Socialista Morena
Politik

O perigo vermelho: sangria mexicana ou “tinto de verano”

Perfeito para tomar na praia, acompanhando um belo ceviche. Mas toma cuidado que não é suquinho

Cynara Menezes
31 de janeiro de 2014, 18h30

 

É claro que o verão é a estação favorita dos socialistas morenos. E eu ainda não tinha feito meu post de verão este ano, vejam só que absurdo. Mas como o outono só chega no dia 21 de março, ainda estou em tempo. Passei as últimas semanas (digamos que não foi exatamente um sacrifício) tentando chegar à perfeição desse drinque que tomei no México: é uma sangria simplificada, que, na Espanha, chamam de “tinto de verano”, ou tinto de verão. Trata-se de um vinho tinto misturado a água com gás ou soda, mais leve, ótimo para enfrentar o calor. Perfeito para tomar na praia, acompanhando um belo ceviche.

Reza a lenda que o “tinto de verano” começou incontáveis verões atrás na Andaluzia: algum borracho inspirado teve a ideia de, num dia daqueles de sol a pino, adicionar água com gás ao vinho tinto. Na Espanha, imaginem, houve épocas menos politicamente corretas em que se colocava um pouquinho de vinho na soda limonada da garotada, para dar cor à bebida. As crianças deviam dormir logo, também, não? No México, a sangria chega bicolor, para mexer à mesa. Achei linda demais a apresentação, mas não é tão fácil de copiar. É preciso colocar o vinho devagarzinho… O máximo que atingi foi esse da foto.

Só não se entusiasme achando que é suquinho, viu? É um perigo vermelho. Mas tem uma coisa interessante sobre a sangria: ela não dá ressaca, juro. Tim-tim, camaradas.

Sangria mexicana

Meia jarra de limonada feita com água com gás e açúcar

Meia jarra de vinho tinto seco (algum bonzinho, nem tão caro nem tão barato)

Gelo à vontade

Rodelas de limão siciliano (e frutas, se quiser)

Modo de fazer: 

Prepare a limonada normalmente, com a água com gás bem gelada. Coloque em uma jarra de vidro transparente. Depois, adicione o vinho tinto devagarinho, como quem serve cerveja e não quer espuma. Se eu fosse você, levava assim para os convidados, só para causar sensação. He he he. Depois de misturar, coloque umas pedras de gelo e as rodelas de limão. Se preferir, também pode usar soda limonada ou água tônica. Mas o efeito bicolor só funciona com limonada. E atenção: adicionar destilados à sangria é considerado um pecado mortal.

P.S.: Não dirija depois de beber, nunca.


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(7) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Arnaldo em 31/01/2014 - 18h56 comentou:

Cynara,

Experimentei o tinto de verano em agosto do ano passado em Madrid, num calor insuportável. É, realmente, um vício naquelas bandas. Lá, eles usam a Fanta Limão, que não há por aqui. Experimentei com a Soda, com a Sprite e com a Schweppes Citrus. O melhor resultado foi com a sprite.

Outra dica dos espanhóis é a de fazer a bebida utilizando um vinho mais vagabundo. Nada de utilizar os vinhos reserva da região da Rioja, bem mais caros.

Responder

Luis Zanuto em 01/02/2014 - 12h03 comentou:

Bom mesmo seria experimentar o seu Cinara. Tim Tim

Responder

    Luis Zanuto em 01/02/2014 - 12h03 comentou:

    Aliás, experimentar o seu Tinto de Verão nas praias daqui de Caraguatatuba. kkkk Seja muito bem vinda. kkkk

Bob Dylan em 03/02/2014 - 07h02 comentou:

Esse drink é de esquerda, ao contrário do uísque malvado, de direita. O tinto de verano é um drink do povo, comprometido com os movimentos sociais, enquanto o uísque é uma bebida Dazelite

Responder

Flavio Lima em 03/02/2014 - 13h18 comentou:

Antes de saber da existência dessas "sangrias" ibéricas (conheci em Portugal), a família italiana ja dava sangria (vinho com água e assucar) pra criançada beber como se fosse suco de uva, sempre a noite, la pelas nove horas. Claro, era uma paz até a manhã seguinte.

Responder

Bacellar em 03/02/2014 - 16h19 comentou:

Orale padrissimo para chupar con este pinche calor, pero a mi me gusta mas el mezcal (todavia la cruda es de puta madre) Saludos carnales!

Responder

Angelo em 04/02/2014 - 19h52 comentou:

Ah, as delícias de fazer parte da esquerda caviar…

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

Grandes enganações do capitalismo: o CD


Existe tecnologia mais fail do que CD? A porcaria arranha, quebra, fura, mofa, descasca ou simplesmente NÃO TOCA! Quem nunca passou raiva com um CD que fica rodando, rodando, rodando e zunindo sem parar? Aí…

Politik

O direito ao veraneio


O senador Cristovam Buarque tem uma proposta que põe a felicidade na Constituição. Acho bacana, senador, mas a felicidade, deste jeito colocada, parece algo perene demais –além de intangível. Felicidade não é para sempre. Proponho…