Socialista Morena
Politik

Para não ser fotografado, “Bolsonaro filipino” pede para ser vacinado no bumbum

Rodrigo Duterte acabou criando uma controvérsia médica internacional: é possível receber a injeção contra a Covid-19 nas nádegas?

O presidente Rodrigo Duterte. Foto: Richard Madelo/Presidência das Filipinas
Da Redação
28 de janeiro de 2021, 21h14

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, frequentemente comparado a Jair Bolsonaro por sua postura autoritária, discursos violentos, uso do ódio nas redes sociaisdeclarações machistas e perseguição a ativistas dos direitos humanos, encontrou a desculpa ideal para não ser fotografado recebendo a vacina contra o coronavírus. Para fugir aos flashes, Duterte, de 75 anos, pediu para ser vacinado no bumbum.

A decisão insólita de Duterte atiçou a curiosidade dos chineses: a vacina contra a Covid-19 teria a mesma eficácia quando aplicada no bumbum? Um especialista disse que sim –o que não pode garantir é que a bunda presidencial não fique deformada depois

“Sim, é verdade. Ele falou que quer receber a injeção na nádega, por isso não pode fazê-lo em público”, afirmou o porta-voz da presidência Harry Roque. O ministro da Saúde, Francisco Duque, defendeu o pedido do presidente, comparando-o à rainha da Inglaterra, Elizabeth II. “Sua decisão é como a da monarca britânica. A rainha não quis ser vacinada diante de todo mundo”, disse.

No início do ano, Elizabeth II, de 94 anos, e seu marido, o príncipe Phillip, de 99, receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, mas não foram divulgadas imagens da cena.

A decisão insólita do “Bolsonaro filipino” atiçou a curiosidade dos internautas chineses: teria a vacina contra a Covid-19 a mesma eficácia quando aplicada no bumbum? Um especialista em vacinas disse ao jornal chinês Global Times que sim, a eficácia seria a mesma –o que não pode garantir é que a bunda presidencial não fique deformada depois.

“A injeção no bumbum provavelmente não muda o efeito da vacina, mas pode trazer algum risco de anormalidades do músculo das nádegas, afetando a aparência dos glúteos”, disse Zhuang Shilihe, acrescentando que outra diferença é que no bumbum dói mais. Ele lembrou que é comum receber a injeção nas nádegas nas vacinas contra hepatite B, tétano e difteria, mas em relação à vacina contra a Covid-19 a indicação é que seja aplicada no braço. Outros especialistas disseram ao jornal que o risco de a vacina causar anormalidades nos músculos das nádegas é maior entre crianças.

“Qualquer grande músculo serve, não importa se o braço ou a bunda”, disse o médico Edsel Salvaña, membro da força-tarefa contra a Covid-19 nas Filipinas. O diretor da FDA do país justificou que algumas pessoas preferem ser vacinadas na bunda para não ficar com a cicatriz no braço

“Qualquer grande músculo serve, não importa se o braço ou a bunda”, disse o médico Edsel Salvaña, membro da força-tarefa contra a Covid-19 nas Filipinas, ao canal ABS-CBN News. “Teoricamente, você pode ser vacinado na nádega. Mas, a não ser que tenha pouco músculo no braço, o braço é ideal.” O diretor da FDA (Food and Drug Administration) do país também comentou o caso, justificando que algumas pessoas preferem ser vacinadas na bunda para não ficar com a cicatriz no braço.

O ex-chefe da força tarefa contra a Covid-19 no país, Tony Leachon, disse esperar que Duterte siga o exemplo de outras autoridades e se vacine em público –e no braço. “Nosso próximo grande desafio é convencer as pessoas a serem vacinadas. É lamentável que o presidente Duterte tenha escolhido as nádegas para ser vacinado em vez do músculo deltoide, como o presidente Joe Biden, o presidente da Indonésia, Joko Widodo, e o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong. Seria inspirador”, disse o médico no twitter.

Os adversários do presidente dizem que Duterte, na verdade, está optando pela vacina às escondidas e no traseiro para não mostrar ao povo qual é exatamente a marca que vai tomar. O país optou pelas vacinas chinesas. “Os chineses não falharam em produzir a vacina. Eles não são estúpidos. Os chineses são inteligentes e não se aventurariam na produção de vacinas se soubessem que não seriam seguras, garantidas e confiáveis”, disse o presidente no início do mês.

Mas, em agosto do ano passado, ele também afirmou ter “grande confiança” na vacina russa Sputnik V e chegou a se voluntariar para um teste. “Direi ao presidente Putin que tenho grande confiança em seus estudos no combate à Covid-19 e acredito que a vacina que produziu é realmente boa para a humanidade”, afirmou, em comunicado transmitido pela televisão. “Posso ser o primeiro em que eles podem fazer experiências.”

Na época, Duterte não escolheu onde preferia tomar a agulhada.

 

 


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
Nenhum comentário Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

“Covid longa”: uma a cada três pessoas terá sintomas que duram mais que duas…


Fadiga, névoa cerebral, problemas respiratórios e muitos outros sintomas de Covid-19 podem persistir por meses

Direitos Humanos

ONU: em SP, negros têm 62% mais chances de morrer de COVID-19 do que…


Michelle Bachelet, alta-comissária para os Direitos Humanos, alerta para "impacto devastador" do coronavírus sobre pessoas de ascendência africana