Socialista Morena
Politik

Exibição de Cabral acorrentado é prova cabal do medievalismo da Lava-Jato

E que fique claro para a nação: a imagem do ex-governador do Rio algemado e com correntes é também um aviso de que pretendem fazer o mesmo com Lula

La seguridad de un reo no exige tormento. Francisco de Goya (séc. 19)
Cynara Menezes
20 de janeiro de 2018, 11h13

Para quem ainda se recusava a enxergar que não é Justiça o que se pratica na operação Lava-Jato, mas justiçamento, as fotos de Sérgio Cabral algemado e com os pés acorrentados não deixam margem a dúvidas. Evocam fanáticos religiosos simpatizantes dos métodos da Inquisição e não juízes e procuradores do século 21. Houvesse a possibilidade de queimar o ex-governador em praça pública, eles o fariam. Sdds Torquemada.

Sim, Cabral é corrupto. Já foi inclusive condenado a penas estratosféricas, que podem chegar a 300 anos de prisão (!), por isso. Ou seja, a Justiça está sendo feita. Explorar sua imagem nestas circunstâncias não faz sentido, já que não existia risco de fuga, e não condiz com sociedades que se pretendem democráticas. Todo preso tem direito a ter sua dignidade respeitada, está na Constituição. Mas quem disse que a seita de Curitiba está interessada em Constituição?

Todo preso tem direito a ter sua dignidade respeitada, está na Constituição. Mas quem disse que a seita de Curitiba está interessada em Constituição?

“Homens de Cristo”, à semelhança de seus pares medievais, os juízes e procuradores da Lava-Jato não se guiam por livros jurídicos, ou não condenariam ninguém sem provas. O que é condenar alguém “por convicção” senão um auto-de-fé? Foi noticiado que um dos integrantes da operação, o juiz Marcelo Bretas, chegou a dizer que em sua vara o “principal livro” é a Bíblia. Só o desprezo à Constituição explica a sanha quase patológica dos membros do Santo Ofício, perdão, da força-tarefa de exibir presos à execração pública, a não ser (coincidência!) quando se trata de outro fanático religioso como Eduardo Cunha, a quem é concedida a graça de trocar as algemas e correntes pelo terno e gravata.

Os arautos da legalidade nem sequer se preocuparam com o fato de que algemar e acorrentar Sérgio Cabral é uma ilegalidade: o STF estabeleceu em súmula de 2008 que “só é lícito o uso de algemas em casos de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física própria ou alheia, por parte do preso ou de terceiros, justificada a excepcionalidade por escrito”.

Há tempos aponto neste site as semelhanças dos métodos de Moro e seus acólitos com personagens tenebrosos da ficção, como o inspetor Javert de Os Miseráveis de Victor Hugo. Em relação a Cabral, proibido de dar entrevistas, me veio à memória a lenda francesa do Homem da Máscara de Ferro, trancafiado num calabouço sem o direito nem sequer de dar sua versão da história. Não foram poucos também os juristas que criticaram as excessivas prisões preventivas da Lava-Jato como uma forma de tortura para forçar delações.

Esta "justiça" não fará bem algum ao país. Denuncia, isso sim, o arcaísmo dos atuais detentores do poder, gente que governa, legisla e julga falando em futuro, mas com os olhos postos no passado

Este tipo de “justiça” não fará bem algum ao país. Denuncia, isso sim, o arcaísmo dos atuais detentores do poder, gente que governa, legisla e julga falando em futuro, mas com os olhos postos no passado. Representam o conservadorismo mais tacanho, rançoso, característico de uma direita que pretende colocar o Brasil de costas para a modernidade. O tipo de lugar onde se apreciam ditaduras militares, onde se desconhece o significado da expressão “estado de direito”, onde trabalhadores se transformam em escravos e pessoas presas arrastam correntes.

E que fique claro para a nação: a imagem de Cabral acorrentado é também um aviso de que os fanáticos da Lava-Jato pretendem fazer o mesmo com o ex-presidente Lula.

 

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(15) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Edinei em 20/01/2018 - 13h07 comentou:

Tem que ficar expostas ao ridículo meu caro é então os idosos de cabeça Branca em fila ganhando esmola de sexta básica no Rio, por desmando deste e outros ladrões, ah vaiiiim..

Responder

Alailson em 20/01/2018 - 13h11 comentou:

O fato das algemas não é determinado pelo juiz ou procurador etc , cabe a autoridade policial julgar necessário ou não , e como justificado a transferência , deu se pelo fato da cadeia de bem fica ser uma colônia de férias pra Sérgio Cabral , e vale salientar que se todo corrupto for tratado com total zelo e apresso , os demais políticos não temerão a justiça , e a aplicação da lei , segundo a constituição ninguém sera preso sem crime e não há crime sem lei anterior que o defina , dentre as condenações estão , associação criminosa , formação de quadrilha , peculato , corrupção ativa e passiva , não é de se espantar o uso das algemas além do mais ele é um detento . Como qualquer outro sem privilégios .

Responder

WAGNER "M.S" em 20/01/2018 - 13h40 comentou:

MAS NAO E CULPA NOSSA,OU E ?…POR TERMO VOTADO E OS ELEGIDO? COLOCAMOS ELES PARA Q CUIDASSEM DE NOSSO PAIS E POVO.. “DE A CEZAR O Q E DE CEZAR,E A DEUS,O Q E DE DEUS.!

Responder

Erone em 20/01/2018 - 13h56 comentou:

com 32 homens,para onde iria fugi com algemas nas mãos.Foi delirante e achei que sou eu havia observado aquilo.

Responder

Victor Mulin em 20/01/2018 - 15h40 comentou:

Bla Bla Bla….

Responder

VALDO SANDRI RODRIGUES em 20/01/2018 - 21h46 comentou:

Qual a diferença desse senhor Sérgio Cabral e de um serial killer?
O segundo matou algumas pessoas.
O primeiro tirou o sonho de milhares de pessoas, morreram outras milhares pelos desvios de recursos que deixaram de atender a saúde, segurança, educação, transportes, etc!
Quem é mais perigoso dos dois?
Os poucos que morreram por um assassino ou os milhares que perderam sua vida pelas atitudes desses políticos corruptos, que só pensam em si, trazendo consequências trágicas conhecidas pela população mais instruída e sentidas pela população mais frágil?
Sem falar dos suicídios e mudanças comportamentais de difícil reparação.
Ao longo prazo, aumento da insegurança, consumo de drogas, etc

Responder

Paulo Andrade em 21/01/2018 - 14h56 comentou:

Quantos inocentes perderam a vida por omissão desse cidadão? Ele está pagando por seus erros, teve tudo nas mãos para ser ovacionado de forma positiva, mas procurou o caminho da desgraça, corrupção, caminho largo… Estamos falando de um bandido perigoso, maquiador, crime organizado! Corrente e pouco p esse tipo de gente podre!

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira em 21/01/2018 - 17h22 comentou:

Não se trata de defender o Cabral. O que se discute é fazer de uma transferência de um criminoso (e Cabral é um criminoso) um show midiático e pirotécnico. Qual a necessidade disso? Por que a PF e o MP precisam de holofotes? Isso já encheu o saco. Essa gente deveria se preocupar em cumprir as leis e não fazer essa novela mexicana – e por que não dizer “brasileira? – toda vez que prendem ou transferem alguém? Tenham dó da minha inteligência!

Responder

    ROBSON em 23/01/2018 - 11h07 comentou:

    COMO DISSE EUGÊNIO ARAGÃO: “ENQUANTO O PALHAÇO TIVER PUBLICO PRA APLAUDIR, O PALHAÇO CONTINUARÁ DANÇANDO.”

ROBSON em 23/01/2018 - 11h06 comentou:

INTERESSANTE QUE SERGIO CABRAL É O ÚNICO DO PMDB QUE PASSA POR ESSA EXPOSIÇÃO, EDUARDO CUNHA, ,HENRIQUE ALVES E GEDDEL VIEIRA LIMA, TAMBÉM PEEMEDEBISTAS PRESOS, NUNCA FORAM EXPOSTOS ASSIM

Responder

ROBSON em 23/01/2018 - 11h17 comentou:

NINGUÉM DISCORDAR QUE SERGIO CABRAL SEJA UM CORRUPTO E BANDIDO, ASSIM COMO ANTHONY GAROTINHO, MAS O QUE CHAMA A ATENÇÃO SÃO DOIS PONTOS: 1) A EXPOSIÇÃO SÃO COM DETERMINADOS ELEMENTOS, ENQUANTO QUE OUTROS SÃO OCULTADOS, ALGUÉM VIU EDUARDO CUNHA SER HUMILHADO ASSIM??? 2) ESSA EXPOSIÇÃO QUER COLOCAR OS JUÍZES E PROCURADORES DE CURITIBA COMO HERÓIS DA JUSTIÇA , SENDO QUE ESSA GENTALHA TOGADA TEM SUA VIDA PUBLICA MAIS SUJA QUE A DE SERGIO CABRAL, PORTANTO ISSO SOOU-A COM PURO MORALISMO HIPÓCRITA!!!

Responder

Pablito76 em 23/01/2018 - 19h15 comentou:

eu concordo com oq vc disse, mas faltou dizer, inclusive nos comentários, q foi o ex-ministro Marcio Thomaz Bastos q instituiu o uso de algemas para todos os presos da PF, em pleno governo Lula, em 2011.

qq Google traz as noticias da época criticando tal postura …

Responder

    Cynara Menezes em 24/01/2018 - 01h28 comentou:

    a presidenta em 2011 era dilma, acho que você está trocando as bolas. a súmula do STF é de 2008

João Junior em 24/01/2018 - 18h32 comentou:

É compreensível o desencanto das pessoas com a política, mas não é aceitável que partindo desse desencanto haja um desejo coletivo de abandonar a democracia.

Toda a filosofia de Sócrates voltou-se ao cidadão e de um modo geral também à relação do cidadão com o poder. Platão devotou muito empenho a compreender o ser humano e o Estado. Aristóteles se ocupou da política. Os três, talvez os pensadores mais admirados da história, dedicaram a vida para tratar dessas coisas que constituem a democracia: cidadãos, Estado e política. É a primeira lição de História (e de Filosofia!) da escola.

A história tem fartos exemplos de onde vai acabar uma tirania, ou uma ditadura. E em todos os tempos houve quem duvidasse disso, pagou pra ver e se deu mal. Na verdade, não se conhece um único exemplo de que algum povo tenha pago pra ver aonde iria levar uma tirania e se dado bem.

Estamos diante de mais um desses capítulos históricos em que temos de escolher entre pagar pra ver e evitar. Pagando pra ver, estamos diante de uma ditadura de argumentos quase infantis, mas tão perigosa quanto uma de argumentos adultos. Em breve, o ilegítimo Michel Temer terá de deixar a presidência e a preocupação se transformará em quem será o próximo?

Agir em defesa de Lula agora é agir em nome do povo, simplesmente porque o povo o coloca na liderança das pesquisas de intenção de voto. Engana-se quem pensa que estas pesquisas eleitorais não dão contornos ao golpe que ainda não amadureceu. Agora é a hora de derrubar a ditadura Temer, antes que ela se transforme totalmente na ditadura Globo.

Responder

Carlos em 24/01/2018 - 22h12 comentou:

Explica isso pra quem foi afetado diretamente,eu digo quem fica muitas horas com dor na porta do hospital com dor e não tem atendimento. Pra mim eles não são só corruptos, são assassinos, não merece nem a morte,teria que ficar na cadeia pro resto da vida !

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Mudança na delação da Andrade confirma tentativa de criminalizar o PT a qualquer custo


Está cada vez mais difícil confiar no equilíbrio da Justiça brasileira pós-Lava-Jato. Os “erros” se sucedem, todos prejudicando, é claro, o PT. Primeiro foi a Polícia Federal quem atribuiu a José Dirceu a sigla “JD”…

Politik

Decisão do STF sobre Aécio sacramenta “foro diferenciado” dos tucanos


É mais fácil um tucano, a ave protegida pelo IBAMA, ser engaiolado do que um tucano, o político protegido pela Justiça, ser punido