgio. O reino e a glória: uma geneaolgia teológica da economia e do governo [Homo Sacer, II, 2]. São Paulo: Boitempo, 2009.

    Quem CONTROLA o Estado são as corporações:
    BAKAN, Joel. A corporação: A Corporação: a busca patológica por lucro e poder. São Paulo: Novo Conceito, 2008.

    O marketing EXERCE controle sobre o consumo:
    KLEIN, Naomi. Sem logo: a tirania das marcas em um planeta vendido. Rio de Janeiro: Record, 2005.

    Você NÃO PODE optar por estar fora do capitalismo, pois se acredita disto, apenas comprou mais um produto. Só se está fora, quando é expulso:
    AGAMBEN, Giorgio. Homo sarcer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

    E, este tipo pensamento que alimenta os comentários do "Marx Weber" acima é "facilmente" explicado.

    aqui:
    MÉSZÁROS, István. O poder da ideologia. São Paulo: Boitempo, 2004.

    aqui:
    DELEUZE, G.; GUATARRI, F. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed.34, 1995.

    aqui:
    DELEUZE, G.; GUATARRI, F. O anti-édipo: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed.34, 2010.

    E aqui:
    ZIZEK, Slavoj. Alguém disse totalitarismo? São Paulo: Boitempo, 2014.

    Pedro em 21/04/2014 - 17h26 comentou:

    Ótimos esse comentário e essa bibliografia!

    Zenio Silva em 22/04/2014 - 00h55 comentou:

    O MAX WEBBER não merece isso! Não é "Mark" e muito menos "Marx" é MAX, assim!

alvaro ribeiro em 15/04/2014 - 13h05 comentou:

Sera que o sol, a terra, a lua merecerao de nos, replicantes meirinhos e guillaumes a procura de afagos para suas teses viris, outros tantos em pele de lobos, a liberdade das raposas nos galinheiros, oh! sagrado secreto dos instintos escorpianicos, panicos edipicos, e rosas douradas. O corte da faca, o fio da navalha, ruptura dos encanamentos e tantas figuras.
Hoje, para mim, experimentar a lua vermelha e compartilhar das 4 as 5 hs a sua presenca, nos fazem vibrar. Talvez Copernico seja uma inteligencia cujo conhecimento nem sabemos mais onde localizar, se entres os sucessos da inquietacao ou apenas a revolucao celestial.
PS Quanto a falta de papel higienico tao cara aos escualidos e seus efeitos cocolaterais, saiba meirinho guilhe, que os revolucionarios sem outra explicacao, sao lunaticos nao apenas morenasolares. Por isso p psol, sera em breve um psolua, (dada a impossibildade politica de ser psolula).
PS2 Pepe e Galeano geniais gauchos, artigas nas veias e nas véias.
PS3 E quanto a teu adoravel artigo onde os nossos artigas ganham vida, destaco para ti, a paisagem milton, sol y luna, abrazados de mil millones de abrazos.

Responder

    Sérgio em 15/04/2014 - 14h23 comentou:

    Belíssimo! caro poeta Álvaro Ribeiro, nada avaro em sua poética ribeirinha!

    Guilherme em 16/04/2014 - 06h22 comentou:

    Falou, falou, falou e não disse nada. Típico esquerdista, que usa belas palavras em um texto para se mostrar erudito, mas não apresenta nenhum argumento.
    Se eu entendi bem o que você quis dizer, o futuro será Psol. Sim, concordo que o projeto é esse mesmo e mais a frente ainda, PCdoB com seu aliados benfeitores: MST, PCC etc.
    Que Deus nos ilumine e seja misericordioso, impedindo que esse futuro sombrio que se desenha realmente aconteça.

Thiago em 15/04/2014 - 15h30 comentou:

Que relato bonito. Parabéns! Como um grande admirador do Galeano me senti representado sabendo que você estava na coletiva.

Caras humanistas e com a sensibilidade do Galeano são raros. Vi as fotos e o achei bem velhinho para a idade que tem. Longa vida a ele.

Responder

Francisco Saraiva em 15/04/2014 - 15h45 comentou:

Saudações a Eduardo Galeano, pela lucidez e franqueza. As veias permanecem no nosso imaginário como um olhar diferente dos lugares comuns dos livros didáticos da época…
Quanto ao Senhor "Marx Weber", com o perdão do nome adotado no comentário, não entendo como alguem, neste Brasil de 2014, não vê as falcatruas do DEM e PSDB, por ex. o escândalo do METRÔ de São Paulo e Minas, o escandalo do DEM de Arruda em Brasília. Não perceba a forma como a mídia burguesa esconde, não divulga estes fatos. A diferença como o Supremo tratou estes fatos e o denominado mensalão. Só o pior cego, o que não quer ver…

Responder

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 22h34 comentou:

    Quem falou que não vemos estas falcatruas do DEM e PSDB?
    Fora PT, PCdoB, PSOL, DEM e PSDB!

    Marx Webber em 16/04/2014 - 04h18 comentou:

    Mídia burguesa que recebe milhões do nosso bolso não é mesmo?
    E o PT perguntou para você ou seus amigos se eles querem financiar essa mídia burugesa? Eles não perguntam! Usam nosso dinheiro como propriedade deles. Ou o estado por si faz criar dinheiro em árvore? Nossos tributos são usados para financiar os empréstimos do BDNES ou vocês acham que eles pedem dinheiro emprestado ao Silvio Santos? O empréstimo é garantido com a garantia de que nossa sociedade continue crescendo e mais gente consumindo, pagando impostos, e etc. Todos partidos são sujos, mas o PT é o pior pois de todos eles, foi o que mais prometeu e em 12 anos não fez nada – e o PCdoB é cúmplice pois enquanto as crianças fazem suas necessidades no chão em Manaus, o Minsitro do PCdoB mandou fazer um estádio lá que nem pra ir apé é possível. Parabéns! a mídia burguesa é o PT, assim como foi o PSDB e será sempre de alguem, enquanto vocês ficarem se fazendo de vítimas e brigando entre sí.

djeps em 15/04/2014 - 15h55 comentou:

Você acredita que o Socialismo consegue ser instituído enquanto ideologia de governo democrático, eliminando o capitalismo, ou sem emissão de moeda nem mercado internacional? O que sabe sobre a ideologia de Jacque Fresco, e o Projeto Vênus?

Responder

Tutameia em 15/04/2014 - 16h20 comentou:

véi..na boa??? pra mim já ta claro… a esquerda está cometendo tantos equívocos e provocando como se tivesse a força que está longe ter que não pode ser só burrice: está mesmo é pedindo, implorando o golpe pra se ver livre de explicar o fracasso monumental que está construindo e ficar por décadas se lastimando e chorando a maldade da direita…na verdade a esquerda é meio como o cachorro que corre atrás do carro e quando carro para não sabe o que fazer: eles nunca acharam que iam mesmo alcançar o poder central do país, e quando conseguiram não sabem o que fazer com ele.

Responder

Joel Bueno em 15/04/2014 - 16h38 comentou:

bonito

Responder

claudio rodrigues em 15/04/2014 - 19h39 comentou:

vixi! um cara que é fã do capitalismo (como pode isso?) deveria gastar sua verve e a sua sapiência na página do instituto milleniun ou no face do nécio, digo, aécio. o sujeito vem aqui com essa sapiência de dr da faculdade estácio de sá querer debater alguma coisa como uma suposta inteligência e só escreve platitudes e asneiras. pare de incomodar a cynara e os leitores desse blog q além de charmoso, é inteligente. vá procurar a sua turma, rapa!

Responder

    Marx Webber em 15/04/2014 - 20h39 comentou:

    Aí que tá o grande problema de vocês. Se dizem democráticos mas odeiam a opinião contrária. Se dizem "de todos trabalhadores", mas tem que ser o trabalhador comunista pois aquele que já não é, é visto com maus olhos. Criaram no Brasil um grande mito chamado: tucano é de direita. Mesmo que eles digam 24h por dia que são, todos sabem que as atitudes do PSDB , desde sua fundação, foi sempre social-democrata e criaram um mito que todo mundo do PSBD é de DIREITA. O PT, PSB, PTB, PCdoB e etc são todos de esquerda. A campanha que o Dirceu inicicou em 1995 de ódio contra toda oposição do PT até hoje está no coração dos comunistas. Leiam o que eu escrevi "toda a oposição". Como todo partido precisa de um inimigo, nada melhor que o camarada do centro-esquerda PSDB que sempre lutou junto com o PT mas se deu melhor. O Dirceu falou em 2008 na saída de um almoço em São Paulo e está gravado na internet "Serra é de esquerda, um dia vou trazer ele pra cá, ele lutou com a gente"

    morenasol em 15/04/2014 - 21h28 comentou:

    nossa, quanto mimimi

    Marx Webber em 15/04/2014 - 21h55 comentou:

    parece clichê mas é só o que vocês sabem dizer. Ou vocês estão ligados no modo ataque e só desligam ao falar com os comunas, ou vocês realmente estão seguindo o mantra da esquerda: "Acusem-os do que você é."

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 23h44 comentou:

    Você nem a mimimis consegue debater e opinar. Já percebeu?

    Maia Kaefman em 15/04/2014 - 22h25 comentou:

    O duro nesses caras não é o fato de não compreenderem bem o comunismo em seus conceitos teóricos (e sabemos quantas vertentes contrárias existem no pensamento de esquerda) básicos e ignorarem amplamente os processos históricos que envolveram e envolvem o desenrolar da estruturação social nas nações de orientação comunista (ou pretensamente comunista em alguns casos). O duro é ver que não possuem sequer a noção do que é de fato o sistema que defendem. Sempre os mesmos erros infantis; confundem produção e comércio com capitalismo. Desconhecem os movimentos históricos que levaram o feudalismo europeu ao mercantilismo e depois a transição para o período manufatureiro, a acumulação primária que permitiu o surgimento do conceito de capital. Pensam que capital é a mesma coisa que dinheiro. Imaginam que tudo que envolve produzir e vender é capitalismo. E ainda são arrogantes o suficiente para pensar que nós de esquerda fugimos da discussão por medo e não por falta de saco para ensinar conceitos básicos. Querem despertar consciência. Despertam pena…

    flaliman em 16/04/2014 - 03h35 comentou:

    Funcionar que é bom este engodo chamado socialismo nem pensar né…

    Maia Kaefman em 16/04/2014 - 14h59 comentou:

    Compare os dados sociais da Cuba de Batista, uma ditadura serviçal dos EUA de direita (lembra de outra assim?), com Cuba pós-revolução. Compare a Russia czarista à potencia soviética e a nova Russia decadente. Pense em países capitalistas de mercado desregulado e governo frágil, como a Somália por exemplo. Tire as nádegas da cadeira e vá até a periferia de sua cidade. O que é "funcionar"? Obviamente a esquerda tem inúmeras críticas as experiencias socialistas do Séc.XX, mas descartar qualquer possibilidade de uma organização social mais racional, principalmente com o cenário de ruína que se aproxima do atual sistema, não é apenas covardia. É burrice. Ou cini$mo.

    Klozewitz em 17/04/2014 - 01h34 comentou:

    “básicos e ignorarem amplamente os processos históricos que envolveram e envolvem o desenrolar da estruturação social nas nações de orientação comunista (ou pretensamente comunista em alguns casos)"

    Explica isso aí elemento, estou ávido para ler sua lorota!

    Detalhe, parece que esta postarem esta "desesquerdizada" kkkkk

    Maia Kaefman em 17/04/2014 - 18h23 comentou:

    Hahaha, de onde saem esses tipos? Elemento? Affe da pra ser mais coxinha? Alias onde vc tirou esse "selfie" cidadão? No trono? Cara de mau hein?

    A lorota fica pra depois do expediente ok? Agora no trampo aqui não vai dar pra me alongar, segura a avidez um pouquinho ai, prometo que volto.

    Creio que voce quis dizer "postagem está desesquerdizada", ledo engano, a esquerda, diferentemente da direita tem autocrítica…

    Maia Kaefman em 18/04/2014 - 16h44 comentou:

    Já pararam pra pensar que toda revolução ou implementação pacífica de um regime de orientação comunista sofre desde o princípio o ataque brutal do capital grosso internacional? Uma colossal superestrutura já estabelecida de indústrias, aparatos bélicos, instituições e populações. Um colossal aparato que "funciona" bem, afinal estratifica a sociedade gerando excedente produtivo justamente por controlar a distribuição da produção de maneira absolutamente desigual entre proprietários e trabalhadores e não por gerar uma produção suficiente para o consumo de bens adequado para todos?
    Já pararam pra pensar que, não apenas o boicote comercial a Cuba revolucionaria, mas também a imediata evasão de técnicos, funcionários, especialistas e diretores ocorrida em 60 além do financiamento direto às oposições pelos EUA e o corte de municiamento de insumos industriais podem ter mais haver com as dificuldades produtivas em Cuba do que a ideia simplista de que num regime comunista ninguem tem motivação para trabalhar pois o "estado paternalista" supre tudo?
    Já pararam pra pensar que quando um grupo político busca implementar medidas de cunho marxista, como o governo Allende ou Jango, a reação do capital grosso é brutal? Armada e direta?
    Já pararam pra pensar que apesar do primitivismo os povos denominados indígenas ao redor de todo o mundo tinham mais qualidade de vida do que seus atuais descendentes a despeito do fato de agora poderem desfrutar das "benesses" da civilização? Que só pensa que o "'indio quer tudo que o branco tem" aquele que nunca esteve numa aldeia de verdade? Que são tais descententes, puros ou miscigenados, que habitam os piores lugares, possuem os piores empregos e sofrem as piores violencias?
    Já parou pra pensar que jornalistas com a experiencia da Cynara Menezes, por exemplo, poderiam estar ganhando 10 vezes mais dinheiro trabalhando pra um veículo dos sócios da oposição se abrissem mão de dizerem o que de fato pensam?
    Já pensaram sobre o fato de que a Russia czarista era um regime absolutista anacrônico estilo feudal que, apesar de todos os erros soviéticos, transformou-se em uma super-potencia em algumas décadas com a implementação de algumas orientações marxistas? Que a revolução de 1917 ocorreu no esteio da primeira grande guerra e a União Soviética enfrentou a Segunda Guerra apenas 17 anos após sua fundação? Que diferentemente dos EUA a guerra se deu em seu território a um custo alto de vidas (mais de 20 milhões enquanto os EUA não perderam nem 500 mil) e de estrutura industrial?
    Ja pensaram sobre a quantidade de dinheiro investida pela massmedia jornalistica e de entretenimento, do Int.Millenium aos blockbusters Hollywoodianos, é investida por ano para fazer a cabecinha de pessoas como vocês? Que os tais "professores doutrinadores marxistas" jamais poderiam competir com tal aparato em termos de doutrinação?
    Ja pararam pra pensar que a evolução humana não se da apenas pelo sucesso mas fundamentalmente pelo insucesso das centenas de tentativas frustradas que ensinam os defeitos de um projeto até o ponto em que seja possível sua concretização?
    Pensem um pouco sobre estas questões.

    Rafa Bandeira em 18/04/2014 - 01h37 comentou:

    A questão é que ao contrário do capitalismo, que nasceu por uma necessidade do homem no seu dia-a-dia e que para tal criou o tal do "mercado", o socialismo é uma idéia de alguns acéfalos que entenderam terem descoberto o que era (de fato!) o melhor para a sociedade. Com isso, todas as tentativas de implantação do sistema precisaram ser na base do engodo e posteriormente na base da força. TODAS as tentativas se tornaram com o tempo imensos regimes totalitários, acabando com as liberdades individuais dos indivíduos e voces querem me convencer que a solução pro Brasil seja esse regime.
    Por favor…. É muito pros meus neurônios uma coisa dessas. Acordem !

    Maia Kaefman em 18/04/2014 - 16h03 comentou:

    "É muito pros meus neurônios uma coisa dessas."

    De fato.

    Adriano Meirinho em 15/04/2014 - 22h36 comentou:

    Meu caro, você quer ditar as regras o que devemos ler e aonde devemos interagir? Liberdade e Democracia é isso… acho que na sua ideologia existe liberdade e democracia para quem apenas pensa como vocês.

Isabela em 15/04/2014 - 20h39 comentou:

Ah, uso partes do livro nas minhas aulas de História e é sempre tão doloroso! Entendo perfeitamente a posição do autor, esse grande homem! Fui faceira no Café Brasil no centro de Montevideo pensando que o encontraria: doce ilusão, nem Galeano, nem café…rss

Responder

Vitor em 15/04/2014 - 20h51 comentou:

O pessoal se matando em uma guerra socialismo x capitalismo, quanta besteira! Está claro que o mundo é capitalista e vai ser por muitos e muitos anos, certamente morreremos nesse sistema.
A questão é debater até que ponto o Governo deve intervir na sociedade e como… Agora falar em acabar com consumo, empresas, etc., já passou da época, né? Que perda de tempo…

Responder

Maia Kaefman em 15/04/2014 - 21h22 comentou:

Monstro. Deve ser duro pra ele mesmo falar sobre o "Veias", tipo tocar "satisfaction" pro Rolling Stones.

Responder

Marx Webber em 15/04/2014 - 22h04 comentou:

A Cynara uma vez fez um post sobre Lobão e Roger. Foi absolutamente destruída num comentário. Eu admiro, sinceramente, não usarei irônias aqui, o fato de ela ter deixado o comentário ativo mesmo após meses do ocorrido. Até mesmo deve estar hoje, porém não conferi pois não estou aqui para isso. Realmente é a única pessoa da esquerda que conheci em mais de 12 anos que ao menos deixa o outro comentar ou se expressar. Meu avô fugiu da Ucrânia ainda menino, chegando ao Brasil em 1926. Não tive oportunidade de conhecer a família por parte de mãe meus avós. Sempre soube desde pequeno o motivo: nunca foi alvo de discussão em casa. Dizia meu avô que seus pais (meus bisavôs) falavam russo também. Nunca pude confirmar nada, pois além de ter mudado o sobrenome, cortaram o K e o Y para ficar mais latinizado. Na escola nunca ensinavam sobre o holocausto da Ucrânia e eu de forma inocente falava dos meu avô , para trazer o debate em sala de aula. Nunca deixaram que nada ofuscasse o triunfo comunista de 1917. Nunca nem me ensinaram que Lênin perdeu eleições em 18 mas ele e sua gangue não consideraram aquela eleição válida. Não pelo meu falescido avô, mas sim pela verdade e história, vocês podem ver que o comunismo aonde passou deixou rastro de sangue e ódio. Che Guevara não matou mais porque foi morto antes. Fidel ainda é um dos únicos ditadores do mundo. É claro que fico triste em saber que Che gostava do Lênin e o admirava, pois aqueles que perseguiram meu avô são idolatrados por vocês até hoje. Mas o que eu posso fazer? já não basta 80 millhões de mortes na China, Russia, Vietnam e Cuba. Vocês parecem que quererm que a história se repita no Brasil e que mais sangue seja derramado pela tal "revolución"

Responder

    flaliman em 16/04/2014 - 03h40 comentou:

    Numa coisa eu concordo a Socialista Morena aceita o contraditório!!! mas infelizmente para essa gente o banho de sangue nunca é o suficiente!!!

    Maia Kaefman em 16/04/2014 - 15h02 comentou:

    Vietnã? Hiroshima? Iraque? Ah esqueci, foi tudo pela "liberdade". A melhor frase do outro aí "nunca pude confirmar nada"…

    flaliman em 16/04/2014 - 20h25 comentou:

    Coreia do Sul e Coreia do Norte então, Os do Norte estão bem melhor né…Não sabia que o Sr. comunista era a favor de uma país do Eixo durante a segunda grande guerra e da ditadura do "Sadão Rução"…mas esperar o que de um cara que adora a foice e o martelo!

    Maia Kaefman em 17/04/2014 - 18h45 comentou:

    "Contra" "a favor"…. Esse maniqueísmo, esse pensamento binário, é o que faz gente justificar atrocidades – dos expurgos estalinistas até uma bomba atômica sobre população civil – antes de tudo sou humanista, jamais vou negar erros cometidos em nome do comunismo, e você, será que algum dia vai admitir as monstruosidades cometidas em nome da lógica do capital?

    flaliman em 18/04/2014 - 03h34 comentou:

    Humanista que não consegue enxergar o sofrimento do povo cubano e norte coreano e agora Venezuelano? tô sabendo! amar a humanidade é fácil, complicado mesmo é amar o vizinho…

    Maia Kaefman em 18/04/2014 - 17h00 comentou:

    Humanista sim, que sai da poltrona e da frente da tv e vai pra rua. Que conhece a miséria do livre mercado.
    A verdade é que a Coreia do Norte é uma incógnita, só informações truncadas chegam de lá com o filtro da mídia ocidental. A verdade é que a Venezuela mesmo com uma oposição do tipo "niilista" e financiada largamente pelos beneméritos yankes, essa gente tão caridosa com o mundo, tem índices de melhoria do desenvolvimento social de camadas populares absolutamente espantosos. Sabe que o estado mais violento em taxas de homicídio da Venezuela foi governado por ninguem menos que Henrique Caprilles Radonski? Que bem ao estilo Serra pulou fora no meio da gestão pra concorrer a um cargo maior? E o que dizer de uma ilhota perdida no caribe livre do analfabetismo e com taxas de mortalidade infantil europeias porem que diferentemente das nações europeias não possui capital corporativo espalhado por todo o mundo, capital esse que suga recursos naturais e povos inteiros de canudinho…
    E voce o que me diz da parte feia do livre mercado? Da africa subsaariana? Quem usa os diamantes sangrentos de Serra-Leoa? Quem gasta o petróleo sangrento do Iraque em SUVs? Os cubanos? A tua lógica falha nisto: Nação que dá certo dá certo por mérito nação que dá errado dá errado por demérito. Ok, jogue toda a história da humanidade no lixo que isso faz sentido.

    Alguém em 23/04/2014 - 02h00 comentou:

    Isso empobrece o debate. Enquanto o opositor se atém aos piores exemplos de "socialismo", você também aponta os piores casos de "capitalismo".
    Acho que deveriam primeiro definir o que é socialismo e capitalismo, porque, por exemplo, se eu defender o capitalismo, eu estarei me referindo ao livre mercado. Logo, a Africa subsaariana ditatorial não é um regime capitalista. Pelo contrário, governo ditatoriais não têm o mínimo respeito pelo capital privado, exceto o que pertence ao grupo de interesse. De certa forma, parece que você está criticando a ganância e não o capitalismo. Nesse caso, trocaríamos mais abraços do que tapas em uma discussão. Eu também acho um horror o que acontece nesses países.

    E quando se fala em comunismo, talvez você esteja se referindo a algo mais ou menos assim:
    Marinelada, Espanha http://www.vermelho.org.br/tvvermelho/noticia.php
    Desculpe-me pelo exemplo de menor grau, mas desconheço exemplos maiores.
    Aí eu também concordo! Acho lindo! É tudo voluntário! Todos se ajudam. 🙂

    Finalmente, acho que o capitalismo (livre) que deveria ser críticado seria tentativas de mercados realmente independentes como o projeto SeaSteading.

    Maia Kaefman em 23/04/2014 - 17h45 comentou:

    O problema é que não dá pra jogar a História no lixo. Você não enxerga a contradição desta frase "a Africa subsaariana ditatorial não é um regime capitalista. Pelo contrário, governo ditatoriais não têm o mínimo respeito pelo capital privado, exceto o que pertence ao grupo de interesse"? Este "exceto" faz toda a diferença. Em nome do que a Africa foi toda rasgada em fronteiras de planejamento exógeno no período neocolonial?
    Se na própria fundamentação do conceito de "corporação" consta que seu principal objetivo, acima de qualquer outro, é buscar o lucro otimizado dos acionistas como desassociar livre mercado de ganância? Não existe Suécia sem Suazilândia…

    Vitor em 17/04/2014 - 11h56 comentou:

    Viva la revolución! Fuck the people!

Rodrigo em 16/04/2014 - 01h11 comentou:

Que bela matéria. Que texto imensamente bem escrito e gostoso de ler, Cynara! Parabéns!

Responder

AdmCritica em 16/04/2014 - 02h17 comentou:

E eu gosto de "A pedra arde"…

Somos chatos porque somos repetitivos. Mas, somos repetitivos porque o mundo, embora tenha trocado as cores, não mudou muito. Não podemos deixar abandonar as cicatrizes e nos desfazer de nossas rugas, pois seria um desrespeito para com nossa luta…

ps: Galeano é gênio, pode gostar e pensar o que quiser.

Responder

mgiacomossi em 18/04/2014 - 01h49 comentou:

Parabéns pela matéria

Responder

Alê em 18/04/2014 - 03h48 comentou:

Bom, as coisas passam, os autores amadurecem, melhoram, aprimoram, voltam atrás, vão em frente, por aí vão. Agora, o que não dá é para ver o mínimo de literatura nos textos da Cynara, francamente. Concordando ou não com Galeano ou Marx, eles sabem (sabiam) escrever, mas essa Cynara, na minha opinião, é uma enganadora.

Responder

    morenasol em 18/04/2014 - 14h32 comentou:

    uai, não me leia. alguém te obriga? ; )

Simone em 21/04/2014 - 17h14 comentou:

Uau.
Que texto maravilhoso. .
Parabéns.

Simone Santos.

Responder

Edemir em 21/04/2014 - 20h12 comentou:

Esse livro reforça o complexo de inferioridade que os sul americanos possuem! Segundo o livro, somos o continente oprimido, explorado e saqueado desde o inicio da colonização e isso justifica nosso lamentável fracasso.
Eu, pessoalmente, gosto de países empreendedores. Os canadenses nunca deram bola para a “exploração” francesa e inglesa e construíram um grande país. Idem aos americanos!! Os alemães e japoneses foram destruídos na Segunda Guerra Mundial e não ficaram se lamentando, tendo se reconstruíram rapidamente.
Nós, ao invés de deixarmos o passado de lado, ficamos estagnados, lamentando a exploração dos europeus, como uma criança que sofreu maus tratos e não consegue se libertar dos traumas. A criança do vizinho, tendo sofrido o mesmo, foi mais esperta e investiu em si mesma, abandonando os traumas e progredido.
Nos anos 80, era vergonhoso o discurso do ex-presidente Sarney na ONU, dizendo que o Brasil deveria receber ajuda dos países ricos, pois aqueles países tinham uma “dívida” com o Terceiro Mundo e o dinheiro investido era uma espécie de “compensação” da exploração outrora ocorrida.
Ora, os governos dos países sul americanos nunca gerenciaram bem os seus países e essa é a razão principal dos seus fracassos e não a “exploração” que os europeus fizeram a esses países. Não adianta ficar remoendo o passado, ressaltando o quanto somos “sofridos” e “explorados”. Temos que virar a página e dar exemplo ao mundo, investindo em tecnologia, logística, educação, para chegarmos ao sucesso econômico, como fizeram inúmeros países que não ficaram se lamentando pela sua história (Coréia do Sul é um bom exemplo).
O fracassado sempre culpa os outros pela ausência de sucesso. Isso se aplica também aos países!!
Se for comentar ao que escrevi, peço que seja educado, como estou sendo, e use argumentos consistentes!!!

Responder

João Batista Passos em 21/04/2014 - 23h23 comentou:

Fala-se muito nos ingredientes para um mundo melhor, mas ninguém sabe como organizar os ingredientes da forma adequada, por isso as ideologias são um consolo, um artificio de esperança, que poderá ser, no fim, apenas esperança mesmo

Responder

Felipe em 22/04/2014 - 01h35 comentou:

To achando um graça a reaçada vindo aqui negativar comentários. huauhauha como são patéticos.

Responder

    morenasol em 22/04/2014 - 19h26 comentou:

    gente dodói

ale em 24/04/2014 - 20h54 comentou:

esse é aquele livro cheio de fatos "históricos" com quase nenhuma comprovação documental né. já li.

Responder

Ideraldo Gomes Silva em 25/04/2014 - 02h08 comentou:

Cynara,

Belo texto e excelente matéria; Galeano é dos meus heroís desde os tempos da Faculdade de Economia (FESPI) em Itabuna (BA).
Aliás, desde que descobri que vc além de excelente jornalista – mantém este blog inteligente – não deixei de ler uma de suas matérias (há 6 meses), vc tmb é filha de um amigo meu (Edson Menezes) colega de trabalho no Baneb – trabalhamos juntos em 2 momentos: em Uruçuca e na Ebal em Salvador onde resido hoje.
Forte abraços e parabéns pelo belo trabalho.

Responder

bart em 23/05/2014 - 02h24 comentou:

Is there a video of the interview?
We are checking the facts.

Thanks.

Responder

    morenasol em 23/05/2014 - 15h54 comentou:

    the interview was audio recorded by myself. thanks

    morenasol em 23/05/2014 - 21h19 comentou:

    look, i just saw larry rohter's article. it is wrong. galeano did'nt disavow or renounce his book. 1. he really thinks it is kind of boring; 2. he thinks the book is bad written because he was too young.

Talles Azigon em 23/02/2018 - 11h11 comentou:

Estou encantado com seu Jornalismo, você escreveu algo muito mais contundente com o fato do que as outras mídias a respeito do mesmo episódio. Eu fico muito grato quando uma jornalista se comporta desse modo, encho-me de esperança. Obrigado

Parabéns pelo trabalho

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

Por que a mídia e os EUA são contra os governos bolivarianos? Oliver Stone…


Não tem sido fácil para a esquerda latino-americana derrotar seu principal inimigo: a imprensa burguesa, submissa ao grande capital e anti-nacionalista. A mídia tem sido o braço pseudodemocrático dos golpes brancos que vêm ocorrendo na…

Cultura, Politik

Os dez maiores livros escritos atrás das grades


Vi essa lista na internet em vários lugares –parece que originalmente saiu daqui. Achei que tem tudo a ver com os tempos que “rugem”. Eu acrescentaria o brasileiro Memórias do Cárcere (publicado postumamente em 1953), de…