Socialista Morena
Mídia

Trump ameaça revogar licença de canal de televisão

O presidente dos EUA usa twitter para ameaçar cassar a licença da NBC News por ter publicado notícias que o desagradaram. Ah, se fosse a Venezuela...

Trump no Air Force One . Foto: Shealah Craighead/White House
Da Redação
13 de outubro de 2017, 18h28

Esta semana o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou seu veículo de comunicação favorito, o twitter, para ameaçar cassar a licença de um canal de televisão, a NBC News.

“Com todas estas notícias falsas sendo veiculadas pela NBC e outras redes, em que ponto é apropriado questionar suas licenças? Ruim para o país!”, tuitou Trump. O presidente tinha ficado enfurecido com uma reportagem publicada pelo canal afirmando que ele tem pressionado para aumentar o arsenal nuclear norte-americano.

Sempre pelo twitter, o presidente negou a informação, disse que era tudo inventado e comparou a NBC a outra emissora que ele odeia, a CNN. “Fake NBC inventou uma estória de que eu queria aumentar em 10 vezes o arsenal nuclear dos EUA. Pura ficção, criada para prejudicar. NBC = CNN!”

Após publicar o tweet, Trump ainda disse aos repórteres na Casa Branca, durante um encontro com o primeiro ministro canadense Justin Trudeau, que a NBC inventa as fontes, que ele não acredita sequer que elas existam. “A NBC tem dado um monte de notícias falsas ultimamente. É francamente nojenta a forma como a imprensa acha que pode escrever o que eles querem. E as pessoas vendo aquilo. A imprensa deveria falar mais honestamente. Tenho visto uma imprensa tremendamente desonesta. Não é nem uma questão de distorção. E eles têm estas fontes que não existem, em minha opinião não existem, eles as inventam. Não há fontes”, afirmou o presidente da “maior democracia da Terra”.

Mais tarde, Trump voltou à carga contra as emissoras de TV e renovou as ameaças de revogar licenças. “As notícias nas redes se tornaram tão partidárias, distorcidas e falsas que as licenças devem se questionadas e, se apropriado, revogadas. Não é justo com o público!”, tuitou.

Nos últimos dias, alguns dos jornais mais importantes dos EUA fizeram reportagens checando se existe mesmo a possibilidade de Trump conseguir fechar um canal de televisão. O Washington Post dedicou ao assunto o podcast Can He Do That? (“Ele pode fazer isto?”), com especialistas avaliando se ele pode ou não fazer isto. Em 1973, Richard Nixon também ameaçou cassar a licença de um canal de TV ligado ao jornal, que estava publicando os furos do escândalo Watergate.

A própria NBC News publicou uma reportagem onde especialistas afirmam que o presidente não tem o poder de revogar licenças de emissoras de TV, mas que sua ameaça atentada contra a liberdade de expressão e prejudica o trabalho jornalístico porque intimida os profissionais.

Ah, se fosse a Venezuela…

 

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(3) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Roberto em 14/10/2017 - 14h13 comentou:

Não gosto do Trump, mas neste caso ele está certo. Se eu fosse ele cancelaria a concessão (concessão PÚBLICA, não vamos esquecer) da NBC e da CNN.
Na Inglaterra, por muito menos a justiça fechou um jornal.
Aqui, tivemos Dilma fazendo omelete na Ana Maria Braga…

Responder

Rodrigo Dias em 16/10/2017 - 14h00 comentou:

Concordo com o Roberto. Na capa do livro de Paulo Henrique Amorim, “O Quarto Poder”, o número 1 não aparece sobreposto ao 4 à toa. Uma democracia pressupõe “equilíbrio entre os poderes”. Mas quem equilibra o poder da mídia? Se considerarmos que primatas (como nós) têm a visão como cerca de 80% dos sentidos, fica evidente o poder descomunal que a TV tem. Ah, e “tenfold” significa 10 vezes, não 10%.

Responder

    Cynara Menezes em 16/10/2017 - 18h02 comentou:

    obrigada, corrigido!

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

O dia em que quase entrevistei o comandante Hugo Chávez


Já passava da uma da manhã de 29 de novembro de 2007 quando o celular tocou no quarto do hotel Las Americas, em Caracas. Atendi. Era o ministro das Comunicações, William Lara, com uma ótima…

Politik

The playba revolution. Ou: o fim da consciência de classe


Fotomontagem: Magnesio Design Há poucos dias, em entrevista à repórter Eliane Trindade na Folha de S.Paulo, o apresentador Luciano Huck falou que é hora de sua geração “ocupar os espaços de poder”. Sem tucanês, a…