Socialista Morena
Cultura

Maria, a vovó comunista: netos lançam livro infantil sobre a viúva de Luís Carlos Prestes

Em Minha Valente Avó, escrito a seis mãos por Edu, Ana e Andreia Prestes, as aventuras de uma vovozinha bem diferente

Ilustra: Marilia Pirillo
Da Redação
15 de dezembro de 2020, 12h53

Quando Ana, Edu e Andreia eram pequenos, adoravam ouvir as canções de sua avó Maria. Essa seria uma cena corriqueira da infância de qualquer um, se a vovó em questão não fosse a militante comunista Maria Prestes. A canção que eles ouviam quando a vovó ia buscá-los na escola era Ouro de Moscou, em ritmo de marchinha de carnaval: “Se na Central o trem descarrilhou/ seu Serafim diz que é o dedo de Moscou/ Se a gente vota em qualquer trabalhador,/ Mas, veja só, seu Serafim diz que é ordem de Moscou”.

Essa e outras histórias estão no livro infantil Minha Valente Avó (editora Quase Oito), que Ana, Edu e Andreia Prestes escreveram a seis mãos sobre a viúva do líder comunista Luís Carlos Prestes, sua vovó Maria, que completou 90 anos em 2020. Nesta terça-feira, 15, os netos de Prestes promovem uma live de lançamento no canal da editora no youtube, com a participação dos autores, da ilustradora Marilia Pirillo e mediação da jornalista Cynara Menezes, editora do Socialista Morena. A homenageada também aparecerá por lá.

A pernambucana Maria do Carmo Ribeiro Prestes, aliás Altamira Rodrigues Sobral, nasceu em berço vermelho, por assim dizer. Sua mãe e seu pai eram ambos militantes do velho PCB (Partido Comunista Brasileiro) de Luís Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança. Quando Maria tinha 20 anos, já em São Paulo, recebeu a tarefa de cuidar da segurança do dirigente comunista na clandestinidade –e se apaixonou por ele, 34 anos mais velho.

Desta união, que duraria 40 anos, resultaram 7 filhos. Somando com Anita, da união com Olga Benário, e os dois filhos da primeira união de Maria, eram ao todo dez filhos que partiriam juntos com o Velho para Moscou em 1970, desta vez fugindo da ditadura militar brasileira. Os autores do livro que está sendo lançado sobre Maria Prestes nasceram na capital da União Soviética: Ana é filha de Ermelinda, e Edu e Andreia, de Rosa. A numerosa família só voltaria para o Brasil a partir de 1979, com a anistia.

O Velho, Maria e quatro dos seus 25 netos. Foto: arquivo familiar

No livro, três dos 25 netos de Maria contam como foi crescer com uma presença de mulher tão forte e interessante encarnada na figura de avó. Uma avó que, ao contrário das vovozinhas normais, tinha aventuras reais para contar, e não contos de fadas. Descobrir, por exemplo, que este não era seu verdadeiro nome foi uma surpresa e tanto. “Eu ainda não sabia que minha avó e tantas outras mulheres e homens um dia precisaram mudar seus nomes para fugir e se esconder, num tempo em que o Brasil era comandado pelos ‘mandões’. É assim que minha avó chama as pessoas que a perseguiram”, conta a protagonista do livro.

“Enquanto caminhamos, escuto e imagino suas aventuras. Olhando para ela, vejo como é corajosa. E mesmo quando vem um frio na barriga, sorrio e sinto que estou indo para casa de mãos dadas com uma avó valente, como as mulheres dos livros e gibis que ela me dá de presente.”

Os “mandões” haviam feito Maria e Luís, os avós da pequena menina narradora do livro, passar a vida fugindo. Será que eles voltaram a dar as ordens nos últimos tempos? O que fazer então? A vovó comunista de Ana, Edu e Andreia sabe direitinho a resposta.

“– Vó, o que você faria se a gente voltasse a viver nesse Brasil governado por mandões?
Ela olha pra mim com a doçura e serenidade de sempre e, sorrindo, me responde:
– Faria o que fiz tantas vezes ao longo da vida: começaria a luta toda de novo.”

Livro: Minha Valente Avó
Autores: Ana, Edu e Andreia Prestes
Ilustradora: Marilia Pirillo
Editora Quase Oito, 24 págs., R$49,90

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(2) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Celso Orrico Filho em 16/12/2020 - 12h26 comentou:

Cynara bom dia, quero fazer uma assinatura direto pelo meu cartão de crédito, não tenho Pay Pal como faço não vi no site ssa opção.
Abraços
Celso

Responder

    Cynara Menezes em 16/12/2020 - 16h03 comentou:

    celso, é pelo cartão mesmo, mas tem que ser pelo paypal. a outra opção é depósito em conta

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Os melhores memes da URSAL, criação imortal do cabo Daciolo no debate da Band


País dos sonhos dos comunistas latino-americanos já nasce como o mais divertido do mundo

Cultura, Direitos Humanos, Maconha

O bolinho de maconha de Alice B.Toklas


As norte-americanas Gertrude Stein (1874-1946) e Alice B. Toklas (1877-1967) formavam o casal mais querido da Paris dos anos 1930. Os jantares de sábado à noite em sua casa na rue de Fleurus 27 tinham…