Socialista Morena
Cultura

Filha de Beth Carvalho acusa Bial de censurar trecho de entrevista onde mencionava Lula

Luana Carvalho disse que a frase em que pedia que o ex-presidente fosse entrevistado "sem polígrafo" foi cortada da edição

Foto: reprodução
Da Redação
07 de maio de 2021, 15h58

A filha de Beth Carvalho, Luana Carvalho, acusou o jornalista Pedro Bial de ter “censurado” o trecho da entrevista que fez com ela sobre a cantora em que mencionava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “A entrevista foi linda, a homenagem à minha mãe bem feita e merecida. mas cortarem a parte em que digo que homenagem mesmo a ela seria ele entrevistar o Lula, sem polígrafo, é censura e fere o legado político prioritário na carreira de Beth Carvalho”, publicou Luana, que também é cantora e compositora, no twitter. O Conversa com Bial fazia homenagem aos 75 anos de Beth, completados no último dia 5 de maio.

Sobre o polígrafo, a atriz se referia à declaração dada por Bial ao programa Manhattan Connection, da TV Cultura, onde o biógrafo oficial do patrão Roberto Marinho, disse que só entrevistaria o ex-presidente com o detector de mentiras. “O Lula já até disse que gostaria de fazer o programa comigo, mas tinha que ser ao vivo. Pode até ser ao vivo, mas teria que ter um polígrafo acompanhando todas as falas dele”, disse o global, que não exigiu polígrafo da deputada federal Flordelis, acusada de mandar matar o marido, nem do ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

Luana também reclamou da “censura” em seu perfil no Instagram. “Agradecendo a belíssima homenagem, toda emoção. Mas censura num programa tão importante, que se propõe a falar de uma artista cujo engajamento escancarado foi sempre notável, e nesse momento delicado de Brasil, não dá mais, Rede Globo. Não dá mais”, desabafou.

“Censura num programa tão importante, que se propõe a falar de uma artista cujo engajamento escancarado foi sempre notável, e nesse momento delicado de Brasil, não dá mais, Rede Globo. Não dá mais”, desabafou Luana

“A justificativa de que a entrevista está ‘em negociação e meu pedido poderia atrapalhar’ não faz o menor sentido. Pelo contrário, poderia, quem sabe?, até ajudar. Porque um presidente que manda uma carta de próprio punho a uma artista, de dentro da cadeia, muito provavelmente gostaria de saber que sua filha é capaz, como ela, de se arriscar, com o mínimo espaço que tem, para honrá-la, pedindo que ele seja ouvido num espaço extensivo como o Conversa com Bial.”

“Estava muito feliz com a entrevista. mas fiquei bem triste com isso. Era a minha forma mais justa de representá-la ali. Se é que isso é possível”, continuou. Luana aproveitou para falar da carta que Beth recebeu de Lula na prisão e que foi um dos itens escolhidos pela família para decorar o velório da mãe dela. “Que saudade de ter um presidente… E a vontade impossível nesse país de se ter liberdade…”

A carta de Lula no velório de Beth

Encarcerado nas masmorras do então juiz Moro em Curitiba, Lula escreveu à mão: “Esta carta tem como objetivo dizer a você que te amo de coração e desejo que você possa se recuperar desta crônica dor que você sente. Estou torcendo por você, pois eu te respeito, admiro, como cantora, pessoa, e pelos seus compromissos ideológicos, e sobretudo pela coragem de estar sempre do lado do povo. Conheço poucas pessoas com o teu caráter e com tua dignidade. Abraços, querida, e a mais rápida recuperação. Beijos e abraços do seu admirador”.

Morta aos 72 anos no Dia do Trabalhador, em 1 de maio de 2019, mesmo dia em que se comemoravam 38 anos do show histórico que quase terminou em tragédia no Riocentro, em 1981, Beth Carvalho foi militante de esquerda a vida toda. Filiada ao PDT e fã de Leonel Brizola, Beth apoiou Lula em todas as eleições após o segundo turno de 1989, e também Dilma Rousseff em 2010 e 2014. Em 2016, já doente, cantou em protesto ao golpe que defenestrou Dilma do Planalto.

Apesar da importância de Beth Carvalho para o samba brasileiro, Bolsonaro não deu nem um pio no dia da morte da cantora.

 

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(1) comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Rossi em 22/05/2021 - 05h12 comentou:

Sobre o fecho do artigo,ainda bem que não falou.Ia sair mrd…….

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Lhasa de Sela – La Llorona


Ouça de olhos fechados e me diga se não é uma Chavela quando novinha. Picante, pero sabrosa

Cultura

De volta pra casa: “Esta é minha terra, mas é sobretudo a terra de…


Wagner Moura estreia longa sobre o guerrilheiro em Salvador e diz que é "um filme sobre aqueles que resistem no Brasil agora"