Socialista Morena
Cyberia

Para que servem os ruralistas?

Finalmente tem enquete nova no blog: andei pensando sobre os ruralistas, estes grandes proprietários de terras, com grande força no Congresso, que se gabam de alimentar o Brasil. Mas como isso pode ser verdade se, segundo o IBGE, 70% dos alimentos consumidos no País vêm de pequenos agricultores? E mais: a pequena agricultura é responsável […]

Cynara Menezes
15 de janeiro de 2014, 23h52

(Charge de Carlos Latuff)

Finalmente tem enquete nova no blog: andei pensando sobre os ruralistas, estes grandes proprietários de terras, com grande força no Congresso, que se gabam de alimentar o Brasil. Mas como isso pode ser verdade se, segundo o IBGE, 70% dos alimentos consumidos no País vêm de pequenos agricultores? E mais: a pequena agricultura é responsável por 85% dos trabalhadores rurais no país, embora ocupe apenas um quarto da área destinada à agropecuária. Os outros três quartos se concentram nas mãos de grandes latifundiários, que, na maioria dos casos, produzem para exportação.

Então para que, afinal, servem os ruralistas, se não alimentam o povo e não empregam tantas pessoas? Só existem para impedir que tenhamos reforma agrária e que os índios conquistem seu chão? Dizem que o agronegócio é necessário para equilibrar a balança comercial. E isso é mais importante do que alimentar o brasileiro e dar terra a quem precisa dela? Qual é, enfim, o papel social dos ruralistas? Me digam vocês. A nova enquete está aí ao lado.

O resultado da última enquete: a imensa maioria dos leitores do blog respondeu que não é necessário ser filhinho de papai para ser reaça. Que coisa! Isso me surpreendeu, porque para mim ser pobre e de direita é ter síndrome de Estocolmo. Ou não é?

[polldaddy poll=7137107]


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(32) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Ademir Azzi Júnior em 16/01/2014 - 01h59 comentou:

Se os pequenos produtores fossem mais produtivos eles teriam um ganho por hectare maior, digamos que um rendimento X + t a cada ano por hectare, contra uma rendimento X dos grandes produtores, dada uma taxa de juros anual i, o valor presente do hectare de terra de um pequeno proprietário seria ((X + t)/i) e de um grande proprietário (X/i), então qualquer preço de terra entre (X/i) e ((X+t)/i) seria vantajosa a compra de terra de grandes proprietários por pequenos proprietários, por que isso não acontece? porque os pequenos proprietários não são mais produtivos.

Não venham me dizer que não tem dinheiro ou algo do tipo porque se são responsáveis por 70% da produção de alimentos poderiam facilmente se juntar em cooperativas para adquirir terras.

Eu sugiro que você dê uma revisada em matemática e teoria financeira básica antes de dar palpites sobre economia na internet.

Responder

    Vinícius em 16/01/2014 - 14h31 comentou:

    Quanta arrogancia para afirmar algo que ninguém colocou em questão.

    Ninguém falou de produtividade. Não há dúvida que a monocultura é muito mais produtiva mas não é essa a discussão.
    A discussão é a respeito de modelo de desenvolvimento e do uso predatório do solo;
    a respeito do impacto ambiental e social que causa o agronegócio;
    do fato de ele ser quase todo voltado para o mercado externo (daí o fato de 70% do nosso CONSUMO interno – e não produção como você entendeu – vir de pequenos agricultores);
    do processo de primarização e desindustrialização da nossa economia em decorrência disso, uma vez que o setor ganha forte poder politico e seus interesse são concorrentes aos do desenvolvimento industrial.

    Tudo isso sem mencionar as práticas de fato criminosas típicas dos seus representantes.

    Ademir Azzi Júnior em 16/01/2014 - 22h42 comentou:

    Ótimo que você sabe que a produtividade é maior no agronegócio, mas o viés da publicação não era o comum mimimi meio ambiente, consequências sociais, ninguém falou disso, vocês usam esse argumento depois de refutados na parte econômica, depois que houve a percepção geral de que o socialismo é ineficiente para promover riqueza, surgiu o ambientalismo para defender que o socialismo é superior por ferir menos o meio ambiente.

    Se há impacto predatório no solo, há também diminuição de dividendos futuros, em consequência, redução no preço da propriedade, mais do que isso se atividades predatórias no solo forem tão terríveis assim, não faltarão especuladores para comprar terras, preservá-las e vendê-las em um período de baixa oferta delas.

    Não muda em nada o meu argumento de que 70% é do consumo interno ou produção, usei esse dado só pra mostrar que não pode-se argumentar da fraqueza do minifúndio em adquirir novas propriedades.

    Se o alimento é destinado a consumo ou a exportação não faz diferença, está se atendendo ou a demanda por alimentos ou a demanda interna por dólares para importação, não faz sentido pedir mais terras aos primeiros porque são "moralmente superiores", ainda mais que não há nenhum grande défict de alimentos no Brasil e os preços no mercado interno são baixos, pelo contrário há sim uma grande dificuldade de importação.

    Não entendi seu ponto quanto a industrialização, se a indústria fosse mais benéfica a criação de riqueza os agentes de mercado investiriam nela voluntariamente, o Brasil tem solo bom e o maquinário agrícola é mais barato que o industrial (e como já falei no Brasil há restrição de importações então investir no setor agrícola fica mais barato), então a vantagem competitiva do Brasil na agropecuária é muito boa, não faz sentido também dizer que as indústrias no Brasil são prejudicadas pela demanda de mão-de-obra do setor primário, há mais brasileiros no setor secundário do que americanos, se nossa indústria não é tão produtiva não é por culpa da agricultura.

    Concordo quanto ao poder político demasiado da bancada ruralista, a política serve somente para criar benefícios, não deveriam existir decisões políticas, somente econômicas.

    Se práticas criminosas de indivíduos de uma classificação arbitrária de classe fosse argumento para roubar dinheiro de alguém, então teríamos todos que vender as roupas pra pagar essas dívidas, já pensou? Vocês aí defendem reforma agrária igual ao PT, vocês não valem nada, todos compram votos de partidos menores, deveriam perder todas as posses hahahaha

    Arrogância não é falar a verdade, é criar uma discussão já dando como certa a razão ao seu lado.

    Ademir Azzi Júnior em 16/01/2014 - 23h48 comentou:

    A propósito, eu sabia que não tinha cometido um erro tão grotesco, o artigo deixa claro que são 70% dos alimentos consumidos no Brasil, a enquete no entanto "Nenhum, porque 70% dos alimentos são produzidos por pequenos agricultores"

Patrícia Bueno em 16/01/2014 - 03h03 comentou:

A reforma agrária está fadada ao fracasso. Aristóteles há muito já observou que:

"Há uma desvantagem adicional à propriedade comum: quanto maior o número de proprietários, menor o respeito à propriedade. As gentes são muito mais cuidadosas com suas próprias posses do que com os bens comunais; exercitam o cuidado com a propriedade pública apenas quando isso as afeta de maneira pessoal. À parte outras razões, o pensamento de que mais alguém seja responsável por uma coisa tende a fazer o homem menos cuidadoso com essa coisa ."

A Inglaterra, nos séculos XVI e XVII, devido aos cercamentos e a venda de terras efetuada por Henrique VIII, mesmo tendo mais do que dobrado a sua população teve a dieta dos populares incrementada.

Também um exemplo mais perto de nós foi o ocorrido com os peregrinos que vieram no Mayflower povoar os EUA – inicialmente a comunidade por eles formada não prosperou pois as pessoas não se dedicavam tanto ao trabalho. Após período de fome os colonos, na primeira votação democrática de tema essencial nas Américas, resolveram dividir a propriedade entre eles e a fome foi debelada.

Se desejar mais informações, tenho extensa lista bibliográfica sobre o assunto.

Responder

    Vinícius em 16/01/2014 - 14h38 comentou:

    Patrícia, acho que há fatos importantes a serem considerados quanto a viabilidade de uma reforma agrária hoje no Brasil.

    Mas, sem mesmo entrar no mérito individual de cada um dos argumentos deterministas que você deu, posso dizer com tranquilidade que nenhum deles se aplica ao caso brasileiro.

    Isso porque o nem o MST nem o Governo trabalham com a ideia de propriedade coletiva, mas com a ideia de propriedade privada através da divisão de grandes propriedades improdutivas em pequenos lotes individuais.

    Patrícia Bueno em 16/01/2014 - 19h25 comentou:

    Vinícius, boa tarde.
    Reforma agrária não necessariamente significa a transferência da propriedade desapropriada de ricos para pobres. Sendo o fim almejado o cumprimento da função social da propriedade, para que a lei infraconstitucional esteja de acordo com a constituição, faz-se necessário o cruzamento entre custos e benefícios a curto, médio e logo prazos atingidos com o programa – retirando-se a ideologia- . Talvez, para o Brasil como um todo e sem contrariar a Constituição (as leis infraconstitucionais podem ser inconstitucionais) fosse melhor para o cumprimento da função social que as terras desapropriadas fossem a leilão, voltando desse modo – e sem custos ou com custos reduzidos – para o mercado. Lembre-se da importância do setor para a economia e do montante arrecadado com impostos, bem como de que com as atuais taxas de natalidade podemos estar, com a reforma agrária atual, criando os miseráveis da próxima geração a um custo presente altíssimo (é mais barato alocar as pessoas em cidades que já disponham de serviços, tais como acesso à saúde e educação).

Sousandrade em 16/01/2014 - 03h48 comentou:

Pior que os latifundiários exportadores ainda produzem algo (se cumprem toda a função social da terra exigida pela Constituição é outra coisa), mas defendem até a morte (dos pequenos, de índios etc) o latifúndio medieval improdutivo e impedem a erradicação do trabalho escravo. Que modernidade é esta?

Responder

Gustavo em 16/01/2014 - 06h59 comentou:

Discriminação de uma pessoa pela classe social é ou não é crime afinal, porquê essa enquete parece fazer exatamente isso? se não é, então como ficam os rolezinhos?

Responder

Marcelo Delfino em 16/01/2014 - 10h39 comentou:

Pra que servem os ruralistas? Para integrarem a base do governo, ora bolas. Como fez Kátia Abreu.

Responder

PABLO em 16/01/2014 - 12h26 comentou:

Ademir, o matematico. (Sugiro que estude sociologia)

Responder

    Danilo Henrique em 17/01/2014 - 20h55 comentou:

    Pablo, o sociólogo!(Sugiro que estude matemática, e entenda como funciona o mundo real)

Luiz Palma Neto em 16/01/2014 - 13h01 comentou:

Ser pobre e de direita NÃO é ter síndromo de Estocolmo. É ter GOSTO PELO TRABALHO e buscar uma vida melhor. Só isso.

Responder

Vitor em 16/01/2014 - 13h29 comentou:

Tira a agropecuária da balança comercial e verá pra onde o país vai… Se é pra frente ou pro fundo do poço…

Responder

Vitor em 16/01/2014 - 13h32 comentou:

Que engraçado, nem você entendeu a própria pesquisa que criou e ainda se surpreendeu com o resultado.
Você perguntou se todo filhinho de papai é reaça. E não se todo reaça é filhinho de papai… Depois fez uma confusão com as possibilidades de resposta, aí deu essa salada aí…

Responder

Elen em 16/01/2014 - 13h32 comentou:

Eu sempre achei que ser pobre e ser de direita era mais ou menos a mesma coisa de ser judeu e ser nazista.

Responder

    Sem Verniz em 16/01/2014 - 17h07 comentou:

    Então, seguindo seu raciocínio, rico não pode ser de esquerda, é isso?

    Vitor em 21/01/2014 - 19h27 comentou:

    É pq vc não deve saber nem o que é ser pobre o muito menos de direita… Mas estude, ainda dá tempo!

semverniz em 16/01/2014 - 17h22 comentou:

O pai senta-se ao lado do filho e explica:_ _- Pois é… cansei de discutir contigo e passei a achar que você tem razão. Por falar nisso, lembra do Luís, aquele que te pediu dois mil reais da tua poupança emprestado para dar entrada numa moto?_ _- O que tem ele? Pergunta o filho…_ _- Pois é.. Liguei pra casa dele e perdoei a dívida. E fiz mais! Falei que ele não precisa se preocupar com as prestações, pois vou usar oitenta por cento da sua mesada para pagar o financiamento!_ _- Pai!!!!! Você ficou louco? Pirou?_ _- Filho, lembre-se que agora nós somos petistas" Perdoar dívidas e financiar o que não é nosso com o que não é nosso é a nossa especialidade! Temos que dar o exemplo! E tem mais! Agora 49% do seu carro eu passei para sua irmã. Vendi pra ela quase a metade do seu carro! Dessa forma você continua majoritário mas só podendo usá-lo em 51% do tempo!_

Responder

semverniz em 16/01/2014 - 17h22 comentou:

– Mas o carro é meu, papai! Não podia fazer isso! Não pode vender o que não é seu!

– Podia sim! Nossa Presidenta fez isso com a Petrobrás e você foi o primeiro a apoiar! Só estamos seguindo o caminho dela!

O garoto, incrédulo e desolado entra em desespero, mas o pai continua:

– Outra coisa! Doei seu computador, seu notebook e seu tablet para os carentes lá do morro. Agora eles vão poder se conectar!

– Pai! Que sacanagem é essa?

– Não é sacanagem não, filho! Nós petistas defendemos a doação do que não é nosso, lembra? Doamos aviões, helicópteros, tanques… O que é um computador, um tablet e um note diante disso?

Prestes a entrar em colapso, o garoto recebe a última notícia:

– Filho, lembra daquele assaltante que te ameaçou de morte, te espancou e roubou teu celular? Vou agora mesmo retirar a queixa e depois para a porta da penitenciária exigir a soltura dele, dizendo que ele é inocente!

Responder

semverniz em 16/01/2014 - 17h23 comentou:

– Pai… pelo amor de Deus… Você não pode fazer isso… O cara é perigoso!

– Perigoso nada! É direitos Humanos que nós pregamos, filho! Somos petistas com muito orgulho!

– Mas o cara me espancou! Me roubou, pai!

– Alto lá! Não há provas disso! Isso é estado de exceção! O rapaz é inocente! Nós fizemos a mesma coisa com os companheiros acusados no mensalão!

– Mas ele estava armado quando a polícia chegou!

– E daí????? Ele estava armado mas quem prova que a arma era dele? A revista Veja? Isso é coisa de reaça, filho!

– Papai, você ficou doido!

Responder

semverniz em 16/01/2014 - 17h24 comentou:

E o pai finaliza:

– Fiquei doido, ô seu FDP? Na hora de defender bandido que roubou uma nação você é petista, mas se roubarem você, deixa de ser. Na hora de doar, perdoar dívidas e fazer financiamentos com o que é dos outros, você é petista. Mas se fizer o mesmo com você, deixa de ser. Na hora de dilapidar o patrimônio nacional, vendendo o que é mais precioso e não pertence ao PT e sim ao povo, você é petista, mas se vender metade do que é seu, você deixa de ser!

Dito isso, tirou o cinto de couro grosso e mandou a cinturada no moleque!

– TOMA ISSO SEU FDP CRETINO PRA APRENDER A SER HOMEM E ASSUMIR SUAS IDÉIAS! VAGABUNDO ORDINÁRIO! SALAFRÁRIO! PEGA AS SUAS COISAS E SUMA DAQUI!

– Vou pra onde, papai? Perguntou chorando…

[email protected]! Agora você é um dos sem-teto que você defende, seu moleque cagão! E vai se consultar com médico cubano, porque eu cancelei teu plano de saúde!

Responder

Jeorge Charlles em 16/01/2014 - 17h40 comentou:

Não dou a menor pelota pra essa coisa redundante, simplória, de direita ou esquerda, essa bipolaridade inútil, não me sinto pertencente a nenhuma coisa nem outra e nem quero, isso é ridículo. Ser contra uma coisa ou ser favor de outra, não me faz ser pertencente a uma corrente ou outra, também não sou órfão por conta disso, eu sou eu e pronto, cidadão, brasileiro.

Responder

zezé em 16/01/2014 - 18h05 comentou:

Eles não precisam servir a ninguém, assim como o teu blog teu função social nula.

Ainda assim, o trabalho deles produz alimentos e renda, o que o teu não consegue.

Responder

Rafael em 16/01/2014 - 22h52 comentou:

Qual função social dos ruralistas? Fora produzir a maior parte da produção de carnes, frutas e grãos em larga escala, impedindo que ocorra fome em massa e gerar milhões de emprego, nenhum.

Responder

Bruno em 17/01/2014 - 03h54 comentou:

Cynara, já respondi ã enquete, e no fim votei com a maioria até o momento. Mas quanto à questão de reação, só para te dar um exemplo, há um colega em meu trabalho que mora na cidade de Ceilândia, no DF. É gente boa, mas ao mesmo tempo, é tão reaça quanto alguns dos piores: crê que a solução para acabar com os crimes no Brasil é matando todos os criminosos (independente do crime), chama bolsa família de esmola e compra de votos, e ta bem feliz com as prisões dos mensaleiros (ok, se eles fossem mortos talvez ficaria mais feliz ainda). Grande admirador da droga do Mainardi.

Responder

Danilo Henrique em 17/01/2014 - 20h59 comentou:

Cynara, qual a função social dos socialistas?

Responder

    Jorge SP/Londrina em 18/01/2014 - 13h40 comentou:

    Funcao social eu nao sei, mas servem para teorizar sobre o que fazer com o dinheiro alheio.

Bacellar em 21/01/2014 - 23h31 comentou:

Simples. Servem para fazer lobby pelos interesses financeiros dos grandes latifundiários brasileiros e corporações transnacionais de agrobussines tipo Bunge e Monsanto.
Como todo o Pais subdesenvolvido tratorado pela expansão do modelo neoliberal imposto ao mundo a partir da década de noventa o Brasil não tem muita margem de manobra para quebrar a relação de dependência econômica em relação a seus produtores internos e operadores externos de commodites, em nosso caso muito notadamente do setor agrícola.
Basicamente são uns parasitas e a comparação da síndrome de Estocolmo da relação conservador ignorante de classe-média de centro urbano de admiração em relação aos latifundiários e corps de agrobussines é pertinente embora eu desconfie as vezes que não passa de mera limitação cognitiva mesmo.

Responder

Caio em 22/01/2014 - 07h34 comentou:

Pra que serve os Ruralistas?
Que tal, pra salvar a balnaça comercial brasileira, e não permitir que o Brasil afunde?

Responder

Thales Bruno em 22/01/2014 - 12h51 comentou:

Falta uma alternativa na nova enquete: "Todas as alternativas anteriores." hahaha tá difícil escolher uma só pra votar…

Responder

Helder Mourão em 07/05/2014 - 04h36 comentou:

É possivel, mas dificil, encontrar filhinho de papai não-reaça. Engels o foi. Agora, pobre de direita também acaba sendo comum, pois somos (des)educados com essa noção, não apenas na escola, mas em todas as instituições. A isso chamamos ideologia. ~^
Abraços Cynara, sou seu fã.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Incapazes de entender pesquisa do MBL, bolsominions “derrotam” o “mito”


É essa gente, que não possui capacidade cognitiva para responder uma simples enquete, que quer escolher o próximo presidente do Brasil

Politik

Justiça do RS manda tirar do ar vídeo porco de Danilo Gentili contra Maria…


O desembargador Túlio de Oliveira Martins, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) considerou “misógino”, “humilhante” e “uma agressão às instituições” o vídeo postado nas redes sociais pelo pseudohumorista Danilo Gentili, do…