Socialista Morena
Direitos Humanos

Globo diz que novela “baiana” não tem negros porque Taís Araújo estava ocupada

Assista também no post ao vídeo que está viralizando no facebook ao ironizar novela escandinava da Globo passada na Bahia

Tem até um loiro de dreads na novela. Foto: divulgação
Da Redação
05 de maio de 2018, 11h37

Criticada nas redes sociais por não escalar negros para uma novela ambientada na Bahia, estado onde, segundo o IBGE, há uma população de quase 80% de pretos e pardos, a Globo resolveu jogar a “culpa” sobre as atrizes negras Taís Araújo e Camila Pitanga. Em nota oficial divulgada pelo jornalista Maurício Stycer, do UOL, a emissora diz: “na época da escalação de Segundo Sol discutiram-se nomes como o de Taís Araújo, que não poderia pois está em Mister Brau, e de Camila Pitanga, que não se sente pronta para voltar às novelas, depois do acidente que causou a morte de Domingos Montagner no final de Velho Chico”. Ou seja, a culpa é do negro por não ter negro na novela.

A Globo, cujo diretor-geral de jornalismo Ali Kamel publicou em livro que “não existe” racismo no Brasil, também prometeu “evoluir”. “Foi colocado que, de fato, ainda temos uma representatividade menor do que gostaríamos e vamos trabalhar para evoluir com essa questão”, disse, sobre reunião do elenco da novela cobrando um posicionamento da emissora noticiada pelo colunista Leo Dias, do jornal O Dia, e a princípio negada pela emissora.

Questionada, a Globo primeiro respondeu que “não pauta suas obras pela cor da pele”. Nem pela realidade, a exemplo do “jornalismo” que pratica

Segundo Sol, que estreia no próximo dia 14 de maio, é estrelada pelos atores brancos Vladimir Brichta, Giovanna Antonelli e Adriana Esteves. Entre os 26 atores da trama, apenas três são negros. Questionada por Stycer em outra postagem, a Globo havia respondido que “não pauta suas obras pela cor da pele”. Nem pela realidade, a exemplo do “jornalismo” que pratica.

Um vídeo do youtuber AD Júnior, divulgado pela página Salvador sua linda, você está barril está viralizando nas redes ao ironizar a novela escandinava da Globo passada na Bahia. Assista:

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(37) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Eliza Santos em 05/05/2018 - 13h26 comentou:

Uma novela é uma obra aberta, ela não precisa corresponder com a realidade, temos vários exemplos, que misturam realidade com ficção, porem eu acho que os organizadores da novela, poderiam sim, chamar alguns atores negros para fazer alguns personagens, eu acho que o posicionamento das pessoas de etnia negra que se sentiram excluídos,não está totalmente errado, se eles fazem parte dos ” Mais de 100 milhões todos os dias” campanha de marketing da Globo, eles merecem ser representados em suas obras de entretenimento, já que do outro lado da tela, eles ajudam no crescimento da emissora com a sua participação ativa, já que apreciam o seus trabalhos.
Acho que existem poucos atores negros, então eu pergunto: Será que as pessoas de etnia negras não se interessam pelas artes cênicas, ou as emissoras não costumam contratar?

Responder

    Cynara Menezes em 05/05/2018 - 14h39 comentou:

    ué, pra fazer papel de escravo e empregada doméstica sempre tem vagas

    Claudio Santos em 05/05/2018 - 15h39 comentou:

    Oi, Eliza! Talvez esse documentário lhe ajude a entender como isso funciona.
    A negação do Brasil – 2000

    “O documentário é uma viagem na história da telenovela no Brasil e particularmente uma análise do papel nelas atribuído aos atores negros, que sempre representam personagens mais estereotipados e negativos. Baseado em suas memórias e em fortes evidências de pesquisas, o diretor aponta as influências das telenovelas nos processos de identidade étnica dos afro-brasileiros e faz um manifesto pela incorporação positiva do negro nas imagens televisivas do país.”

    https://www.youtube.com/watch?v=PrrR2jgSf9M

    ari em 06/05/2018 - 10h50 comentou:

    Pelo jeito, negros também “não se interessam” em ser médicos, juízes, padres, bispos, engenheiros…ou ministros dos tribunais superiores. Povinho desinteressado, não?

Cem Flores em 05/05/2018 - 19h40 comentou:

Era, assim, o homem de ciência. Mas isto não era sequer metade do homem. A ciência era para Marx uma força historicamente motora, uma força revolucionária. Por mais pura alegria que ele pudesse ter com uma nova descoberta, em qualquer ciência teórica, cuja aplicação prática talvez ainda não se pudesse encarar — sentia uma alegria totalmente diferente quando se tratava de uma descoberta que de pronto intervinha revolucionariamente na indústria, no desenvolvimento histórico em geral. […]

Pois, Marx era, antes do mais, revolucionário. Cooperar, desta ou daquela maneira, no derrubamento da sociedade capitalista e das instituições de Estado por ela criadas, cooperar na libertação do proletariado moderno, a quem ele, pela primeira vez, tinha dado a consciência da sua própria situação e das suas necessidades, a consciência das condições da sua emancipação — esta era a sua real vocação de vida. A luta era o seu elemento. E lutou com uma paixão, uma tenacidade, um êxito, como poucos.

Engels,Discurso diante do túmulo de Karl Marx, 17 de março de 1883

https://www.facebook.com/CemFloresDesabrochem/posts/1769822546410512

Responder

alcides carpinteiro em 05/05/2018 - 20h04 comentou:

Parece uma convenção do PSDB baiano. Parabéns globo. A purificação racial a gente vê no plim plim

Responder

Rosenildo Gomes Ferreira em 05/05/2018 - 23h18 comentou:

Apenas um reparo. A “fonte” Leo Dias não é apenas suspeita, é culpada. Trata-se do mesmo canalha que publicou um texto acusando a produtora da Globo que denunciou o assédio do José Mayer. O texto é tão canalha que ele apagou da página. O tal “colunista” vive de fofocas e mentiras. Logo, não deveria ser vir como fonte! https://leodias.odia.ig.com.br/2017-04-28/reviravolta-no-caso-ze-mayer-saiba-por-que-su-tonani-nao-quis-processar-o-ator.html

http://f5.folha.uol.com.br/celebridades/2017/05/figurista-que-acusa-jose-mayer-teve-caso-com-ele-afirma-colunista.shtml

Responder

Gilberto Chagas em 06/05/2018 - 08h22 comentou:

O BRASIL e mais racista ate que os EUA se observarmos as series filmes Americanos nos vemos diversidades so observar lá por mais ficção que seja retratam mais a sociedade .Aqui que se dizia o. Brasil eo pais mais amoroso e sem preconceito terra nas produçoes nacionais aqui a diversidade não e retratada de fato pelas produçoes Nacionais o Brasil tem 97% de brancos distorcendo a realidade onde nossa população e diversa e so comparar as produções estrangeiras e Brasileiras para ver quanto o de racismo existe por aqui

Responder

Patrícia de Oliveira Cardoso em 06/05/2018 - 18h43 comentou:

Que vídeo!!! Rede esgoto: câncer do Brasil!

Responder

Maria José Pereira Dias em 07/05/2018 - 00h48 comentou:

Excelente !!!! para quem insiste em querer desqualificar , a maneira subjetiva e invisível de como o negro é marginalizado, o vídeo realizado apresenta mais que um desenho, são fotos bem nítidas. Infelizmente o branco está tão acostumado não ter o mínimo respeito pela raça Negra. que pouco se importa de nós afrontar, e ainda fazem de togados . Vamos agora darmos um basta
✊🏿#boicote #nenhumcapitulo ✊🏾💪🏿🗣️
.

Responder

ANALIA GOMES DOS REIS em 07/05/2018 - 07h24 comentou:

Esse vídeo é do ADJunior por favor deem os créditos.

Responder

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h44 comentou:

    já está dado o crédito, obrigada por alertar.

Clementino Junior em 07/05/2018 - 08h25 comentou:

Bom dia!
Seria de bom tom dar o crédito devido ao youtuber AD Junior, realizador do vídeo que foi “compartilhado igualmente sem crédito” pela Salvador Sua Linda.
Em tempos de militância e compromisso com as classes, invisibilizar os autores dos manifestos pode ser visto como um descompromisso com certos grupos, e o tema exposto é de suma importância para todxs refletirem… se possível deem o crédito devido que a página omitiu.

Responder

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h44 comentou:

    já está dado o crédito, obrigada.

Neide Amâncio em 07/05/2018 - 08h38 comentou:

Bora dar a Ad Junior o que é de Ad Junior? Não foi mencionado nem aqui e nem na página Salvador sua linda que o maravilhoso vídeo é de autoria do jornalista digital, ativista socila, youtuber Ad Junior.
Dar os devidos créditos é o justo e o que manda o bom jornalismo. Abraços!

Responder

Anderson em 07/05/2018 - 08h58 comentou:

Bom dia, boa matéria! Porém faltou darem os créditos do Vídeo e de sua viralização ao AD Júnior!

Responder

Taty Salles em 07/05/2018 - 09h08 comentou:

Vcs de uma certa forma também perpetuam o racismo, sabem como não dando crédito ao produtor do vídeo Ad Júnior, um homem, negro e retinto um YouTuber que produz conteúdos de ótima qualidade. O que torna vcs diferentes do rede Globo?? Até a coluna do Léo Dias é citada….pq página do Ad não ou o seu trabalho?? Cadê a fonte de informação da notícia.

Responder

Petruus em 07/05/2018 - 09h29 comentou:

Socialista Morena, vamos colocar os devidos créditos ao vídeo produzido pelo AD Júnior, produtor de conteúdos negros e que está sendo invisibilizado ao se ignorar essa autoria.

Lição de casa importante.

Responder

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h40 comentou:

    não havia o crédito na página onde o vídeo foi publicado. mas agora já está corrigido no post. obrigada!

hosana em 07/05/2018 - 09h55 comentou:

Faltou o devido crédito ao AD junior pelo video.

Responder

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h33 comentou:

    OK, obrigada

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h39 comentou:

    já foi corrigido, obrigada.

Viviane em 07/05/2018 - 10h37 comentou:

O site BuzzFeed (!) fez um levantamento de 36 atores negros que poderiam trabalhar na novela:
https://www.buzzfeed.com/ramosaline/atores-negros-novelas-globo?utm_term=.vrAj5R3KyY#.nvG1DVZvbK

Responder

Thanity Andrade em 07/05/2018 - 14h53 comentou:

Gostaria de saber, porque a página não citou o nome da pessoa que fez o vídeo no corpo da reportagem.

O mais engraçado é que vocês criticam a postura de uma atitude racista, siendo que cometem o mesmo erro ao invisibilizar o protagonista do vídeo AD Junior.

Gostaria que reconheçam e reparassem o dano.

Grata.

Responder

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h28 comentou:

    oi, querida. é só falar o nome do ator que colocamos!

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h39 comentou:

    não tinha o nome dele no post do link. agora já foi corrigido, obrigada!

Guilherme em 07/05/2018 - 16h06 comentou:

Eu nunca fui de ver muita televisão, e também na minha casa nunca tivemos TV a cabo, mas hoje com a Netflix e outros serviços de streaming eu tenho acesso a diversas produções gringas.
Uma coisa que me chama a atenção, e que eu acho muito curioso, nem são aqueles seriados americanos com o núcleo principal composto por negros, tipo, Um maluco no pedaço, mas são os papeis que o negros representam naqueles seriados em que os atores principais são brancos.
Pô, direto algum personagem precisa ir no médico e o cara é negro, a delegacia tem uma chefe negra, o presidente é negro, o juiz é negro. Com certeza os produtores desses seriados não fazem isso porque são gente boa, eles devem ser obrigados.
Outro dia eu escutava umas músicas no Youtube e vi um vídeo dos Originais do Samba, para quem não sabe era a banda do Musum, bem antes dos Trapalhões. Se vocês virem o vídeo, vou deixar o link aí, verão que o Mussum era super centrado, falava com calma, fazia um som da hora e era super elegante. E na Globo qual foi o único papel do Mussum por décadas? O do bebâdo. VTC.
https://www.youtube.com/watch?v=x6x8xGobAAE
A Globo, além de criminalizar a política, ela acaba com a auto estima da população brasileira.
Esse vídeo do Mussum deve ser contemporâneo daqueles vídeos em preto e branco do James Bronw e um pouco antes do Soul Train.
Olha só a desgraça fez com a população negra aqui no Brasil.

Responder

    Cynara Menezes em 07/05/2018 - 17h27 comentou:

    é incrível mesmo, guilherme. os originais do samba foi um dos melhores grupos de samba que já existiu. e mussum era um gênio. mesmo como o bêbado ele era um gênio

    Sergio em 08/05/2018 - 17h12 comentou:

    Mussum era um gênio mesmo!!!!!!!!!!!!!!! Saudades dos caras!!!

Sergio em 07/05/2018 - 16h47 comentou:

Problema não é haver negros ou não haver negros! Ainda que houvesse 100% de negros nessa novela, ou em outras, não deixaria de ser a rede globo? Ou olharíamos com simpatia para a globo, caso houvesse negros!

Em suma! Boicote à Globo e ponto final!

Responder

Rodrigo em 08/05/2018 - 09h00 comentou:

Gente pelo amor de Deus….. daqui a pouco eles dão o papel da FROZEN para a Giovanna Antonelli …..ele é boa atriz? É, com certeza, mas menos né gente…..tem papel que não é para ela. A própria atriz deveria ter recusado o papel.
Se não tem uma atriz negra, o que é mentira, faz testes, procura…. o Brasil é cheio de atrizes maravilhosas esperando uma chance.
Imperdoável mesmo é não ter uma atriz negra como protagonista!!

Responder

Line em 09/05/2018 - 20h40 comentou:

Tem cantora de axé-music que defendeu a posição da rede globo, é para garantir trilhas nas novelas e aparições na emissora.

Responder

Rodrigo Nazaro em 10/05/2018 - 03h29 comentou:

É o que sempre comento:
Parece que só existe o Lázaro Ramos, sua esposa e a Camila Pitanga de atores negros no BR.
Chega a ser um racismo escancarado.
P.S: Sou negro, moro em Blumenau e gostei especialmente do vídeo.

Responder

Al White em 10/05/2018 - 08h11 comentou:

A good country run by a fuckung light skin mix fake and self absorbed society dumm as heel that pretend to be a bad copy of Europe or North Americans. Shame on you people. That is why the whole country is in this shit. Because you try fake others but cannot fake all the time. All over the world your true collor show on the corruption, sexism, misoginy , racism unequality meaning social injustice. You are the scum of Brazilian society.

Responder

Al em 10/05/2018 - 08h24 comentou:

Com TANTO ATOR e ATRIZ DE QUALIDADE na Bahia pra fazer essa novela!?! VA PRO TEATRO BAIANO NA HORA DA NOVELA VA’, LEIA UM LIVRO OU VA’ PARA UMA PALESTRA DO MOVIMENTO NEGRO, QUE CE GANHA MAIS !

Responder

Azambuja em 02/06/2018 - 20h47 comentou:

Há anos n assisto as novelas da globo, mas parei p assistir essa pq sou da Bahia kkkkk A novela é boa, digo, o enredo; mas sempre reclamo da falta de negros. Tem negros até mas a maioria é pobre e vive numa ocupação chamada de “casarão”. E tipo, n tem morenos… Aqui n Bahia n só é negro ou branco, temos mtos pardos e índios tbm… N tem poha nenhuma desse tipo na novela. Agora tem atores baianos ou radicados aqui, como o próprio Vladimir e o cara gordinho q é irmão dele na novela. Isso é bom. Mas q de fato n tem representatividade n tem. E essa desculpa q atores estavam ocupados é um absurdo né, tanto atores daki mesmo q eles poderiam aproveitar… Fora o estereótipo do baiano q colocam… Putaria da poha na novela… Mas o enredo até q é aceitável.

Responder

Luciano em 09/06/2018 - 23h17 comentou:

Com o advento do Youtube eu abandonei de vez a mídia tradicional, porem um dia ao ligar minha smart tv vi um trecho dessa novela, e sinceramente parecia mais a Inglaterra do que a Bahia, e lembrando que há negros na Inglaterra assim como outras etnias não brancas.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Direitos Humanos

Ministério Público Federal no Rio move ação contra Bolsonaro por ofensas a quilombolas


O Ministério Público Federal no Rio entrou hoje, 10 de abril, com ação civil pública contra o deputado de extrema-direita Jair Bolsonaro por danos morais coletivos a comunidades quilombolas e à população negra em geral.…

Direitos Humanos

Em vez de Trump, direita dos EUA culpa Obama pelo racismo crescente no país


Quando é que a direita terá coragem de assumir a culpa pelos próprios erros? Nunca. Melhor culpar o negro. Ou o pobre. Ou o petista. Ou o nordestino