Socialista Morena
Politik

No dia da condenação de Lula, PGR arquiva inquérito contra o tucano José Serra

Mais uma vez a ~Justiça~ mostra que, em relação ao PT, as palavras mais usadas são "condenação" e "prisão", mas com o PSDB preferem "arquivamento" e "prescrição"

Mais um tucano de bem com a vida. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Da Redação
25 de janeiro de 2018, 19h11

Essa é para os coxinhas que vivem repetindo que “primeiro são os petistas, depois virão os outros corruptos”: no mesmo dia que o ex-presidente Lula foi condenado sem provas, a procuradora-geral da República Raquel Dodge pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) o arquivamento de um inquérito contra o senador tucano José Serra. Mais uma vez a ~Justiça~ brasileira mostra que, enquanto em relação ao PT aplica com todo o rigor as palavras “condenação” e “prisão”, quando é com o PSDB preferem “arquivamento” e “prescrição”.

Segundo Dodge, o inquérito aberto na Corte para investigar Serra por caixa 2 prescreveu e o senador não pode ser mais punido. A investigação foi iniciada no ano passado, durante a gestão do procurador Rodrigo Janot, a partir de um dos depoimentos de delação premiada do empresário Joesley Batista, do grupo J&F. Ele afirmou ter “acertado pessoalmente com Serra “uma contribuição de 20 milhões de reais para a campanha presidencial de 2010, dos quais 13 milhões foram repassados como doação oficial e cerca de 7 milhões, via caixa 2, por meio de notas fiscais fraudulentas.

A Justiça brasileira, em sua cruzada desavergonhada para proteger o PSDB, tucanou a “lei do talião”: agora é olho por olho, bico por bico

A procuradora destacou que Serra tem mais de 70 anos e, neste caso, a legislação penal prevê que o tempo de prescrição cai pela metade. Dessa forma, a pretensão punitiva prescreveu em 2016. “Ou seja, desde o requerimento de abertura de inquérito, o fato estava prescrito. Por evidente, não há como prosseguir com a investigação. Ante o exposto, manifesto-me pelo arquivamento do presente inquérito.”

No twitter, houve quem lembrasse que o valor da propina que Serra era acusado de receber daria para comprar quatro triplex no Guarujá.

A Justiça brasileira, em sua cruzada desavergonhada para proteger o PSDB, tucanou a “lei do talião”: agora é olho por olho, bico por bico.

Com informações da Agência Brasil

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(3) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

João Cavalcante de oliveira em 27/01/2018 - 19h10 comentou:

Agora é a lei de taliao olho por olho e bico por bico de tucano essa foi Boa

Responder

Fábio P. R. em 30/01/2018 - 18h19 comentou:

gozado que aqui os coxinhas não comentam. não têm o que dizer…

Responder

Sergio Souza em 06/02/2018 - 15h37 comentou:

Acho injusto também não condenar José Serra e, mais recentemente, Romero Jucá. Os três merecem ir para a cadeia.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

“Eu vim para trazer a divisão”, disse… Jesus


Uma das coisas que mais me perturbam na atual situação brasileira é a ilusão de certos setores de que o PT “inventou” a divisão entre ricos e pobres, entre negros e brancos, entre esquerda e…

Politik

Lula, guerreiro do povo brasileiro: estou a seu lado porque isso não é justiça,…


Sei que quando eu publicar este texto, irão mais uma vez me acusar de receber dinheiro público ou do PT. Gente capaz de vender a própria consciência em geral pensa que os outros fazem o…