Socialista Morena
Politik

Quem afirma que existe “chavismo” no Brasil mente – infelizmente

Estamos vivendo, desde o chamado “mensalão”, um preocupante processo de judicialização da política no Brasil, que cria uma situação paradoxal: enquanto a oposição manobra para tentar mudar no tapetão o que não consegue nas urnas, começam a se levantar vozes aludindo a um suposto “chavismo” imposto pelo PT ao mesmo Judiciário que condenou membros do […]

Cynara Menezes
08 de outubro de 2013, 18h07

(na Bolívia tem “chavismo”. E não tem mais analfabetismo)

Estamos vivendo, desde o chamado “mensalão”, um preocupante processo de judicialização da política no Brasil, que cria uma situação paradoxal: enquanto a oposição manobra para tentar mudar no tapetão o que não consegue nas urnas, começam a se levantar vozes aludindo a um suposto “chavismo” imposto pelo PT ao mesmo Judiciário que condenou membros do partido. Foi essa expressão –”chavismo” ou “bolivarianismo”– a utilizada pelo ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), ao demonstrar falta de esportiva, para dizer o mínimo, quando sua tese foi derrotada no mês de setembro pela maioria da Corte, que optou pela aceitação dos embargos infringentes e pela defesa do Estado de Direito.

Não por coincidência, foi Gilmar Mendes quem entraria novamente em campo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na semana passada para interceder em favor do registro da Rede Sustentabilidade, o partido sonhado por Marina Silva. Suplente de José Antonio Tóffoli no tribunal, Mendes compareceu à sessão para, em seu conhecido estilo tonitruante, bradar contra a “arcaica” Justiça brasileira que prejudicou Marina. Ora, por seis votos a um (o dele, Gilmar) a argumentação da Rede de que os cartórios eleitorais trabalharam mal foi rejeitada de forma veemente pelos ministros, até mesmo por Marco Aurélio Mello– que, diga-se de passagem, também votara contra a aceitação dos embargos infringentes no STF.

A Rede teve seu registro negado simplesmente porque não conseguiu reunir o número de assinaturas exigido por uma lei de 1995, oito anos antes de o PT chegar ao poder. É preciso que se diga que o grupo pró-Rede atuou de forma amadora na coleta das assinaturas. Enquanto o Pros e o Solidariedade começaram a recolher firmas um ano antes e recorreram ao auxílio de especialistas, a Rede só começou este ano e sem ajuda alguma. Louvável, mas ineficiente. Os ministros do TSE, portanto, nada fizeram além de exigir o que cobra a lei a quem quer que seja. E a Rede ficou de fora–lamentavelmente, porque em minha opinião faria bem ao PT ser confrontado com uma proposta diferente. Dura lex sed lex: a lei é dura, mas tem que ser cumprida.

Até por isso, me causou estupor a declaração atribuída a Marina Silva pelos jornais, em que adere ao conceito de Gilmar Mendes de que a causa de sua derrota no TSE foi o “chavismo” imposto ao País pelo PT. Começa mal a ex-senadora na corrida rumo à presidência se não reconhece a voz de seis ministros do Tribunal Superior Eleitoral, apelando ao recurso de acusar os membros daquela Corte de serem influenciados pelo governo. O que queria Marina? Que os demais ministros passassem por cima da lei para beneficiá-la, como fez Gilmar Mendes? Que belo exemplo de “nova forma” de fazer política…

E digo mais: qualquer um que afirmar existir “chavismo” ou “bolivarianismo” no Brasil está faltando com a verdade. É uma mentira deslavada que haja indícios de “venezuelização” do governo, para usar um termo caro aos jornais antes da vitória de Lula em 2002. E digo isso com dor no coração, porque gostaria que houvesse. Vou dizer por quê.

Se tivesse havido “chavismo” no Brasil:

– O governo teria investido na conscientização da juventude, que seria menos permeável à influência dos meios de comunicação e saberia muito bem as razões para ir às ruas protestar quando necessário;

– Teríamos concluído inteiramente o processo de reforma agrária, com o alijamento dos latifundiários do poder decisório em nosso País;

– Os médicos cubanos e de outros países já estariam há muito mais tempo atuando em lugares onde os médicos brasileiros se recusam a ir trabalhar e a saúde do nosso povo estaria bem melhor;

– A educação pública e gratuita teria máxima prioridade em detrimento do ensino privado, e consequentemente o analfabetismo teria sido eliminado: países “bolivarianos” assumidos, a Venezuela é, pelos critérios da Unesco, “território livre do analfabetismo” desde 2005, a Bolívia desde 2008 e o Equador desde 2009;

– Teríamos um salário mínimo com muito maior poder de compra (o da Venezuela, atualmente em 1024 reais, é o mais alto da América Latina);

– Algumas empresas privatizadas durante o governo Fernando Henrique Cardoso, de forma irresponsável, teriam sido reestatizadas;

– O Estado seria laico, sem qualquer influência de líderes religiosos na política e nos governos;

– O Imposto sobre as grandes fortunas já seria realidade;

– A Lei de Meios, capaz de democratizar os meios de comunicação, hoje concentrados em mãos de poucas famílias, teria sido aprovada;

– Nem se discutiria no País modificar a demarcação de terras indígenas; pelo contrário, os índios não estariam disputando seu espaço com latifundiários porque já teriam suas reservas garantidas;

– O PT estaria governando com o PSOL, não com o PMDB.

Será que é isso, no fundo, que temem a mídia, Gilmar Mendes, o PSDB e Marina Silva? Não custa lembrar que o ministro Gilmar é campeão no Supremo em conceder liminares contra os índios, que a mídia não quer nem ouvir falar em democratizar a publicidade oficial e muito menos os meios de comunicação, e que Marina, fiel da Assembléia de Deus, andou defendendo os pastores fundamentalistas. Sobre o apreço do PSDB pela elite e pela manutenção do status quo nem se fala.

Quem é, então, que tem medo do “chavismo”? Eu não, ele me representa. Que venha o “chavismo”.

UPDATE: a Rede soltou nota desmentindo a reportagem do jornal O Globo em que Marina Silva associava o PT a “chavismo”. Confira aqui.

UPDATE2: ao Estadão, Marina Silva admite ter falado em “chavismo”. Acho ridículo (leia aqui).


Apoie o site

Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para assinar, você pode usar apenas qualquer cartão de crédito ou débito

Ou você pode ser um patrocinador com uma única contribuição:

Para quem prefere fazer depósito em conta:

Cynara Moreira Menezes
Caixa Econômica Federal
Agência: 3310
Conta Corrente: 23023-7
(125) comentários Escrever comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Socialista Morena. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Leonardo em 08/10/2013 - 18h18 comentou:

Boa leitura Socialista Morena! Só li verdades.

Responder

    lol em 24/11/2013 - 08h15 comentou:

    Mestre do sarcasmo

Gentil em 08/10/2013 - 18h54 comentou:

Por que a venezuela é ainda um país subdesenvolvido e só piora?
Mostre um país em boas condições que implantou o chavismo. Bolívia (dos traficante instados no poder)?Equador? Honduras? Argentina?
Acreditar que o estado de direito foi restabelcido com os embargos infrigentes é piada de mal gosto. A impunidade reinante neste país venceu.
Chavismo é uma sarna e uma ditadura, espero mesmo que nào venha para o bem do nosso país.
Precisamos sim de governos honestos e comprometido com o país, coisa que certamente o chavismo não tem. Só ha pobreza. Me admira de ter gente que ainda acredita neste conto de vigário. Vão morar lá ou em cuba com sua maravilhosa medicina. Por favor, acordem…

Responder

    Rodolfo em 08/10/2013 - 20h04 comentou:

    Caro Gentil, Boa tarde. A Morena teceu um texto bastante interessante, com argumentos e dados, inclusive. Percebo que você ficou bastante irritado. Não faz bem ao seu coração se irritar tanto quando alguém pensa diferente de ti. Se, ao contrário, não é questão de opinião mas de fatos, por favor, compartilhe conosco as fontes de suas informações, as quais comprovem a acusação que proferiu contra a Venezuela, Bolívia, Equador etc. Mais uma coisa: chega a ser jocoso o seu jeito "clichê" de mandar as pessoas morarem em Cuba, dizer que devem acordar. Seja menos grosseiro e mais autêntico. Abraços.

    Bruno em 09/10/2013 - 01h49 comentou:

    Honduras chavista?

    Neutro_PC em 09/10/2013 - 03h53 comentou:

    A Bolívia teve muito progreso nos ultimos anos, no aspecto social e economico foram atingidas metas que em regimes de direita (como era antes) nao era possivel.
    A taxa de analfabetismo é inferior a do Brasil, a violencia tmb as reservas internaciones sobrem mais de 50% do PIB.
    A pouco saiu uma nota do FMI q prevê que a Bolivia estará entre os 3 paises que mais crescerao na america.
    Evo morales só chegou ao poder graças à população que se se manifestou e derrubou o regime de direita dos presidentes anteriores, foi um a tras do outro que sairam e até que Evo chegou pra ficar porque o povo quer assim. 🙂

    Ivan em 09/10/2013 - 14h48 comentou:

    É óbvio. O país tem um infinidade de campo pra crescer. Por que os EUA não crescem nestes níveis?! Porque já atingiu níveis elevadíssimos. Quanto mais pobre e atrasado, maior é o potencial de crescimento. A Bolívia e o Equador deram "calotassos" no Brasil com a conivencia do PT. A Bolivia se apropriou de instalações da Petrobrás na "caradura" com a conivência do PT.

    Tata Vdd em 09/10/2013 - 04h02 comentou:

    Vc nunca saiu nem do estado onde mora quer opinar acerca do que vc leu na Veja! Ora, faça-me o favor!
    Conhecí de perto todos esses países, inclusive o Uruguai e o governo de Mujica que deveria ter sido citado com louvor e não há inverdades no texto supracitado. A melhor coisa para um ignorante como vc seria manter a boquinha calada!

    Vitor em 09/10/2013 - 16h59 comentou:

    Que vergonha, ficar viajando por aí enquanto tem gente passando fome…

    Tiago em 09/10/2013 - 16h08 comentou:

    A Venezuela é um país subdesenvolvido devido a sua histórica colonização européia e exploração imperialista ianque. Os E.U.A patrocinaram TODAS as ditaduras direitistas na América Latina, com o intento de manter seu poder durante a Guerra Fria. Para isso usou-se do poder das forças armadas e poder das classes mais altas com a intenção de manter o status quo que estava sendo ameaçado pela União Soviética. Com a crise da União Soviética, e o fim da "ameaça vermelha" esses países se redemocratizaram, porém contraíram grandes dívidas externas com os E.U.A e bancos internacionais, o que tornou essas nações subjugadas. Para pagar essas dívidas esses países tiveram que vender a preços ridiculamente baixos empresas valiosas e de importância estratégica, empresas fundadas com o dinheiro do povo que deveriam estar gerando dinheiro para o povo, agora estavam nas mãos de especuladores financeiros. São esses o fatos que tornaram nossas nações pobres, pessoas gananciosas, com uma riqueza secular e suja que administram o estado segundo seus próprios interesses. O governo de Chavista e o do PT estão longe de ser os governos que nós merecemos, mas são melhores que os governos da direita golpista que mata professores sem remorso.

    Rena em 09/10/2013 - 16h50 comentou:

    Nações grandes não se formam da noite para o dia… As pessoas acham que a vontade de construir um país melhor é como uma varinha mágica. Gentil, com todo respeito, falta um pouco de história no conteúdo de se comentário. A Bolívia, assim como o Brasil, sofreu por séculos como governos elitistas. As coisas não vão mudar da noite para o dia, mas vão mudar!

Luciana em 08/10/2013 - 18h57 comentou:

Minha querida vc pode mudar para a Venezuela… lá vc vai viver feliz e nós aqui ficaremos um pouco mais felizes SEM gente como você… um beijo e vá com Deus…. e leve o Lula o Zé Dirceu e o restante dos companheiros com vcs…

Responder

    D. Augusto em 08/10/2013 - 19h56 comentou:

    "VAI PRA VENEZUELA ENTÃO!", a atualização do "VAI PRA CUBA ENTÃO!".
    hahaha

    Rodolfo em 08/10/2013 - 20h05 comentou:

    Luciana, creio que você deva apreciar a "democracia". Tenho certeza que não é apenas a Morena que pensa assim. Se a maioria assim quer, acho que é a minoria, incomodada, que deve se mudar. Minoria a qual você pertence!

    Tatavdd em 09/10/2013 - 04h04 comentou:

    Deus, que deus? Quem precisa de fé e religião é gente ignorante como vc! Eu prefiro ficar aqui e abraçar o capeta!

    Ivan em 09/10/2013 - 16h57 comentou:

    Capeta?! Que Capeta?! É preciso fé para acreditar que exista um. LOGO: Vc é o ignorante aqui.

gentil em 08/10/2013 - 18h58 comentou:

Só lembrando que saber assinar o nome é muito diferente de saber ler e entender, ter senso crítico e isso oos bolivarianos e chavista querem longe se possível mande para cadeia ou paredón como faz Cuba. Como ainda temos ingênuos neste país. Absurdo.

Responder

    Rodolfo em 08/10/2013 - 20h07 comentou:

    Mais falácias. Acusação pela acusação. Imposição de opinião. Acho que seu comentário vale para você mesmo, meu caro.

    Alex em 08/10/2013 - 20h49 comentou:

    Caro, sou professor e sei que demora uma vida inteira para aprender a ler e entender! Poucos aprendem, a grade curricular não atende mais e dentre outros problemas. Em todos os GOVERNOS brasileiros, tanto democráticos, quanto os não-democráticos, não valorizaram a educação. Coisa, aliás, que nem a sua população está preocupada em investir, é cultural. Entretanto, se você olhar os números verá que, apesar das contradições, o PT investiu mais em educação do que os anteriores (dados do IBGE). Fora que estipulou um teto salarial que os governos estaduais e municipais não querem pagar, então acho que o foco está, muitas vezes, no lugar errado. Antes que seja mal educado, pois és mimado, não sou petista, chavista, fidelista ou coisa alguma… Vale acrescentar que o texto da colega está baseado em uma informação certa, a Unesco diz que o analfabetismo da Venezuela foi erradicado em 2005, antes de apedrejá-la vá estudar e investigar.

    Víctor R em 10/10/2013 - 13h32 comentou:

    Meu senhor…. "o PT investiu mais em educação do que os anteriores.." Investiu tanto que houve aumento de analfabetismo. Meus parabéns! outra: "Fora que estipulou um teto salarial que os governos estaduais e municipais não querem pagar" Teto? TETO?? Sério mesmo? Você precisa parar de ler o anão megalomaníaco da record… TETO??? HAHAHAHA!!! E ainda se diz professor!!! É pra acabar…

    Igor em 14/10/2013 - 20h03 comentou:

    kkkkkkkkkkkkkkk boa

Diogo Mesquita em 08/10/2013 - 19h09 comentou:

Esqueceu de dizer que se tivesse chavismo no Brasil, estariamos sem PH pra fazer nossa higiene de forma adequada.

Responder

    suede em 10/10/2013 - 13h56 comentou:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Alexandre em 08/10/2013 - 19h35 comentou:

Nascido e criado numa cidadezinha que sempre teve governos de direita, inclusive o atual, onde apenas em 2008 foi eleito um vereador petista (péssimo por sinal, irmão da panaca da Bebel, que não fez nada e ainda auxiliou seu outro irmão a ser eleito em 2012 com votos comprados, o cara que sequer morava aqui teve mais de 100 votos em uma única urna, sim a cidade é realmente pequena), enfim, sempre estive bem fora da realidade da esquerda, apenas na faculdade tomei conhecimento maior. Hoje, neste blog e em outros canais, consigo aprender e compreender algumas coisas.

Essa questão da suposta declaração da Marina realmente é pertinente de ser discutida, não por ela ter dito, mas para como você fez, colocar o que viria a ser o chavismo.

Obrigado!

Responder

Humberto em 08/10/2013 - 19h56 comentou:

Fico triste em ver uma Revista como Carta Capital, defender essa quadrilha do PT no poder, e querer dizer que não existe aparelhamento das Instituições democráticas do País à caminho do que já esta instalado na Vanezuela, Peru e até na Argentina.

Responder

    Gilberto em 08/10/2013 - 23h21 comentou:

    Quanta ignorância. Tu só lês a Folha, Estadão e o Globo?

    luiz mattos em 09/10/2013 - 13h35 comentou:

    Felizmente idiotice não contamina,no caso a sua,papo de tucano o gato enterra.

Targino em 08/10/2013 - 20h00 comentou:

A fé cega dessa mulher pelo Estado é uma das coisas mais comoventes que já vi, chego a me emocionar.

Responder

    guilherme em 08/10/2013 - 20h23 comentou:

    Realmente Targino, essa senhora tenta de todo jeito melhorar a imagem do governo e manipular a opinião dos outros sem sucesso (os argumentos dela não se sustentam).

    Me impressiona como ela não sofre ataques mais pesados, defender o chavismo é apologia ao crime – o que é comum nos petistas: defendem criminosos, o autoritarismo, a tirania e a ditadura.

    Estatização? Big government? Essa senhora precisa de umas lições libertárias para entender como a liberdade individual, governo mínimo e uma economia livre é o único caminho pra prosperidade de um povo.

    morenasol em 08/10/2013 - 20h45 comentou:

    "defender o chavismo é apologia ao crime": e era o chávez que era contra a liberdade de expressão…

    guilherme em 08/10/2013 - 20h49 comentou:

    cynara, respeito a sua opinião, mas combater alguém que me fala em chavismo é DEVER de quem defende as liberdades individuais.

    Miranda em 30/01/2014 - 03h30 comentou:

    Você ainda pergunta se é apologia ao crime ?, vou chegar a você e falar que sou fã do Abadia e beira mar, ai está tudo certo ?, eu admirar bandidos e traficantes?, você faz apologia de um bandido e é uma aspirante a bandidagem.

    Everton Lourenço em 09/10/2013 - 15h17 comentou:

    Guilherme, por favor, me mostre um único exemplo histórico de que "governo mínimo e economia livre" levaram à prosperidade duradoura de um povo.

    lol em 24/11/2013 - 08h18 comentou:

    EUA serve?

    Miranda em 30/01/2014 - 03h26 comentou:

    Socialismo é coisa de "gente" preguiçosa, que não quer estudar, enriquecer por conta própria, fica esperando Lenin cair do céu com uma medalha de "revolucionário" e uma mala de dinheiro." o socialismo está libertando você agora !! vá ".

Luiz em 08/10/2013 - 20h07 comentou:

Chavismo ou Bolivarianismo ainda não há por completo. Mas, socialismo cultural sim. Bom… já que não deu pra implantar uma ditadura baseada no Socialismo Stalinista ou Maoísta, aqueles mesmos que mataram umas cerca de 30 milhões de pessoas na URSS, China, Cuba e afiliadas estamos vivendo a égide do socialismo cultural. Mas, o intuito é o mesmo destruir a criatividade humana que apenas o liberalismo econômico e o capital pode trazer em pról do céu e bem comum proposto pelos socialistas. Céu este que vira um inferno quando o dinheiro dos outros acaba.

Responder

    ZENIO SILVA em 10/10/2013 - 18h18 comentou:

    Socialismo cultural, o que será isso caro Luiz?! Há uma certa confusão conceitual no teu comentário, vejamos:_Houve, na sua opinião, no Brasil, uma tentativa de se implantar uma "ditadura" baseada no Socialismo Stalinista ou Maoísta, certo?! Pergunto, perpetrada por quem prezado?!
    Para Você o problema da ditadura está no fato dela ser baseada no "socialismo stalinista ou maoísta" (sic), quer dizer que uma ditadura de direita, economicamente liberal, como a do Pinochet tudo bem?!
    Sugiro que Você leia a nossa constituição federal como um todo, em especial os títulos I, II, III, V, VII e VIII…
    Outra coisa, sugiro que leias mais sobre liberalismo e socialismo, essas duas doutrinas são mais vilipendiadas, por conta da ignorância, pelos seus adeptos do que pelos seus detratores!

Carlos Vinícius em 08/10/2013 - 20h14 comentou:

Assino embaixo.

Responder

Roberto em 08/10/2013 - 20h31 comentou:

é realmente triste ver que alguém tem tamanha capacidade de se alienar a realidade, tomei a liberdade de reunir alguns links que quebram as falacias impostas por seu artigo como por exemplo a de que o chavismo democratiza a imprensa, em cinco minutos de pesquisa reuni isso: http://www.publico.pt/mundo/noticia/governo-da-ve
http://expresso.sapo.pt/distribuidora-obrigada-a-
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,…
http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-
http://expresso.sapo.pt/autoridades-da-venezuela-

Responder

    morenasol em 08/10/2013 - 20h46 comentou:

    impressionante: os fabricantes ESCONDEM os produtos do povo e o problema é do governo da venezuela… gente, olhem esses links, vale muito a pena. só corroboram o meu texto

    Roberto em 08/10/2013 - 21h51 comentou:

    Corroboram com seu texto? Barrar a importação de insumos utilizados na produção dos periodicos locais é esconder produto? Além do mais, se haverá prejuizo na venda de determinado produto para a empresa a longo prazo para a economia é mais interessante que se escondam produtos do que se ceda a pressão pela imposição de preços que ja se provou problematica inclusive em terras canarinhas, quem ja viveu na Venezuela sabe que o povo venezuelano não é livre e esta bem longe do bem estar social que presumimos como principal ideal da republica chavista.

    Rafael em 09/10/2013 - 08h46 comentou:

    E o que seria liberdade ? Poder comprar um produto da marca "x" ou "y" sem intervenção do Estado ? Liberdade vai além do consumismo. O povo está costumado com essa cultura de ostentação e liberdade.

    antonio em 09/10/2013 - 02h29 comentou:

    Já gostei dessa repórter mas quanta imbelicidade…Venezuela tem q ter salário mínim alto pra poder comprar as coisas por lah,so assim

    suede em 10/10/2013 - 13h57 comentou:

    Vão dizer que é o Pig o Duck e o Dog kkkkkkkkkkk

    ZENIO SILVA em 10/10/2013 - 18h24 comentou:

    Roberto, dei uma olhadinha nas tuas indicações! Por favor, podias ter arrumado fontes mais sérias para te suportar… Mas Estadão no Brasil e expresso.sapo em Portugal é brincadeira de péssimo gosto. Estás a zoar da nossa cara o gajo?!

Marcelo em 08/10/2013 - 20h39 comentou:

aonde existe governo honesto cara pálida??? (gargalhadas ) a pior coisa é gente grande esperando presente de papai noel !!!!

Responder

Túlio em 08/10/2013 - 20h44 comentou:

Perdoem a ignorância nos conhecimentos econômicos, mas o salário mínimo só não estaria neste patamar em razão da alta inflação que a economia venezuelana atravessa nos últimos tempos?As cifras altas representam de fato ganhos reais aos trabalhadores?

Responder

    Vicente em 09/10/2013 - 04h20 comentou:

    Túlio, tem que ser muito inocente pra acreditar neste texto, não é mesmo?
    O problema destes chavistas, como a autora deste texto pífio, é que eles criticam a nossa sociedade buscando alternativas MUITO piores, como o tal do Bolivarianismo.
    Inventam e se iludem com as próprias mentiras!
    Aliás, alguém conhece alguma pessoa que fugiu para Cuba, Venezuela ou para a Bolívia? kkkk
    Ridículos!
    Neste link pode-se ver o pq de o salário na Venezuela estar tão alto ( inflação descontrolada)! http://exame.abril.com.br/economia/noticias/infla

    Aquiles em 09/10/2013 - 19h19 comentou:

    Veja que ela informou o valor do salário venezuelano em valores convertidos ao nosso Real. Portanto, nada tem a ver com a inflação daquele país.

Liliane de Paula em 08/10/2013 - 20h50 comentou:

Vamos combinar , que esta história de que não há analfabetismo em Venezuela e Bolívia não é verdade!
Mas em muita coisa eu concordo com você. Fico muito triste, porque tem muitos partidos aproveitando o clamor da população nas manifestações e fazendo dela uma manobra politica contra o PT (longe de mim aqui querer defender o Partido Trabalhista e seja lá quem for deste partido) mas vejamos: Se queremos justiça temos a obrigação também de agir com justiça.
O que o nosso ex presidente Fernando Henrique fez com as privatizações é um caso que a população deveria exigir uma investigação e não consigo entender porque nome dele fica blindado e ninguém ou quase ninguém da mídia fala. Temos Paulo Maluf que também tem histórico de desvio de dinheiro, ele está na cadeia? não, não está! Temos tantas falcatruas de outro ex presidente Jose Sarney , que faz tempo que não larga o osso e tandos outros que seus nomes e partidos ficam dentro de um abrigo protegidos de qualquer temporal que surgem . Mas de repente surgem pessoas exigindo ética do PT, exigindo justiça do PT , todas exigências do PT. Eu não só concordo como também desejo que o PT haja com justiça , com honestidade, ética e que seja punido pelos seus erros. Mas também quero que os outros partidos saiam de sua proteções para pagar pelos seus erros também usando os mesmos pesos para todos. Só assim teremos feito justiça com justiça.

Responder

    helcio dias de sa em 09/10/2013 - 00h16 comentou:

    O leitor da cartel midiatico brasileiro nao discute corrupçao "no" governo e sim corrupçao "do" governo.Com a ajuda da internet ,o melhor governo da historia desse pais,tambem contribui para a maior transparencia que amola bastante,fica chato descobrir que fomos enganados pela informaçao mentirosa,tendenciosa.Muito moralismo esconde o moral.Os jovens que estao adquirindo o habito da leitura graças aos celulares,vao migrar para melhores informaçoes e desenvolver o raciocinio,melhorando o debate ,diminuindo o analfabetismo politico.Com o distanciamento historico o Brasil será examinado/estudado sob o seguinte prisma,antes e depois de Lula.Alem de sermos um povo sábio teremos a chance de demonstrar que somos inteligentes /capazes.

    ZENIO SILVA em 10/10/2013 - 18h44 comentou:

    Muito bem Liliane! Concordo com essa tua posição. Não sou "petista", mas entendo que o pau que bate em Francisco deveria também bater em Chico! Por que só os mal feitos do PT são demonizados, recebendo tratamento "especial" da nossa mídia corporativa. Quem lê nossos principais jornais e revistas imaginam que o PT concentrou todos os bandidos da nação. Ao PSDB sobraram as vestais: Covas, FHC, Serra, Aécio… Basta ver o tratamento dado no próprio STF aos processos dos "mensalões", o do PSDB, mais antigo, e o do PT! Não cobro isenção da imprensa, reconheço seus interesses corporativos, mas esses interesses deveriam, ao menos, preservar a honestidade. Por que o escândalo ALSTON/SIEMENS/PSDB segue sendo ignorado pelo Estadão, GLOBO, FOLHA, VEJA, ÉPOCA, etc… Não fosse a denúncia da ISTO É ficava tudo na moita… Temos liberdade de expressão e de imprensa, mas será mesmo que temos imprensa livre?!

Abner Vinicius em 08/10/2013 - 20h56 comentou:

É sabido que o sistema "chavista" e "bolivarianista" lograram conquistas sociais espetaculares, como, por exemplo, a erradicação do analfabetismo, e a consolidação de empresas estatais. Mas vejo com preocupação a perseguição aos seus opositores, visto que isso configura um caminho para a instauração de um governo centralizado nas mãos de um único partido. Pagar com a liberdade de expressão/imprensa toda e qualquer evolução social é inconcebível!

Responder

    Paulo Henrique em 08/10/2013 - 22h37 comentou:

    A RCTV, empresa que participou ativamente do golpe de 2002, controlando uma sinal público de televisão é uma amostra de liberdade de expressão/imprensa para você?
    Na Venezuela, com uma bipolarização escancarada do país em duas frentes político-ideológicas, agora sim podemos dizer que houve um progresso na liberdade de expressão/imprensa. A grande mídia privada continua por lá, atacando o governo mais que tudo, só que agora uma voz da esquerda pode chegar a quase tanta gente quanto ela.

    Boliviano em 11/10/2013 - 17h35 comentou:

    Na Bolivia nao tem analfabetismo? Eu sou boliviano, moro na Bolivia e posso le dizer que isso é falso. A Bolivia continua sendo terra de analfabetos (nao é preciso sair da cidade para comprovar isso) e, o pior, a maioria dos "alfabetizados" nessas últimas décadas é composta de analfabetos funcionais, muitos deles nos altos escaloes do governo do MAS. A educaçao na Bolivia nunca foi tao ruim como agora, depois da "reforma" que proibiu aos professores reprovar estudantes de baixo desempenho. As empresas estatais, com a única excessao da YPFB (gas e petroleo), estao todas no vermelho e muito próximas de falir. O modelo economico é insustentavel.

Diogo em 08/10/2013 - 21h01 comentou:

É a falência intelectual e ideológica da esquerda brasileira, quando a melhor visão de utopia que consegue oferecer é Cuba ou chavismo…

Responder

senna em 08/10/2013 - 22h41 comentou:

nao sei por que dar tanto espaço aqui para reacionarios manda eles ir pra veja reaça tem que ser morto

Responder

    Vicente em 09/10/2013 - 04h24 comentou:

    Parabéns!
    É assim que demonstramos cidadania!
    São pessoas como vc que querem ascender ao poder?
    Cidadão, fiquemos apenas no campo da discussão de ideias. Desejar a morte de pessoas que pensam diferente de vc abre um precedente perigoso…já imaginou o contrário?

    luiz mattos em 09/10/2013 - 13h38 comentou:

    Concordo,lá no esgoto não conseguimos nos manifestar,a moderação aqui e em carta capital inibe todo debate.XÔ DIREITALHA!

    Vitor em 09/10/2013 - 17h10 comentou:

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Deve ser pobre!

Luciano Baía em 09/10/2013 - 00h28 comentou:

É patético como algumas pessoas sem base alguma querem desmentir dados reconhecidos pela ONU, UNESCO, UNICEF, referentes à Venezuela, Bolívia e equador. Na falta de argumentos partem para ataques e baixarias. Parabéns Cynara!

Responder

    Humberto Borges em 09/10/2013 - 01h04 comentou:

    É por que as fontes de informação do mundo real além do próprio umbigo dessas pessoas ignorantes são exatamente a Veja, a Globo, a Folha, o Estadão, o Instituto Millenium que não os deixa ver a realidade que se consegue discernir lendo, além dessas viseiras a imensa quantidade de outras fontes alternativas de informação existentes na internet, como por exemplo esse blog. Por isso continuam mais ignorantes ainda das informações do mundo real. O pior cego é o que não quer ver, mesmo tendo o mundo digital à disposição.

    Victor Menezes em 09/10/2013 - 12h39 comentou:

    Luciano, você acha realmente que a UNESCO vai em cada país do mundo, perguntar a cada habitante qual seu nível de alfabetização? Ou é inocência ou é desonestidade.

    José Carlos em 09/10/2013 - 15h20 comentou:

    ONU e UNESCO apenas repetem os dados informados pelos próprio países. O que o Censo mostra em sua pesquisas é passado à ONU, aqui no Brasil. Agora confiar em informação oficial sem questionamento é ser muito inocente, principalmente de países sem liberdade de expressão/imprensa.

Aquino em 09/10/2013 - 00h52 comentou:

A idéia é sempre socializar a pobreza e a miséria. A culpa é sempre dos outros. O Brasil tá lotado de neo comunistas de IPhone no bolso e que vão passear em Nova York.

Responder

    leonardo em 09/10/2013 - 02h10 comentou:

    também, faço ciencias sociais e é daí para pior cara. a incoerencia entre os discursos (lindos) e o que realmente é vivenciado.

Marcos em 09/10/2013 - 01h25 comentou:

Venezuela nas recentes pesquisas foi revelado que é o país mais corrupto do mundo, apenas isso, a e claro não possuem papel higiênico.

Responder

    Miranda em 30/01/2014 - 03h20 comentou:

    Isso amigo sem contar que a venezuela é altamente violenta, milhares de pessoas morrem vitimas de latrocinios, trafico de drogas, mas não nos preocupemos, o socialismo vai nos salvar ""

Leonardo em 09/10/2013 - 02h09 comentou:

Cara, eu vou esculhambado pelo que vou dizer, mas vou dizer.

Acredito que instituições como a república e a democracia (em termos) estão falidas. A democracia, é só lembrar historicamente, nasceu para elite e assim é até hoje. Programas assistencialistas são na verdade remédios que mantém a situação no poder, seja ela esquerda ou direita.

Por exemplo, quem realmente vota no Brasil – a região centro sul. Quem desempata a votação – a região nordeste – sempre a favor da situação. Não estou defendendo nem atacando partidos! O bolsa família é um cabresto eleitoral, ele tem sim sua importância social, já visitei o nordeste e pude conhecer a melhora que ele trouxe a região. Contudo, ele é não passa de um balizante de votos. O problema do nordeste tem situação, falta vontade política.

A democracia ela não é absoluta, ela é voltada para elite e pela elite.

Não estou dizendo qual vertente política é melhor, mas que extremos também não são ideais.

Acredito que um sistema monárquico, onde o monarca possua efetivamente poderes para coordenar os rumos funcionaria. não como a monarquia britânnica. Porque diferente de um presidente, o monarca fica no poder por toda vida e assim é com a sua família. O presidente fica apenas um curto mandato e ele trabalhará para que possa se reeleger e para que o seu partido fique mais tempo no poder.
Um partido (seja qual for) não visa o bem da nação, não visa a população em si. Um partido só olha para o próprio umbigo.

Responder

    Fauzi Achôa em 09/10/2013 - 15h03 comentou:

    Discordo. O bolsa família é um rendimento pago em banco. Um direito que o ser humano recebe por lei e não deve nada a ninguem. Isto não é cabresto eleitoral.
    Cabresto eleitoral é o miserável receber das mão do candidato um valor que é uma "bondade" que não decorre de lei (não é um direito) e que portanto coloca essa pessoa em "dever de gratidão" com o doador.
    O bolsa família e um direito do ser humano nescessitado, como o é o salário do trabalhador.
    O bolsa família evita o encabrestamento eleitoral. Quem recebe sabe que aquilo é um direito que decorre de lei e não deve nada a ninguem.
    Os problemas brasileiros têm solução e estão sendo solucionados menos rapidamente doque eu desejaria, mas estão sendo solucionados.

    Fernando Cruz em 09/10/2013 - 17h10 comentou:

    Sou completamente a favor das politicas assistencialistas com a finalidade de tirar as pessoas necessitadas do fundo do poço, mas se essas ações não vierem acompanhadas de pesados investimentos em programas de educação, de nada valem. E não é isso que vemos hoje em dia. Acredito que pessoas de boa f'é prefiram se instruir e conquistar com suas próprias forças aquilo que desejam. Não responsabilizo apenas o governo atual, isso é histórico, Educação no nosso país nunca foi prioridade. Numeros, estatistica e gráficos de nada valem, o que conta é a prática, o dia a dia, as condições das escolas e universidade e o respeito aos professores. Com tudo isso, acredito que os tais programas assistencialista, hoje, servem, também, como cabresto elitoral. Dizer que quem recebe sabe que é um direito me faz achar que precise ficar mais próximo de pessoas que não tem a mínima noção do que é cidadania, não por opção, mas por falta de instrução. Quantas vezes já não ouvi agradecimentos entusiasmados a um politco por ele ter inaugurado um hospital ou coisa parecida.

    ZENIO SILVA em 10/10/2013 - 19h01 comentou:

    Fernando, talvez não saibas, mas para se habilitar ao bolsa família a condição é colocar os filhos na escola e mantê-los lá. Mas aí vem um professorzinho de história, de uma escola da rede pública, e me diz que acha um absurdo ter que fazer chamada, que os alunos ficam na aula dele se quiserem e que dá presença para todos… Bom, disse a ele que tínhamos dois problemas, o primeiro era saber que droga de aula ela dava que não conseguia fazer com que os alunos quisessem assistir. O outro problema era que ele, ao não assinalar a frequência, estava habilitando ao benefício, que ele era contra inclusive, famílias com filhos infrequentes… Esse é o Brasil, o problema é sempre do outro!!! Outro quem pessoal?!

    Fernando Cruz em 13/10/2013 - 10h16 comentou:

    Zenio, conheço o Bolsa Família, e sei que se fazer uma condição para ter direito a ele não significa muitos gastos para isso, basta determinar. O que eu escrevi acima foi "investimento", melhoria substancial na, qualidade, infra estrutura, curriculo, formação de professores e outros. Esse "professorzinho" a quem voce se referiu, é simplesmente o resultado dessa falta de investimento e esse négocio de o aluno fazer o que quiser, é politica para manter o aluno em sala de aula, na escola, para engordar as estatisticas de crianças estudando. Mas sabemos que a realidade é outra, formação quase não existe mais.

    Vitor em 09/10/2013 - 17h15 comentou:

    Fauzi, você é muito otimista! Nem em um milhão de anos os beneficiários do Bolsa Família sabem de 1/5 disso…

    José Carlos em 09/10/2013 - 15h14 comentou:

    Como bem disse Churchill "A democracia é a pior forma de governo imaginável, à exceção de todas as outras que foram experimentadas".
    Entendo o raciocínio de defesa à monarquia, mas nada garante que também não governasse para os próprios interesses, com a desvantagem de ser muito mais difícil tirar um monarca do poder do que um chefe do executivo.

    Vitor SR em 10/10/2013 - 14h19 comentou:

    Se vc partir do pressuposto que um monarca vê o país como o "negócio da família", a visão do Leonardo faz todo o sentido. Ninguem vai querer afundar o negócio da família propositalmente!

    ZENIO SILVA em 10/10/2013 - 19h07 comentou:

    Por certo falava aquele senhor da democracia do seu "reino". Lá, o parlamentarismo é bicameral, como o nosso o é. Porém, enquanto temos Senado e Câmara, lá temos a câmara dos LORDES e a dos COMUNS, tudo muito democrático não acha José Carlos.
    Essa nossa mania de nos limitarmos aos glossários dá nisso, ficamos a repetir frases que até têm seu charme, mas que de nada valem como argumento a sustentar uma discussão séria!

    José Carlos em 11/10/2013 - 13h16 comentou:

    Caro Zenio, há bastante tempo que a monarquia inglesa é apenas de aparência, para manter a tradição daquele país. Quem de fato exerce o poder é o chefe do executivo, no caso o primeiro ministro. Nós perdemos a tradição da monarquia há tempos, incorporar a realeza apenas para aparência não irá mudar grande coisa.
    Como disse, entendo os argumento a favor da monarquia, o Paulo Martins também amiúde defende a monarquia. Penso que a democracia, escolhendo um representante "popular" para o poder máximo da república, ainda que esteja longe da perfeição é a forma mais adequada de governo, principalmente para países continentais como o nosso.

    ZENIO SILVA em 10/10/2013 - 18h53 comentou:

    Aquino, de onde você tirou que os neocomunistas andam com iPHONE no bolso e passeia por NY?!
    O meu smartphone é SANSUNG GALAXY 4S e não troco Paris e Londres por NY. Inclusive, em Londres, posso visitar o túmulo do MARX!!!!
    Quando você vai a NY, qual túmulo visita?!
    É brincadeira Aquino, não sou nem comunista e nem neocomunista, mas não acho a menor graça no iPhone e nem em NY. Paris e Londres são muito melhores, vá lá e constate. E nem perca seu tempo com Miami!

    Leonardo em 10/10/2013 - 21h24 comentou:

    ehuiaheuiaheuiahuiehuiaehuiae essa foi boa.

Old Bull Lee em 09/10/2013 - 03h15 comentou:

A autora enxerga somente pontos positivos no "chavismo". A perseguição aos dissidentes, os índices galopantes de violência urbana e o desabastecimento causado pelas políticas "de esquerda" (como sempre…) não devem ser levados em consideração, ou o panfleto não sairá conforme o gosto do freguês.

Responder

Olavo em 09/10/2013 - 06h32 comentou:

Se Cuba é tão legal, por que tem tanta gente fugindo de lá há décadas? E repare que não é qualquer fuga. É usando um pneu como bote, no meio do oceano e enfrentando um exército armado nas praias cubanas. Alguém me explica isso.

Responder

    Vitor em 09/10/2013 - 17h16 comentou:

    Olavo, para de fazer perguntas que os gênios não tem resposta…
    Ah, desculpa, tem sim… é culpa do imperialismo americano! Kkkkkk

    Paulo Henrique em 13/10/2013 - 12h59 comentou:

    Engraçado, quem se desloca dos países capitalistas para outros não é "fugitivo" (apenas de brasileiros são vários arriscando a vida para atravessar um deserto todo ano), mas quem se desloca de Cuba é "fugitivo". Aliás, pessoas que saem de Cuba não são tantas assim comparadas com de outros países capitalistas. E não é porque Cuba "prende as pessoas", pois quem quiser pode sair sim (a "ilha-prisão" é um mito ridículo). Aliás, Cuba até faz questão que os cubanos que estão nos EUA visitem ou voltem para a ilha para ajudar a economia frágil (devido ao bloqueio) com seus dólares.

jr fidalgo em 09/10/2013 - 11h03 comentou:

Eu Sonhei com Sandinistas http://www.youtube.com/watch?v=NUeBPlvBpVI&fe

Responder

Antonio em 09/10/2013 - 11h19 comentou:

Basta verificar no site :
http://www.cbnfoz.com.br/noticias-do-brasil/edito

Responder

Alexandre Cardoso em 09/10/2013 - 12h31 comentou:

O Presidente Maduro quer que o governo o autorize a governar por decreto. Estilo ditadura militar. Muito bom esse chavismo sem aspas, realmente.

Responder

Marcos Godoi em 09/10/2013 - 12h36 comentou:

Acho que vai precisar de um novo update…

Entrevista da Marina para o Estadão:

O governo Dilma foi "chavista", como a sra. teria dito, ao patrocinar o projeto que restringia a criação de novos partidos?
Quando me referi à ideia do chavismo foi no espaço do comportamento político, de que não possa prosperar outra força política.
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,eduar

Responder

Ronie Costa em 09/10/2013 - 12h46 comentou:

Parabéns pelo texto, e principalmente pela coragem de dizer estas palavras. Infelizmente há setores da própria esquerda que se esquecem do quanto se avançou na América Latina em termos socioeconômicos, com o advento do chavismo.

Responder

Vitor em 09/10/2013 - 12h51 comentou:

"processo de judicialização da política no Brasil" — Acho que você confundiu Cynara, na verdade o que está ocorrendo é politização do judiciário! E isso é bem claro!

Responder

Vitor em 09/10/2013 - 12h59 comentou:

Kkkkkkkkkkkkkk… Se tivesse mais chavismo no Brasil já estaríamos com a inflação na casa dos 25% e corrupção pior que a Líbia! Gênia!

Responder

Milton em 09/10/2013 - 13h31 comentou:

Faltou acrescentar que estaríamos todos sem papel higiênico para limpar o traseiro.

Responder

Luiz Alves em 09/10/2013 - 14h22 comentou:

Fiquei assobrado quando ouvi uma rádio (Band News ou CBN) destacar em reportagem que Marina Silva alegou com uma das razões de seu pleito eleitoral é "estancar a chavinização do Brasil pelo PT". Nem a Globo ousou afirmar textualmente essa mentira que tentam passar nas entrelinhas. Fiquei abismado! Sou jornalista, adoro as matérias de Cynara.

Responder

marcio ramos em 09/10/2013 - 14h47 comentou:

Xo Xua cada macaco no seu galho… e cada um puxa a brasa pra sua sardinha… a detestável Marina fundamentalista de idéias toscas não sabe o que diz… e alguem precisa dizer isso mil vezes… mas cá entre nós o que este povo quer seja de que partido for seja em que regiao do mundo for é o poder… o poder todo mundo quer… nem que seja aquele podersinho… e pra governar de boa o povo precisa de comida e casa e posto de saude,com isso nao precisa de mais nada tá feito o embroglio… em terra de sapo coaxem com eles… e viva o chavismo o capitalismo o comunismo o pqparismo o puxasaquismo e outros ismos desde que lembre-se tenha comida, casa e posto de saude perto de casa…
http://redecastorphoto.blogspot.com.br/

Responder

Andrey em 09/10/2013 - 14h50 comentou:

O texto contém informações falsas que atentam sobre a pertinência e validade de seu conteúdo. O uso de informações falaciosas, disfarçadas por trás de estatísticas e números, acaba por fragilizar todo sua mensagem, uma vez que este perde sua sustentação – e creio que a discussão incitada pelo artigo é deveras interessante, uma vez que abre novas possibilidades para o nosso próprio futuro.

No caso, falo das duas vantagens do chavismo, de fato, substanciais, ou seja, não meramente opinativas; são elas o fato da Venezuela ter o maior salário mínimo da região e sua superação do analfabetismo.

As duas afirmações me soaram estranhas, boas demais para serem toda a verdade. Resolvi pesquisar e tentar conferir por mim sua veracidade.

Quanto ao salário… Nominalmente, ele pode figurar no topo dos soldos da América Latina; porém, essa é só metade da história. Some à equação outras variáveis como inflação fora de controle, poder de compra real da população, taxa de câmbio oficial supervalorizada e esse salário cai várias posições desse ranking. Ilustrativamente, não custa lembrar a época no Brasil em que nossa moeda era contada em milhões de cruzeiros e essa cifra impressionante não significava nada.

Quanto à alfabetização… É fato que a Venezuela desenvolveu programas intensivos de alfabetização de sua população. Sem entrar no mérito da eficácia e validade dos seus resultados, mas atentando somente a seus números finais temos aí uma mentira – e aqui não cabem eufemismos -, conforme própria declaração da UNESCO. A referida declaração foi "autoconcendente", da própria UNESCO houve a congratulação pelos esforços empreendidos. Mesmo desconsiderando uma possível maquiagem de valores, como a real taxa de analfabetos nos censos originais, e métricas, a faixa etária considerada para fins da análise, o país não alcançou – em seu ápice – os limiares estabelecidos pela organização para ser considerada livre do analfabetismo.

Alguns dos links, visitados em minha pesquisa:
* http://stats.uis.unesco.org/unesco/TableViewer/do
* http://www.vcrisis.com/?content=pr/200607101243
* http://www.laverdad.com/economia/339-salario-mini
* http://www.planetaenfuego.net/archivos/el-salario
* http://informe21.com/actualidad/expertos-desmient

Para o bem da discussão, entendo que os pontos acimas deveriam ser revisitados no texto, creio ser interessante separarmos o joio do trigo, ou, no caso, propaganda de realidade.

Responder

    Leonardo em 10/10/2013 - 21h52 comentou:

    Excelente TEXTO. muito bom mesmo!

Fauzi Achôa em 09/10/2013 - 14h56 comentou:

Maravilhosa crônica. Quero assinar embaixo. Não tenho nada a acrescentar nem a retirar.
Saudaçoes. Avante.

Responder

José Carlos em 09/10/2013 - 15h10 comentou:

O pt não conseguiu (ainda) implantar o bolivarianismo no Brasil principalmente porque aqui, ao contrário de Venezuela e Argentina por exemplo, as instituições são um pouco mais sólidas. Mas o que vemos é um constante e gradual aparelhamento das instituições, que servem aos interesses do partido, não do povo.
Os argumentos mostrados só mostram revolução gramcista que vivemos:
– o pt investe pesadamente na "conscientização" da juventude. Aprende-se na escola que capitalismo é "do demonho" e socialismo é o céu na terra (contrariando a história das civilizações);
– MST pinta e borda, invade, destrói e expulsa os donos de terras produtivas, o governo faz que não é com ele.
– o estado é laico, não é ateu. Não sou católico, sou protestante, mas entendo que tirar símbolos de outras religiões, que ja fazem parte da história e cultura do país, é um desrespeito a laicidade do país, seja um simbolo católico, das religiões afros (como existem em Salvador) ou pagãs (como a deusa Têmis).
– as privatizações foram( e ainda são) necessárias. Prova disso é q o pt vem até hoje privatizando (vide aeroportos, pré-sal). Antes um empresa privatizada e rendendo lucros e impostos, como a Vale, que uma empresa estatal péssimamente admistrada com interesses partidários, como a Petrobrás.
Vade retro Chavismo!!!

Responder

Pedro em 09/10/2013 - 16h08 comentou:

Venezuela não aquele país que tá com inflação acumulada de 42 %? Acho que o salário mínimo tá baixo hein…

Responder

Felipe Mateos em 09/10/2013 - 16h28 comentou:

É Cynara, eu me enganei. Confiei na nota e no post de pedro abramovay. Reconheço aqui meu equívoco. Bjs
Felipe Mateos
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,eduar

Responder

Alexandre Vieira em 09/10/2013 - 17h16 comentou:

Na Venezuela não tem analfabetismo e não tem papel higiênico.

Economia em frangalhos, violência em níveis astronômicos, polícia do partido nas ruas… um paraíso.

Responder

Guilherme Scalzilli em 09/10/2013 - 18h01 comentou:

Construindo Marina

A novela midiática em torno da tal Rede ajudou a popularizar a candidatura de Marina Silva com uma eficácia de fazer inveja a muitos publicitários espertos.
Talvez não houvesse mesmo outro interesse por trás da mal encenada esquizofrenia dos analistas, que ora condenavam o oportunismo dos novos partidos, ora lamentavam o rigor legal imposto à honrosa exceção “sustentável”. A própria tentativa de criação da legenda soa demasiado amadora e inocente para os personagens envolvidos.
A construção de Marina sobressaiu nos argumentos usados para incensá-la. Seu grupo obscuro, de plataforma desconhecida e métodos esquisitos, se transformou na esperança de renovação política nacional. Menos de 500 mil assinaturas, num total de 140 milhões de eleitores, ganharam dimensões messiânicas. Um distante segundo lugar (estimulado) nas pesquisas de opinião passou a representar uma força capaz de impedir a vitória petista no primeiro turno.
A astúcia da manobra é inegável. As maiores fragilidades eleitorais de Marina sempre foram o baixo índice de reconhecimento popular e o escasso tempo de propaganda a seu dispor. Fatais para qualquer pré-candidato sem grandes recursos financeiros, essas limitações sumiram durante a contínua exposição da ex-senadora, nos horários e espaços nobres dos grandes veículos de comunicação do país, em plena fase de alianças partidárias visando 2014.
Há poucas semanas, Marina Silva era uma figura política tristonha, ameaçada pela irrelevância, atolada num confuso esboço de partido que não conseguia sequer legalizar-se. Hoje ela ocupa o centro das atenções, esbanja triunfalismo e encabeça um projeto de respeitável estrutura administrativa. Missão cumprida.
http://guilhermescalzilli.blogspot.com.br/2013/04

Responder

Felipe Gonçalves em 09/10/2013 - 18h03 comentou:

Pergunto, então, por que a blogueira não está na Venezuela?

Responder

David em 09/10/2013 - 22h05 comentou:

É Marina Silva, infelizmente você é evangélica. E esse nosso país é de maioria católico-revanchista.

Responder

Paulo Henrique em 09/10/2013 - 22h14 comentou:

Os direitistas aqui dos comentários esqueceram que a Venezuela não começou na década passada. O negócio é simples: é só comparar o antes e o depois da Era Chávez. A Venezuela já foi vergonhosamente um poço de neoliberalismo e as diferenças destas duas eras são gritantes.

(e quando eu digo que época que representa mais conquistas é óbvio que estou falando conquistas para a massa trabalhadora e pobre e não para megaempresários, banqueiros e barões da mídia privada, como a golpista RCTV – estranho: nenhum dos direitistas aqui dos comentários que falavam em "liberdade de expressão" ousaram falar na RCTV, por quê? Vergonha de usar aquilo (que fez o que fez, todos nós sabemos) como bandeira de "liberdade de imprensa"?.

Responder

Bruno Campos em 09/10/2013 - 22h41 comentou:

Cara socialista morena, você falta com a verdade quando diz que a Marina defendeu pastores "fundamentalistas". Não foi bem assim: ela apenas manifestou uma opinião que se encaixa bem para você– onde alguns grupos, a pretexto de combater um posicionamento de determinado pastor deputado, persegue os evangélicos.
Quanto a Venezuela…. Bem o que dizer de uma país que não tem nem papel higiênico, e tem o maior índice de inflação da América Latina.
Seu texto é lamentável em todos os sentidos: É preconceituoso em relação aos evangélicos, tem uma interpretação equivocada do que seja democracia e transmite uma falsa realidade da situação dos países que menciona. Acho que nunca mais vocÊ vai escrever algo tão ruim! Isso não deixa de ser um consolo.

Responder

AleMGMG em 10/10/2013 - 01h19 comentou:

Então vejamos: o ex-presidente Lula, que se comparou a Getúlio Vargas e JK, não chegou nem a Hugo Chaves. Então vejamos, o PT não chega nem ao chavismo. Falam muito e fazem pouco, bico longo e voo curto (parafraseando o próprio ex-presidente Lula, sem trocadilho e com trocadilho, que bicho é?). Afora isso, quantos países não tem analfabetismo e conta com todas a qualidades que se falou no texto sem chavismo!

Responder

Bacellar em 10/10/2013 - 16h49 comentou:

To falando que é praga chata e ruim de exterminar…

Responder

Gil em 10/10/2013 - 17h16 comentou:

Analfabetismo erradicado na Venezuela e na Bolívia… Dados da Unesco. Ah, faça me rir. Estamos falando da mesma Bolívia e Venezuela que eu conheço? A morena aí deu uma pisadinha, pelo menos, nestes países pra ter, que seja, vaga ideia da realidade por lá? Sugiro um tour, minha querida, pelas periferias e interiores dessas nações bolivarianas.

Responder

oliveira castro em 10/10/2013 - 17h23 comentou:

O decadente chavismo através da tal revolução bolivariana mesclou o socialismo autoritário com populismo ancorado totalmente nos recursos petrolíferos. Já no Brasil, temos o lulismo que é menos pior, respeita contratos privados e dá de dez no chavismo.

Responder

João Paulo em 12/10/2013 - 17h18 comentou:

Cynara, você poderia explicar como seria essa lei de meios(de comunicação)? Ou fazer um post só sobre este assunto ? Pois Nós sabemos que as grandes Empresas dos meios de comunicação fariam o maior estardalhaço contra qualquer lei que mexesse nos interesses delas.

Responder

Zilda em 13/11/2013 - 19h28 comentou:

Joaquim Barbosa, o espancador de mulher, que abriu uma empresa de fachada para comprar um imóvel em Miami, a preço de banana (o que foi declarado, claro U$ 10,00), usando o endereço do imóvel funcional onde reside – que é proibido pelo Estatuto do Servidor Público; que viajou dezenove vezes à custa do erário público – estando de licença médica – para Fortaleza, Bahia, Rio de Janeiro, S.Paulo; que levou uma ´jornalista da Globo, às custas do erário público, para cobrir a viagem dele à Costa Rica; que acumula o maior número de processos sem andamento e não leu os autos da Ação 470 e fez seu parecer com base na historinha contada pelo "prevaricador"-geral da República e condena pessoas a 10 anos de prisão sem nenhuma prova. Este é o homem que merece seus cumprimentos?!…..Bah!………Tá difícil conviver com essa esquerda rançosa, vingativa e que por isso, perdeu o senso de justiça. Pensei que as esquerdas de uma maneira geral quisessem justiça e para tal, pagar pelo crime de caixa dois. Agora, comemorar justiçamento, francamente!!!!…

Responder

robson em 15/11/2013 - 02h59 comentou:

Cynara, acho que aqui vc perdeu a mão. Do título a última palavra do post. Não precisava.

Responder

Miranda em 30/01/2014 - 03h16 comentou:

"O governo teria investido na conscientização da juventude, que seria menos permeável à influência dos meios de comunicação e saberia muito bem as razões para ir às ruas protestar quando necessário".
Vou traduzir agora, transformar a juventude em um bando de alienados, com visão fechada, e vendo o PT como salvadores da humanidade, pregando ódio contra "capitalismo opressor", uma sociedade formada de VAGABUNDOS que "mamam" nas tetas do governo.

Responder

Idiota Útil em 14/02/2014 - 18h17 comentou:

O Bolivarianismo é bom… só tem que se acostumar em ficar sem limpar a bunda e pegar filas para comprar coisas básicas…

Responder

Bea em 16/02/2014 - 19h10 comentou:

quem acredita que a Bolívia é livre do analfabetismo nunca colocou os pés naquele país miserável! mas enfim, cada um acredita no que quiser, tem quem até acredite no PT, vejam só!

Responder

Mr R em 16/02/2014 - 19h57 comentou:

hahahaha
Quer comentar sobre o salário minimo da venezuela ser o maior da américa latina mas esquece de comentar a inflação de 50% e o desabastecimento.
Poser!

Responder

Júlio em 16/02/2014 - 20h18 comentou:

A autora desta tentativa de texto é uma irresponsável e insensível; que vá se solidarizar e socializar seus bens nas praças de Caracas agora.

Responder

Ricardo em 16/02/2014 - 21h46 comentou:

A que se deve a situação caótica vivida na Venezuela, se o Chavismo é tão perfeito quanto descrito no seu post? A Venezuela não representa o verdadeiro socialismo (ou chavismo)?

Responder

peass2 em 16/02/2014 - 22h47 comentou:

Venezuela está indo muito bem com o Chavismo. Não há mais pobres, não há miséria, e economia está bem e não há analfabetos. A saúde é escandinava.

Responder

Flávio em 19/02/2014 - 20h22 comentou:

Um up aqui:
"O governo teria investido na conscientização da juventude, que seria menos permeável à influência dos meios de comunicação e saberia muito bem as razões para ir às ruas protestar quando necessário"

O que vc diz agora?

Responder

Edson em 22/08/2014 - 14h59 comentou:

Não há nenhum texto sobre a Venezuela ou o chavismo em 2014, ano de protestos, assassinatos, perseguição política, escassez de produtos e, agora, controle do estado sobre quanto cada pessoa pode ter sendo implementado. Pq será? A Venezuela passou a dar vergonha?

Responder

Jefferson em 02/09/2014 - 19h52 comentou:

Marina Silva, neste vídeo, comenta sobre certos aspectos do Chavismo no Brasil, em relação ao ambiente democrático. Mas ela usou a frase chavismo numa reunião particular e num momento emocional. É preciso assistir o vídeo para compreender. https://www.youtube.com/watch?v=xX6Rnbc4_d0

Na Venezuela, o poder judiciário praticamente NÃO EXISTE. E Marina e Rede foram vítimas de uma manipulação deste poder aqui no Brasil.

Responder

alã moreria em 06/09/2014 - 18h29 comentou:

eu atesto o que disse a blogueira! estive na Venezuela por duas ocasiões, a primeira onde a imprensa brasileira estava "metendo o pau" na venezuela, e vi os fatos que realmente estava ocorrendo, a população de baixa renda em sua maioria apoiando hugo chaves e uma minoria da elite contra o chaves, o que contrariava as afirmações feitas pelo JN.

Responder

Rodrigo em 24/10/2014 - 20h32 comentou:

É simples: governos de esquerda se preocupam com povo, governos de direita não dão a mínima.

Responder

Deixe uma resposta

 


Mais publicações

Politik

O PT derrota a elite (e sua imprensa) pela quarta vez com a força…


O PT não é um partido perfeito, longe disso. O PT cometeu erros. Mas, se fosse derrotada hoje, Dilma Rousseff o seria pelos acertos do PT. Não pelos erros. A elite brasileira e a imprensa…

Politik

Parente é serpente: o curioso destino político da família Genro


Você que não aguenta mais, às vésperas de eleição, discussões sobre política em família, devia agradecer a Deus por não ter nascido um Genro. Ali sim é que o bicho tá pegando. A filha, Luciana,…