Socialista Morena
Politik

#BolsonaroDay: no 1º de abril, presidente espalha mentira e depois apaga

Como podemos ter segurança de que o coronavírus será combatido com seriedade, com um presidente viciado em mentir?

Ilustra: Cris Vector
Da Redação
01 de abril de 2020, 12h47

O presidente Jair Bolsonaro, que chegou ao poder graças às fake news, espalhou uma notícia falsa em suas redes sociais logo cedo em pleno 1º de abril, dia da mentira e do golpe de 1964.

Com isso, a tag “BolsonaroDay”, que já virou tradição no twitter desde que ele foi eleito, chegou ao primeiro lugar nos trending topics.

Desmascarado, o presidente acabou apagando a postagem onde “informava”, utilizando um vídeo pescado da internet, que estavam faltando produtos na Ceasa de Belo Horizonte, e aproveitava para atacar os governadores.

O “mito” recuou na mentira após um repórter da CBN ir à Ceasa e constatar que nada estava faltando. Ou seja, comprovou que o presidente, mais uma vez, faltou com a verdade.

Um trabalhador de verdade da central de abastecimento também desmentiu Bolsonaro.

Em seu último pronunciamento à nação, o presidente da República já havia mentido ao distorcer uma frase do diretor-geral da OMS (Organização Mundial de Saúde), Tedros Adhanom, usada por Bolsonaro contra o isolamento, quando Adhanom é a favor. A OMS rebateu o brasileiro. “Exorto os países a desenvolver políticas que forneçam proteção econômica para pessoas que não podem ganhar ou trabalhar em meio à pandemia de covid-19. Solidariedade!”, disse Adhanom, no twitter.

Como o cidadão brasileiro pode ter segurança de que o coronavírus será combatido com seriedade, com um presidente viciado em mentir?

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

O engenheiro reaça do Uber ou a superqualificação como fator de radicalização


Se as medidas ultraliberais do futuro governo não melhorarem a economia, os reaças de hoje tendem a ficar à direita do próprio Bolsonaro

Politik

“Dr. Jairinho”, médico e monstro, e a tragédia do Brasil, ex-país da alegria


Como mergulhamos na decadência moral que nos levou, em menos de 10 anos, de "país mais otimista do mundo" a "Fukushima biológica"