Socialista Morena
Politik

“256 milhões” de Marisa eram 26 mil; quem vai pagar pelas mentiras dessa gente?

O deputado Paulo Pimenta irá processar Carlos e Eduardo Bolsonaro e a atriz Regina Duarte por replicar a informação falsa

Foto: Ricardo Stuckert
Da Redação
15 de abril de 2020, 22h06

O juiz da 1ª Comarca de Família e Sucessões de São Bernardo do Campo, Carlos Henrique André Lisboa, “se confundiu”. O valor dos investimentos em nome de Marisa Letícia Lula da Silva, morta em 2017, é de 26 mil reais, e não 256 milhões, como especulou o magistrado em um “pedido de esclarecimentos”.

O “equívoco” rendeu uma sucessão de ataques a Marisa nas redes sociais. A versão fantasiosa do espólio da mulher de Lula foi amplamente difundida nos últimos dias pelos filhos do presidente Jair Bolsonaro, Carlos e Eduardo, e pela atriz e pseudosecretária de Cultura, Regina Duarte, nas redes sociais. Chegou a ser replicada também pela rádio de extrema direita Jovem Pan, porta-voz do bolsonarismo. Imediatamente, todos os canais de fake news da esgotosfera repetiram como se fosse verdade.

Mais uma vez usou-se o expediente do “processo judicial” para enlamear a memória de Marisa. Quem vai pagar por estas mentiras? Levantar calúnias, ainda por cima sobre uma pessoa morta, não é ser criminoso? Não são eles que afirmam não ter “bandido de estimação”?

Os advogados do inventário de Marisa Letícia enviaram o extrato do Bradesco com o valor dos CDBs: exatamente 26.281,74 reais. Ou 10 mil vezes a menos do que o juiz afirmara.

Os advogados responderam ao magistrado que “não existe qualquer tipo de relação entre os documentos constantes às fls. 394/427 e 428/468 (escrituras de emissão de debêntures) com os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) de titularidade da Sra. Marisa Letícia Lula da Silva, tampouco existe relação entre tais CDBs e o valor nominal de 10 reais”.

“Em razão da aplicação automática de valores que estavam disponíveis na conta-corrente que pertencia à D. Marisa e que já haviam sido trazidos a estes autos, foi identificada a existência de CDBs em nome da falecida, os quais, segundo extrato atualizado do Banco Bradesco, correspondem à quantia (líquida) de 26.281,74 reais (vinte e seis mil, duzentos e oitenta e um reais e setenta e quatro centavos).”

Mais uma vez usou-se o expediente do “processo judicial” para enlamear a memória de Marisa. Quem vai pagar por estas mentiras? Levantar calúnias não é ser criminoso? Não são eles que afirmam não ter “bandido de estimação”?

Os advogados reclamaram que o “pedido de esclarecimentos” tenha resultado numa enxurrada de ataques à ex-primeira-dama. “Tentou-se atribuir a ela, a partir de tal associação, um patrimônio imaginário de 256 milhões de reais (resultado da descabida multiplicação do número de CDBs pelo valor nominal de determinadas debêntures), o que é incompatível com a realidade e com as informações disponíveis nestes autos. Até mesmo membros do Parlamento Nacional, dentre outras autoridades, recorreram a esse reprovável expediente da criação de notícias falsas nas redes sociais.”

A defesa de Marisa esclareceu que “todos os bens e investimentos que pertenciam à falecida e que devem ser partilhados estão arrolados nestes autos e perfazem a quantia total de 1.458.535,49 reais, conforme as últimas declarações protocoladas em 02/03/2020”.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) anunciou no twitter que vai processar Eduardo e Carlos Bolsonaro e Regina Duarte por espalharem a mentira. E que acionará o deputado federal Eduardo e Regina no conselho de Ética da Câmara e da presidência da República, respectivamente.

A pergunta que fica é: mas ainda existe Justiça no Brasil?

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(2) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Rodrigo em 24/04/2020 - 00h44 comentou:

Precisa ver os processo do Paulinho aqui no RS… Ja te contaram ?

Responder

    Cynara Menezes em 26/04/2020 - 15h10 comentou:

    que paulinho?

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Bolsominions no divã: transformando as próprias perversões sexuais em fake news


Seguidores de Bolsonaro apelam às "notícias" mais bizarras para atacar Haddad; Freud diria que se trata de um caso típico de projeção

Politik

China adverte para a ideologização das decisões em relação ao coronavírus


Solidariedade, cooperação e empatia são a resposta racional à pandemia, diz relatório divulgado por think tank ligado ao governo