Socialista Morena
Vídeos

Você sabe de verdade o que é o MST?

Documentário desmonta as fake news da extrema-direita em torno do movimento e mostra como vivem as famílias de sem-terra

Imagem do documentário A Luta É Pra Valer
Da Redação
12 de fevereiro de 2019, 17h17

Nos últimos anos, a mídia e os ruralistas, principalmente os que destroem o cerrado brasileiro, trataram de demonizar os trabalhadores rurais sem-terra. Tentaram e continuam tentando transformar o MST em “terroristas” que atacam inocentes fazendeiros, em vez de retratá-los como o que são: agricultores familiares que ocupam a terra para plantar de forma honesta e respeitosa com o meio ambiente. Não é à toa que o MST se tornou, de acordo com a BBC, o maior produtor de arroz orgânico da América Latina.

O documentário A Luta É Para Valer, de Cesar de la Plata, mostra a realidade dos assentamentos, desde como são feitas as ocupações de terras até o dia-a-dia das famílias de trabalhadoras e trabalhadores do campo que vivem ali. “Meu objetivo era produzir uma imagem que pudesse humanizar quem faz o MST, diante de tanto retrato mentiroso que se faz na mídia tradicional, colocando-os como terroristas e bandidos, por serem uma organização de esquerda”, diz o documentarista.

O presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro e seus filhos atacaram inúmeras vezes o MST, prometendo criminalizar o movimento. Logo após a eleição, Eduardo Bolsonaro deu entrevista afirmando que pretende “tipificar” as ações do MST como “terrorismo”. “Se fosse necessário prender 100 mil pessoas, qual o problema?”, disse o deputado federal, reconhecendo não se importar em encarcerar os camponeses humildes, homens, mulheres, crianças e idosos, que integram o movimento.

Assista o filme e veja o que é o MST e quem são os sem-terra que o governo Bolsonaro promete perseguir.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(5) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Genival em 12/02/2019 - 23h20 comentou:

Os trabalhadores sem terra só querem suas terra pra trabalhar produzir seu alimento todos tem direito a vida quem e O Governo Bolsonaro pra tirar a vida dos pobres trabalhador ao em vris de ajudar fica botando polícia pra matar os pobres coitados e disomanos

Responder

Leandro Santos em 13/02/2019 - 11h28 comentou:

O engraçado é que o MST ficou babando ovo do governo Lula por mais de “13” anos e hoje você vê o MST onde? Na mesma lama!

Responder

    Cynara Menezes em 13/02/2019 - 15h50 comentou:

    que lama? estou vendo muita gente vir aqui repetir as mentiras da mídia e do agronegócio sobre os sem-terra. podem desistir. aqui não é lugar de espalhar fake news

Dutch em 18/02/2019 - 01h04 comentou:

Acompanhando a história do MST, desde como foi criado, o desenvolvimento e como atua na nossa época, passei a ver que o MST foi sim criado com o intuito de fazer o bem para parte da população, e tentar de alguma forma combater as desigualdades que essa população vinha passando, todavia, esse mesmo grupo parece ter se desvirtuado das suas raízes que possuía, hoje em dia parecendo ser usado somente para manobras politicas e adquirir terras com o único intuito de buscar o lucro.

Responder

    Cynara Menezes em 20/02/2019 - 12h50 comentou:

    isso porque você acredita em fake news

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Vídeos

As Penhas: relatos de quem conseguiu deixar de dormir com o inimigo


Documentário de Regiana Queiroz traz histórias de mulheres que conseguiram romper o ciclo da violência doméstica

Trabalho

O Jovem Karl Marx e o salto civilizatório que o socialismo trouxe ao mundo


Filme de Raoul Peck traz autor de O Capital como "esquerda transante" e é boa propaganda comunista em tempos de neomacartismo