Socialista Morena
Cultura

Slow Filme exibe “História da Alimentação no Brasil”, baseado em Câmara Cascudo

Festival que acontece até domingo no Cine Brasília une o cinema à gastronomia, com filmes, palestras e degustações

Câmara Cascudo e uma boa mesa. Foto: divulgação
Da Redação
01 de agosto de 2019, 15h44

O festival Slow Filme, que estreia nesta quinta-feira em Brasília após 9 edições em Pirenópolis-GO, vai exibir quatro episódios da série História da Alimentação no Brasil, baseada no livro de Luís da Câmara Cascudo. O historiador e folclorista potiguar pesquisou o tema durante 20 anos, entre 1943 e 1963, quando foi à África investigar a origem do que comemos, patrocinado por Assis Chateaubriand. O resultado é o clássico de 900 páginas em dois volumes, sem dúvida a mais importante do gênero até hoje e uma das obras fundamentais para se entender o Brasil.

O diretor Eugênio Puppo seguiu os passos do mestre e concebeu uma série de 13 capítulos, com 30 minutos cada um, exibido em 2017 pela CineBrasilTV, ano em que o livro de Cascudo completou 50 anos. O Slow Filme exibirá no domingo, 4 de agosto, A rainha do Brasil, Ementa Portuguesa, Verde Milho, Doce Milho e O Caso das Bananas.

Na abertura, no Cine Brasília, será exibido o documentário Slow Food Story (Stefano Sardo, 2013), que conta como surgiu o movimento, em 1986, como contraposição ao fast food: promovendo o comer lentamente, utilizando produtos locais e sem destruir o meio ambiente. No “prato” principal, o primeiro episódio da série inédita Alma D’Chef, do diretor Ronaldo Duque, cuja ideia é homenagear pessoas que se tornaram chefs depois de uma carreira de sucesso em outra área. A primeira personalidade retratada por Duque é o cozinheiro Juan Pratginestós, ex-fotógrafo profissional e dono de um restaurante em Piri.

Com curadoria do professor, cineasta e crítico Sérgio Moriconi, o festival, com entrada franca, foi concebido com a intenção de unir o cinema à gastronomia, com filmes, conversas, passeios, degustações e palestras. Os eventos acontecem no Cine Brasília até 4 de agosto. Há atividades  também no Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul). Confira a programação completa aqui.

Com informações da Agência Brasília


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Cultura

Histórias Cruzadas: as domésticas nos EUA


Quando o filme Histórias Cruzadas estreou nos Estados Unidos, em 2011, sofreu muitas críticas de entidades afro-americanas por mostrar a vida das empregadas domésticas do Mississipi sob uma ótica “branca”. Isso porque é uma “patroazinha”,…

Cultura

Sejamos machos: falemos do medo de avião. Por Gabriel García Márquez


Gosto de tudo que li de Gabriel García Márquez (1927-2014), dos textos jornalísticos aos romances –principalmente. Recomendo todos. Se você está se iniciando na arte de ler Gabo, aconselho que comece com Crônica de Uma…