Socialista Morena
Direitos Humanos

Espírito de Natal: vereadores de Balneário Camboriú aprovam multas para mendigos

O objetivo final da proposta é colocar todos os mendigos na cadeia, já que nenhum terá dinheiro para pagar uma multa de até 2 mil reais

Ilustração: Mark Long/The Guardian
Da Redação
22 de dezembro de 2017, 12h12

Os vereadores de Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina, aprovaram em plena semana de Natal um projeto de lei que prevê multa de 500 a 2 mil reais a moradores de rua que pedirem dinheiro no semáforo. O objetivo final é colocar todos os mendigos da cidade na cadeia, já que nenhum terá dinheiro para pagar a multa. O prefeito Fabrício Oliveira (PSB) ainda pode vetar o projeto.

A justificativa do autor da ideia, o vereador de direita Marcos Augusto Kurtz (PMDB), é que os pedintes “prejudicam o trânsito”. As multas também serão aplicadas a vendedores e artistas de rua, como os malabaristas que se apresentam enquanto os sinais estão fechados. A primeira medida tomada será uma advertência e, depois, a multa.

É inadmissível que em nossos semáforos se amontoem pessoas com o objetivo de fazerem apresentações, vender mercadorias e pedir contribuições financeiras, trazendo assim um grande prejuízo ao trânsito

“Sabemos que nosso município é uma cidade turística, onde recebemos inúmeros visitantes de diversas cidades do Brasil, além dos vários países vizinhos, por isso é inadmissível que em nossos semáforos se amontoem pessoas com o objetivo de fazerem apresentações, vender mercadorias e pedir contribuições financeiras, trazendo assim um grande prejuízo ao trânsito de nossa cidade”, diz a proposta.

O vereador reconheceu a dificuldade de se cobrar estas quantias absurdas a pessoas que não têm sequer onde morar e não assumiu que o que a proposta de gentrificação ou “limpeza” pretende é tirar os mendigos das ruas da cidade turística. “A lei é mais pra coibir mesmo”, disse Kurtz. “É uma coisa que não cabe mais para Balneário Camboriú. Não traz nada a mais pra cidade. Não vejo vantagem nenhuma.”

É o famoso “espírito de Natal” da direita.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(23) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

João Jr. em 22/12/2017 - 12h37 comentou:

A direita sempre em busca de novas formas de encarcerar os pobres…

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira em 22/12/2017 - 18h45 comentou:

A direita odeia pobre. Saber que um cidadão passa fome ou mora na rua não lhes desperta a menor compaixão. Eles não tem nada com isso. Muitos se dizem cristãos, mas agem como se fossem egoístas (e são). O egoísmo é o pior dos “defeitos” da raça humana. É assim no mundo inteiro.

Responder

Gilberto Donisete de Almeida em 22/12/2017 - 18h45 comentou:

Espero que aprovem multas para candidatos que pedirem votos em época de eleição, entram dentro de nossas casas em horário político sem ter nossas permissões, horário político obrigatório, espero que perceba que isso também nos trás nada de bom.

Responder

    Edna Maria de Proenca em 23/12/2017 - 08h07 comentou:

    Muito boa sua colocação….
    100%verdade

    Cícero em 23/12/2017 - 08h14 comentou:

    também acho Cícero Bonito MS
    abraço
    04.01.18 estamos ai

    Luismar em 23/12/2017 - 10h00 comentou:

    Belo comentário, uma verdade , temos que engolir esses políticos que não acrescentam nada !!!

ari em 22/12/2017 - 18h57 comentou:

Mais do que justo. Afinal, como dizia Anatole France, “A majestosa igualdade das leis, que proíbe tanto o rico como o pobre de dormir sob as pontes, de mendigar nas ruas e de roubar pão.”

Responder

    Marcelo em 23/12/2017 - 12h17 comentou:

    Se fosse verdade rico não teria privilégio na cadeia

Fer em 23/12/2017 - 00h20 comentou:

Sr vereador se assim posso dizer .porque sr não inverte a lei ao invés dos pedintes multa para quem da a esmola na sinaleira. Por sinal acredito que este prefeito tem uma secretaria de assistência social que tem obrigação de solucionar esta situação para isso . existe. Acho que sr prefeito que se diz evangélico não vai aprovar tamanho discriminação. Será pois a parada da diversidade ja foi difícil de sair, e agora e a fez das religião de matriz africana já que nao vai permitir festa de iemanja que e celebrado a mais de quarenta anos.
Bom enquanto isso ficamoa a merce desse tipo se lei que não leva a nada.
Vereador vai visitar hospital Rut Cardoso e os pas veja sofrimento dso povo que ali espera mais de cinco a sete horas para ser atendido e muito muitas vezes voltam para casa ser ter um atendimento . Se liga sr veredor apareça para população com leis que beneficiam povo.

Responder

    Arieli em 23/12/2017 - 14h52 comentou:

    Sabe o que é engraçado ? E que tem. Um monte por ai robando , matando, estrupando ,traficando e nao fazem nada e ai agora tao querendo ganha mais dinheiro emcima dos pobres … Que tipo de pais e esse. Que leis sao essas ?? Vao procura melhora os hospitais ,os postos de saude , se preucupar em beneficia o povo e nao se beneficiarem em cima do povo..

Gildo Passos em 23/12/2017 - 04h06 comentou:

Marcus kurtz é evangélico da igreja batista mas não entende que Deus é amor e vive como Judas trocando Jesus por algumas moedas. imagine se ele fosse do Capeta, iria criar um projeto para cobrar impostos das igrejas.

Responder

Carine Vargas em 23/12/2017 - 05h08 comentou:

Temporada muito emprego só fica na rua pedindo quem não quer trabalhar

Responder

José Geraldo em 23/12/2017 - 06h10 comentou:

Não se trata de direita ou esquerda, meu ponto de vista e darmos condições e trabalho para estas pessoas, oferecer oportunidade de empregos, pois não vai faltar devido a demanda e pessoas na cidade, colocarmos a limpar a praia por exemplo

Responder

RENATO em 23/12/2017 - 09h41 comentou:

Culpa de quem colocou os mendigos na rua

Responder

Mateus em 23/12/2017 - 10h58 comentou:

Até concordo em tirar os mendigos do semáforo é das ruas de Balneário Camboriú,mas antes disso teria que ter um projeto para dar assistência á eles.Devemos ter amor ao próximo foi isso que o senhor Jesus deixou de ensinamentos para nós independente da religião de cada um.

Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Se quiserem ler na biblia essa passagem está no livro de Mateus Capaz.25, versículos 35 ao 45.

Responder

Pollyana Alves em 23/12/2017 - 12h20 comentou:

Sem comentários pra quem teve essa ” invenção” retardada!! As pessoas ja vivem na miséria, e ainda querem prendê-los a troco de pedirem dinheiro no sinal? Muita falta do que fazer!! Porque não os ajudam dignamente a terem uma vida mais digna e honesta? Misericórdia pra esses seres ” desumanos”, porque eles desconhecem as leis e os desígnios de Deus. Ainda bem q existe a lei do retorno.

Responder

Eveline em 23/12/2017 - 14h51 comentou:

Os moradores deveriam registrar o nome desse vereafor infeliz e NÃO votar mais nele ou neles!!
ACORDA Brasil!!!

Responder

Walter Valtuille Marttinez em 23/12/2017 - 16h57 comentou:

Esse vereador é um FDP pois ele não precisa mendigar e nem ficar nós semáforos,pois pessoas da classe dele já está nós privilégios do município…ganha bem dálias pra que serve essa classe de salafrario? Alguém me explique pra que serve …vereador? Legisla para si próprio…políticos no Brasil são filhos do diabo…Viva os filbos legitimos do Senhor Jesus!

Responder

Luiz em 23/12/2017 - 18h49 comentou:

Melhor é pedir do que roubar milhões do povo brasileiro. Criam leis para massacrar os menos favorecidos!

Responder

Leandro em 24/12/2017 - 02h45 comentou:

Gostei do comentário que diz porque não fazem lei para punir os vereadores que sujam a cidade nas épocas de eleição,e entram na nossa casa sem serem convidados pedindo votos 👏 e aí vamos esperar essa lei então de vcs q sujam toda a cidade com panfletos ok 👍

Responder

Marco em 24/12/2017 - 13h12 comentou:

Vamos fazer uma mobilização, pegaremos todas nossas moedas em casa e vamos para os semáforos… lá as distribuiremos…logo que os moradores de rua não tem as contas pagas como este sujeito que elaborou esta lei…

Responder

MARCELO B.V. Júnior em 26/12/2017 - 16h00 comentou:

O problema não é pobre. É a pobreza e os problemas que dela decorrem.

Responder

Maria Joana em 28/12/2017 - 09h33 comentou:

SUGESTÃO:
Vamos dispensar 02 vereadores que ninguém vai sentir falta do serviço e, com o dindin resolvemos pedintes aprendendo uma profissão.

Fora Marcos Kurtz ( pmdb ou mdb ) !!!

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

Moradores de rua: tão paulistanos quanto você. Fotos por Magnesio


São Paulo, a maior cidade da América do Sul, tem quase 16 mil pessoas morando na rua, de acordo com o censo feito pela Fipe/USP entre fevereiro e março deste ano. É impossível não reparar…

Politik

Esquerda, volver


Dizer-se de esquerda é ser de esquerda? Candidato favorito à prefeitura de Palmas (TO), o colombiano naturalizado brasileiro Carlos Amastha, do PP, se define como “um empresário de esquerda”. A prova? “Lia Marx em casa…