Socialista Morena
Vídeos

Reaça & Comuna comentam elogio de Bolsonaro à tortura do pai de Bachelet

A dupla também comenta o patético ataque de Bolsonaro à caneta Bic e a entrevista de Glenn Greenwald no Roda Viva

Foto: Hanna Yahya/Poder360
Cynara Menezes
05 de setembro de 2019, 14h56

No Reaça & Comuna desta semana, os jornalistas Cynara Menezes e Mario Rosa comentam o elogio que o presidente Jair Bolsonaro fez à prisão e tortura do pai da ex-presidenta do Chile, Michelle Bachelet, atual alta comissária da ONU para os Direitos Humanos. O brigadeiro Alberto Bachelet se opôs ao golpe que derrubou Salvador Allende em 1973 e acabou morto pela ditadura de Augusto Pinochet, que Bolsonaro admira.

“Mais uma vez o presidente elogia a tortura de seres humanos e mostra que está se especializando em atacar o pai dos outros que desapareceu ou foi torturado pela ditadura”, criticou Cynara. “Ele nunca fez isso”, rebateu Mario, apelando à negação da realidade, como bom bolsominion.

“Mais uma vez o presidente elogia a tortura de seres humanos e mostra que está se especializando em atacar o pai dos outros que desapareceu ou foi torturado pela ditadura”, criticou Cynara

A dupla também comentou, entre outros temas, o patético ataque do presidente à Bic, empresa francesa que fabrica canetas, um dos principais empregadores da Zona Franca de Manaus. “Bolsonaro não quer só comprar briga com o governo, quer comprar briga com as empresas francesas e com todo o povo francês. Vai dar super certo”, ironizou a comuna Cynara. Sem ter muito o que falar, o reaça Mario tentava cortar a fala da colega batendo com uma caneta Compactor no braço do sofá, já que o “mito” agora aderiu à marca brasileira.

Ainda no programa, a entrevista do jornalista Glenn Greenwald no Roda Viva, onde critica o papel da mídia comercial na cobertura da Lava-Jato. “Se a tese do Intercept é de que houve uma conspiração para condenar Lula e se os jornalistas participaram disso, eles são cúmplices. Eu acho antiético, uma promiscuidade entre jornalista e fonte”, disparou Cynara.

“Quero elogiar a atitude maravilhosa de toda a imprensa brasileira, eu amo vocês”, começou Mario, para em seguida culpar o PT. “Dito isso, como jornalista, vencedor de dois prêmios Esso, fui o tal jornalista investigativo. Essa máquina de vazamentos começou, no início da nossa democracia, vamos ser bastante sinceros, com o PT.”

Confira. Para ver todos os episódios, clique aqui.

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Vídeos

Documentário: Púlpito e Parlamento – Evangélicos na Política


Produzido como Trabalho de Conclusão de Curso em Jornalismo na PUC-SP, este documentário retrata como pensa e atua a bancada evangélica no Congresso Nacional e outras casas legislativas, a partir da visão da própria família…