Socialista Morena
Kapital

Paul Krugman explica por que o socialismo está crescendo nos EUA

Para Nobel de economia, republicanos promovem o socialismo ao rotular políticas de bem estar social como "socialistas"

Pôster dos Socialistas Democráticos da América: socialismo ou barbárie (DSA)
Do Alternet
16 de agosto de 2018, 17h42

Por Cody Fenwick

Tradução Cynara Menezes

Os conservadores norte-americanos estão constantemente se descabelando para advertir o país de que o crescente apoio ao socialismo logo colocará os Estados Unidos no caminho da ruína, como a Venezuela.

Enquanto isso, figuras políticas como o senador independente Bernie Sanders e a candidata ao congresso por Nova York Alexandria Ocasio-Cortez, que se autointitulam socialistas democráticos, ganham o entusiasmo dos eleitores e a atenção do país, e muitos suspeitam que suas visões estão ganhando força dentro do Partido Democrata. E, de acordo com uma pesquisa recente do Gallup, mais democratas têm uma visão positiva do socialismo (57%) do que do capitalismo (47%).

O economista Paul Krugman, ganhador do Nobel em sua área em 2008, argumentou no twitter nesta quarta-feira que, apesar de suas terríveis advertências, os conservadores devem apenas culpar a si mesmos pela popularidade do socialismo. “Ando fazendo alguma pesquisa histórica sobre por que tantos norte-americanos agora dizem que apoiam o socialismo. É realmente importante admitir que os republicanos têm sistematicamente identificado a rede de proteção social com o socialismo”, ele escreveu.

Por exemplo, em 2008 John McCain chamou de “socialismo” as propostas de Barack Obama para um atendimento universal de saúde nos EUA (algo como o brasileiro SUS).

Em 2012, Mitt Romney concorreu contra Obama e disse que o então presidente queria trazer “as políticas socialistas europeias” para os Estados Unidos –referindo-se a países como a Dinamarca.

E quando o socialista democrático Sanders fala sobre sua visão política, ele explicitamente diz que gostaria de tornar os EUA mais parecido à Dinamarca. “Se você acha que a Dinamarca parece bacana, os republicanos dizem que você é socialista, e então as pessoas começam a achar que o socialismo parece bacana. Se os republicanos pretendem que apoio ao ‘socialismo’ significa controle do governo sobre os meios de produção, é propaganda enganosa”, Krugman escreveu. “Quer dizer, eu sei que Trump e outros têm problemas com geografia, fusos horários e tudo mais, mas a Dinamarca não é o mesmo país que a Venezuela.”

Socialistas dos EUA lutam por “saúde como direito humano”, que já está em nossa Constituição

Um aspecto dessa dinâmica que Krugman não mencionou é a concepção conservadora do “capitalismo”. Os republicanos frequentemente tentam aplicar a si mesmos o rótulo de defensores do capitalismo –o que, para eles, significa uma forma de capitalismo muito limitada, desigual e frequentemente perversa. Este estigma pode afastar as pessoas do capitalismo tanto quanto pode afastar do socialismo.

“Não à Ku Klux Klan, não aos fascistas”

Mas, enquanto os republicanos distorceram o debate, tornando-o uma discussão sobre grandes questões filosóficas, quando candidatos como Sanders e Ocasio-Cortez são pressionados sobre que políticas exatamente querem, muitas das respostas deles são na verdade bastante populares: atendimento universal de saúde, maior acesso à educação superior, um salário mínimo maior, regulação inteligente do setor financeiro e dos poluidores, maiores impostos sobre os que podem pagar por eles e maior apoio às famílias e crianças.

Não importa que estas políticas sejam chamadas de “socialismo”, “socialismo democrático”, “social-democracia” ou qualquer outro rótulo, elas claramente angariam um enorme entusiasmo. E se os conservadores tentam atacar estas políticas usando o epíteto de “socialista” contra elas, estão apenas aumentando o apoio ao socialismo.

Publicado originalmente no Alternet

 

 


(2) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Sergio em 17/08/2018 - 08h42 comentou:

Quem tema máquina e excelentes números, domina! A taxa de desemprego nos EUA é a menor em 18 anos! Totalmente diferente daqui!

Diante de uma economia pujante e em pleno emprego, alguém vai se lembrar de socialismo? Mas, a luta é árdua! E eles começam a se questionar sobre os benefícios sociais que outros estados fornecem aos cidadãos e que lá não há.

O que tenho refletido é o que tem mais feito mal ao nosso povo são os extremos. Ou o extremo socialismo que comprovadamente a muitos matou! Ou o extremo capitalismo que a muitos matou! Quem de verdade tem o espírito público. De servir as pessoas de seu país, independe de capitalismo ou socialismo. O que deve existir são políticos que VERDADEIRAMENTE cuidem do povo, sem bandeiras ideológicas que não têm levado a lugar algum!

Responder

Luiz Fernando em 17/08/2018 - 21h19 comentou:

Para mim tanto o socialismo como a social-democracia são ideias para se combater o capitalismo. O socialismo destroe o capitalismo enquanto a social-democracia coloca uma camisa de força no sistema.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

10 perguntas que você sempre quis fazer sobre o socialismo (mas deveria ter vergonha…


Dada a imensa ignorância e falta de leitura sobre o socialismo que grassa nas redes sociais, resolvi fazer um rápido P & R (pergunta e resposta) sobre a ideologia que qualquer pessoa minimamente preocupada com…

Trabalho

O Jovem Karl Marx e o salto civilizatório que o socialismo trouxe ao mundo


Filme de Raoul Peck traz autor de O Capital como "esquerda transante" e é boa propaganda comunista em tempos de neomacartismo