Socialista Morena
Politik

Cadê o mea culpa, PT?

Na quarta-feira 14 de novembro, a direção nacional do Partido dos Trabalhadores divulgou uma nota de cinco páginas criticando a atuação do STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão. Diz o partido que o tribunal não garantiu o amplo direito dos acusados à defesa, que está “partidarizado”, que deu valor de provas a indícios […]

(Sérgio Buarque de Hollanda assina livro na fundação do PT, em 1980)
Cynara Menezes
16 de novembro de 2012, 16h28

(Sérgio Buarque de Holanda assina o livro de fundação do PT, em 1980)

Na quarta-feira 14 de novembro, a direção nacional do Partido dos Trabalhadores divulgou uma nota de cinco páginas criticando a atuação do STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão. Diz o partido que o tribunal não garantiu o amplo direito dos acusados à defesa, que está “partidarizado”, que deu valor de provas a indícios e que cedeu ao clamor da opinião pública. Uma nota dirigida à mídia que tanto despreza, não a seus eleitores, diga-se de passagem.

É direito do PT criticar. Entendo que o partido esteja revoltado por ser o único condenado até hoje, porque o é. Entendo que muitos estejam tristes com a condenação de José Genoino e José Dirceu (até agora não vi ninguém lamentando a prisão do ex-tesoureiro Delúbio Soares, o terceiro condenado). Dou razão ao partido na reclamação de que o STF pesou a mão na dosimetria. Acho um exagero, sim, que Dirceu, tanto quanto Delúbio, tenha que passar mais de um ano encarcerado.

Mas tem um problema: senti falta de que o PT admitisse que errou. Se foi caixa 2 ou pagamento de mesada a parlamentares não importa a mínima, o partido cometeu irregularidades flagrantes, está provado pelo STF. Tanto é que terá de pagar à Justiça por elas. Errou como qualquer outro partido, justificam, mas no caso do PT errou ainda mais, porque a legenda cresceu prometendo às pessoas que nela votaram ao longo de mais de 30 anos fazer diferente. E fez igual.

O PT deve uma satisfação a seus eleitores, um pedido de desculpas público e uma promessa, uma garantia de que não voltará a ocorrer algo assim no futuro. Na nota, não há um só tom de “mea culpa”, um mísero sinal de arrependimento. Não há nem mesmo a manifestação, de forma veemente, de que o partido se empenhará no Congresso pelo financiamento público de campanha, a única maneira de evitar que estes desvios continuem acontecendo. Isto é citado en passant. A única coisa que sobressai da nota do PT é arrogância.

Falta ao partido humildade, reconhecer o erro, pedir perdão. É preciso descer do salto, admitir que houve uma imensa pisada na bola que magoou milhões de pessoas. Isso não é desmerecedor, não é indigno, pelo contrário; admitir os erros engrandece qualquer pessoa e qualquer partido. Enobrece. Aos eleitores não basta que o PT aponte o dedo para os ministros do STF como algozes do partido. Nós não somos militantes. Não somos cegos. Nós sabemos que o que aconteceu não foi apenas perseguição ao PT. O partido errou. Exigimos retratação.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(47) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Trevisolli em 16/11/2012 - 16h52 comentou:

O primeiro passo para a redenção é admitir o erro.

Responder

Angela Louzada em 16/11/2012 - 17h03 comentou:

É o sistema Cynara, não fizessem isso o país não seria governado pelo ex-presidente Lula. Está claro para mim. Nesse sistema sem dinheiro nada se faz, essa é a realidade. Ou Zés Dirceus ou Genoinos ou Delúbios teriam que ser muito, muito criativos para tirar dinheiro do vento. Discordo frontalmente de qualquer tipo de caixa dois, como de qualquer crime e de qualquer natureza, mas não sou ingênua.

Responder

Marcel em 16/11/2012 - 17h06 comentou:

Eu, assim como os PTistas, fico indignado com o fato do STF julgar hoje os crimes de ontem sem considerar que são uma forma de continuidade, dos crimes de ante-ontem. Mas eu, ao contrário dos PTistas, acho ótimo que sejam PTistas os culpados, mesmo se considerando injustiçados por um julgamento hipócrita. Mesmo sem admitir a culpa, é um bom exemplo aos outros partidos e parlamentares não menos corruptos, apoiadores de 'esquemas' de controle da oposição a base governista, que a impunidade está por fim, encontrando sua contra partida justiceira. E os esforços do PT contra a corrupção, devem continuar mais forte, com políticas de reformas do executivo, com a regulação da mídia, e com tudo aquilo que nos coloca no caminho de uma nação laica, soberana e consciente de seus erros. Faltou mea culpa, mas sobrará menos corrupção impune.

Responder

Silvana Passeri em 16/11/2012 - 17h07 comentou:

Você realmente me surpreende de forma positiva! Sei da sua simpatia vermelha pelo PT.
O país Precisa dar mais um passo, e julgar tantos outros políticos (independente do partido).

Responder

Aemiguel em 16/11/2012 - 18h56 comentou:

Entendi bem o raciocínio, porém acho que no momento, enquanto o processo está em trâmite, não é hora de admitir nada. Qualquer manifestação nesse sentido agora, quando todo mundo está descendo o pau no partido e nos réus, culpando-os por todos os males da humanidade, só iria dar mais munição ao inimigo, prejudicá-los agora e por ocasião dos recursos. Depois de transitado em julgado e dependendo do resultado final, talvez.

Responder

    Tiago Moreira em 17/11/2012 - 06h23 comentou:

    Aemiguel, cuidado com essa lógica. É bastante contraditório alguém tentar calar um posicionamento aberto e crítico dizendo que isso é "dar arma ao inimigo". Assim, cala-se qualquer debate antes de ele começar, o que é de um conservadorismo assustador.

    Veja que depois fica extremamente incoerente afirmar que a direita faz censura e o STF está "partidarizando" o processo… Peço que reflita melhor sobre isso.

    Em suma:

    "Quando a esquerda evita falar sobre os seus próprios erros e se recusa a discuti-los à luz do dia, ela não está, afinal, se protegendo da direita: está protegendo o conservadorismo que conseguiu se infiltrar no interior dela mesmo."
    (Leandro Konder)

    Aemiguel em 17/11/2012 - 15h18 comentou:

    Tiago,
    A minha opinião foi expressada focando a lógica processual. Veja, em uma contenda jurídica, os advogados das partes cuidam para que seus representados evitem falar fora dos autos e assim evitar entendimentos que possam prejudicar a defesa. Um pedido de desculpas do PT nesse momento, no meu entender (não sou advogado), poderia ter esse efeito. Fora disso é lógico que o PT errou feio fazendo uso da máquina tucana e deveria se desculpar à sociedade. Fiquei feliz com o seu comentário.

alyda em 16/11/2012 - 20h12 comentou:

isso parece uma encíclica. o último parágrafo é assinatura do vaticano.

Responder

Gerson Carneiro em 16/11/2012 - 20h30 comentou:

Cadê a prova, @cynaramenezes ?

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 22h52 comentou:

    Meu caro, a própria construção da defesa comprova a culpa: se não houve culpa, por que a defesa não alega inocência, ao invés de alegar "caixa 2"?

Gerson Carneiro em 16/11/2012 - 20h33 comentou:

"Não tenho prova cabal contra ele [José Dirceu] – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite". (Rosa Weber)

Responder

    Toledo em 18/11/2012 - 23h17 comentou:

    Gerson, quem sabe você possa responder a esta pergunta do Zé Dirceu: “E se eu for absolvido no Supremo, como é que fica?”, ………………………………………………………>>Confira aqui no vídeo de 1:57 que reproduz um trecho do programa Roda Viva transmitido pela TV Cultura há exatamente dois anos. Em novembro de 2010, o entrevistado parecia convencido de que, se o processo do mensalão algum dia fosse julgado, seria inocentado por um tribunal majoritariamente composto de lewandowskis e toffolis. Vale a pena rever outra prova contundente de que o ex-ministro condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha nunca perde uma chance de errar. http://www.youtube.com/watch?v=ni9QfrB2KXI&fe

Gerson Carneiro em 16/11/2012 - 20h35 comentou:

Meninos, eu vi!

O PT tem que fazer "Mea culpa" pelo que não foi provado.

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 22h55 comentou:

    Foi provado e julgado pelo Judiciário. Você é advogado pra questionar a decisão do STF? É juiz? O que te qualifica a fazer julgamento melhor do que o STF? Apenas o desejo de que o PT não seja culpado não é suficiente, creio.

    Obs.: por que tantos comentários dizendo essencialmente a mesma coisa, quer fazer valer seu ponto de vista na marra?

Gerson Carneiro em 16/11/2012 - 20h38 comentou:

"Ô Josué, eu nunca ví tamanha desgraça. Quanto mais miséria tem, mais urubu ameaça"

Responder

Gerson Carneiro em 16/11/2012 - 20h51 comentou:

O PT é o partido mais fiscalizado, investigado, e punido. Por que exigir mea culpa do PT? Ainda querem imputar isso ao PT?

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 22h58 comentou:

    Óbvio! O partido de situação tem que ser o mais fiscalizado, investigado e punido mesmo. O governo federal tem que ser fiscalizado e punido quando faz coisa errada. Isso é bom para o país, só não é bom pro ego de quem apostou todas as fichas em um partido e agora não quer dar o braço a torcer admitindo que ele também é falho, assim como aqueles que o PT (e simpatizantes) tanto criticou.

Gerson Carneiro em 16/11/2012 - 20h52 comentou:

Primeiro prove a culpa. Exiba provas. Se comprovado, aí sim o PT deverá assumir mea culpa.

Responder

    Ranieri Chagas em 17/11/2012 - 00h51 comentou:

    O caríssimo está esperando uma confissão por parte de todos os membros da quadrilha? O crime organizado funciona assim? Inocência ou malandragem?

    Carlos em 30/11/2012 - 22h59 comentou:

    O caríssimo está esperando que só casos de corrupção em que o réu foi filmado no ato sejam punidos?

Chagas em 16/11/2012 - 21h19 comentou:

Parabéns Cynara,

Acredito que não existiu esse MENSALÃO que a concepção da palavra traz, tipo pagamento mensal, mas acredito SIM, na existência de um grande esquema de corrupção que, segundo perícias, deu dinheiro público através de empréstimos simulados a partidos e deputados, sendo que alguns deles nem apoiaram a eleição do presidente LULA, talvez esteja aí uma das fragilidades da tese de CAIXA 2.
Outro fator que me faz acreditar na existência do mensalão é a defesa exclusiva que a militância faz de DIRCEU, alguns defendem GENOÌNO, já DELÚBIO foi abandonado. É simbólico e emblemático.
Dos onze ministros que compõem o STF, oito foram indicados no governo do PT, sendo que destes oito, apenas dois absolveram DIRCEU do crime de corrupção ativa. E coincidentemente, esses dois ministros são aqueles que apresentavam maior proximidade com a cúpula do PT. No caso de GENOÍNO, nem TOFFOLI o absolveu, ainda assim, ninguém atribuiu a TOFFOLI a mesma culpa que atribuiu ao ministro relator.
Aproveitam-se do destempero do ministro JOAQUIM BARBOSA para tentar comprometer a qualidade do seu voto, dizem que é MARKETING pessoal, no entanto, esse DESTEMPERO que o ministro relator apresenta para com o ministro LEWANDOWSKI é algo comum no cotidiano do ministro BARBOSA e outrora foi prestigiado pela militância petista. Quem não se lembra do episódio em que JOAQUIM BARBOSA afrontou o ministro GILMAR MENDES num julgamento no plenário do STF, onde na ocasião, BARBOSA afirmava que MENDES manchava a credibilidade da judiciário brasileiro, ali BARBOSA fazia referência aos dois HCs que GILMAR MENDES concedeu ao banqueiro DANIEL DANTAS. Mesmo Joaquim Barbosa tendo razão não precisaria daquele destempero para com um colega de corte. Mas nas redes sociais BARBOSA foi aplaudido, elogiado. Em outro episódio, desta vez, no debate envolvendo o ministro PELUZO e as prerrogativas do CNJ, mais vez BARBOSA foi grosso com um colega. E novamente ganhou na opinião pública. Portanto, aquilo que a militância petista tanto aplaudia parece ter perdido a graça e agora resolveram vaiar, criticar.
Em quase todos os outros julgamentos do STF que acompanhei nas redes sociais, vi a militância petista em pura sintonia com os votos do ministro Joaquim, do ministro AYRES BRITO e da ministra CARMEN LUCIA, no entanto, neste julgamento do MENSALÃO, os bons ministros são TOFFOLI e LEWANDOWSKI.
Enfim, todos tem o direito de ESPERNEAR, mas é muito triste ver militantes históricos cair em contradição.

Responder

Antonio Sales em 16/11/2012 - 22h33 comentou:

o sistema político é corrupto, pra tirar 40 milhões da miséria e ser um país de respeito tem de botar a mão na merda.

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 23h05 comentou:

    40 milhões da miséria? Sugiro que verifique este número no IBGE antes de assumi-lo como verdadeiro só porque o PT falou.

    E esse discurso tá bem parecido com o do agora companheiro Maluf: "rouba mas faz".

    Ahh, mas é claro. A culpa não é do inocente e ingênuo PT. É "do sistema". Sei…

MClaudiaDias em 16/11/2012 - 23h57 comentou:

O PT está tentando transformar condenações por corrupção em que, afinal? Qual é a outra opção? Essa coisa de Supremo Tribunal de Exceção é o que? Exceção a que? Nós assistimos as descrições das verbas públicas que foram transferidas dos bancos para políticos do Legislativo. Elas foram transferidas por ordem de quem???
Agora o lider do MST fala que Dirceu será assassinado na cadeia. Rainha também tira onda de injustiçado com as acusações que lhe são feitas de corrupção. Já está na hora de uma boa varredura nas contas y depósitos deste senhor 'líder' dos 'sem terras'… ou VCs acreditam q êle não tenha uma polpuda conta bancaria, inclusive fora do país?? Limpar este país não é uma questão de partido. É uma questão de honra e de justiça para com o povo.

Responder

Paula Gabriela em 17/11/2012 - 00h48 comentou:

Lula diz, não sei, não vi.

Concordo com a tese de que o STF deve agir com o mesmo rigor nos outros casos de corrupção, mas a dosimetria não foi exagerada. Corrupção é crime GRAVÍSSIMO.

Responder

Toni em 17/11/2012 - 06h22 comentou:

A retratação, querida Cynara, cabe quando se está confrontado com um julgamento imparcial, limpo, técnico, sem manipulações de toda ordem e, sobretudo, com condenados através de provas irrefutáveis.

A AP 470 não foi justa sequer nas datas para o julgamento. Uma afronta e um escárnio ao partido mais popular do país, construido com o suor e até sangue da esquerda brasileira, dos trabalhadores, do povo, queira ou não se queira concordar com isso. Retratação não se faz quando, mesmo com culpa, se é vítima de uma campanha gigantesca e ostensiva de desdém, de cinismo, seja de juízes ou da velha imprensa, com o objetivo único de desconstruir, de derrubar um partido que é feito de pessoas honestas e trabalhadoras em sua grande maioria.

Para o PT se retratar, é necessário primeiro os próprios juízes se retratarem, juízes que, nomeados para defender a constituição, vão a público defender um golpe de Estado, golpe esse que exatamente matou e perseguiu os que reconstruiram por fim uma democracia no país. Uma democracia ainda capenga, mas uma.

O PT não pode, nem deve se retratar, porque foi alvo de um tribunal que não merece o mesmo respeito que se dá aos que condena. Retratação seria legitimar a mentira, o falso, a injustiça, a falácia rasteira e inquisidora, quando é exatamente a luta contra isso tudo, a própria razão e o motivo de existir do partido.

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 23h11 comentou:

    Ué, se a data do julgamento foi escolhida pra prejudicar o PT, por que não foi logo antes das eleições presidenciais, mas sim quase no limite do tempo para que os crimes prescrevessem?

    E que tipo de qualificação você tem pra dizer que o STF do meu país não é limpo e técnico? Quando os ministros foram indicados pelo próprio Lula e pela Dilma? Você tem formação jurídica? É o mínimo que se espera de alguém que se propõe a questionar algo que foi julgado pela mais alta corte do país.

    Caso contrário, fica claro que você apenas acredita no que quer acreditar.

jose antnio batata em 17/11/2012 - 11h53 comentou:

VEJA É apenas um Planfleto da extrema-Direita. Para mim quem for ler a VEja é digno de PENA > Em quaquer país civilizado Uma revista como a VEJA deveria ser Proibida

Responder

    Filipe em 16/11/2013 - 01h42 comentou:

    E pra você um país civilizado é um onde haja censura né? É mesmo um democrata!

Adriano Oliveira em 17/11/2012 - 12h56 comentou:

Surpreso com seu texto de maneira positiva, esse caso a meu ver (admitindo o que realmente aconteceu, não só atacando o judiciário) não trará demerito algum ao PT, muito pelo contrário em todos os governos passados houve irregularidades e praticamente todas jogadas para debaixo do tapete… Acredito que rebatendo tudo que o STF diz, dá a impressão de que nada de errado existiu, críticas construtivas ao STF são bem vindas, mas críticas somente para rebater tudo é um artifício raso e pouco coerente.

Responder

Enderson em 17/11/2012 - 16h17 comentou:

Não acredito na existência de um “mensalão by mídia”. Mas esta claro que o PT cometeu irregularidades e estas fizeram o partido se nivelar aos demais – nas práticas políticas e nas mudanças ideológicas, o PT deixar de ser a terceira via para ser a via mais fácil. Essas condutas levaram o PT ao governo, mas não ao poder, o poder continua nas mãos dos que sempre o detiveram. Portanto, o PT hoje pode ser tolerado, mas nunca será aceito, sobretudo devido à ligação entre Lula (nordestino e operário) e o partido.

Responder

Zé Raineri em 17/11/2012 - 18h07 comentou:

Cynara, acho que esse pedido de desculpas já aconteceu. O reconhecimento dos erros já foi feito, não depois da condenação, mas no calor dos acontecimentos.

Na minha opinião, o PT se portou dignamente durante toda a fase de conhecimento e instrução do processo. Deixou claro que errou, que pagaria pelo erro e deu ao erro a dimensão que ele realmente teve: foi um caso claro de Caixa 2, não mais que isso ou muito, muito mais que isso, como a mídia e o STF tem tentado fazer crer (veja matéria do Leandro Fortes na Fórum).

Discurso de Lula, em 12/08/2005: http://www.youtube.com/watch?v=Qj-w3i9_hpQ

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 23h15 comentou:

    pedido de desculpas aconteceu? Onde?

    O que eu vi até agora do PT foram diversas desculpas esfarrapadas que mudaram conforme as circunstâncias:
    1. "Nossa, aconteceu? Eu não sabia (chora)…"
    2. "Não aconteceu! É invenção da mídia!"
    3. "Veja bem, aconteceu… mas foi só Caixa 2"

nilccemar em 17/11/2012 - 22h00 comentou:

Mas, Cynara, já não houve um pedido de desculpas na época dos fatos, entre 2005 e 2006 ? Pelo menos o Lula assim se pronunciou, admitindo culpa, culpa por ter feito caixa 2. Por que teriam de fazê-lo novamente, ante os absurdos contra ele perpetrados, correndo, inclusive, o risco de serem mal interpretados ( o que não seria nenhuma novidade ) se assim o fizessem. A manchete seria, "PT reconhece os crimes, o STF está certo".

Responder

    Carlos em 30/11/2012 - 23h18 comentou:

    não não não… não vale mudar a história.

    – Lula se desculpou, sim.
    – Depois, o PT voltou atrás (quando achou que ia acabar em pizza), e disse que "o Mensalão nunca existiu" e era tudo invenção da mídia
    – Depois (muuuuito depois. Lula nunca falou em caixa 2, essa desculpa foi criada bem depois pelos advogados do PT), no julgamento, veio com essa história de caixa 2

mario cezar em 17/11/2012 - 22h22 comentou:

cynara. espiei o texto do saramago. homem de prosa sofisticada. cujo texto desliza sob as retinas. . seu olhar tinha o rastro da lua, em plenitude. "ensaio sobre a cegueira" flui como o mel em cabaça. " o evagelho segundo…." retrata um Cristo , tão humano, tão pungente. enfim, em relação a otras coisas, tenho um olhar desconfiado em relação a tudo que diz respeito a juristas e advogados. por que "diachos" o sujeito quer endireitar o outro ou o mundo. será (que lá ) dentro , nos escondidos , nos esconjuros, nas entranhas de quem julga não tem uma encrenca; uma obscena obscuridade narcísica. fiquei com a leve impressão que esse julgamento virou um espetáculo que a grande mídia consubstanciou em nome de audiência

Responder

Hemerson Baptista em 18/11/2012 - 01h32 comentou:

Pois é… quem sabe se o PT se transformasse no primeiro partido mártir da história…

Responder

edward em 18/11/2012 - 01h49 comentou:

Houve, como no caso dos Tucanos, o caixa-dois. Também acho que não se deveria, um partido que se pregava valores, praticar o caixa dois. Todavia, isto acontece e continua acontecendo em todo o Brasil. Basta investigar um pouco. E há coisas piores, como compra de votos. É a disputa pelo Poder.
Não quero com isto absolver o PT, mas se voltarmos aos momentos da tortura, onde a liberdade tinha um preço muito caro, será que essa prática não se justificava, diante de um país corrupto. Será que haveria governabilidade? Pense um pouco. Estamos no início de um novo movimento de derrubada das forças da esquerda. Começou em Honduras. Agora de pouco foi no Paraguai. A Argentina tenta-se proteger mas também será vitimada. E aqui, no Brasil, já começou. Você entenderá quando o processo ficar mais claro, com novas condenações, golpes da direita que serão perpetrados pela mídia e pelo judiciário, este novo poder ditatorial.

Responder

    Carlos em 01/12/2012 - 13h56 comentou:

    Fico surpreso com a naturalidade com que você aceita a história de que foi caixa 2. Apenas aceita o que o PT fala, sem questionar. A naturalidade com que nega o parecer do STF… é duro enxergar a realidade do seu partido, né? Do seu sonho.

    Agora, digamos que tenha sido caixa 2. Você, eleitor do PT, não merece um pedido de desculpas? Por ter sido roubado (sim, porque: deixar de pagar impostos é roubar o povo!) pelo partido que colocou no poder? Por ter sido enganado, quando esse mesmo partido disse que era tudo invenção da mídia e você não só acreditou, como brigou com quem quer que fosse pra defender esse ponto de vista?

Messias Macedo em 18/11/2012 - 15h22 comentou:

… Cadê o mea culpa, *mensaleiros tucanosDEMoníacos mineiros?!…
*Ação Penal 536, nascedouro do 'Valerioduto'!… Cadê o mea culpa, FHC e a [indecorosa] compra dos votos de parlamentares objetivando alterar, intempestivamente, a Constituição, e propiciando a reeleição do tucano?!..

Que país "desmemoriado" é este, sô?!…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Yacov em 19/11/2012 - 18h19 comentou:

Retratação por fazer oq ue todos os partidos políticos sempre fizeram e fazem no BRASIL??? NÃo seja ingênua, Cynara. Tá lá: o Mensalão do PSDB de MG foi igualzinho ao do PT, só que com o uso comprovado de recursos públicos e não deu nada!! O que os ricaços do nosso país e seus capitães-de-mato querem é brecar a ascensão social, é manter o povo na merda para melhor explorar. Eu de minha parte entendo isso perfeitamente e não exijo retratação alguma do PT. Exijoj retratação do STF, que deveria aplicara a LEI PARA TODOS mas só a aplica para Pretos, Pobres, Putas e agora, PETISTAS. Para os amigos Tudo, para os inimigos a LEI. Zé Dirceu foi condenado pelo que fez e pelo que ainda pode fazer: Distribuição de renda, inclusão social, democratização da mídia, redução dos juros…. Esse Zé Dirceu é um bandido, mesmo… Assim não pode!! Assim não dá!! Ainda bem que temos o capitão-do-mato barbosta para proteger o nosso pobre Capital. NO PASSARÁN!! VIVA ZÈ DIRCEU!! VIVA O PT!! VIVA O BRASIL!! CPI DA PRIVATARIA TUCANA JÁ!! LEI DE MIDIAS JÀ!! "O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – Oq ue passa na glOBo é um braZil-Zil-Zil para TOLOS"

Responder

Adriano Pereira em 01/12/2012 - 17h55 comentou:

Tenho 42 anos, não tenho contato com nenhum politico brasileiro e não sou filiado a partido algum.
Até hoje nunca votei em nunhum candidato que não fosse do PT e não me sinto traído ou magoado com o Partido ou qualquer membro do comando, mesmo considerando que algum membro possa ter tido vantagem pessoal durante a execução das “mutretas” no caso chamado de Mensalão, afinal foram eles que colocaram o “deles” na reta pra tentar inverter a situação catastrófica que o País se encontrava depois de do desastre que foi o governo FHC.
Muito pelo contrário, me sinto orgulhoso de todos os que cometeram os tais “crimes”, mas pelo menos em um ponto eu concordo com a autora, o PT errou sim, errou em não ter ido mais longe em suas ações, Tivesse o PT conseguido corromper mais gente talvez tivesse abafado o caso mensalão e suas consequências eleitorais que sao inegáveis mesmo o PT nao assumindo. Como por exemplo a derrota em Salvador e outras importantes cidades. Me atrevo a dizer ainda que a vitoria de Haddad teria sido esmagadora sem o Mensalão.
O PT e as forças progressistas que o apoiam enfrentam uma guerra terrível, perversa e covarde das oligarquias brasileiras, que por sua vez tem a seu lado a grande mídia, grande parte do poder judiciário e legislativo, as forças armadas e até a famigerada CIA, esta fornecendo inteligência, espionagem e até ajuda financeira, como fizeram no pre-golpe 64 e durante a ditadura, basta ver o exemplo do nosso vizinho Paraguai.
Para enfrentar essa guerra, o PT entrou na arena, fez alianças até com o Diabo e sujou as maos na lama do poder brasileiro, caso contrário jamais chegaria ao poder e se chegasse, nao duraria 6 meses e hoje teríamos provavelmente o Alckimin no comando do País.
O que a autora deste artigo(que na minha opinião é no mínimo ingênuo) e os eleitores que se sentem magoados queriam? Que a turma do PT se comportasse como anjinhos no meio desse inferno que é o jogo do poder no Brasil?
Na minha opinião ainda existe um abismo gigantesco entre o senador caçado Demostenes (até entao chamado de Mosqueteiro da ética pela revista inVeja) e Dirceu ou Genoino por exemplo e se tudo que escreví acima ainda não for suficiente para inocentar a vanguarda petralha, que se julgue então a fila kilométrica de casos escandalosos de corrupção silenciados pela mídia que aconteram antes do mensalão e continuam impunes.

Responder

    morenasol em 01/12/2012 - 20h27 comentou:

    pode me chamar de ingênua. prefiro dez vezes ser chamada de ingênua do que de canalha

Geraldo Souza em 02/12/2012 - 20h05 comentou:

De nada adianta se espernear! O mal já está feito, e como diz o Mino Carta da Carta Capital: "O PT não é o que prometia ser, demoliu seu passado honrado". Basta acompanhar os nomes de alguns de seus membros que ocupam os principais cargos políticos no Senado, na Câmara Federal e governo – Justiça, AGU, Anac etc! Não adianta tapar o sol com a peneira…
"O PT atual perdeu a linha, no sentido mais amplo. Demoliu seu passado honrado. Abandonou-se ao vírus da corrupção, agora a corroê-lo como se dá, desde sempre com absoluta naturalidade, com aqueles que partidos nunca foram. Seu maior líder, ao se tornar simplesmente Lula, fez um bom governo, e com justiça ganhou a condição de presidente mais popular da história do Brasil. Dilma segue-lhe os passos, com personalidade e firmeza. CartaCapital apoia a presidenta, bem como apoiou Lula. Entende, no entanto, que uma intervenção profunda e enérgica se faça necessária PT adentro.
Tempo perdido deitar esperança em relação a alguma mudança positiva em relação ao principal aliado da base governista, o PMDB de Michel Temer e José Sarney. E mesmo ao PDT de Miro Teixeira, o homem da Globo, a qual sempre há de ter um representante no governo, ou nas cercanias. Quanto ao PT, seria preciso recuperar a fé e os ideais perdidos.
Cabe dizer aqui que nunca me filiei ao PT como, de resto, a partido algum. Outro excelente amigo me define como anarcossocialista. De minha parte, considero-me combatente da igualdade, influenciado pelas lições de Antonio Gramsci, donde “meu ceticismo na inteligência e meu otimismo na ação”. Na minha visão, um partido de esquerda adequado ao presente, nosso e do mundo, seria de infinda serventia para este País, e não ouso afirmar social-democrático para que não pensem tucano.
O PT não é o que prometia ser. Foi envolvido antes por oportunistas audaciosos, depois por incompetentes covardes. Neste exato instante a exibição de velhacaria proporcionada pelo relator da CPI do Cachoeira, o deputado petista Odair Cunha, é algo magistral no seu gênero. Leiam como se deu que ele entregasse a alma ao demônio da pusilanimidade. Ou ele não acredita mesmo no que faz, ou deveria fazer?
Há heróis indiscutíveis na trajetória da esquerda brasileira, poucos, a bem da sacrossanta verdade factual. No mais, há inúmeros fanfarrões exibicionistas, arrivistas hipócritas e radical-chiques enfatuados. Nem todos pareceram assim de saída, alguns enganaram crédulos e nem tanto.
Na hora azada, mostraram a que vieram. E se prestaram a figurar no deprimente espetáculo que o PT proporciona hoje, igualado aos herdeiros traidores do partido do doutor Ulysses, ou do partido do engenheiro Leonel Brizola, ­obrigados, certamente, a não descansar em paz.
Seria preciso pôr ordem nesta orgia, como recomendaria o Marquês de Sade, sem descurar do fato que algo de sadomasoquista vibra no espetáculo. Não basta mandar para casa este ou aquele funcionário subalterno. Outros hão de ser o rigor, a determinação, a severidade. Para deixar, inclusive, de oferecer de graça munição tão preciosa aos predadores da casa-grande".
O Governo e o PT vão acordar a tempo?

Responder

Luís Henrique - MG em 24/12/2012 - 17h15 comentou:

Só hoje li o texto e com ele concordo. Realmente, até agora o PT reclamou, reclamou e reclamou. E com razão até, pois o STF rasgou a Constituição ao julgar a AP470. Não acredito em mensalão, posto que ilógico, mas caixa 2 também é irregular e quem o pratica erra. E não aidanta o argumento de que se todos fazem eu também posso fazer; ou, se ninguém nunca foi punido, por que eu tenho que ser ? O PT, partido ao qual me filiei há mais de 30 anos, deve explicação e pedido de desculpas aos seus filiados, simpatizantes e, principalmente, à população. Não adianta só apontar o dedo para os outros sem apontá-lo para si, reconhecendo seus seus erros e propondo medidas para que eles não se repitam..

Responder

senna em 08/10/2013 - 22h51 comentou:

ja passou da hora deste partido o pt cair fora cair na real

Responder

ZenioSilva em 01/01/2014 - 23h35 comentou:

Alguém aí pode nos ensinar como se pega na merda pelo lado limpo! Infelizmente temos uma política suja. Aquele sonho primordial do PT de ser diferente foi tragado inevitavelmente pela luta pelo poder… Mas, passados todos esses anos de governos do PT, não é chegada a hora de comerçarmos a realmente mudar essa nossa política?

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

Mino Carta: “o PT perdeu a linha, demoliu seu passado honrado”


Eu já tinha falado aqui sobre a necessidade de o PT fazer um mea culpa após o mensalão. Agora foi a vez de Ricardo Kotscho e de Mino Carta, velhos amigos e admiradores de Lula,…

Politik

Parente é serpente: o curioso destino político da família Genro


Você que não aguenta mais, às vésperas de eleição, discussões sobre política em família, devia agradecer a Deus por não ter nascido um Genro. Ali sim é que o bicho tá pegando. A filha, Luciana,…